Thursday, January 13, 2011

Pequena Retrospectiva do ano que passou ou: Vale a Pena Tentar Lembrar de Novo - Segundo Semestre

Shingo: - E meu Nintendo DS de 3-D, por que não ganhei?

Eu sei, eu sei. Eu sei que estou pra lá de atrasada com o cronograma (se é que este sítio teve um), mas vocês entendem como fica final de ano: correr para fechar o mês, correr para deixar a casa limpa e cheirosa para o ano novo (isso não significa que o ano todo a casa fique sem ver uma vassoura e pano), correr para preparar a viagem... E mesmo eu ter tirado meus (merecidos) seis dias de folga do trabalho, não teve jeito e atrasei tudo.

Vocês adoraram o primeiro semestre da retrospectiva, né? Agora preparem os lenços que lá vem o segundo semestre...

A Seleção Japonesa, entre o Best 16.
Julho: Mês que a autora lesada aqui finalmente entrou na casa dos (quar)enta. Não foi desta vez que o Brasil levou o taça, mas em compensação a Copa teve figuras com seus quinze minutos de fama, como o polvo vidente Paul (que foi desta pra melhor, agora se virou paella, nem imagino) e a peituda siliconada Larissa Riquelme (onde colocou seu iPhone em lugar mais fácil porque não cabia no bolso da calça). Os Samurais Azuis conseguiram ficar entre os dezesseis melhores. Verão de derreter, acho que nunca tomei tanta bebida isotônica em toda a minha vida. Renovei minha habilitação daqui, porque a CNH só quando voltar. Garanti meu ingresso pro show do Smap depois de doze anos só enrolando. Fui ver o hanabi em Yokohama, em Osambashi e encontrei um amigo de blogagem que veio do Brasil, mas logo voltou.

Ressaca brava em agosto...
Agosto: Inferno astral não seria um mês antes do aniversário? Pois foi o mês que tudo que deu errado, deu errado. Apesar das postagens alegres, como vim parar em Yokohama, quando morei no meio das montanhas, confundi lámen de pimenta vermelha achando que fosse de tomate, a blogagem coletiva divertida dos sete itens que jamais usaria a não ser que fosse pra um baile a fantasia, mudei o template, tive uma decepção enorme - do nada, algum FDP metido a besta (desculpe o termo, mas não achei outro melhor para expressar a raiva) cortou três pneus do nosso carro enquanto dormíamos (primeiro cortaram dois e depois que trocamos um e colocamos estepe no outro, em quinze dias cortaram o estepe). De nada adiantou reclamar na imobiliária, tivemos que colocar a polícia no meio. Felizmente a polícia foi atenciosa conosco, até hoje eles perguntam pra mim (e pro namorido) se está tudo bem quando passamos em frente ao koban (posto policial do bairro) que fica na rua de casa.

A autora, Tokyo Dome e com seus favoritos...
Setembro: O drama dos pneus cortados no estacionamento do prédio onde moramos felizmente terminou. Os lados ruins foram os prejuízos materiais (bem, isso a gente recupera), o prejuízo emocional (por uns meses não conseguimos dormir direito, perdemos peso, ganhamos mais cabelos brancos) e o comentário de um engraçadinho anônimo dizendo que "se não fosse um carro que chamasse a atenção, nada disso aconteceria". Sei. Se tivéssemos um carro em petição de miséria, todo enferrujado, fariam a mesma coisa. Se o indivíduo não vai com a cara da gente... Bem, chega de tragédia, vamos pra comédia. Consegui cinco dias de folga corrida, porque depois que expliquei o motivo de escolher da semana do dia 15 a 19, meu chefe rapidamente aceitou - só porque eu não tinha certeza se o ingresso pro show do Smap seria ou numa quinta ou no domingo? Brazilian Day em Tóquio com show do Kid Abelha, maior público que lotou o local. Pra mim, valeu a pena ficar espremida no meio do público pra conseguir lembrar da minha adolescência (tá, faz tempo mesmo!). Novamente o famoso exame médico anual, mas desta vez foi mais tranquilo, tanto que o líquido branco consegui eliminar em questão de minutos. Depois de doze anos fui ao Tokyo Dome pra quatro horas de muita alegria e emoção na reta final da turnê do quinteto Smap "We Are Smap Concert Tour". Antes que muita gente me espanque, me amacie pra assar em rolete pra alimentar metade de uma nação faminta, sim, o Takuya Kimura é lindo ao vivo mesmo. Pronto.

Perdida? 
Outubro: Se em setembro praticamente fiz tanta coisa, outubro foi um mês de muita incerteza. Os planos de mudar de cafofo continuam em estado de coma. Bem dizem que, quem faz o futuro é a gente, então vamos à luta. Eleições no Brasil e dois turnos e novamente terei que justificar (quem mandou não transferir o título?). Conflito nas ilhas Sengoku entre Japão e China devido a uma colisão de barcos. Medo de ambos os países em matéria de turismo. Mas coisas boas vêm. Relembrando Nishi Nippori e a doceria onde vendem-se donuts em forma de rabo de gato, por exemplo. Novelas novas na TV japonesa e assisti pelo menos três delas (via seo torrent). Oremos. Antes que me esqueça, o lado muito bom é que conheci muita gente legal na comunidade do quinteto.

Por que vocês não vêm pra cá?
Novembro: Finalmente Sir Macca fez shows no Brasil e os fãs aqui no Japão esperam que ele venha pelo menos fazer alguns no Tokyo Dome, Budokan, Yokohama Arena, que seja, porque logo ele entra na casa dos setenta e quem diz que ele vai aguentar? Bem, o Ringo Starr tem setenta anos e continua fazendo shows firme e forte (será que ele tem setenta anos mesmo, porque o danado continua com uma energia...). Estou gastando minhas folgas remuneradas acumuladas em doses homeopáticas, de forma que estou tendo mais tempo (pero no mucho) para outras atividades. Como voltar a usar livro de receitas por exemplo. Namorido kinguio finalmente começou firme e forte num trabalho, perto de casa mas pena que é noturno e a gente só se encontra ou quando eu folgo ou quando ele folga ou quando coincide a folga. Nesses dias de hoje nem pode-se reclamar. Estou usando muito o twitter com uma frequência maior que antes. E encontrei gente legal e reencontrei gente também legal. Desfazendo de muito traste em casa, e pior que até hoje ainda tenho muita coisa a separar. Meu sítio agora tem de quase tudo: até receita culinária!

Emoções Fortes, eu garanto!
Dezembro: Mais um ano termina, ainda bem. Entre altos e baixos, vivos e feridos, salvaram-se todos. Conformei-me com o que vai acontecer em 2011 daqui em diante. Mais um pouco de folgas remuneradas. Utada Hikaru fez o último show no Yokohama Arena e quem não deu pra ir, pelo menos teve a transmissão ao vivo pelo ustream. Depois de muito pensar, Yokohama continua sendo um dos nossos lugares favoritos pra morar, viver e passear. Pelo menos não fica muito longe de Tóquio e outras cidades. Começou a esfriar mesmo, mas neve aqui nem cai. Peguei um resfriado que fiquei de molho em casa dois dias a pedido do meu chefe (que deve ter dado graças aos céus). Novo conflito, mas agora entre as duas Coréias. "Tropa de Elite 2" deveria concorrer ao Oscar e pronto. Caso WikiLeaks. Ichikawa Ebizo em história mal contada e apanhou. Finalmente entrou em cartaz o filme esperado pelos japoneses a versão cinematográfica com atores em carne e osso para "Space Battleship Yamato" e já teve ótimo público e bilheteria na primeira semana (fator importante 1: muita gente conhece devido ao desenho animado; fator importante 2: bem, o Takuya Kimura, né...). O 61゚Kouhaku Utagassen eu assisti e... comentarei logo nesta semana.

E o mais importante nisso tudo que, em cinco anos que mantenho este pobre mas limpinho sítio, ganhei muitas e muitas amizades. Alguns eu conhecia ao vivo antes de começar o blog. Outros conheci no decorrer do blog mas ninguém sabia que um tinha blog do outro. Outros eu conheci ao vivo através do blog. Outros eu quero conhecer ao vivo (mas resta saber se eles vão querer me conhecer, do jeito que sou lesada....). E através dessas amizades que fiz, que cultivo (ao menos tento, fator tempo e distância nesses casos influencia) e mantenho, é que a cada dia aprendo muita coisa com elas. Desde receita de bolo até lições sobre a vida.

E vamos que vamos que este ano já começou e temos 351 dias pela frente (porque os outros quatorze já acabaram, né?).

Fotos: via seo gugol, exceto dos Samurais Azuis (via Fabiana Yoko); Enoshima (a autora lesada); Tokyo Dome (pedi para uma transeunte na maior cara de pau); Yokohama Bayside Marina (namorido).


E voltamos logo com a programação normal.

11 comments:

  1. Olá Kiyomi!!!

    Adorei sua retrospectiva! Nossa, nem me fale de Copa do Mundo. Torci muito pela Seleção Brasileira e também pela Japonesa. Infelizmente, nenhum deles levou a taça. E que emoção deve ser assistir a um show do Smap no Tokyo Dome e ainda mais ver o Kimura Takuya...

    Ah, e que bom que você comentou do Kouhaku Utagassen. Estou ansiosa pra ler seus comentários. Vi algumas apresentações que me emocionaram muito. Aliás, o Smap teve a melhor apresentação, segundo a contagem de votos. Foi a primeira vez que assisti o evento (pelo menos uma parte dela) e, é claro, adorei o desempenho do Arashi (tanto cantando quanto apresentando o evento).

    Bjuss e até +!

    ReplyDelete
  2. Kiyomi!
    Ufa! Meio que perdi o fôlego só de ler a retrospectiva!
    Muito legal!
    2010 foi mesmo um ano muito bom...
    E 2011 será ainda melhor!

    Ah, eu quero te conhecer e tomar um Chai Latte, viu!

    Feliz Dia Novo a cada dia, rs!
    Beijokas!
    =D

    ReplyDelete
  3. Cacá, isso porque minha retrospectiva furada estava bem atrasada!! Sabe como foi final de ano...
    Sobre o Kouhaku, logo sairá o balanço final, aguarde. E claro, assisti de ponta a ponta para dar o resumão dos mais interessantes (e também porque o Smap foi o Ootori que por sinal foi a maior audiência!!!).
    Legal o Smap interagindo em algumas partes com o Arashi e o Nakai-kun foi quem - pela segunda vez - fez o shokai para eles!!
    Beijao!

    ReplyDelete
  4. Pri, tirando o desastroso agosto, o resto foi um ano bom! Espero que este seja bem melhor!!!
    E espero encontrar voces ao vivo e em cores!
    Beijao!

    ReplyDelete
  5. adorei os ultimos meses da retrospectiva e ri demais com o Takuya Kimura lindo tambem ao vivo,hahah...esse nao tem como nao ser bonito,so nao gosto quando ele fica com muita maquiagem.
    :/
    e nao entendi sobre o nitendo 3d,ja saiu?
    eu adoro o nds,se deixar,dependendo do jogo fico horas a fio,
    beijaooo.

    ReplyDelete
  6. Finalmente consegui dar uma paradinha aqui...

    E o segundo semestre foi intenso, não tanto quanto o primeiro, mas foi. Foi em setembro que deixei de ser desempregado e arrumei um trabalho e, principalmente, perspectivas. E é esse trabalho que anda me deixando um pouco fora do seu blog... Mas espero que entenda.

    []s

    ReplyDelete
  7. Andréia, fico aliviada em saber que vocês estão bem no meio de todo esse aguaceiro que cai em SP. Mas sinto pelos infortunados.
    A vantagem de ir ao shows ao vivo é que a gente pode ver ao vivo e conferir o material. Por que acha que fui três vezes no show do Masaharu? hahahaha Realmente, o Takuya é lindon mesmo ao vivo. Mesmo no programa que ele apareceu numa esquete como vendedora de roupas féxion (procura Shinobu-san que vai entender), hilario!
    Bem, tirando agosto que foi o pior mes, o resto foi bem tranquiiiiilo.
    Beijao!

    ReplyDelete
  8. MP Kouhaku, imagino o quanto de trabalho você deve estar tendo. Mas não se preocupe, eu sei que você acompanha os pitacos aqui hahaha
    Boa sorte neste ano!

    ReplyDelete
  9. Ahahaha eu acho que vc deveria trabalhar com folha de pagamento. Tudo tem prazo e cronograma a ser seguido rs.... brincadeira... vc é muito organizada... eu decidi não fazer uma retrô pq eu com certeza teria que vasculhar todos os posts... e a preguiça? rsss

    Kisu!

    Ps; tô ansiosa pra saber o post da discoteca rsss

    ReplyDelete
  10. Por falar em Tokyo Dome... Esse final de semana, estava eu (de molho) e assisti ao 1º DVD do "we are smap" e uma parte do 2º.
    Só tenho a dizer, quase morri na dança do solo do Kimura e chorei de indignação de não ter a parte do MJ do Nakai. Ele faz introdução, vídeozinho. Ele arrasa na coreografia.

    Ah, e a música que o Tsuyoshi toca piano é linda. De chorar.

    Confesso, chorei quase o DVD todo. Tá magnífico...

    Beijão

    ReplyDelete
  11. Oi Kiyomi!
    Tudo bem querida?
    Já vi vc em vários comentários de blogs amigos e vim conhecer o seu cantinho e adorei!
    Ah fora que meu marido e eu estávamos pensando em talvez ir morar em Yokohama, aí pensei: Ah já sei para quem posso perguntar sobre esta cidade...a Kiyomi!
    Vi que você tem paixão por Yokohama, mas Kiyomi, gostaria de saber como é viver na cidade, tipo custo de vida, aluguel é muito caro? Lazer, comidas...tenho tantas dúvidas, mas vontade não falta de passar aí nem que seja para passear!

    beijos querida

    Angel

    ReplyDelete