Sunday, November 20, 2011

O Céu Infinito





"Ouço uma voz me chamando agora/ que lá existe um céu infinito/
Então devo me mudar se eu for incapaz de voar?/
Deixe-me tomar o primeiro passo, e não importa quantas vezes eu tentar/
Partirei do princípio/ com confiança..." - Arashi, "Hatenai Sora"


Ultimamente estou bem relapsa aqui, muitas vezes esquecendo de atualizar, de dar atenção aos meus (poucos) fiéis leitores que têm a virtude da paciência em ler meus posts outrora quilométricos. Pode achar que seja outra desculpa deslavada, mas a verdade é que desde junho venho tendo altos e baixos tanto na minha vida profissional como na minha vida propriamente dita. Espero que minhas fases altas superem sempre as minhas baixas.

Muitas vezes pego-me pensando se não seria mesmo eu partir do zero e começar tudo de novo. Fazer um novo ciclo de vida, viver o presente e enxergar o futuro. E pode até achar engraçado, mas todas as vezes que eu vou começar algo e no fim não dá certo, lembro do j-dorama "Freeter, Ie o Kau", em que o protagonista Seiji, tenta várias vezes e acaba se frustrando. Até que realmente a situação se aperta e tem que literalmente se virar nos trinta para conseguir atingir seu objetivo.

Não gostaria de fazer nada no desespero, se bem que cinco meses tentando, tentando, tentando e só recebendo "não" na maior cara dura ou via correio mesmo, pode desanimar qualquer um. E quando a gente tenta fazer algo, nunca sai nada do que a gente espera. Acho que vou com muita sede ao pote. E o pote quebra, todo mundo sabe.

Mas como sou persistente (ou teimosa, como queiram), estarei seguindo com confiança... Nem que seja começar da estaca zero, mas darei o meu melhor para que eu possa superar as dificuldades...


"Quando uma estrela cai novamente/ eu posso pegá-la com a mão e pronto para segurá-la/
Porque o futuro límpido e puro continua sem fim/ e tudo que tenho que fazer é eu mesmo ir e ver..."



No comments:

Post a Comment