Sunday, June 17, 2007

My Sweet Darling...De novo e sempre!

Para o marido kinguio que me agüenta há oito anos:

Lembra-se do dia em que você foi de surpresa no apartamento que eu morava, em pleno domingo, oito e pouco da manhã e nem esperou eu trocar de roupa e acabei atendendo você de pijama? Ainda bem que ao menos tinha lembrado de lavar o rosto antes. Tudo bem, eu sei que se era pra gente ficar junto, tinha que conhecer ao natural, mas ao menos poderia ter ligado antes. Daí dava tempo pra trocar de roupas, oras!

Pois é, depois daquele dia, muita coisa aconteceu. Certo que já tivemos alguns desentendimentos, mas são normais, pois senão a vida nunca teria graça. Já passamos por momentos muito difíceis, mas com muita coragem a gente conseguiu superar. A gente passou muita dificuldade, já enfrentamos coisas piores, mas a gente conseguiu sair da fase negra e agora estamos na fase de esperança.

Esperança de que todas as coisas melhorem daqui por diante. Como continuar trabalhando, garantindo nosso sustento, garantindo a comida na mesa. Podemos até ficar sem comprar naquele mês uma roupa nova ou ir comer um méqui na esquina de casa, mas ficar sem comida na geladeira e deixar as contas do mês pagas, como telefone, internet, aluguel da casa, isso você nunca deixou faltar.

Até mesmo uma volta no quarteirão de casa à noite, véspera de folga, faz com que a vida seja mais bonita. Mesmo sabendo o tipo de trabalho que levo e que você leva. Claro, não é fácil ouvir todo dia gente gritando no seu ouvido o tempo todo e amassar pão. Oras, a gente precisa se divertir também, não podemos?

Você também me ensinou a caminhar com minhas próprias pernas no sentido de "se virar" aqui nesta terra, não ter medo de se perder, porque o caminho de volta a gente sempre acha. Tanto é que hoje consigo pegar um trem e encontrar vários caminhos alternativos sem ficar com medo de que errou, pronto, e agora.

E também estimulou-me a voltar a estudar a língua local, a melhorar nosso padrão de vida, tanto que, apesar do nosso lar apertado lar, a gente conseguiu alugar um apartamento por conta própria, ter um emprego sem intermediário, comprar um carro. E também estimulou-me a tirar carteira de motorista aqui, pois na hora da emergência...


Claro, como disse, passamos por várias fases difíceis. Chegamos ao fundo do poço, mas a gente conseguiu sair dessa de cabeça erguida. Com nossa perseverança e na crença do Senhor, pois sem fé e esperança, sem crença nem força de vontade, hoje talvez nem estaria escrevendo aqui. Sabe que eu acredito em justiça divina e ela será feita.

Mesmo nos caminhos espinhosos, a gente consegue caminhar de cabeça erguida, pensando no futuro e vivendo o presente. O passado serve como lição para não cometermos os mesmos erros no presente e no futuro.

E mesmo assim, você nunca desanimou, nunca perdeu a esperança. Nem eu, pois se duas pessoas perdem a esperança, nunca conseguiremos encontrá-la. Seguimos em frente e estamos conseguindo, aos poucos, manter nossa vida digna como sempre mantivemos. Mesmo com pouco fundo no final do mês, se é que você entende.

E você me traz a alegria nas horas que estou "por baixo". Seja algum problema no serviço ou a maldita TPM que me aflige e tem horas que você esquece que tenho esse problema e vem você cutucar a onça com vara curta....

Lembre-se de que foi você quem apresentou as músicas do Masaharu, do Southern All Stars e da Zard. Lembrou? Depois fica tirando uma da minha cara quando o Masha aparece na TV. De quem foi a culpa? Quem? Quem? Mas felizmente, você tem bom gosto e respeita meu gosto pelos Beatles. Ora, nem tudo é perfeito.

Seja como for, este ano espero ser o melhor ano de nossas vidas.
E que seu aniversário seja um dos melhores até hoje.

Feliz Aniversário.

No comments:

Post a Comment