Sunday, March 08, 2009

[Discoteca Básica do Empório]: "Os Best Of " de Masaharu Fukuyama

Agora que vou ter o apertamento depredado logo depois que eu terminar essa resenha, mas depois de dois meses sem ter postado nada da "famosa" série "Piggy Sakura Ouve", tirar o atraso vai ser um pulo. Ainda mais que vai ser quatro álbuns de uma vez só. Se desta vez vai ser do cantor-compositor-produtor-ator-fotógrafo-apresentador-de-rádio-faz-tudo Masaharu Fukuyama? Vai, sim senhores e senhoras.

Os quatro álbuns que farei a resenha de hoje são quatro coletâneas dos melhores sucessos dele desde 1990 até 2006. Porque também fica dificil escolher um álbum que tenha feito sucesso e vendido muito. Vai o "Best Of" de uma vez que aí não tem briga.


"M Collection - Kaze wo Sagashiteru" de 1995, traz o início de carreira, contendo os sucessos "Tsuyoku no Ame no Naka" (hoje obrigatória nos shows), as baladas "Koibito" e "Good Night", as animadas "Access" e "Melody" (esta foi sucesso de vendas e passagem unica no Kouhaku Utagassen). Era a fase "fazer um pouco de tudo" pra fazer um certo sucesso, já que nos anos 90 foi o boom de muita gente fazendo sucesso e depois sumia, antes passando para programas de TV (Music Station), comerciais de TV e turnês locais, em pequenos salões e teatros. O encarte traz fotos tiradas por Hideo Oida durante uma viagem feita no meio-oeste dos EUA, com direito a paisagem desertica, cactos e violeiros mexicanos de cantina.



"DEAR ~Magnum Collection 1999~" de 1999, traz um pouco do "M Collection" e mais um pouco do período 1996-98. Marca na verdade, o fim do contrato da BMG (antiga gravadora) com Fukuyama (que mudou-se para agora Universal Music). Além dos citados "Tsuyoku...", "Melody", "Good Night", traz os hits "Hello", Message", "Heart" (preferida de muita gente), e as que sairam em singles como "PEACH!!" e "SQUALL" (cover dele mesmo de uma composição para Yuko Matsumoto). A partir desta fase, percebe-se que deixa um pouco a vertente de rock e parte para baladas e canções mais melódicas.


"SLOW" de 2000, seria mais as músicas selecionadas pelo próprio e com nova remixagem, como "Girl" e "Hold On Me". Detalhe para a capa e a terceira capa do encarte: embora tiradas em épocas diferentes e de fotógrafos idem, a pose é a mesma (a da terceira capa foi aproveitada para o single lançado quase na mesma época - "Niji" / "Himawari"/ "Sore ga subetesa").


"Single Collection 5 nen mono" de 2006, foi dito "o best of mais esperado do Fukuyama". Como o nome diz, foram os singles lançados durante 2000 a 2005 e quase todos eles (exceto "Freedom" foram divulgados em forma de música de comerciais, novelas, aberturas de programas de variedades... As rápidas "The Edge of Chaos" (CM da Suzuki SX4), "Red X Blue" (CM Pocari Sweat), "Love Train" e "Beautiful Day" (ambos da goma de mascar Xylish), as baladas "Milk Tea" (abertura do programa de TV "Koisuru hanicami" de 2006), "Tokyo" (novela "Slow Dance"), "Utsukushii Hana" (CM da Panasonic)... só pra citar.

Em 2006-2007, para a divulgação do álbum, bastou uma turnê nacional em todo o Japão, intitulado "17 nen mono Arena", que pelo nome diz, os 17 anos de carreira (e eu fui, no Saitama Super Arena e no Yokohama Arena).

Falem mal, mas falem dele, as músicas do Fukuyama são boas de se ouvir em qualquer ocasião. Afinal, agora são de 19 anos de carreira.

E pensar que ele saiu de Nagasaki, com 200 mil no bolso e o primeiro show que fez só tinha... nada!!!

Leia Mais da Série:
- The Beatles - Live At The BBC
- The Monkees - Pisces, Aquarius, Capricorn & Jones Ltd.
- Carpenters - From the Top 1965-1983
- The Police - Message in a Box
- Southern All Stars - Ballad 3 - the album of LOVE
- The Rolling Stones: Singles Collection - London Years 1963-1971

No comments:

Post a Comment