Thursday, September 21, 2006

O que foi notícia ( continuação)

Não sou de assistir a jogos de beisebol porque não entendo. Mesmo tendo marido que já foi jogador na adolescência nos tempos em que ainda os kaikans tinham grande força, nunca consegui entender como se joga. A não ser participando em um deles, mas como pra mulheres se chama softball, fiquei na mesma.
Ultimamente o que chama mais a atenção nos jornais, não é a eterna cabeçada do Zidane, nem as performances de Ronaldinho Gaúcho, mas duas personalidades que caíram no gosto do público...

O Príncipe dos Lencinhos: Geralmente jogos de beisebol de colégio revelam novos talentos para os grandes clubes. Ichiro, Shinjo e outros mais cotados começaram desta forma. Mas obtiveram fama depois de fazerem carreira nos grandes clubes, mas nunca antes. Exceção feita recentemente a um colegial de Waseda, que ganhou notoriedade nacional. Yuki Saito, jogador do clube colegial da Universidade Waseda, além de levar o clube a vitória no campeonato nacional, pela primeira vez, ainda ganhou fama pelo fato de usar ... lenços para enxugar o suor do rosto. Chegou ao ponto de ser idolatrado pelas donas-de-casa, derrubando o ator coreano Bae Young Joon na prefência delas, conforme lido neste artigo.
Detalhe: Saito não está nem aí com o barulho.

A Volta de Godzilla: Depois de ter conquistado Tóquio, agora ele está tentando conquistar os Estados Unidos. Com sua força, tamanho e inúmeros home-runs... Home runs??? Pra quem estava pensando que estava falando do monstrengo Godzilla, que pela enésima vez destrói Tóquio em seus filmes, enganou-se. Estou falando de Hideki Matsui, ex-jogador do Yomiuri Giants e agora batedor no New York Yankees. Famoso pelo tamanho e pela velocidade de rebater as bolas, ganhou o carinhoso apelido de Godzilla por motivos óbvios. Imagine receber uma bolada rebatida desse sujeito, que chega a uma velocidade de 140 km/hora. Ficar em coma seria pouco. Mas, em maio deste ano, ao pegar uma bola durante um campeonato, caiu de mau jeito e quebrou o pulso. Depois de muita reabilitação e merecido repouso, os rivais tiveram uma surpresa quando, este mês ele voltou. E com a mesma força de sempre.

Imagine levar uma bolada rebatida por ele!

Shinjo, o performancer: Fala que vai se aposentar, mas sempre está na mídia, seja na propaganda de agência de viagens seja em café enlatado. Tsuyoshi Shinjo, rebatedor do clube Nippon Ham de Hokkaido, sempre a cada início de partida, ele sempre está lá, fazendo alguma surpresa, ou mascarado ou aparecendo do alto em um globo de discoteca. Mais recentemente, deu de ser mágico - algemado em uma caixa, aparece depois pilotando uma moto! Será que os jogos são tão monótonos assim ou ele está ganhando alguns trocos por baixo?

Ichiro vai bem, obrigado: Acharam que depois de tudo isso, o famoso Ichiro Suzuki, do Mariners, estava fora de cena? Ele ainda está na ativa, continuando a defender o seu time ( e dá-lhes home runs) e também o oficial japonês. Sem falar da propaganda do energético Yunker, o qual ele aparece vestido com o uniforme oficial do time do Japão, claro.


Se depender dos fabricantes, este menino vai acabar impulsionando a venda de lencinhos pelo mundo afora...

No comments:

Post a Comment