Wednesday, August 25, 2010

Além do Céu da Noite com Luar de Verão (*)

Ou: Como passar vergonha em uma loja de CDs...

Se existe uma coisa que até hoje não aprendo, é não anotar as descrições de um produto, o endereço de um lugar, alguma coisa que possa lembrar, porque quando chega na hora, fico quebrando a cabeça para lembrar como era. Exemplo clássico em casa é quando alguma lâmpada queima e não anoto as descrições da mesma. Já cheguei a voltar duas vezes porque comprei a medida errada.

Também com isso, já tive meus momentos de "pagação de mico". Quem andar comigo, talvez não tenha uma segunda vez, tamanha a vergonha que poderá passar. Portanto, pensem bem. Exagero? Bem, o que aconteceu comigo muitos anos atrás, felizmente estava sozinha. Ou quase.

Quando morava na vila perdida no meio do arrozal chamada Hikami, quando voltávamos do trabalho, antes de dormir, ficávamos assistindo programas da TV japonesa. Lembrando que, em 1998, internet era sonho meio distante, TV por assinatura só se dividisse em dez pessoas... Foi por aí que comecei o (maldito) vício de assistir doramas japoneses, noticiários, variedades...

Um belo dia, assistindo ao noticiário, durante os comerciais, apareceu um de câmeras fotográficas e ao fundo uma música. Geralmente nos comerciais daqui, aparece o nome da música e quem canta. Pra quê: gostei da música e queria que queria a música. Alternativa: comprar o single, que naquela época, era formato de 8" (pequeno que dava medo de perder). E tá que eu consegui guardar o nome da cantora e da música... ainda mais que estava tuuuuudo em kanji. E eu nem lia direito os kanji...

A única coisa que consegui guardar na cachola foi o produto do comercial (nota: era a câmera da Canon IXY). E fui eu na loja de CDs ( a única da cidade ) pra encontrar o dito cujo single. E na hora só lembrava do comercial e o atendente neca de entender. Falava do comercial e nada. Resultado: tive que cantarolar um trecho do que eu lembrava da música pro atendente. E não é que ele entendeu?

A música? "Natsu no Tsuki" (Lua de Verão) da cantora Anri.

Como toupeirice pouca era bobagem, o segundo episódio quase seguido foi assistindo aos programas musicais, do tipo "top ten". Sabe quando a você ouve a música mas você está fazendo outras coisas e vai ver quem canta depois que terminou? Pois é...

Novamente, fui eu na loja, e como não tinha anotado nome da música e muito menos quem cantava (porque quando passou no "Countdown TV", a tevê estava ligada no quarto e eu estava na cozinha lavando os pratos, alguma coisa parecida, nem lembro, mas eu não estava assistindo, mas ouvindo), na maior cara de pau sem óleo de peroba acabei cantando a primeira frase da música que eu lembrava: "Are kara, bokutachi wa, naniwa shinjetekoretakana..."

Pra quem não sabe, sabia (e vai continuar nem sabendo), era "Yozora no Mukou", do quinteto Smap e olha que estava começando a assistir ao programa semanal deles. Mas nem prestava atenção na parte musical.

E para completar o vexame, o episódio aconteceu na mesma loja da mesma cidade e por azar foi o mesmo atendente da vez anterior. Se era pra amenizar a situação, ao menos fosse um atendente diferente, pô... O vexame só não foi maior porque 1) a loja estava com pouca gente: 2) cantei baixinho e 3) ainda bem que não tinha nenhum conhecido lá dentro, porque, já imaginem no serviço o que sairia de piada interna...

Até hoje, quando vou em lojas de CDs, eu acabo lembrando dos episódios. E pior: quase nunca anoto os dados do que preciso, aí chega na hora, tenho que pensar dez vezes antes de tentar mostrar meus dotes vocais em uma loja quase cheia de gente e ter que ouvir sem pedir.

Da próxima, tentarei ao menos anotar o nome de quem canta, pois o resto é lucro...

(*) Tradução ao pé da letra para "Yozora no Mukou" e "Natsu no Tsuki"...

Fotos: arquivo pessoal da autora, que possui esses singles.

8 comments:

  1. Adorei kkkk
    nunca fiz isso, mas foi otima a sua saida, pelo menos vc saiu com o cd que queria!!

    bjks
    Satie
    http://casadasatie.blogspot.com/

    ReplyDelete
  2. kkkkkkkk....o bom é que os atendentes conseguem te ajudar a descobrir a música quando vc canta!

    ReplyDelete
  3. Já sei quem eu vou levar para me ajudar a comprar meus cdzinhos do Mr. Children ano que vem!!! hahaha... ^^

    ReplyDelete
  4. Gostei do método para comprar CDs... Mas eu só usaria em última instância.

    Uma vez, quando fui na Liberdade, naquele famoso "camelódromo" do viaduto da Galvão Bueno, onde se concentram os vendedores de CD e DVD pirata, eu ia "direto ao assunto" de tal forma que o camelô ficou impressionado.
    Se tem um lugar onde eu passaria horas (e gastaria um milhão) são as lojas de CDs japonesas. E as lojas de CDs usados, mais horas ainda. E não dispensaria nem as lojas que vendem discos de vinil (tenho quase 20 de música japonesa, sendo 5 importados).

    ReplyDelete
  5. Satie, espero que você não chegue a fazer isso mesmo em sã consciência... Isso no que dá pra quem ACABOU de chegar e não sabia nadica de nada! Ao menos naquele lugar no meio do nada, não passei taaaaanta vergonha assim...
    Beijao!!

    Desabafando, pelo menos aqui o pessoal meio que entende se falar ao menos a palavra principal. No meu caso, foi a melodia e o primeiro verso da musica... Hoje, nao faço mais isso, senão seria uma vergonha...
    Beijao

    Gesiane, anota num papel, senão serão duas a passarem vergonha na Tower Records de Shibuya... hahaha

    MP Kouhaku, eu tive que apelar porque doze anos atrás não sabia nadica de nada de japonês, era o basico do basico. Não é convencimento, mas hoje consigo até explicar pra algum perdido onde fica tal lugar.
    Se você vier pra cá, te largo na Tower Records de Shibuya (sao sete andares) ou na Book-Off (rede de CDs e livros usados). Ou em Kudanshita, bairro de livros e outros artigos culturais...
    Abração!

    ReplyDelete
  6. Seu blog ficou muito bonito!

    Já eu anoto tudo. Antes tinha uma dificuldade parecida com a sua. Mas tudo mudou quando passei a anotar imediatamente o que precisava ser anotado. Tenho vários caderninhos de anotações para anotar coisas diferentes.
    O segredo é tanoshimu o ato de anotar. Uma dica: usar caderno ou canetas kawaii que façam vc querer usar, anotar.
    OK?

    ReplyDelete
  7. Elisa, ultimamente tenho que fazer isso, porque existem lugares e objetos que vou e compro de vez em nunca. Aí chega na hora e sabe né?
    Na bolsa sempre carrego: agenda, post-its e um estojo de canetas coloridas rs
    Obrigada pelos elogios! Sua viagem está sendo enriquecedora!
    Beijao!

    ReplyDelete
  8. ahahahah incrível como vc consegue fazer todos os posts virarem alguma coisa relativa ao SMAP ahahahhaha

    Kisu!

    ReplyDelete