Wednesday, December 16, 2009

Quanto mais tenta se explicar...

... mais se enrola. Geralmente são os casos de escapadelas conjugais: sabe lá o que passa na cabeça de cada um que resolve se aventurar perigosamente sabendo dos riscos que pode correr.

Em algum post perdido, eu havia comentado sobre um famoso ator de kabuki que estava casado com uma atriz bem conceituada (era o casal Shido Nakamura e Yuko Takeuchi). Um belo dia, melhor dizendo, noite, Nakamura foi pego dirigindo em alta velocidade na rua de Roppongi. Obviamente que a polícia parou, pois mais de cem por hora na avenida, sabe né? Poderia ser uma multa mais ou menos se não fosse o fator que tinha tomado umas e tantas - e aqui, desde o ano passado, se pegarem dirigindo com graduação alcóolica acima de 0,08 mg, pode dar adeus a sua carteira, sua conta bancária, e até alguns anos detido. Só que no ano que aconteceu (2007), teria que pagar pelo menos 500 mil.

O pior ainda é que Nakamura além de estar dirigindo em alta velocidade, alcoolizado, estava acompanhado de uma hostess que saía há algum tempo mesmo casado e com um filho com Takeuchi. Bem que tentou se justificar, mas Takeuchi encerrou o casamento por aí mesmo e cada um foi seguir o caminho que bem entender. Hoje, Nakamura ainda continua fazendo teatro, fez comerciais (o mais famoso era o deste ano, era do comercial da Suntory - "Protein Water" - que contracenou com Shota Matsuda) e diziam que estaria saindo com Meisa Kuroki, mas era boato. Takeuchi voltou a fazer novelas, o mais recente foi a da jovem cega com quem Shingo Katori se apaixona no dorama "Bara Nai no Hanayasan". E continua sendo a garota-propaganda da rede de combustíveis Jomo.

Quando a gente ouve na TV ou lê nas revistas (de fofoca, melhor dizendo) ou até no bate papo entre as amigas durante o chazinho (ou no salão de cabelereiro, o que pra mim é difícil de acontecer) que fulano(a) se separou de fulana(o), a probabilidade de ter pulado a cerca é grande. Exceção meio que "cola mas não gruda, mas vai assim mesmo" é Tomoya Nagase e Ayumi Hamasaki, que depois de sete anos em vida em comum, cada um foi pro seu canto, com a alegação - segundo Hamasaki - de que "deixamos de ser amantes para serem mais amigos". Então, tá. Se bem que Nagase também iniciativa alguma tomava, senão este ano talvez saísse casório.

O que recentemente se comentou na mídia em geral foi o caso do golfista profissional (e famoso) Tiger Woods. O que poderia ter resolvido dentro de casa, entre quatro paredes com a esposa, talvez evitaria - em partes - a celeuma que causou. Mas não - já começa que a história do acidente e tentativa de socorro ficou mal contada - se era para tirar o motorista do carro quebrando o vidro, poderia ser até o do lado contrário do motorista, mas não o do traseiro.

Depois, mandar mensagens de texto via celular, se quer fazer na surdina, que faça bem feito. Quer marcar encontro, marca num bar muquifento mas decente, numa locadora de DVDs, num restaurante de quinta categoria, mas nunca num lugar acima de qualquer suspeita. Como boates, motéis ou lugares de hostess por exemplo. Aí a bomba estoura e aparecem não só uma mas doze (leram bem?) amantes querendo o quinhão monetário. Mas vai saber se as doze só estão falando que saíram com ele (nem que fosse pra comprar uma cerveja na esquina) pra garantir a aposentadoria antecipada.

Pra falar a verdade, problemas conjugais, lavagem de roupa suja, se resolve entre quatro paredes longe da mídia, parentes nem pensar em dar conselhos furados, pois em parte nem resolve. Terapeuta? Bem, eles estudaram pra isso, mas é difícil ter uma terceira pessoa que nem parte da família faz tentar resolver a situação. A não ser que faça um feedback para tentar ver onde o casal errou. Tenho uma prima psicóloga e ela disse-me certa vez que não é fácil.

(Alexandre Mauj, você que é psicólogo, pode dar a sua opinião na caixa de comentários caso tenha algo a completar, afinal, o que escrevi acima é o que penso...)

E querem saber mais? Pior que infidelidade conjugal, é o caso do Mensalão no Brasil. A famosa dita injustiça social, a volta da censura, desvio de verba pública com direito a propina enviada na cueca. Sim, leram certo. Isso sim, que quanto mais eles explicam, mais se complicam. Seria fácil assumirem que aceitou a grana para fins de "quanto mais grana mais posso torrar", "o povo que se lasque, quero garantir o meu", pegava menos mal e se a justiça não fosse tão falha assim, não ia sobrar um político na rua. E se fosse que nem aqui, que se fez besteira, é descoberto, não pensa duas vezes e pede demissão. Ou se mata, como aconteceu em 2007, com o ex-ministro da Agricultura.

Bem que em alguns julgamentos, o castigo pro culpado deveria ser desta forma, mas ao invés de um balão com almofadas, deveria ser alguns cactos.
Update pra quem não entendeu este vídeo (se não desabilitarem antes): "SumaSuma Saiban" foi transmitido dia 30 de dezembro de 2002, programa especial do grupo Smap de fim de ano. O chamado "lavagem de roupa suja" entre os cinco. Não consegui o programa todo, pois já fazem duas semanas que tento torrentar e nada! Voltando: o especial, traz sete acusações entre os membros do grupo, como esquecer de compromissos, de devolverem coisas, sumir no meio de uma peleja, até ijime. Mas a situação fica tão hilária que, tanto mais tentam se justificar, mais se enrolam. No vídeo, o líder Masahiro Nakai é acusado de "sumir" durante o ensaio de uma esquete, pra assistir a final de um jogo de beisebol. Em uma determinada parte, ele mesmo confessou que tinha que assistir pela TV, pois "como celebridade e fã declarado [do Yomiuri Giants], certamente a imprensa iria me perguntar sobre a final do campeonato. Se eu não assistisse, então vocês queriam que eu desse comentários falsos?". Quem conseguir na íntegra, passa pra mim, por favor...

8 comments:

  1. Olha, uma coisa que eu detesto mesmo aqui no Brasil é essa lavação de roupa suja em qualquer lugar, a qualquer hora. Parece que o pessoal não tem "semancol". Acho que é muito incentivo da mídia brasileira, que sustenta programas como Ratinho, Casos de Família, etc...

    Vc poderia ser repórter de revista de fofoca do Japão hein? Consegue cada coisa rs..

    Kisu!

    ReplyDelete
  2. rsss... adoro seus posts!!!

    Nossa 12, não tinha lido que tinha aparecido tantas assim!

    Beijos

    ReplyDelete
  3. Bah, falando em programas de barraco ao vivo, aquele programa da Marcia Goldsmith ainda está no ar ou já acabou? Se bem que pra um programa destes que acaba, surgem três, uma praga né? Por isso que no Brasil eu assistia ao Jô Soares Onze e Meia (quando era no SBT).
    Eu? Trabalhar de reporter de revista de fofoca aqui?! Se meu seguro de vida cobrir os tabefes que levaria ahahahahah

    Gesiane, isso eu vi na sexta-feira, no Miyaneya, durante meu almoço....

    Beijos a todas!

    ReplyDelete
  4. Menina, que loucura!
    Mas esse do Smap é cara de pau mesmo!
    Perecem alguns daqui do Br.

    Beijocas

    ReplyDelete
  5. Kiyomi. Vou dar meu parecer.
    A única coisa que tenho a dizer é que vc precisa comprar o hd recorder q eu citei no post anterior rs. Dai te facilitaria mto, pq às vezes os torrents ficam empacados mesmo rs..apesar que o empacado é um torrent de programa antigo ne.
    Tá perfeito seu parecer sobre a questão da traição. Como vc disse, é complicado um psicólogo tentar administrar uma crise conjugal, pois para isso levaria muito tempo (tem que fazer todo um histórico pessoal de cada paciente, conversar muito com eles, entender as razões, saber o que é verdade/falso na relação). E até conseguir reunir dados satisfatórios provavelmente o casal já se separou.

    Ninguém entende melhor uma crise conjugal do que os próprios envolvidos. E a resolução tem que partir deles. Outras pessoas mais atrapalham, alicerçam mais forças contrárias, pois sempre a terceira pessoa vai tomar partido de alguém.

    E o Shido Nakamura...na época foi um escândalo igual ao do Kusanagi pelado na praça rs.
    Tiger Woods perdeu patrocinadores, vai encerrar a carreira. E um joguinho dele, sendo perseguido pela ex-esposa tá bombando na internet rs.

    As pessoas que não são famosas gostam desse tipo de informação, o assunto repercute muito na mídia. Porque quem trái se sente apoiado ao ver um ídolo que faz a mesma coisa.
    Quem é traído quer saber qual a reação da vítima de traição, para ver se pode fazer algo parecido. E tb serve para a gente desconstruir na mente a idéia do "mundo maravilhoso" que o artista vive, ou seja...eu me ferro no meu dia a dia maçante, mas o artista tb não tem a vida cor de rosa.

    Adorei o post.Bjos

    ReplyDelete
  6. Muito legal o tema deste post.
    Traição é um assunto difícil.
    Acho que vc já disse tudo.
    Como vai de preparativos de Natal?

    ReplyDelete
  7. Fernanda, seja bem-vinda.
    No final do programa (depois dos sete casos), aquele que encarou mais julgamentos, foi declarado culpado na maioria, na semana seguinte, teria que entrar mais cedo no estúdio para fazer limpeza, ajudar no preparo do cenario e tudo o mais. Nem precisa dizer quem foi ahahahah

    Alexandre, gostei mesmo da sua posição e opinião sobre traição, o lado psicológico, dramático e tudo o mais. No caso de artistas, quando a bomba estoura, caimos na real e chegamos a conclusão de que todo mundo é igual como nós.
    Agora, quem for meio sem-noção, vai querer fazer igual. Cuja consequencia vai se estrepar. E muito.
    A verdade é que traição (na verdade o meu post era mais sobre isso, mas sabe quando uma coisa acaba terminando em outra?) é algo muito complexo e só mesmo quem passa por isso sabe o quanto dói, quer armar barraco e tals. Mas existem pessoas que chegam ser curtas e grossas: mandam a pessoa ir passear e vai viver sua vida. Bem, é o que eu penso.

    Beijos!

    Elisa, como disse pro Alexandre, o assunto vai render muitos posts oportunos aqui e acolá. E é complexo e longo o assunto. Pode ter certeza...
    Quanto aos preparativos de Natal... bem, digo que está meio devagar por falta de tempo mesmo! Correria por causa que namorido está acordando mais cedo que costume, e eu para fechar o mês, pois entre dias 29 a 3 de janeiro estarei é dando uma geral na casa ahahahahah

    Beijos!!

    ReplyDelete
  8. O programa da Marcia continua, não sei com qual nome, mas esse Casos de Família é uma cópia barata desse pograma, mas no SBT.

    Kisu!

    ReplyDelete