Saturday, March 10, 2007

A Lei de Murphy que nos persegue a toda hora

Todo mundo sabe da Lei de Murphy, aquela do "o que tem que dar errado, dá errado". Mas a gente nunca parou pra pensar que tudo o que acontece de errado no seu, no meu, no nosso dia-a-dia, é tudo Lei de Murphy.

Ah, estão duvidando? Então lá vai...

Pão com manteiga cai sempre com a manteiga pra baixo: isso já foi cientificamente comprovado, com a lei da gravidade. Mas não precisa ser necessariamente a manteiga, pode ser geléia, queijo derretido, manteiga de amendoim...

O ônibus acabou de passar quando você chega ao ponto: pra mim e pro meu kinguio encantado, essa é de lei: toda ida e toda volta do trabalho, a gente chega no ponto, o ônibus que passa perto de casa ou pro terminal, acabou de sair. Dependendo do dia e da paciência, a gente acaba pegando um que vai próximo de casa ou anda uns três quarteirões a mais para pegar o outro que também vai pro destino.

Aquela meia-calça recém comprada desfia na primeira usada: Coisa que mais me irrita é descobrir que aquela meia-calça que comprei no dia anterior, desfiou na hora de vestir. Além de ter gasto algumas moedas, vai pro lixo ou vira espanador. Isso depois explico.

...ou desfia no meio de algum evento: Pra ala feminina, atire a primeira meia desfiada quem nunca passou por isso. E só descobre quando vai ao banheiro retocar a maquiagem e vê aquele lindíssimo traçado no meio da perna. E não faz parte do modelo que você comprou, não....

Sempre tem um que empaca a fila: Quando a gente consegue pegar o ônibus no momento exato, na hora de pagar (dependendo do horário, aqui você paga a passagem na entrada ou na saída) sempre tem um ou uma infeliz que empaca na fila, perguntando se é pra pagar na entrada, quanto é, ou colocar o cartão. Ou os três juntos. Isso porque é da terra, imaginem se não fossem...
Uma outra variante seria no caixa eletrônico. Justo na sua vez, a pessoa empaca por não saber operar ou porque faz transações eletrônicas de saque, depósito e remessa para uma cidade inteira.
Uma outra terceira situação seria no supermercado. Você tem a cesta cheia e a pessoa que está na sua frente tem somente um pacote de açúcar e fica enrolando pra dar dinheiro trocado. Isso porque aqui, ninguém enche teus pacovás quando você tem que pagar algo de 100 ienes com uma nota de dez mil.

Chove sempre no dia de sua folga: Teve uma boa época que era fatal: chegava meu dia de folga, despencava aquela chuva, minando minhas possibilidades de dar uma saída de casa ou estender os futons pra tomar sol. Tudo bem que teve dia que não aguentei mesmo e saí. Mas neca de fazer compras, imagine carregar a compra da semana mais um guarda-chuva.

O produto que você estava de olho, a pessoa da sua frente pegou primeiro: Principalmente em liquidações. Perdi a conta de quantas vezes estava de olho naquele produto e vem um e leva justamente aquele em que eu estava cobiçando. Válido também em restaurantes em quilo, self-services e supermercados.

Surge uma espinha no meio do nariz no dia em que vai sair com o bem querido: E isso nem base resolve.

Seu PC trava na hora em que está no final de um grande projeto: Isso todo mundo que trabalha com sistemas, é usuário de algo, passou por isso. E se não fez backup, a situação se torna caso de calamidade pública.

Acaba acordando cedo no seu dia de folga: Seria uma forma mais sensata de... aproveitar melhor o dia?

Existem outros e muitos. Mas isso a gente nunca passa incólume por essa lei.

1 comment:

  1. Bom, como nao pego onibus e nao uso meia calca nao sei dizer se eh verdade. Mas p/ mim eh engracado essa lei. Bom, eh um jeito de achar sentido nas coisas sem sentido.
    Parece que vc nao curte pegar onibus. Alias o que eh "pacovás"?
    abcs Arnaldo

    ReplyDelete