Thursday, March 11, 2010

Sexo Frágil é a...

Relembrando o tema do ano passado e de março de 2008 em que abordei sobre o Dia Internacional da Mulher. E ainda reforço: todo dia é dia da mulher, oras! E o primeiro que falar que entrei pro time feminista leva uns genkotsu no meio das idéias. Sim, lá mesmo, pra aprender.

Assim como Alexandre postou um artigo sobre as (duras) conquistas e (árduas) trajetórias que as mulheres vêm tendo a cada segundo. Em qualquer lugar do mundo. Por mais que nós, mulheres, sejamos tratadas como "meros brinquedos para o mundo machista", brigamos pelo fim do estereótipo criado pelos homens. Principalmente os machistas.

Como disse Che Guevara: "há de endurecer, mas perder a ternura jamais".

Nota: perdão pela demora em ficar postando, mas esta semana foi uma semana corrida, para não variar, envolvendo mudanças no trabalho do namorido kinguio, que por motivos realmente de trabalho e localização geográfica, por alguns dias, namorido deixará de ser a cobaia dos experimentos culinários da autora aqui, mas assim que as coisas se ajeitarem voltaremos a vida normal de sempre...

Agora, um vídeo cuja música fala sobre luta e perseverância - "Fight! " - da cantora Miyuki Nakajima, uma de outras ídalas da autora e inclusive teve interpretação do sempre presente nos posts da autora, Masaharu Fukuyama, em 2001.


Interpretação da própria Miyuki Nakajima, em show não identificado (sorry!).


Interpretação do Masaharu Fukuyama, em 2001, na época do lançamento do álbum de covers que fez - "The Golden Oldies".

5 comments:

  1. Até comentei no blog do Ale que eu já tive um chefe que me achava inferior por ser mulher...pra ele eu tinha sempre que estar provando que tinha competência mesmo fazendo tudo direitinho. Isso prova que ainda há muito a ser mudado, principalmente na mentalidade das pessoas.

    ReplyDelete
  2. Desabafando, é verdade: a mentalidade de muitas pessoas terão que ser mudadas no quesito de que nós, mulheres, temos capacidade de realizar vários trabalhos. Enquanto isso, ainda sofremos represálias neste mundo machista...

    ReplyDelete
  3. Essa música é muito marcante.
    Gosto bastante.

    E apesar de 45 anos de shinkansen, 40 de homem na lua tem muitos homens (e algumas mulheres) que continuam na idade da pedra.

    Fazer o que... realmente, como diz a música, não é fácil.

    ReplyDelete
  4. Parabéns pra nós mulheres... Apesar de achar meio preconceituoso a data, porque os homens dizem que se tem um dia da mulher, o resto são deles ¬¬ até hoje temos que aguentar esse tipo de coisa rs.

    Kisu!

    ReplyDelete