Saturday, October 31, 2009

Não Vale a Pena...


Dando prosseguimento a semana totalmente quebrada sobre as curiosidades (tá bom, tá bom, fofoquinhas) no mundo variado da j-pop, que aliás, as paradas de sucesso andam mornas ultimamente. Pra dizer a verdade, um dos poucos programas de TV que traz os cinquenta melhores da semana, passa num horário terrível (uma da matina de sábado pra domingo) e os programas semelhantes ao MTV são todos por assinatura.

Muita gente diz que vida de artista é linda, maravilhosa e tudo o que seria bom e do melhor, mas lembrando que eles são iguais a todo mundo, ter que trabalhar pois tem contas para pagar, família a alimentar, pagar pensão dos filhos, ex-conjuges; fazer compras, comer, beber, viver (mas se compram produtos de marca, possuem carro do ano, viajam aí são outros quinhentos)...

Ontem, lendo o blog da minha amiga MaiK, ela contou o "antes da fama" do finado grupo visual-kei Shazna, que tinha o vocalista Izam, que se apresentava vestido de mulher, como o Boy George nos aureos tempos do Culture Club, lembram? Mas o Izam enganava bem mais como mulher. Voltando: o grupo publicou um livro contando a vida dura que levaram antes da fama. Chegaram a morar na rua, tiveram que se virar com a grana dos temporários e fingirem ser casal de namorados pra entrar num motel pra tomar banho e lavar os cabelos. Pra ver que existem casos que pra chegar lá o caminho é tortuoso...

Sabe que o preço da fama é alto. Muito alto. Se não souber lidar, pode causar resultados do desastroso ao catastrófico. Eu cheguei a falar sobre os casos mal contados, como as mortes de causa mortis suspeitas, mas também além suicidios, teve tentativas, uso de substâncias ilícitas... Existem fatos que não vale a pena fazer ou ter feito, pois o resultado acaba sendo pior.

Noriyuki Makihara: Quem passou os anos 90 acompanhando as paradas de sucesso, ouviu muito "Donna Tokimo". Compositor, cantor e pianista, Makihara tinha muitas músicas animadas com conteúdo "pra cima". Só que, em 1999, foi pego com anfetaminas em sua casa e confessou que utilizava há mais de um ano. Resultado: a gravadora com quem tinha assinado contrato recentemente, rescindiu-o; pagou mais de 3 milhões de ienes de fiança, condenado a um ano de reclusão com três anos na condicional e demorou quase cinco anos pra voltar a credibilidade, com a já citada canção recordista de vendas "Sekai ni Hitotsu Dake no Hana". Ainda aparece regularmente em alguns programas, mas não com o mesmo impacto nos anos 90. Porém ainda mantém sua marca registrada: o dente da frente encavalado.

Akina Nakamori: A aidoru dos anos 80, era a grande rival de Seiko Matsuda em matéria popularidade e sucesso. Enquanto Matsuda tinha especialidade em baladas, Nakamori era também baladas, mas de cunho mais forte, letras profundas e tinha visual mais, hã... sensual. Mas tinha fãs fiéis. Namorava firme o também cantor, o Masahiko Kondo (lembram?), mas quando soube que ele deu uma escapadela e ainda com a rival Matsuda, Nakamori não pensou duas vezes e cortou os pulsos no apartamento do Matchy. Resultado: relacionamento terminado, suas músicas passaram a ser mais melancólicas, mas Nakamori ainda mantém a carreira regularmente, às vezes atuando em novelas. Um de seus álbuns causou impacto visual ao aparecer totalmente careca ("Zero Album - Utahime 2, gravado em 2002). E parodiou Jessica Rabbit (lembram do desenho?) na coletânea "Utahime Double Decade". Mesmo não lançando material novo, Akina continua bem em popularidade: foi eleita a 5a. melhor vocalista (a rival Matsuda ficou em 7o. lugar) e em 4o. lugar em matéria de ter seus singles nas primeiras colocações nas paradas de sucesso (21 singles, no total).

Koji Tamaki: O líder do grupo Anzen Chitai por pouco não foi vítima de uma tragédia. Embora casado, tinha um relacionamento extraconjugal com a atriz Mariko Ishihara. Mas a base entre o amor e pancadaria, como revelaria Ishihara anos depois num livro em que lava totalmente a roupa suja. A quase tragédia se consumou num pacto suicida mas felizmente não deu certo. Mais de vinte anos depois, Tamaki e Ishihara se reencontraram, resolveram esquecer o passado e casaram-se em fevereiro deste ano. Só que em setembro, separaram. Pra ver como as coisas são...

Eu sei, eu sei. Pode ser que tenham mais casos semelhantes, mas o pessoal não divulga. Fica tudo na surdina. Ou pagam uma nota pros paparazzi - yes, aqui também tem - ficarem de matraca fechada....

Desnecessário falar sobre os casos de Manabu Oshio ( sim, ele era cantor também) e Noriko Sakai, pois por dois meses seguidos, eram notícia em todos os canais. Tinha hora que até na roda de conversa com minhas colegas japonesas já nem falava mais do assunto.

Tetsuya Komuro: Produtor, compositor e ex-tecladista dos grupos TM Network e Globe (talvez o mais conhecido), teve seu auge nos anos 90 até meio dos anos 2000. A carreira declinou, a ponto de vender os direitos autorais das músicas. Foi aí que entornou o caldo e a carreira: no início deste ano, Komuro foi acusado de fraude - recebeu dinheiro (mais de 500 milhões de ienes) sob promessa de venda de direitos autorais. Só que ele havia vendido antes para outra empresa. No julgamento, foi sentenciado a 3 anos de prisão, mas como Komuro confessou a pataquada que cometeu (justificando também que era para pagar a pensão da ex-mulher, o que não era pouco), cumpre a pena em liberdade, tanto que, em agosto de 2009, no evento da gravadora que pertence, apareceu de surpresa junto com os outros membros do Globe - a vocalista e atual esposa Keiko e o supporter Marc Panther.

Tomomi Kahala: Descoberta em 1995, através do citado Tetsuya Komuro, Kahala fazia o tipo kawaii de músicas meigas (porque ela falando, a casa cai). Enquanto estava com Komuro, seus singles era top one nas paradas. Isso porque os dois tinham um relacionamento dentro e fora da gravadora. Mas, quando o relacionamento desgastou, Kahala tentou suícidio várias vezes, mesmo ainda nos anos 2000 estar com outra produtora e com relevante sucesso. Porém, devido a problemas pessoais se misturarem com os compromissos que tinha, a agência que era contratada a demitiu. Sabe aquela história: "o primeiro amor é que marca"? Quando Komuro foi preso, Kahala começou a sofrer de insônia. E recentemente foi parar no hospital. Motivo: excesso de tranquilizantes. Pergunta: se ela voltará a cena artística novamente? Só o tempo vai dizer...

Claro que tem os casos das ex-Morning Musume, mais falado foi a de Ai Kago, que foi pega bebendo todas e fumando. Nada de mais, se ela não fosse menor de idade na época (é, aqui, beber e fumar só é permitido depois dos 20 anos). Foi demitida do grupo, tentou se matar, mas deu a volta meio por cima e publicou um livro contando tudo. Que dois membros do NEWS, na formação inicial também foram suspensos por terem sido flagrados bebendo antes da idade permitida...

Existem casos que "todo mundo erra" mas volta a normalidade, nem que for aos poucos, mas depois bem, cai no quase esquecimento. A não ser que reincide.

Créditos das fotos: pesquisa Google. Figura que inicia o post, pintura de Norman Rockwell.

12 comments:

  1. Nossa. Não sabia de todo esse basfond.
    Eu adoro a Nakamori Akina. Tinha várias fitas e discos de vinil dela, ainda no Brasil! Noriyuki Makihara também gosto. Lembro tb do escândalo que foi qdo "descobriram" (???) que ele era gay.

    Anzenchitai... tinham umas músicas tão boas. Gosto das músicas do Koji Tamaki.
    Já a KAVALA rs...não desce não... faz um tipinho q enjoa rápido ne. Mas não sabia dessas histórias trash dela.

    ReplyDelete
  2. adoro noticias sobre as celebridades,e saber essas noticias dos artitas niponicos nao foi nada mal,hahaha...beijaoo.

    ReplyDelete
  3. Obrigada pela visita, faz tempoq vc não aparecia neh?

    Bom Domingooo e HAPPY HALLOWEEN ^^

    Miquilissss
    Bru

    ReplyDelete
  4. Voce tb estah achando o j-pop meio xoxo ultimamente ne? Todo mundo tem falado isso... esse livro do Shazna eh moooito maneiro! Se vc quiser emprestado, eh soh falar ;D

    ReplyDelete
  5. O doce estava uma delícia.
    Não sabia de umas coisas sobre esse pessoal famoso do Japão.
    Aqui essas fofocas ficam tempos no noticiário, não?
    bj

    ReplyDelete
  6. Respondendo tudo com atraso:

    Alexandre, da Akina, como voce a adora, eu tenho certeza que voce sabia da tentativa de suicidio. Do Makki (ops, Noriyuki Makihara), eu meio que desconfiava que ele era gay, mas nao sabia do escandalo (fica a informação). Mas a de um ano que ficou afastado foi logo que cheguei aqui.
    A Kahala cantando ainda vai, mas o jeito de ela falar e agir, ai meus sais, a casa cai! Pra ver, de cara de santa, so a cara mesmo...

    Andreia, nem me pergunte onde sei o lado escuro da força ahahahah isso no que da ir no dentista ou cabelereiro e ficar lendo revista de fofoca rs

    Bru e Qui, sempre que der, eu passo la, ok? Bom Halloween e ganhem muitas guloseimas! Gostei do assunto sobre isso!

    Elisa, arigatou por ontem e gomen por ter ficado tão tarde assim!!! Namorido não ficou bravo nao. As fofocas daqui a maioria perdura, mas quando pensam que esqueceram...
    Sobre o doce, que é isso... é o mais simples que tem! O seu é que estava maravilhoso!

    MaiK, realmente, mas realmente, nas paradas de sucesso (ahahahahah) andam meio chochas mesmo. E olha que eu acompanho de vez em nunca... nem sei se a Oricon está sendo confiavel viu... Quanto ao babado do Shazna, achei interessante a historia antes da fama.

    Beijos e abraços!

    ReplyDelete
  7. Nossa, mas vc sabe de todos os babados, impressionante rs... eu já quis ser famosa, tentei fama, big brother rs... mas agora prefiro o anonimato rs.. Um ps aqui, adorava essa água de pêssego, que saudade!

    Kisu!

    ReplyDelete
  8. Bah, não acredito que voce tentou até Big Brother!!!
    Falando em fama rápida, voce viu a irmã da Hidemi no Bom dia Sao Paulo sobre o campeonato de melhor pastel?!
    Faz uma data que não como aqueles pasteis de feira com garapa. E depois quer manter a forma ahahahah

    Beijosecuida!

    ReplyDelete
  9. Kiyomi,
    Praticamente, conheci todos esse cantores e cantoras....
    mas alguns dos babados, eu nem sabia..rs...rs.
    Adorei, pois fui da geração de foi para o Japão em 1991...
    Hoje, estou no Brasil, mas foram 12 anos muito bem aproveitados aí.
    Morei em Tsurumi(kanagawa) e depois em Amagasaki(hyogo).
    Tenho muitas saudades!!!
    bjs

    ReplyDelete
  10. Oi Kiyomi.
    Eu lembro dessa tentativa dela se matar. Aquele rolo todo de drogas e Masahiko Kondo...

    Ainda bem que deu errado rs.
    Agora ela está numa fase enka light, com umas musicas gostosas de ouvir. Mas está no ostracismo, praticamente....

    Adoro esses seus posts-bastidores

    ReplyDelete
  11. Adoro as músicas do Anzen Chitai e nem me passava pela cabeça de que o autor de algumas das melhores músicas japonesas dos anos 80 e 90 gostava de bater em mulher. E essa tentativa de suicídio da Akina foi o que acabou fazendo com que ela tomasse o rumo meio "sombrio" de suas músicas mais recentes, incluindo aí os CDs de regravações.

    ReplyDelete
  12. Fabiana, eu estou há onze anos sendo dez em Kanagawa e sete em Yokohama (Totsuka). Quanto aos babados dos artistas dos anos 80/90 e atuais, a gente acaba descobrindo via revista de fofoquinha no cabelereiro ou no consultorio medico (qualquer um)...

    Alexandre, teve uma novela que a Akina fez dois ou tres anos atras, não lembro. Mas muita gente acha ela melhor cantando. Ela anda meio sumida mesmo...

    MP Kouhaku, outro dia mesmo a MaiK estava comentando de voce... O lado negro do Koji Takami foi revelado no livro bomba da ex-amante e agora ex-esposa Mariko Ishihara. Nem eu sabia do babado, é mole?

    Abraços e beijos a todos!!

    ReplyDelete