Friday, June 26, 2009

O Rei do Pop está Morto, Viva Michael Jackson

Eu sei que nessas horas vai ser notícia batida, mas não dá é pra passar em branco.

Hoje, pela manhã (daqui do Japão mesmo), assistindo ao noticiário matinal que costumo assistir (leia-se "Mezamashi Seven", da Fuji TV), notícia de que Michael Jackson tinha sido hospitalizado às pressas no Hospital Universitário de Los Angeles. Bom, até aquela hora eu pensei: "ah, mas deve ser algo como estresse ou passado mal", afinal, voltar aos palcos depois de muuuuuuuuuito tempo, até o mais experiente dos cantores, ficaria com crise de ansiedade.

Eis que estou eu, dentro da lata de sardinha, mais conhecido como a linha Tokaido da JR indo pro trabalho (hoje entrei mais cedo devido à escala ), tentando ver o noticiário via TV do meu celular, no "Tokudane Times", a notícia.

Apesar dos altos e baixos, é inegável que Michael Jackson pode ser chamado o "Rei do Pop". Só ele mesmo conseguia fazer o moonwalker, tinha um modo único de dançar, de cantar. Tá, eu admito que eu gosto da época até "Thriller" (1982), mas há de convir que depois do hipersupermegamaster sucesso, nada, inclusive ele, foi o mesmo.

Polêmicas à parte a respeito de gostar (de modo nada convencional) de crianças, de ter mudado de côr (uns dizem que era vitiligo, outros dizem que ele fez clareamento de pele, vai saber), de ter um comportamento nada normal, um ponto temos que concordar: dificilmente agora, vai surgir alguém que possa fazer mais sucesso como ele fez. Repetir o feito de "Thriller", por exemplo.

Seja como for, agora Michael Jackson entrou no grupo seleto de astros que mesmo post mortem ainda vai ser lembrado, como Elvis Presley, John Lennon e Freddie Mercury.

Alguns PV para serem lembrados além de "Thriller":

- "Can You Feel It", junto com os irmãos do Jackson Five: Estou tentando me lembrar que ano foi que eu ouvi a primeira vez, mas era do tempo em que na Rede Cultura passava o programa de sábado a noite o "Som Pop", e como não dispunhávamos de video-cassete, eu e meu irmão mais velho pegávamos o gravador, conectavamos na saída do som e gravávamos várias pérolas dos anos 80. Foi num desses sábados que gravamos essa música ainda no tempo que Michael fazia parte do quinteto formado por seus irmãos. PV meio tosco, mas vale a pena.

- "Ben", carreira solo 1972: Acreditem se quiser, e eu também custei a acreditar também que, essa balada era música-tema de um filme de... terror! Quem não se lembra de um filme de terror classe C chamado "Ben, o rato assassino" (que era sequencia de outro filme anterior, "Calafrio"). Isso no que dava quando eu tinha meus doze ou treze anos ficar assistindo filme de terror às quintas a noite. Depois que fiquei sabendo que era Michael Jackson que cantava, até hoje estou custando pra acreditar. Esse vídeo foi gravado no programa de 1973 do casal Sonny & Cher.

- "Don't Stop till You Get Enough", de "Off the Wall" (1979): Os menos avisados, vão lembrar da introdução e o meio do instrumental que era tema do programa "Video Show" na década de 90. Já dava para notar que logo logo Jackson já ia inovar em matéria de dançar e cantar e produzir videoclipes. E isso era o começo...

- "Beat It", do megasucesso "Thriller" (1982): Esse PV foi (in)devidamente comentado por Marcos Mion no extinto programa da MTV "Os Piores Clipes do Mundo", já foi parodiado por Weird Al Yankovic com "Eat It", mas foi uma das primeiras músicas a estourar nas paradas de sucesso nas rádios e na MTV quando estava começando... Esqueçam os mullets dos branquelos e da cara de mau fake dos manos, na gangue, Jackson era o rei.

- "Say Say Say", dupla de dois com Paul McCartney (do album "Pipes of Peace" do Sir Macca, 1983): Se Paul já colaborou com "Girlfriend" ("Off the Wall") e "The Girl is Mine" ("Thriller"), nada mais justo Jackson "dar uma mão", co-compositando com "Say Say Say". O PV é bem divertido, que diria Sir Macca e Jackson fazendo papel de trambiqueiros pra ajudar um orfanato? Dizem que depois desta colaboração, Jackson comprou todos os direitos das músicas dos Beatles no leilão e a amizade meio que azedou...

- "Thriller", o megasucesso do album homônimo (1982): Tá bom, gente, eu não ia postar pra não ficar batido, mas não teve jeito. Não temos como não associar "Thriller" com Michael Jackson e o minifilme que fez enorme sucesso. Dirigido por John Landis, foi o primeiro videoclipe a passar mais de cinco minutos, com história, efeitos especiais e até narração de Vincent Price, um dos atores a interpretar Drácula. Além dos efeitos especiais no início do filme, a dança com os zumbis vale a visita.



Já imitado, mas nunca igualado: até o ex-lutador Bob Sapp quis tirar uma casquinha.

4 comments:

  1. Bela homenagem ao rei do pop americano! Eu particularmente gostava de Billie Jean e Remember the Time, mas sou doida pra saber até hoje como dança thriller rs... só sei na hora que bate as mãos no alto e junta as pernas rs...

    ReplyDelete
  2. Bah, nao foi aquela homenagem master, mas só pra não esquecer, afinal, "Thriller" marcou minha pré-adolescencia. Depois que ele desbotou, eu não consegui ouvir mais nada dele. Mas, espero que agora que ele descanse em paz.

    ReplyDelete
  3. Primeira vez q vejo uma pessoa anunciar a passagem pro outro lado e dar VIVAS ao mesmo tempo...isso só podia ser coisa sua mesmo..XDD

    Ahh quero que vc leia o meu post de despedida do MJ e comentasse a respeito..queia saber tua opinião...rsrs

    kissu

    ReplyDelete