Wednesday, June 24, 2009

Semana Fuji Rock Festival 2009: Novatos e Veteranos


Assim como os citados festivais internacionais como Coachella, Glastonbury e outros menos cotados, o Fuji Rock Festival serve como palco (literalmente) para a apresentação de novas e veteranas bandas, para que satisfaçam todos os gostos. Ou quase, se é que me entendem.

Quem viu o site oficial e o line up das bandas que irão se apresentar, vão reclamar que "falta esse, falta aquele, falta muito". Acho que até a comuna verde-amarela que mora aqui vai falar um monte, mas as melhores bandas indie que temos lá, estão com falta de verba. (Querem dois sites bons de música indie e de qualidade? O Move That Jukebox, que está na barra a esquerda e o Esquema.) E ninguém em sã consciência vai trazer grupo de pagode num show de rock, já é pedir pra receber garrafada no meio do show. Também seria uma boa chance pro pessoal conhecer novas bandas, relembrar dos veteranos e se desestressar um pouco mais.

Certo que virão aqueles que acabaram de lançar material novo (Oasis, Franz Ferdinand, Weezer, Lily Allen), os veteranos (Towa Tei, Patti Smith, Public Enemy, Paul Weller, Neville Brothers, Tokyo Ska Paradise Orchestra), e os que estão começando agora ( White Lies, Peaches, 80kidz...). Sem falar de artistas indie, dance e música eletrônica. Falando em música eletrônica, bem que o FatBoy Slim deveria ter dado uma esticadinha pro Fuji Rock, mas preferiu fazer uma rave em Hakkejima (sim, fica a uma hora de carro da minha casa!!!) no dia 6 de junho e aí ficou. Ou o Chemical Brothers.

Pra dizer a verdade, rock japonês eu não conheço quase nada. Se bem que o Asian Kung-Fu Generation (mezzo emo, mezzo indie) dá pra encarar. Tem o trio Sambomaster, Love Psychedelico... Acho que até o Southern All Stars dava pra participar, afinal, Kuwata consegue levantar o povo, mas como o grupo resolveu tirar férias por prazo indeterminado... Ninguém manda eu ouvir muito j-pop, categoria que não se encaixa neste festival.

Estava vendo melhor o line up das bandas e cantores, o filé mignon ficou no primeiro dia: imagine o Oasis no mesmo dia que o ídolo-mor deles Paul Weller (The Jam), que a Patti Smith (eterna poetisa do punk que não precisava se mutilar pra ter atitude), que a Lily Allen (encrenqueira porém fofa demais). Só faltou a problemática-mas-tem-um-vozeirão Amy Winehouse.

Seja como for, a maioria dos festivais de música costumam trazer grandes surpresas. Quem sabe para engrossar a lista de one-hit wonders ou ganhar seguidores fiéis, mesmo ainda mantendo a linha indie de ser. Exemplo maior é o Sonic Youth, que já veio aqui, mas mesmo com material novo, desconheço ainda se eles virão. E olha que Thurston Moore está inteiraço! Mesmo assim, eles nunca vão deixar de ser uma banda independente.

Pra quem quiser se preparar e conhecer um pouquinho de alguns grupos/cantores para que, na hora de curtir não ficar é caçando mosca no meio da música, lá vai, mas depois não vem perguntando pra mim o que eu andei bebendo enquanto postava, pois pouca gente sabe que eu tenho um lado meio alternativo de vez em quando.

Mas isso não significa que eu ando ouvindo pagode, axé e outras coisas do gênero. Perdoem-me quem gosta, mas como sempre digo e afirmo: gosto é que nem traseiro, então...


Patti Smith - "Because the Night" : Esta apresentação de 1979 no famoso programa de TV inglesa "The Great Old Whistle Test", traz Patti em boa forma. A música apresentada, quem é mais novo deve conhecer através do 10000 Maniacs ou de Bruce Springsteen. Mas, poucos sabem que ela co-escreveu a música com Bruce. Talvez até hoje umas das mais famosas músicas dessa poetisa do submundo punk, que não precisava usar alfinetes no rosto, nem o penteado moicano e roupas esfarrapadas pra ter atitude. Só o vozeirão rouco e suas letras inspiradas em Rimbaud já fizeram história.



Weezer - "Keep Fishin'": Já mencionei que, por mais que Rivers Cuomo admita que o maior choque que causou aos seus pais ripongos foi dizer que iria terminar a faculdade (realmente até bacharelado terminou), use aquele bigodão medonho, já ter feito cover da Lady GaGa, vai ter aquela cara de nerd estereotipado, shoganai ne... Mas este PV, junto com os Muppets (Caco, o sapo, Miss Piggy, Gonzo, Fozzy...), é o mais fofinho que eu já vi. Lembram do "Muppet Show"? Quase todos os personagens estão lá, inclusive a dupla dos velhos cínicos metidos a críticos no final. Tem certeza mesmo que esse grupo ainda continua sendo garage-post-punk-band??? Claro que tem o famoso "Buddy Holly", "Pork and Beans"...


Lily Allen -"The Fear": Ela lançou o primeiro álbum via myspace, afinal ninguém nunca tinha ouvido falar da inglesa Lily Allen, exceto pelo fato de ser filha de um famoso comediante inglês e afilhada do falecido frontman do The Clash, Joe Strummer. Por mais que ela já aprontou poucas e boas, engordou, emagreceu, pagou peitinho pra alegria dos papparazzi, bateu, apanhou, mas agora Lily criou vergonha na cara, faz mais música que aparecer nos tablóides sensacionalistas. Apesar de ser bem pop, ela não é nada boba. E já mandou os ex-namorados passearem... Claro que ela também já fez a famosa cover de "Womanizer" e deixou os executivos da gravadora de cabelos em pé. Na verdade, foi um pedido feito por Mick Ronson (produtor da Amy Winehouse) e ela mandou pra ele. Resultado: Lily mandou um recado pro Ronson dizendo: "obrigada, Ronson, por ter me deixado em maus lençóis com minha gravadora"... Pra ver que ela tem língua pra lá de afiada mesmo...


Franz Ferdinand - "No You Girls"(new version): Quem acompanha este sítio, desnecessário falar mais deste quarteto escocês, que, por mais que tente, eles também vão continuar sendo indie. Pudera, o grupo não faz shows em lugares megagigantescos, os maiores que eles fizeram foram no Fuji Rock Festival 2006, Coachella 2009 e batem ponto no Glastonbury. Do resto, locais pra cerca de dez mil pessoas. Acho que se eles fizerem no Yokohama Arena, quem sabe... Se o primeiro álbum era mais voltado ao rock com direito a PVs inspirados na arte soviética pós-1917, o segundo era mais maduro. Com o terceiro álbum, que dividiu muita gente, pois trazia mistura de música eletrônica, com dub e claro, rock. Seja como for, Kapranos, McCarthy, Thomson e Hardy vão ter que mandar ver no segundo dia do festival, pois, em Coachella, quem mandou escalar eles no mesmo dia que Paul McCartney e Morrissey? O PV apresentado, foi lançado recentemente, parodiando o comercial do iPod Touch (lembram?), e eles mesmos fizeram. Afinal, terem feito faculdade de artes não foi tempo perdido assim, não...


White Lies - "To Lose My Life": Este trio inglês também já bateu ponto em Coachella e agora virá no Fuji Rock Festival no mesmo dia que Oasis, Patti Smith e Paul Weller. Dizem que os três não viajam juntos, mas seria lenda. Ouvi esta banda pela primeira vez, acreditem, voltando de carro de Narita e, cansada de ouvir os mesmos CDs numa viagem de quase quatro horas, não pensei duas vezes e sintonizei a rádio e tinha um especial com esta banda. Não lembro se foi a Nack5 ou Tokyo FM, mas que depois fui correr atrás da banda...


Perdão pelo post enorme, mas se eu fosse colocar mais gente, ninguém ia ter paciência de ler, mas se não retiraram os vídeos, cliquem onde estão de outra cor e conheçam melhor as músicas para não fazerem feio...

2 comments:

  1. pqp!!!!!! Vc tem o gosto musical tipo igual ao meu!!! Genial!!!

    ReplyDelete
  2. Naka, tudo bem?
    Obrigada pela visita, antecipadamente agradeço.
    Pois é, eu tenho meu lado alternativo, ninguém me entende eheheh. Bem que eu queria ir no Fuji Rock Festival deste ano, mas sem condições, ainda mais que os ingressos acabaram.
    Bom gosto é comigo mesmo ahahah
    Beijao!

    ReplyDelete