Sunday, April 11, 2010

Da Série: Novas Pílulas de Papo Furado para uma Conversa num Mesa de Bar (ou quando acabaram os assuntos)

Quando falamos de homônimos (palavras e nomes iguais), aqui no Japão também seria a mesma coisa. Falando, pois escrevendo, saibam que os ideogramas (kanji) diferem conforme a região e seu significado.

Se não especificar quando se fala, provavelmente geraria confusão, como foi o caso recente do ex-jogador (e era atualmente auxiliar) do time de baseball daqui, do Yomiuri Giants, Takuya Kimura. No dia 2 de abril, em pleno jogo, desmaiou devido a um AVC (ou derrame cerebral) e cinco dias depois faleceu. Claro que eles têm que especificar que se trata do jogador e coach interino, pois se não especificar, 90% de chances de probabilidade de terem matado o ídalo Takuya Kimura, sendo que ele está vivinho da silva (mesmo depois de ter se empanturrado de tomates) e gravando novela em Taiwan. Também pudera: o nome (falando) é o mesmo, idade a mesma (37 anos), apelido o mesmo, só difere os ideogramas dos nomes (do ex-jogador escrevia-se 拓也 e o do ator-faz-comercial seria 拓哉), complicado não?


*****************************************************************
Essa o meu amigo Leosan (que agora está na terrinha) vai ficar muito mais triste ainda: quando fiz a matéria do 60o. Kouhaku Utagassen, mencionei sobre o grupo sul coreano mais japonês Tohoshinki, que estava numa pendenga contra a produtora deles da Coréia do Sul (do tipo: explorando e não repassando o que devia), e consta a história que, se não tivessem boas vendas no Japão dos seus álbuns, o grupo acabaria. Bem, boas vendas tiveram, mas devido a esse problema com a produtora coreana, o grupo está em férias permanentes. Especula-se o término do grupo, mas tenho minhas dúvidas. Se bem que no Japão, suspenderam as atividades alegando "investimento em carreira solo".

Um deles, JeJung, estreará em uma novela criada via Twitter: "Sunaoni nare nakute" ("Difícil dizer Eu Te Amo"), que entrará no ar pela FujiTV dia 15 de abril (com também os atores Eita, Juri Ueno e Megumi Seki).


*****************************************************************
Falando em especulações: entra a primavera e trocam-se os programas da TV daqui. Teve muito programa que faziam anos que estava no ar e encerraram (como Wasurebumi, Utaban e Enta no Ouji) mas teve outros que entraram no lugar. Um dos programas que encerraram e fazia um bom par de anos no ar era o "VVV6" que passava na FujiTV as sextas tarde da noite. O programa, apresentado pelo sexteto V6 (formado por Masayuki Sakamoto, Hiroshi Nagano, Yoshihiko Inohara, Junichi Okada, Go Morita e Ken Miyake), trazia sobre o roteiro gastronômico de um determinado prato (lamen, yakiniku, etc.) e os três melhores locais de onde se poderia comer o melhor prato. Só que o programa acabou no final de março deste ano, o que levou muita gente a imaginar que o grupo estaria acabando de vez mesmo. Uns dizem que é a diferença muito grande de idade entre eles (ah, vá! Nem tanto assim!), outros porque faz muito tempo que não lançam material novo (acabaram de lançar um novo álbum, "READY?"), outros porque se dedicam em outras atividades solo, principalmente Junichi Okada, Go Morita e Ken Miyake e também o líder Masayuki Sakamoto vai casar-se (se outras atividades solo e casamento fossem motivos pra acabar um grupo, o Smap e o TOKIO tinham acabado no meio dos anos 90, pois ambos os dois grupos tem projetos solo e Takuya Kimura e Tetsuya Yamaguchi já constituiram família com prole e tudo!).

*****************************************************************
Até que ponto pena capital é válida? Em 1972, quando China e Japão retomaram as atividades diplomáticas e "meio que" esquecer o passado negro de ambas as partes ( digo assim porque existem fatos que vão ser difíceis de serem esquecidos), a guerra era mais no sentido econômico. Mas todo mundo sabe que a China ainda tem lá seus ressentimentos com o Japão, mas também quem acompanha noticiário e jornais sabe que na China a censura pega pesado pra tudo, tanto que o são Gugol não opera mais lá porque proibiram tanta coisa, que se for pesquisar no site não ia achar nada. Mais pesado ainda foi a execução de um senhor japonês na China por tentativa de tráfico de entorpecentes. O que aqui seria uns bons pares de anos recluso, na China, acima de um quilo, pode dar adeus. ( Cá pra nós, se fosse no Brasil, não ia sobrar um vivo pra contar a história!). O que poderá abalar as relações diplomáticas entre os dois países...

*****************************************************************
Antes que me perguntem se fui assistir ao badalado, comentado (mas não levou o prêmio máximo da Academia) "Avatar", eu respondo: não fui e podem me chamar de afrescalhada, mas confesso: filme de ficção científica nem Guerra nas Estrelas e nem Jornada nas Estrelas assisti, pro desespero dos meus irmãos.

A lesada autora avisa: se eu demorar pra postar novamente, responder comentários, e tudo o mais (twitter não conta, esse eu demoro mesmo), não chorem e continuem com os fogos de artifício guardados pro matsuri de agosto ou na virada do ano, pois eu volto depois do dia 18. O motivo todo mundo já sabe, portanto, tentem assistir aos vídeos enquanto estão disponíveis (se assistirem ao do Kimura e tomates, se tiver relacionado o vídeo do karaokê, não custa nada assistir. Bem, pensando melhor, não...)

5 comments:

  1. ai aiaiaiai
    Se forem fazer por aqui o mesmo que fizeram com o veinho japa na China.... vai faltar brasileiro, chinês, coreano, filipino no mercado hahahaa. Se a moda pega...
    Fora a treta q já tá dando por causa do The Cove...

    Eu vi o vídeo. rachei com a torneira de suco. hahaha é mta sacanagem!

    Foi triste a morte do jogador... era tb uma figura querida por aqui né. Morreu mto, mas mto jovem mesmo.

    Tohoshinki acabou? OBRIGADO SENHOOOOOOORRRRRRR! Da Coréia, viva a BoA!

    Vai ver Avatar, afrescalhada! rs
    sério, a história, apesar de todo mundo badalar o lado tecnológico do filme, passa uma mensagem muito bonita. No fundo é um Romeu e Julieta 3D. rs

    boa sorte ai nos novos planos e mudanças. Que tudo corra bem!
    Bjos

    ReplyDelete
  2. Eu sou contra a pena de morte! Uma violência pra consertar outra violência?

    E eu adorei Avatar..queria ter assistido em 3d mas como não foi possível vi da forma normal e gostei.

    ReplyDelete
  3. Ah...e as tulipas? Nasceu alguma de outra cor?

    ReplyDelete
  4. Bom, pode me crucificar, pois sou a favor da pena de morte sim. Apesar que no Brasil saber que esse tipo de atitude não será das mais justas, porém, quando pensamos em superlotação carcerária e ver que os bandidos são sustentados com o dinheiro dos nossos impostos e, muitos deles preferem ficar por lá mesmo, porque ao saírem, não há opção melhor do que o roubo fácil, é de se pensar. Aqui bandido rouba e mata porque a justiça é maleável. Uma pessoa que pega 30 anos (pena máxima a se cumprir) com bom comportamento e anos de arrasto do processo, ela fica menos de 1/2 da pena. É justo isso com a família da vítima? Que não volta mais? Se tiver pena de morte, tenho certeza que a violência vai diminuir. Pq não tem choro nem vela, roubou, morre. Matou, morre. A justiça deveria ser assim. Deveria né?

    Quanto ao avatar, eu não assisti no cinema, mas meu cunhado disse que é mto bom naquela nova sala de cinema no shop Bourbon. Que é a única sala em 3D com auditório quase em 90º e tem tela 360º. Disse que vale muito a pena ver esse tipo de filme nessa sala. Eu baixei aqui pra assistir, mas só por curiosidade. Vamos ver depois. Falei demais rs

    Kisu!

    ReplyDelete
  5. Ai Gizuis...vc para de colocar notícias tristes aqui hein...principalmente se o assunto for sobre Tohoshinki, ou algum dos meninos do janizu ( com exceções do V6,smap entre outros haushaus)

    ai ai.. preciso dizer bay bay a myojo...cain cain

    ReplyDelete