Thursday, February 10, 2011

Quando Um Mangá Vira Filme - Parte 2


"Hotaru no Hikaru" - o j-dorama foi tão engraçado que teve também a parte 2!!
Vai ter muita gente reclamando porque vai faltar um moooooooonte mas foram os poucos que eu lembrei. Se quiserem mais, então procurem outro blog que talvez possa suprir suas necessidades (ops!), porque eu não sou expert no assunto (nem quero) e este pobre, mas limpinho sítio foi feito para informar um pouco de tudo, sem nada específico. Ponto, pula linha, páragrafo, dois dedinhos...


Acho que foi umas boas postagens atrás que eu mencionei que alguns mangas foram passados em versão de carne e osso, os chamados live action movie, algo parecido (e depois viraram anime). Caso mais conhecido, é o manga "Nana", de Ai Yazawa. Logo virou filme (dois, por sinal), com a carismática Mika Nakashima (ídala da nossa querida Romina "Bah"), o que ficou bem fiel ao manga. Obviamente tiveram muito muito mais antes e depois. Tinha falado de uma boa amostra na primeira parte, isso em junho do ano passado!!! E demorei pra fazer a segunda parte, bem, lá vamos nós com desculpas furadas de novo, deixa pra lá.

O filme que eu havia mencionado este mês, o "Space Battleship Yamato", ele veio do manga criado por Leiji Matsumoto - o título original era "Uchyu Senkan Yamato" -, muito embora uma boa parte de quem conhece a história, conheceu pelo anime do mesmo nome, que no Brasil ganhou o título de "Patrulha Estelar". Mais detalhes, no artigo do dia 3 de fevereiro deste ano.

Tentativa de transformar um clássico dos anos 70 para live-action em cinema...
Casshern, versão animada
... e a versão live action
Um manga que virou anime e depois live action movie, foi "Casshern", que foi manga da equipe do estúdio Tatsunoko Pro. Ficou muito mais conhecido como anime nos anos 70-80. Acabou virando live action em 2004, dirigido por Kazuaki Kariya (ex-esposo da cantora Hikaru Utada) e estrelado por Yusuke Iseya (fez o protagonista), Kumiko Aso, Akira Terao, Toshiaki Karasawa, Jun Kaname, entre outros, e com trilha sonora com Ringo Shiina, Hikaru Utada, GLAY, HYDE (L'Arc en Ciel), Chiriho Onitsuka e Towa Tei (ex-Deee Lite). O filme até que teve boa bilheteria, mas muitos fãs "desceram a lenha", dizendo que não foi fiel ao original, faltou muita coisa, ficou incompleto... (mas também, pegar um anime de nem sei quantos capítulos pra condensar em duas ou três horas de filme, vai faltar alguma coisa mesmo...)

Uma Workaholic em carne e osso
... e com Miho Kanno
O manga de Moyoko Anno
Outro manga que virou anime e logo foi um j-dorama foi "Hatarakiman" (働きマン), da autora Momoko Anno. O enredo era sobre uma das responsáveis de uma revista de fofocas sensacionalistas, que não parava por nada, dedicando-se ao trabalho (típica workaholic), mas ao mesmo tempo questionava sobre como conciliar carreira-trabalho-vida particular-amor. O j-dorama (em breve falarei a fundo) passou no outono de 2007, com Miho Kanno, Hayami Mocomichi, Aya Hirayama e Ikki Sawamura. O j-dorama teve audiência média final de 12,1% (passava todas as quartas, às dez da noite). Momoko Anno é conhecida pelos mangas totalmente voltados para o público feminino, falando sobre problemas de beleza, dieta e relacionamentos. No Brasil, muitos devem conhecer a autora pelo manga "Sugar Sugar Rune", mais voltado às meninas em fase ginasial.

Outro clássico dos anos 70, versão live-action um pouco mais "noir"
Yatterman, o clássico anime
A versão live action
Não lembro se teve manga, mas muitos conheceram o anime e chegou a passar no Brasil. Em 2009, teve a live action movie do clássico dos anos 70 da mesma Tatsunoko Pro - "Yatterman". O anime era um dos mais famosos nos anos 70 da série "Time Bokan". O filme, dirigido por Takashi Miike (que no ano seguinte dirigiu "Jyuu-San Nin no Shikaku"), teve boa bilheteria e opiniões diversas (pra não variar neste mundo, devido ao clima meio sombrio, característico do diretor Miike e também pelo traje da vilã Doronjo...) e foi protagonizado por Sho Sakurai (Arashi), Saki Fukuda (que fizeram os heróis), Kyoko Fukada e Kento Kobayashi (fizeram os vilões).

O eterno clássico - dos jornais, pro desenho animado que dura 42 anos e versão filmada
Sazae-san, o desenho semanal...
...e versão dorama, com Arisa Mizuki
O clássico manga (na verdade foram mais de cinquenta livros compilados com suas tiras de quatro quadros) de Machiko Hasegawa - "Sazae-san" - virou anime em 1969 e continua no ar todo domingo pela FujiTV. Mesmo antes de ser anime de sucesso, já teve versão live action para a TV - em 1955 e 1965 pela TBS e em 1981 e 1992 ambas pela FujiTV. Em novembro de 2009, em comemoração aos 50 anos da emissora, foi feito novamente um live action especial (tampatsu) com Arisa Mizuki no papel principal. Ao mesmo tempo, a empresa alimentícia Glico, fez vários comerciais do chocolate de como seriam as crianças da história de Sazae-san 25 anos depois, com Tadanobu Asano (Katsuo), Rie Miyazawa (Wakame), Eita (Tara-chan) e Shun Oguri (Ikura). No verão de 2010, novamente Arisa Mizuki protagonizava a personagem Sazae no especial da FujiTV, com os mesmos atores que fizeram o especial de 2009.

Dois sucessos tanto em "shojo manga" como j-dorama para mulheres (e marmanjos também).
Nodame Canterbile,
também teve versão animada
...o filme, com Hiroshi Tamaki e
Juri Ueno, como Chiaki e Nodame
Os mais recentes posso citar o best seller de shojo manga (voltado ao público feminino) "Nodame Canterbile" (com Juri Ueno e Hiroshi Tamaki, que deu certo no j-dorama e no filme) e "Hotaru no Hikari" (desenhado por Satoru Hiura, cuja foto abre o post), cujo j-dorama fez muito sucesso, principalmente entre as mulheres - quem não queria um buchou que aceitava a Amemiya como era dentro de casa, largadona e com direito a chuquinha no cabelo (que ele, pra traumatizar a coitada, o bucho também aparece)? Tamanho sucesso e audiência, acabou ganhando duas sequências (com Haruka Ayase e Naohito Fujiki, que fizeram o casal principal das duas partes).


Em breve: alguns comerciais em que personagens de anime ganharam versão de carne e osso e como bônus, alguns casos que o efeito é o inverso.

2 comments:

  1. Muito legal a matéria Kiyomi. Mas acho impossível você citar todos os mangás que já ganharam uma adaptação em live action. Não costumo ler mangás, por isso não sei se foram fiéis ao trabalho original. Mas dentre as que você citou, gostei muito de “Nodame Cantabile” e “Hotaru no Hikari”. Ano passado saiu um ranking (feita Oricon Style) com as melhores adaptações já realizadas e que agradaram em cheio os fãs. Dá só uma olhada:

    1 - Nodame Cantabile
    2 - ROOKIES
    3 - Liar Game
    4 - Gokusen
    5 - Hanazakari no Kimitachi e
    6 - JIN
    7 - Meichan no Shitsuji
    8 - Tokumei Kakarichou: Tadano Hitoshi
    9 - Honey and Clover
    10 - Bloody Monday

    ReplyDelete
  2. ola kiyomi,
    amiga, adoro essas postagens sobre filmes baseados em mangas.
    Sou fa absoluta de nana e amo nodame.Adoro assistir os animes (ou ler os mangas) e depois asisstir os filmes.
    Vi a maioria dos que vc mencionou, quero mais,ahahha...
    beijao.

    ReplyDelete