Monday, July 06, 2009

Levanta, Sacode a Poeira e Dá a Volta por Cima...

(*Não, o assunto não aborda samba!)

Existem casos e casos de muita gente famosa ou não que uma vez no auge, caiu na pindaíba e quase no esquecimento. Eis que repentinamente, aparece e volta a fazer sucesso. Ou estar bem-sucedido, apesar que volta e meia acabam lembrando do incidente que gerou a queda. Desde que o mundo é mundo, todos nós, seres humanos, temos os altos e baixos. Justamente quando parece que tudo está perdido, uma luz de esperança surge e faz com que voltemos a realidade, que temos a capacidade de se reerguer.

Quando se fala de queda e ascenção de pessoas famosas, primeiro fala-se "fulano fez sucesso com tal coisa e logo depois disso, afundou e agora ressurgiu fazendo outra coisa". Quando falo "afundar", entende-se como "escândalos escabrosos, sexo, mentiras, desculpinhas furadas que não colam nem com durepoxi, bebidas, drogas, puladas de cerca de arame farpado com jacarés e tudo isso mencionado de uma vez só".

Nessas alturas do campeonato vocês, prezados leitores e frequentadores deste sítio, vão tacar pedras no meu (pequeno) apertamento com bilhetinhos, lotar minha caixa de e-mails, entupir a caixa de comentários dizeres como:

"Vai falar do Ronaldo Fofomeno, ops, Fenômeno?! Mas você gosta mais de música e torce pro Tricolor, que eu sei!!"

"Nem venha falar dos atores da Grobo que nem na terra brasilis você nem de férias (quando você tira) vai!!"

"Eu te conheço: vai ser alguém muuuuuito famoso na terra local ahahahahahah...."

"Mas tinha que ter <nome de alguém famoso e popular no sítio> no meio, tinha que ter..."

Desculpem-me se estraguei a piada pronta de muita gente, mas lá vai eu com o meu velho e batido bordão deste sítio.... quem me conhece, sabe: se eu falar de futebol, esporte, whatever, eu não entendo mercadoria alguma, mesmo porque eu vos digo, nem quando a Seleção joga, eu consigo assistir pois não tenho TV a cabo (entre aspas: tenho, mas preciso urgente pedir na imobiliária do prédio onde eu moro, um adaptador que possa usar o decodificador da TV e ter a provedora da internet ao mesmo tempo). Fórmula Um, depois que o Ayrton Senna resolveu disputar uma corrida celestial, perdeu a graça.

Mesma coisa se eu falar de atores da terra brasilis: a maioria (se não todos) são da Grobo. Se um deles pisa no tomate, nem pensar em fazer marquetingue em outra emissora, ou mesmo fazer comercial de outro produto devido ao contrato de exclusividade. Não sei como está hoje, pois não acompanho mesmo a mídia brasileira, gostaria de saber como são em outros países, porque aqui no Japão, até onde sei, os atores/atrizes têm passe livre em fazer novela em quase todas as emissoras, fazer comerciais de inúmeros produtos (depois em algum post oportuno eu falo sobre isso)...

Bom, voltando ao assunto do post, senão eu perco o fio da meada. Só pra citar alguns exemplos de gente famosa que chegou ao fundo do poço e com uma grande ajudinha de amigos (leia-se gente que resolveu apostar pra ver no que dá....), deram a grande volta por cima.

Ringo Starr: Desde que nasceu, o baterista da banda mais famosa de todos os tempos, já viveu seus baixos e altos. O pai abandonou a família quando tinha três anos, teve apendicite aos sete, ficou internado num sanatório por pleurisia dos 13 aos 15 anos, poderia dizer que Ringo vivia numa maré de azar. Nem durante os áureos tempos como baterista dos Beatles, ele teve sorte: durante a turnê européia de 1964, teve que ser operado de amidalite e ficou de fora nos shows de Holanda e Hong Kong. Após o fim do grupo, tentou carreira solo, tentou cinema, tentou fazer shows de TV e nada. Resultado: encontrou o alívio na bebida, junto com a atual esposa. Depois de inúmeras garrafas, um acidente quase fatal de carro, ter metade do intestino retirado numa cirurgia de emergência, Ringo e sua esposa Barbara deram um basta: se internaram numa clinica de reabilitação e hoje não pode nem ver um copo de alcool pela frente. Hoje, "por cima da carne seca", Ringo excursiona com sua banda, a All-Starr Band, embora não seja lugares gigantescos, mas atrai fãs fiéis. Recentemente apareceu com seu colega e amigo Paul McCartney para divulgar o game "The Beatles RockBand". E no ano que vem - sem trocadilhos - terá uma estrela na Walk Of Fame, em Hollywood. Pra quem achou que Ringo seria o primeiro a ir desta pra melhor...

Sean Penn, Robert Downey Jr. e Mickey Rourke: Outrora ídolos dos anos 80, viram suas carreiras quase naufragarem devido aos problemas pessoais, substâncias ílicitas, problemas com a lei... Mas no início dos anos 2000, as coisas começaram a melhorar para esses atores, inclusive culminando com premiações e aclamações favoráveis. Resta saber se eles ainda continuarão a segurar a peteca por um bom tempão....


Sean Penn anteriormente era conhecido como "o marido de Madonna", famoso por suas brigas no tapa (literalmente) com os papparazzi, com os fotógrafos, com a própria mulher, por um pouco, a carreira de ator não foi pro ralo abaixo. Ao darem "mais uma chance", eis que ganhou destaque no filme "Dead Man Walking" ("Os Ultimos Passos de um Homem", 1995), no papel de um condenado no corredor da morte. A partir daí, veio a volta por cima: um pai atormentado pelo homicídio de sua filha em "Mystic River"("Sobre Meninos e Lobos", 2003, o qual ganhou o Oscar de Melhor Ator), o pai que luta pela guarda da filha em "I Am Sam" ("Uma Lição de Amor", 2001) e a autobiografia de Harvey Milk em "Milk" (2008, o qual ganhou seu segundo Oscar como Melhor Ator). Nota: dos filmes que citei, assisti aos dois primeiros.

Robert Downey Jr., depois de ter sido indicado na Academia de Artes pela sua atuação em "Chaplin", a carreira de ator desgringolou: envolvimento sério com drogas, culminaram em rescições contratuais, um bom tempo entre a prisão e clínicas de reabilitação, casamentos e separações, tentou voltar numa série de TV, "Ally McBeal", apesar do grande sucesso, teve a chamada recaída e Robert ficou mais um bom tempo longe da TV e cinema (mas ganhando as páginas da imprensa marrom). Retornou de vez em 2005 ao atuar no filme de George Clooney "Good Night and Good Luck" (2005) e a recuperação veio nos filmes "Tropical Thunder" ("Trovão Tropical", 2008, quem não reconhecer Downey, ele é o "ator branco que se transforma em negro") e no blockbuster "Iron Man" ("Homem de Ferro", 2008, ele faz o papel do empresário-sempre-bebadaço-e-herói Tony Stark).

Mickey Rourke até então era o ator do filme "Nine 1/2 Weeks" ("Nove Semanas e Meia de Amor", a cena gastronômica sempre imitada e parodiada), apesar de ser conhecido como o "Selvagem da Motocicleta" (1983) e o marginal em "Barfly" (1987). Depois disso, resolveu ser lutador profissional, mas só perdeu muito com isso. Numa adaptação dos quadrinhos de "Sin City" (2005), no qual fazia o papel de Marv (aquele de rosto todo retalhado), Rourke parecia dar sinal de vida diante do cinema. No qual culminou com "The Wrestler" ("O Lutador", 2008), o qual parecia ser sua própria vida retratada. Só não ganhou o Oscar de Melhor Ator deste ano porque Sean Penn superou-se com "Milk".

Não citei John Travolta que teve seu ápice em "Pulp Fiction" como o matador Vincent Vega porque depois disso, sua carreira novamente desgringolou, algo envolvendo a cientologia, coisas assim, mas retornou aos poucos com "Hairspray", refilmagem do homônimo de John Waters, no qual Travolta é a mãe rotunda que dança (algo que ele ainda continua fazendo e bem).

Rubens Barrichello: "Ué, mas você não acabou de dizer que de esporte você entende coisa alguma???" Tá bom, gente, mas não tive como evitar. Eu mesma admito que, depois de primeiro de maio de 1994, nunca mais consegui acompanhar as corridas. Mesmo morando mais ou menos próximo ao novo autodromo do Monte Fuji, esqueçam: perdi a paciência todo ano nos jornais noticiando que Michael Schumacher era campeão pela enésima vez. Até que nos ultimos anos quem foram campeões foram Juan Pablo Montoya e Lewis Hamilton, mas o que seria o provável sucessor de Senna, nosso patrício Rubinho, passou mais como sendo coadjuvante do Schumacher na Ferrari, mudou para a Honda que no ano passado o dispensou...

Quem pensou que nesta temporada Rubinho seria caso perdido no circo da Formula Um, enganaram-se: como a Honda pediu as contas no circo, surge uma nova equipe, a inglesa Brawn-Mercedes-Benz. Tá, apesar de Rubinho ter voltado a ser o coadjuvante do inglês Jenson Button (outro ex-Honda. Update: pra quem gosta de uma fofoquinha, a atual namorada dele é a modelo nipo-argentina Jessica Michibata), com essa nova equipe, ele está em segundo na pontuação geral. Vamos ver se até o final da temporada haverá uma virada e o Brasil terá um novo campeão (é, porque o Felipe Massa, no ano passado, chegou quase lá....).

Na foto, os três vencedores do GP da Austrália: Sebastian Vettel (Red Bull, 3o. lugar), Jenson Button (Brawn, campeão) e Rubens Barrichello (Brawn, vice-campeão). Até o presente momento, esses três (além do companheiro de equipe de Vettel, Mark Webber) estão dando a maior dor-de-cabeça para as grandes Ferrari, McLaren, Renault...

Eis um cartum que possa representar melhor a volta de Barrichello (fonte: Blog do Capelli, um dos mais engraçados sobre a Formula-Um e desenho por Bruno Mantovani)...


3 comments:

  1. Fama, cada dia que passa quero mais distância, a coisa é tão caótica que até agora o pobre Mj nem enterrado foi, imagina o resto rs...
    A Mídia é f...a americana então, ferra com a vida de tds por lá rs...
    E pra completar o povinho que é artista gosta de cada uma...

    Td bem é um commet sme noção, mas é isso que é a fama hj, nada com nada =P

    Boa terçaaaaaa

    Miquilisss
    Bru

    ReplyDelete
  2. Queria ser famosa, mas sei lá, depois acho que isso encheria o saco e mandaria todos à merda rs... Mas ressuscitar esse povo ai foi legal rs...

    ReplyDelete
  3. ahahahahah
    Desculpa, nao tive como evitar.
    Bah, só não mencionei mais senão vai ficar muuuuuuuuito comprido, mas que os três atores que mencionei agora estão "por cima da carne seca" isso é verdade.
    No blog do Bruno Mantovani, estão com a campanha via twitter pro Barrichello fazer o moonwalk caso ele subir ao podio. Vamos ver.
    Bru e Qui, quem me garante se MJ foi enterrado mesmo?

    Boa semana!!!

    ReplyDelete