Friday, February 25, 2011

Coma Mais Legumes!

(Planta do meio): - Impressão minha ou o cheiro de abobrinha esturricada vem da casa da autora?
De bons meses pra cá, comecei a ficar mais tempo na cozinha e experimentar novas receitas. Não que antes eu não cozinhasse, longe disso, mas é que recentemente meu horário de trabalho ficou um pouco mais curto e estou ainda tirando minhas férias remuneradas. Aos poucos, senão o pessoal fica doido. Bem, voltando. Resolvi variar mais o cardápio em casa, e levar o almoço nosso de cada dia pro trabalho, pois eu é que não vou ficar gastando todo dia comendo fora.

Eu sei que vocês gostaram do requeijão caseiro e do bolo de iogurte, que aqui em casa volta e meia resolvo fazer, desde que eu consiga framboesa e morango congelados. No final do ano passado, eu fiz um projeto de ratatouille que vi a receita em um dos meus livros do Bistro Smap. Digo projeto, porque até agora não consegui fazer 100% igual a receita original do livro por falta de ingredientes secundários (explico logo porquê). Cheguei a postar uma foto da iguaria no facebook, o que levei crítica totalmente destruidora - a pessoa disse-me que ratatouille nunca é dessa forma, que vai gengibre, vai alho poró, bla bla bla. Sabe aquele filme "Ratatouille"? Então, a pessoa acha que tem que ser igualzinho ao do filme essa história toda.

Lembram que falei destes livros? A receita eu peguei do livro "KANTAN Recipe" (o de capa laranja, à esquerda)
Isso porque nem falei de onde peguei a receita, senão aí que ia virar baixaria mesmo.(Motivo: essa pessoa que criticou a receita, odeia mortalmente o quinteto. Tá, gosto é gosto, mas respeita, né?) Mas claro que isso não me afetou e fiz novamente a receita, 90% de ingredientes completos. Mesmo assim, pelo menos minha cobaia... ops, meu digníssimo kinguio aprovou as três vezes que fiz. Seja como for, vou avisando que o nome da receita se chama "Ratatouille Don" - pois foi feito no estilo para ser um donburi - prato típico aqui encontrado facinho facinho em redes como Yoshinoya, Sukiya, Matsuya e outros menos cotados.

Donburi (丼), para quem não sabe, é um prato consistido de vegetais, peixes ou carne ou qualquer outro ingrediente cozidos e colocados em cima do arroz e servido em uma tigelona funda - daí o nome "donburi", que significa "tigela". Ultimamente, muitos falam abreviado de donburi para "don".

Quem fez essa receita no programa semanal, no quadro "Bistro Smap", foi Takuya Kimura (na foto dos livros, é que usa uniforme em detalhes em vermelho). No livro, faz parte de "receitas vegetarianas". Na verdade, estava procurando uma receita que levasse berinjela e abobrinha (aqui se chama zucchini) e como lembrei que tinha visto a receita em nem lembro mais qual livro foi, fui eu procurar.

Eis a receita original:

Ratatouille Don  (ラタトゥイユ丼) - para 4 pessoas.


Ingredientes: 
- 8 tomates
- 4 berinjelas
- 1 cebola
- 1 pimentão vermelho
- 1 pimentão amarelo
- 1 pimentão verde
- 1 abobrinha italiana ("zucchini")
- 1/2 talo de alho poró
- 1 dente de alho
- 1 pedaço de gengibre
- 1/2 colher (sobremesa) de toubanjan (tempero chinês picante a base de soja)
- 4 colheres (sopa) de catchup
- 1 tablete de caldo consomé
- 1 copo de água
- 1 colher (sobremesa) de sal
- 1 colher (sopa) de vinagre
- Um fio de óleo de gergelim 
- 2 colheres (sopa) de óleo (pode ser de canola)


Modo de preparo:


A) A parte dos legumes:
1) Ferva os tomates na água a ponto de poder tirar a casca (não deixar muito tempo senão os tomates ficam muito moles) e corte em cubos pequenos. Reserve.
2) Corte as berinjelas e a abobrinha em cubos com a casca.
3) Aqueça os pimentões diretamente no fogo do fogão. Vai queimar a casca, mas é para tirar depois debaixo de água fria. Corte em cubos.
4) Pique o alho poró bem miudinho.
5) Pique a cebola, o alho e o gengibre.


B) Numa frigideira aqueça o óleo e frite a cebola até ela ficar dourada.


C) Coloque a cebola frita em uma panela e junte o alho e o gengibre picados e misture com o toubanjan e depois o catchup. Cozinhe bem e junte os legumes (A) exceto o tomate. Misture bem devido aos temperos.


D) Junte os tomates picados, o tablete de consomé e a água e tampe a panela.


E) Quando a água acabar, junte o sal, o vinagre e o óleo de gergelim. Retire do fogo.


F) Junte a mistura em cima do arroz branco.


Não ficou lá aquela maravilha, mas ao menos o pessoal (leia-se: dignissimo ) adorou!

Notas: 
- Toubanjan ou doubanjian (豆板醤) é uma pasta feita a base de favas, soja fermentada, arroz, sal e outros temperos variados. Usado na culinária chinesa principalmente para pratos rápidos e em caldos de rámen.
- Geralmente os pimentões vermelho, amarelo e laranja são chamados de páprica aqui, devido ao tamanho, mas podem ser do tamanho convencional mesmo.
- Não sei se no Brasil tem o caldo de consomé, como aqui (no supermercado tem os caldos de carne, de frango e o de consomé, que seria uma mistura de carne, frango e legumes). Caso não encontrar, pode usar o caldo de legumes - já que a receita não leva carne.
- Usei óleo de canola de 0% de colesterol (costumo usar o da Aji-no-moto). Mas pode usar óleo de girassol ou qualquer óleo com 0% de colesterol caso queiram cortar o máximo de calorias e diminuir o colesterol alto, né?
- Quando fiz pela terceira vez, eu não tinha o toubanjan, nem o gengibre. Mas deu certo do mesmo jeito. Pelo menos minha cobaia, ops, meu dignissímo kinguio e cara-metade aprovou e ainda perguntou se eu tinha feito mais (na verdade, fiz meia receita, por causa dos tomates, sabem...)


Fotos: a que abre o post, explicando - era uma esquete antiga chamada "Grassy's - Kusa no Kimochi", em que - na foto da esquerda pra direita - Goro Inagaki, Takuya Kimura e Tsuyoshi Kusanagi eram três plantas falantes numa crítica ácida e irônica da sociedade humana, como o aumento do imposto sobre produtos, uso de celulares e consumo de água mineral. Mas a esquete foi uma das que mais eles erravam - as falas eram longas demais e já teve hora na gravção em que um falou do assunto do outro.


As do livro, da receita e do prato feito, são da própria autora.

12 comments:

  1. Oww tá com uma cara boa issaê. Deu fome agora >.<

    Você tem os livros do Bistro Smap o.O Eu quero também =P Não sabia que já tinham lançado tantos assim.

    Beijos!!!

    ReplyDelete
  2. Oi Herika! Os livros do Bistro encontrei na Book-off. Estão na parte de culinária. Foi um milagre encontrar a caixa que tem os quatro livretos (Arroz, Pasta, Sopa e Sobremesa)... inteira!!!
    Tem o Victory (muita gente conheceu devido ao Nakai ter quebrado o dedo médio, ele aparece nas fotos com o dedo engessado!) que foi o último que foi lançado. Depois, nao saiu mais =(
    Se eu encontrar eu falo. Tem problema ser da Book Off, pois agora só lá que encontro?
    Beijao!

    ReplyDelete
  3. Kiyomi! eu perdi esse link do requeijão! ainda bem q vc postou de novo, vou fazer!

    eu adoro pão. parei um pouco de fazer tour nas boulangeries pq a coisa tá feia hahaha. só vou agora na do mercado e mesmo assim vc viu a desgraça que é hahaha

    eu adoro ratatouille mas nunca tinha visto como "don"! nossa, parece delicioso, o seu ai ficou com uma cara ótima. tá certo o Kingyo.

    vou copiar esta receita.
    e qdo estiver sem inspiration, pode postar mais novidades desse seu livro hahahah

    bjs

    ReplyDelete
  4. Uhm, ficou com uma cara boa esse prato. Pena que não posso com pimentão, berinjela e óleo de gergelim. Se não ia fazer aqui em casa :)

    ReplyDelete
  5. Alexandre, ainda bem que tenho uma cobaia pra provar. Se ainda sobreviver, sinal que deu certo hahaha, porque uma vez tentei fazer a bendita, famigerada e vontade de jogar a massa pela janela - coxinha e quase nem deu pra comer!!
    Aos poucos vou tentando fazer as receitas dos livros, resta saber se até lá não matei o Roberto de indigestão...
    Beijao!

    ReplyDelete
  6. Fabiana Yoko, e justo a receita os principais são esses ingredientes que voce não pode!!! Pode tirar o oleo de gergelim (porque eu tambem nao tinha quando fiz), o dificil vai ser a berinjela e pimentão.
    Você viu quem foi que fez a receita, ne...
    Beijao!

    ReplyDelete
  7. Kiyomi,
    Também fiz o ratouille, depois que vi o desenho..kkkkkk
    A mãezona aqui, aproveitou a curiosidade dos filhos, e já que ela é recheada de legumes, não pensei duas vezes e fiz para eles provarem.
    E na epoca, não tinha blog...
    e fiz a primeira receita que apareceu na internet, que não tinha nada de parecido com o desenho, mas como era a única, fiz assim mesmo.
    Meus filhos gostaram e a mãezona super preocupada com a alimentação, também adorou!
    Agora, vou anotar a sua receita chic e completa, falo isso, porque vi a quantidade de temperos e ingredientes.
    ah, quanto aos cookies....
    menina, vou confessar só para vc, viu?(e para quem passar por aqui e ler também..kkkkk) a primeira vez que eu derreti um chocolate no microondas, eu cozinhei a bichinha...queimou e tive que jogar tudo no lixo....imagina o que é isso para uma chocólatra??!
    Mas enfim, agora, deixou 1 minuto quando a quantidade é grande, mas mesmo assim, uso o desonfiometro e abro antes do tempo..kkkkkk

    beijos

    ReplyDelete
  8. Olha, vc como Amélia manda muito bem viu? Sorte do namorido... só não digo que fiquei com vontade pq vi que tem pimentão ai no meio... já não gostei rs...

    Kisu!

    ReplyDelete
  9. Fabiana (Sonho Doce Sonho), acabei tentando essa receita pois era o único jeito do Roberto comer abobrinha, legume que ele não gosta muito. Como tem tomates, pimentões e berinjela, não teve nem problema.
    Ah! Arigatou pela dica de como derreter chocolate no microondas! Eh que não tenho paciência de derreter no modo convencional, sabe... (tá, vamos dizer preguiça e sem o termometro)
    Beijao!

    ReplyDelete
  10. Que é isso, Bah... Em casa a gente felizmente os dois cozinham, mas como ultimamente estamos em turnos invertidos e eu estou com meu horario meio reduzido (e gastando ainda minhas folgas remuneradas), por isso que estou aproveitando pra fazer receitas novas rs
    Entendo o motivo de muita gente não tolerar pimentões, mas infelizmente nesta receita vai três tipos por falta de um!!!
    Bem, se o Roberto ainda está vivo, sinal que minha comida está boa hahahaha
    Beijao!! ^^

    ReplyDelete
  11. Kiyomi e o seu já famosíssimo livro de receitas do SMAP. Realmente tenho que comer mais legumes. Só não vou fazer essa receita, pois não gosto de berinjela. Comentei sobre ele e minha mãe já ficou interessada em fazer rs. E adorei o “trio” fantasiado de plantas.

    ReplyDelete
  12. Cacá, e olha que estou procurando o último (2004) que é o Victory, que são receitas que fizeram para o quadro Bistro King (pena que não fizeram mais nem publicaram depois, e olha que tem receita pra caramba!)
    Eh, tem ingrediente que não agrada a todos. Agora, se tem uma verdura que não consigo comer (sempre) é repolho. Em casa muitas vezes quebro a cabeça por causa de compra de legumes e verduras porque o Roberto detesta quiabo (eu adoro) e ele adora daikon (nabo) cru (e eu gosto como chimpira, com bardana e cenoura).
    Quanto a esquete "Grassy's", foram somente onze episodios, em 1997, pois só pra gravar, eles viviam errando (as falas eram longas e nem dava pra eles olharem pro roteiro que talvez ficasse debaixo do buraco), pois eles tinham que ficar na posição conforme a foto. Mas gostaria que eles fizessem mais uma vez essa esquete, era bem divertida rs
    Beijao!

    ReplyDelete