Thursday, October 05, 2006

Mês novo, as mesmas coisas....

Sempre quando se finda um mês, faço mil planos e dezenas de promessas que não sei porquê, pois depois nunca cumpro nem um terço deles. Depois que recebo o "cebolão" (um dos eufeminismos para salário, pois quando abro o holerite - que já é verde - dá vontade de chorar mesmo!), fico já contando o pagamento das contas dos telefones (meu celular e nosso residencial), da provedora, das ligações internacionais, dos interurbanos (tá, vêm a cada três meses, mas enche o saco), do meu passe de trem, do meu passe de ônibus (juro que ano que vem, depois que renovar meu visto de permanência, mudo-me para um apartamento mais perto da estação, só pra não ter que ficar dependendo de ônibus todo dia! Mas trem não tem jeito mesmo.), do aluguel do apertamento, ops, apartamento, da fatura do cartão... E o que sobra ainda tenho que guardar para alguma emergência e enviar um pouco para meus pais, isso se sobrar! Além disso tem que sobrar alguma coisa para comer e alguma eventualidade, até o próximo salário.
Todo dia 15 do mês é a mesma coisa - recebo o holerite, vejo minha conta bancária e as contas chegando. Fora ainda que todo ano tenho que pagar o bendito do imposto residencial a cada dois meses e vai um pedaço da minha renda. Isso no que dá trabalhar demais! Muito trabalho = salário razoável = imposto alto.
E se eu quero comprar alguma revista? Teve vezes que deixei de comprar uma coisa que eu queria muito pra isso. Mangás? 100 ienes na Book-Off. E se tiver o cupom de desconto que ganha no "point-card", facilita. DVDs? Tsutaya, mas já faz uma data que não vou pra locar um. CD novo? Espero alguns meses pra depois ir na banca de 100 ienes no Tsutaya ou Book-Off. Só não baixo MP3 porque meu PC não tem DVD-RW como os outros (queriam o quê? Comprei o PC num loja de segunda-mão...).
Roupa só em liquidação e olhe lá. Comida, espero dar o horário para antes fechar para comprar com desconto, vejo se tem oferta e também se não está vencido, claro.
Sempre penso comigo mesma que no mês que vem vai ser diferente, que vou fechar a mão, que vou arrumar isso ou aquilo, mas outubro chegou e o que fiz até então? Bom, separei as revistas que não lerei mais, vou correr atrás do visto permanente e também de algum "flea market", pois estou separando as coisas que não vão mais me servir e vender... E fora pensar onde vou pôr o DVD-Player na sala, pois uma das mudanças que aconteceu neste mês foi que por força do local de trabalho, ficarei um bom tempo sem kinguio em casa, vendo o coitado somente uma vez por semana. Se bem que mesmo na época que ele trabalhava à noite e a gente nunca se via, agora está difícil acostumar que ele está a uma hora daqui (de trem), e levou parte dos móveis para o alojamento onde ele está. Se bem que ano que vem, se tudo der certo, mudo-me para uma estação mais próxima dele e a gente volta a rotina normal. Antes que alguém diga se a gente separou, já respondo: NAO!!!!
Espero que até final deste ano eu consiga:

1- Juntar dinheiro para ver se a gente muda de casa mais perto de estação de trem (para favorecer nós dois, claro, no quesito ir ao trabalho), pois vocês pensam que alugar um apartamento ou casa aqui sai barato?
2- Meu visto permanente para depois kinguio conseguir o dele.
3- Renovar o bendito shaken do nosso carro, pois é feito bianualmente e esquecemos que este ano tinha que renovar. Resultado: nunca nosso dinheiro do aluguel do estacionamento foi tão aproveitado (em outras palavras: o carro está no estacionamento, pois sem shaken não pode guiar o carro nem em sonho!).
4- Participar de um flea market.
5- Tirar dez dias de férias. Não, não vou viajar, mas preciso usar minhas férias antes que eu as perca em abril.
6- Juntar dinheiro.
7- Perder dez quilos extras. Já perdi a metade até então.
8- Arrumar as fotos.
9- Arrumar meus recortes de jornais.
10- Juntar dinheiro.

Olha, eu enumero isso e depois acabo cumprindo somente a metade!

No comments:

Post a Comment