Thursday, October 05, 2006

Memória de Elefante, eu???

Não sei de onde muita gente, inclusive meu kinguio encantado, diz que tenho uma facilidade de lembrar muita coisa ou quase tudo. Em casa, pra começar, quando estamos assistindo TV, aparece um artista de trocentos anos atrás que apareceu de repente, logo meu kinguio pergunta: "Como era o nome dele mesmo?" Obviamente eu respondo, e não sei como, acerto.
A mesma coisa acontece quando estamos num grupo de três (eu, kinguio e o amigo do kinguio) e conversa vai, conversa vem, acabamos por abordar temas que nem sei de onde lembro, e nem sei COMO lembro. Bem como os fatos que acontecerem no mês retrasado, ainda nem sei como lembro e além disso com detalhes! Posso lembrar até grupos ou músicas, desenhos animados ou alguns seriados, alguns filmes e poucas novelas, mas porque certas imagens ficam na memória ainda mais quando se é criança.
Muita gente fala que comigo assunto nunca faltaria, mas o problema surge para mim se falarem de novelas e música atual, isso eu admito, sou bem por fora mesmo. Ultimamente, melhor dizendo, desde que estou aqui, é bem mais fácil perguntar pra mim quem está nas paradas de sucesso, quem é a personalidade mais bem cotada (se colocar a lista, haja parágrafo), qual a novela que tal artista participou... daqui do Japão mesmo, porque se perguntarem do resto, confesso mesmo, não sei. (Se bem que tem horas que não agüento mais ouvir "You're Beautiful" do James Blunt, coisa mais recente e que toda vez que aparece o comercial da Toyota/Vitz - aquele que tem um micro-porquinho - toca essa dita música, perdoem-me os fãs). Porém, se pôr na mesa de bar um assunto sobre desenhos animados das antigas, bem provavelmente poderei desenterrar - segundo dizem - até o desconhecido "Anjo do Espaço" e "Jonny Quest" a primeira fase.
No serviço acontece quase a mesma coisa, dizem. Uma hora a gente está falando disso e daquilo e acabo lembrando de uma coisa mais além. Coisa que tem a ver, mas de trocentos anos atrás, sabem? Bem como de histórico de clientes e o que aconteceu trocentos tempos atrás. Isso, dizem, se mencionarem o nome. Como disse, dependendo do fato se foi muito marcante (dependendo mais ainda, traumatizante, pois onde trabalho vai desde cantadas baratas que nem Wando supera até mandar a décima geração pra sabe onde), claro que vou acabar lembrando, principalmente se a dita pessoa ficou uma eternidade no maior lenga-lenga aproveitando que a ligação era gratuita.
Mas tem horas que realmente nem lembro o que comi na noite passada.
PS : Falam que peixe é bom pra memória, mas como peixe uma vez por semana e olha lá!



Memória de elefante, não! Apesar que ele começou a fazer comercial de extrato de tomate que minha mãe consome até hoje e a gente conhece como "Extrato de Tomate Elefante"....

No comments:

Post a Comment