Wednesday, April 27, 2011

Momento (Nada) Fashion...

Muito embora de vez em quando (quase nunca) compro revistas de fashion aqui no Japão, geralmente eu compro quando tem algo que me interesse (leia-se receitas culinárias, Masaharu Fukuyama, assuntos de cinema,  Smap, como organizar sua casa...), e umas das revistas que costumo comprar, assim como em muitos posts eu já falei, é a an-an (o que muita mulher que conheço costuma dizer "ah, aquela que de vez em quando traz ensaios fotográficos de mancebos mostrando quase tudo que vieram ao mundo", mas deixa pra lá), que traz de tudo um pouco, mas também não compro toda semana senão haja espaço no meu apertamento, que já nem tem espaço direito, volta e meia eu desfaço de muitas coisas ou outras. A outra revista que compro - também quando me interessa, até pensei em assinar, já que é mensal, seria a Nikkei Woman, que é tudo sobre a mulher que trabalha fora e quer conseguir - ou conseguem - bons cargos em diversas áreas. Sem falar a TV Guide, pois j-doramaleira como eu, tenho que estar atenta sobre novos programas, j-doramas e outras coisas mais.
Minhas revistas da semana para ler nas horas de folga: a última TV Guide (Atenção: não tive culpa se era o Shingo Katori na capa!) e a Nikkei Woman de Abril
Muita gente me pergunta se eu costumo comprar revistas de moda mesmo, de novas tendências, de penteados, maquiagem, etc. Vou confessar: não consigo. Nesse ponto sou muito, mas muito destrambelhada para seguir alguma moda, mesmo porque precisaria de dinheiros, como diz a @mikan_ponkan. Mesmo garimpando boas ofertas, seguir moda aqui, significa 50% das roupas são sazonais e 50% ainda dão pra aproveitar para a próxima estação. Já tive muita roupa sazonal que acabei passando adiante, seja em lojas de segunda mão ou recycle shops, se estiverem em bom estado até dá pra ganhar uns trocos, ou doando mesmo. Mas como eu trabalho em escritório (para horror de muita gente que mora aqui), tenho que ser adepta ao básico do básico - conjunto de calça e paletó pretos e camisa (de diversas cores, digamos). Mas quando a vontade de jogar o salto alto longe é muita, especialmente quando chega ao final de semana, aí vou de vestido, legging e sapato bailarina.

Pose de xícara em Fujinomiya e o sol
refletindo bem na minha frente: vestido da
RetroGirl, leggings Uniqlo e sapato da
Vingt-trois. Ah, ao fundo o Fujisan...
Nos meus day-off (porque ninguém é de ferro), gosto mesmo do prático e confortável, mas não desleixado. Como o eterno jeans, camiseta, leggings e túnicas. Só quando tenho evento especial (algo muito raro de ir), é que já tenho que usar algo bem mais diferente, um vestido clássico, uma blusa mais trabalhada... Como eu vou e volto de Yokohama-Tóquio-Yokohama todo santo dia, eu reparo no que a mulherada anda usando muito:

- leggings: Essa roupa seria o terror de muita mulher (no Brasil), mas aqui a mulherada, inclui eu nesse meio, usa e abusa, com saias, shorts, vestidos... Seja com ou sem pedaleira, coloridas ou pretas, torna-se roupa obrigatória seja no dia a dia como no final de semana. Vou confessar: eu tenho pelo menos três pretas iguaizinhas compradas na Uniqlo.
- Estampas: seja de flores, listrinhas ou bolinhas, que seja, elas estão em vestidos e túnicas.
- Inspiração marinha: sabe blusas, vestidos retos ou túnicas de algodão branco listadinhos de azul marinho ou preto, ou vermelho, ou azul marinho e vermelho? Continua sendo moda, sim.
- Cáqui: ou khaki como se diz aqui. Nunca sai de moda até no inverno.

Jardim Botânico de Kamakura: blusa da Mary Quant,
calça Gap, casaco RU. Outono de 2009, quando estava
a alguns quilos bem acima do normal...
Na verdade, o bom daqui é que ninguém repara o que você veste, a não ser que esteja usando aquelas calças que ao abaixar aparece a zona do aconchego ou camiseta de alcinhas decotada e apertada, a ponto de toda aquela pelanca pedindo socorro, querendo sair da roupa (detalhe: as meninas aqui podem usar minissaia, mas camiseta de alcinhas, por mais calor que esteja, nem pensar! Elas usam com um colete de crochê ou cardigã de mangas curtas em cima, que por sinal, está sendo um dos hits da estação...)

Normalmente eu gosto de fotografar, mas muitas vezes eu não gosto muito de aparecer em fotos, pois nunca saem do jeito que a gente quer. A não ser que eu compre uma câmera melhor (leia-se: Nikon D-3100, porque se eu quiser a recente D-5100, aí tem que vir o garoto propaganda de brinde) eu perca mais a vergonha na cara e tente encontrar algum freela de assistente de fotógrafo, quem sabe melhora de ambos os lados (pessoal e financeiramente falando), porque eu tentar ser modelo mesmo daquela agência que fica em Harajuku (Tóquio) em que aceitam estrangeiros de toda nacionalidade para todos os gostos, seria o mesmo que ganhar sozinha no Nenmatsu Jumbo Takarakuji (loteria do final de ano, o prêmio máximo que o felizardo leva).

Ainda bem que, pelo menos aqui ninguém repara (tanto) no que você veste, exceto, como disse, se a roupa chamar muito a atenção, porque existem lugares apropriados para tal tipo de roupa.

Fotos: das revistas, da própria autora. Da autora, fotografadas pelo dignissimo kinguio.

18 comments:

  1. Ah tá, agora eu sei porque você quer o garoto propaganda da D-5100 HAHAHAHAHA.

    Sério, legging é um pesadelo mesmo. Passo bem longe. Pior que aqui no Brasil o povo insiste em usar roupas de academia fora da academia. Aff não entendo mesmo.

    ReplyDelete
  2. Kiyomi,
    Eu tinha mania de colecionar revistas japonesas..kkkk.
    Li muito a an an, mas gostava do More, e da Cosmopolitan, entre outras.
    Essa Nikkei Woman, eu não conhecia, mas o tv guide, eu também comprava muito, tenho uns aqui guardado, e vou postar no meu outro blog.
    Comprei vários, quando passava o dorama "Asu Naru hakusho".
    eu amava esse dorama!
    Quando eu postar a foto, eu venho te avisar.
    agora, falando de moda.....kkkk, deu saudades da Uniqlo.
    Gostava muito de uma loja chamada Suzutan, nem sei se tem mais.
    Se alguem fizer uma visita surpresa, me encontrará, com uma camiseta larga, calça de moleton, meia e avental...kkkkk
    Gosto de ficar bem a vontade em casa...Mas quando tenho que sair, aí aguenta...porque demoro uma eternidade para me arrumar e me maquiar.
    Sou vaidosa, mas com filhos, a vaidade fica em segundo plano..kkkkk
    Adorei as suas fotos com descrição das roupas.
    SErá que veremos mais essa seção por aqui?
    beijos

    ReplyDelete
  3. Querida,

    Vc tá lindona nas fotos... ahhh a Uniqlo.. quantas saudades eu sinto... toda virada de estação lá estava eu pra comprar mais peças básicas... sinto tanta falta dela aqui no Brasil... a Hering é a que mais se aproxima, porém não tem a mesma qualidade e fora que a marca dos dois peixinhos tá mais caro que sei lá o quê. Lembra quando uma camiseta básica branca era comprada em feira? A mesma é comprada a preço de sei lá... ouro? rss

    Kisu!

    ReplyDelete
  4. Até que poderia vir o garoto propaganda de brinde, mesmo. HAHAHA Adoro a forma como no Japão niguém liga muito para o q vc sai vestindo.. aqui, a galera te olha de cima a baixo onde quer q vc vá! Amei suas fotos!! Lindo Fuji! um dia conheço.. (Deus queira! >.<)
    Beijooo! Boa semana!

    ps - adorei a capa das revistas! *~~*

    ReplyDelete
  5. Eu uso legging DIRETOOOOOO, comprei 3 aí no Japão que enfia no pé e metade dele fica de fora... com short, vestido... será que é porque a única revista de moda que vejo é japonesa? Amo a JELLY... *-*

    Ah a an.an s2... deixa assim sem comentário mas vc me entendeu, né? :P

    ReplyDelete
  6. Hello Ms Piggy!!
    Tudo bom?

    Eu tbm já tive minha fase revistas japonesas! Adoro são tão lindas e a diagramação perfeita!!!

    Eu ando amando legging!
    hj mesmo estou com uma preta, botas, camiseta com corte americano, sabe bem comprida só q acinturada e um sobretudo de quadradinhos que comprei numa igreja japa aqui na vila mariana, é usado e paguei 8 reais!! Uso mto! Adoro roupa de second hand!!

    beijus

    ReplyDelete
  7. Olá Kiyomi!

    Quem dera estar aí com o privilégio em ter a Uniqlo e outras marcas com preços beeem mais acessíveis e qualidades superiores... aqui no Brasil vem tudo inflacionado e com acabamento duvidoso. Ando muito chata esses tempos, a ponto de comprar on line as roupas e acessórios no exterior (EUA, Europa...).

    Adorei as fotos, mostra que une o conforto, estilo e peças atemporais, está de parabéns!!!

    Admiro o bom senso das japonesas em vestirem adequadamente, pena que aqui a maioria é tudo ao contrário... rsrsrs! Para ver como é a cultura de cada lugar!

    Bjão!

    ReplyDelete
  8. Oi Kiyomi,

    Tenho muita saudade dos brechós japa e da Uniqlo. Vc acredita q voltei pro Brasil ja faz 2 anos, e uma blusinha de malha da uniqlo, ainda ta inteira. Não desbotou, a malha não deformou nem nada.

    Gostei deste post sobre moda, concordo contigo em relação a se vestir confortavelmente nos dias de folga.

    Beijos

    ReplyDelete
  9. Ola Kiyomi!

    Nossa, quantas matérias você postou essa semana heim... E espero que tenha sobrado um pouco daquele bolo de limão pra mim. Mais tarde dou um pulinho aí pra pegar rs. Já fiquei com água na boca.

    Sobre as roupas que uso diariamente, o legging definitivamente não faz parte do meu guarda roupa. Não sei, acho que nunca tive interesse de comprar uma. E como não faço exercícios regularmente (um hábito que tenho que mudar rs), nunca me identifiquei com a peça. Ao contrário daí, aqui é comum ficar comentando o que a outra pessoa está usando, principalmente roupas muito chamativas ou fora dos padrões da moda. Um terror rs.

    Bjuss

    ReplyDelete
  10. Respondendo atrasada mais uma vez, mas a semana foi brava, vamos la...

    ReplyDelete
  11. Isa, pelo precinho que a câmera oferece, o fabricante tem o dever de dar um brinde, ne? Bom, quanto ao legging, a forma que o pessoal usa é bem diferente, pois o tecido é algodão e não lycra (se bem que já vi em Shibuya cada cor...)
    Detalhe: as meninas aqui usam com saias, tunicas compridonas (como na minha foto da Fuji) e nao com camisetas agarradas com as pelancas saindo pedindo socorro...
    Beijao!

    ReplyDelete
  12. Fabiana, a More eu quase nem compro, porque é muito pra quem está na casa dos vinte mesmo. A an-an pode até ser, mas acho bem mais diversificada e não enche tanto linguiça.
    A Nikkei Woman é mais voltada a mulheres que trabalham em empresas e corporações mas sem perder o tom de como economizar, como facilitar a vida...
    A TV Guide compro quase semanalmente, mas depois eu tenho que repassar senao falta espaço em casa, ficam somente as que me interessam hahaha Asunaro Hakusho até sei porque voce gostava (o tema + Kimura ne?)
    Nossa, nem lembro se tem a Suzutan. Mas a Uniqlo tá crescendo muito aqui!! E continua com qualidade boa e barata!
    Agora, em casa, estou sempre de camiseta e calça de pijama, mais confortável possivel hahaha
    Beijao!

    ReplyDelete
  13. Bah, a Uniqlo é tudo de bom! Podem falar que ela tem roupa barata, mas elas não deformam mesmo depois de trocentas lavadas!
    Queeeee? A marca dos dois peixinhos tá caro assim?! Imagino a Zara (que só compro quando tem liquidação, inclusive comprei uma blusa de linha basica por 100 yen!!!)
    Beijao e não sou taaaaao fotogênica assim, não...

    ReplyDelete
  14. Loma, tirando usar blusinhas de alcinha com os braços de fora e aparecendo as banhas saltando, o pessoal não repara mesmo. Mesmo se voce estiver usando uma camisa verde fluorescente e calça vichy (xadrez) e tênis pink. Mesmo cabelo: até as senhoras de idade que dariam pra ser nossas avózinhas, pintam o cabelo de azul, de roxo, de rosa. Pena que nao consigo tirar uma foto dessas sem ser espancada...
    Beijao!

    ReplyDelete
  15. Gesiane, o bom das revistas daqui é que tem pra todos os gostos. No meu caso, na casa dos 40, nao consigo ler revista mais ou menos na minha faixa etária, no máximo a Orange Page, Lettuce Club (culinaria).
    Beeeeeem, a an-an eu sei porque, eu te entendo hohoho

    ReplyDelete
  16. Minako, o bom das revistas é que elas são bem explicativas e diagramadas, e legendadas rs
    Second hand aqui, se for em Yokohama, Shibuya e Harajuku (especialmente no Takeshita Doori), voce se perde de tanta roupa e acessório lindos! Sem falar que muitas roupas a gente consegue em pontas de estoque (outlets) e liquidações de virada de estação: cheguei a comprar roupas com 90% de desconto!! E basica da basica ainda por cima! rs
    Beijao!

    ReplyDelete
  17. Oi Kiyomi!

    Eu não entendo como as japonesas têm coragem de usar aquelas minissaias-minúsculas e não uma camiseta de alcinha. Vai entender né...

    Elas devem pensar o mesmo das brasileiras que fazem o contrário. Hahaha...

    Bom, eu adorava andar de salto no Brasil. Mas aqui no Japão abri mão por dois motivos: porque passei a me sentir alta demais e porque ninguém merece andar até a estação e ficar correndo pra pegar o trem de salto.

    Se bem que muita gente faz isso né. Pelo visto você também. Morro de inveja! Não dou conta :(

    ReplyDelete
  18. Kiyomi,
    Eu adoro legging!
    Primeiro que fico tímida em mostrar as pernocas finas e segundo pq elas não estão mais bonitas como antigamente...
    Tenho várias, coloridas, desenhas e as pretas são muitas, rs!
    Salto somente em ocasiões especiais pq eu amo rasteirinhas, sapatilhas e tênis all-star! Me sinto melhor...
    Agradeço a Deus por estar num país onde a moda é vc quem faz e ninguém tem nada a ver com isso, rs!
    Eu compro a revita Glitter, todo o mês. E de vez em quando alguma outra, mas é só para se inspirar. Mesmo pq eu não consigo ler quase nada mesmo!
    Adorei o look do vestido azul!
    Beijão!
    ^^

    ReplyDelete