Tuesday, August 30, 2011

Transição

Desde julho estou numa fase que eu chamaria de "transição". Mas estaria passando para "renovação".

Seria a fase em que estaria atravessando por certas dificuldades, mas superando cada uma delas. Contornando algumas e outras tenho que estar munida de paciência. E com o espírito preparado para escutar/receber cartas de retorno com a mensagem "sinto muito, mas ficará para a próxima". (Tá, e o dia que me chamaram para conversar, concluo que não sirvo pra vender alfinete pra formiga) E não estou escolhendo serviço, mas tenho que estar consciente que não posso ficar pegando qualquer coisa para não parar no hospital depois. E olha que pra criticar, público garantido eu tenho, hein!

Tenho que aguardar resposta de alguns lugares, pois enviei currículo e tenho que esperar nem que seja "sinto muito, ficará para a próxima". Não estou perdendo esperanças.

Sobre o lado emocional. Estou mantendo uma certa rotina em casa e fora desta. Arrumando o apertamento e vendo como me livrar de algumas coisas, pois acontece de ter que mudar (algo que vivo falando sempre mas nunca consigo porque sempre acontece algum imprevisto) e se a casa for menor, onde vou colocar os móveis... Não entendi porque algumas lojas de segunda mão dizem que "móvel com mais de dez anos de uso, nem adianta pedir para buscarmos". Ainda se fosse eletroeletrônico eu entendo, mas... uma mesa? Uma cama??? Vai entender....

Voltando ao foco: para eu não ficar estagnada, até a hora do almoço, mantenho minha rotina de "hysteric housewife", e fora ainda dar uma bela de uma navegada na internet para me atualizar. Durante a tarde ou eu vou no Women's Forum of Yokohama que fica perto de casa (tá, uns vinte minutos de bicicleta) e participo de algumas palestras ou de bate papos com um grupo específico. Só assim eu melhoro meu nível "até quanto eu entendo de língua japonesa". Ainda aproveito a biblioteca, dou uma arejada na mente...

Quando falei do meu lado emocional, a tormenta que estava me afetando como mencionei na primeira quinzena deste mês, aos poucos está sendo contornada. Estou ainda aparecendo com pouca frequência nas redes sociais, é verdade. Mas às vezes aparecem algumas coisas que leio e vejo e nem contesto ou discuto para não passar mal (mais do que passo ao ler ou ver), mas existiram alguns comentários e trocadilhos infames que eu, particularmente, fiquei sentida, mas nem retruquei mais pois quero evitar constrangimentos com minha pessoa. Pô, eu também tenho amor próprio...

Pois sim, ainda estou naquela história conforme relatei na postagem "Tormenta?", mas melhor eu comentar ou repassar alguma mensagem que eu tenho certeza de que é válida. O restante, deixar passar batido. Confesso que teve um retweet que recebi (acho que quem segue a pessoa também), cujo avatar (foto) quase me fez cair da cadeira. Fiz um pequeno comentário logo que imediato, porque aquilo me chocou (e acho que qualquer pessoa mais liberal que seja também ficaria) e sei não se recebi alguma indireta, mas dane-se. Acho que foi recente, nem eu mais lembro (dá unfollow nele, oras!).

E antes que muita gente me interne ou tente me converter, vou avisando: já tenho onde recorrer e onde refletir, só gostaria que respeitassem minhas decisões. Opiniões, desde que sensatas, sempre são bem vindas.  Claro que ninguém poderá ter opinião igual a de outra e a minha também. Mas eu agradeço sempre que existem pessoas que compartilham e apoiam, da mesma forma que compartilho e dou forças para que a pessoa consiga se resolver também.

Essa fase de transição para renovação tenho que fazer aos poucos, como eu havia mencionado antes - fazer tudo no atropelo, na pressa e sem pensar, pode trazer resultados bem desastrosos e no que poderia resolver em menos espaço de tempo, perde-se o dobro tentando consertar.

Ultimamente me sinto como Nino, na foto acima: momento de reflexão solitária, sabendo que existem pessoas que lhe dão forças (foto: revista MORE, da coluna mensal "Itto" que Ninomiya escreve desde 2009, obtida via comunidade que pertenço, o OL). 

Friday, August 26, 2011

Os Trinta Homens do Japão que as Mulheres Gostam ( pesquisa an-an 2005 a 2008) Saldo final e os três primeiros colocados

A última enquete feita, em 2008. O primeiro colocado, bem, nem precisamos falar...

Fiquei de dar segmento do assunto em menos espaço de tempo, mas não sei o que aconteceu aqui que perdi o que tinha deixado rascunhado!!!

Voltando à longa saga da enquete feita por mais de quinze anos pela revista an-an (sim, aquela que a mulherada que conheço aqui no Japão, diz que é revista conhecida por mostrar alguns dos mancebos com menos volume de roupa possível, mas é revista pra mulheres - o que não impede de homens lerem também...), em que as leitoras (e leitores) votaram via internet (via site oficial da revista), hagaki e fax a enquete "Homens que gostamos/ Homens que detestamos", contando vários fatores, como beleza física, interior, elegância, porte, educação, boas maneiras, jeito de agir, falar... Sim, pode ter homem lindo de morrer por fora, mas se comporta como troglodita e da mesma forma que tem homem feio que dói, mas tem uma fineza de um lorde inglês.

Munida de paciência e baseada nas minhas edições passadas (quatro anos), coletei dados, montei planilha e calculei a média dos votos. Lembrando que, tem gente que esteve os quatro anos seguidos e teve gente que participou menos, mas foi feito média de quatro anos mesmo para não dar confusão. Mais do que já fica. Explicando...

Tabela 1: A média final dos quatro últimos anos do ranking geral dos trinta homens mais queridos do Japão (período coletado pela autora, de 2005 a 2008, que eram as edições disponíveis dela):



Nome
Media
1
Takuya Kimura
7405
2
Masaharu Fukuyama
6223
3
Masahiro Nakai
4463
4
Junichi Okada
4363
5
Shingo Katori
3325
6
Tsuyoshi Kusanagi
2829
7
Satoshi Tsumabuki
2630
8
Jun Matsumoto
2412
9
Jin Akanishi
2050
10
Goro Inagaki
2027
11
Tomohisa Yamashita
1872
12
Kazuya Kamenashi
1805
13
Hideaki Takizawa
1696
14
Kenji Sakaguchi
1435
15
Koichi Domoto
1270
16
Joe Odagiri
1218
17
Tomoya Nagase
1035
18
Shun Oguri
1019
19
Kazunari Ninomiya
949
20
Sho Sakurai
759
21
Tsuyoshi Domoto
600
22
Hiroshi Tamaki
599
23
Eita
564
24
Mokomichi Hayami
556
25
Ryo Nishikido
544
26
Teppei Koike
469
27
Hiroki Narimiya
393
28
Naohito Fujiki
329
29
Keisuke Koide
271
30
Tadanori Ohkura
269

Esta tabela fiz dos trinta mais votados porque senão o post tende a ser quilométrico e ninguém vai querer ler..

Tabela 2: Publicado na postagem do dia 9 de agosto, mas para poder entender um pouco a tabela 1. Seriam os trinta colocados do ranking geral dos anos 2005 a 2008, mas sem a quantidade de votos.


2005
2006
2007
2008
Takuya Kimura
Takuya Kimura
Takuya Kimura
Takuya Kimura
Masaharu Fukuyama
Masaharu Fukuyama
Masaharu Fukuyama
Masaharu Fukuyama
Junichi Okada
Masahiro Nakai
Masahiro Nakai
Jin Akanishi
Tsuyoshi Kusanagi
Junichi Okada
Junichi Okada
Jun Matsumoto
Shingo Katori
Kazuya Kamenashi
Jun Matsumoto
Masahiro Nakai
Satoshi Tsumabuki
Tsuyoshi Kusanagi
Shingo Katori
Tomohisa Yamashita
Masahiro Nakai
Satoshi Tsumabuki
Satoshi Tsumabuki
Shingo Katori
Kenji Sakaguchi
Shingo Katori
Jin Akanishi
Junichi Okada
Hideaki Takizawa
Goro Inagaki
Goro Inagaki
Shun Oguri
Joe Odagiri
Kenji Sakaguchi
Kazuya Kamenashi
Tsuyoshi Kusanagi
Goro Inagaki
Hideaki Takizawa
Tsuyoshi Kusanagi
Kazuya Kamenashi
Koichi Domoto
Tomohisa Yamashita
Hideaki Takizawa
Goro Inagaki
Naohito Fujiki
Tomoya Nagase
Joe Odagiri
Satoshi Tsumabuki
Tsuyoshi Domoto
Joe Odagiri
Tomohisa Yamashita
Sho Sakurai
Tomoya Nagase
Koichi Domoto
Koichi Domoto
Koichi Domoto
Kazunari Ninomiya
Tsuyoshi Domoto
Tomoya Nagase
Kazunari Ninomiya
Shinichi Sakai
Jin Akanishi
Mokomichi Hayami
Eita
Yuji Oda
Kazunari Ninomiya
Kazunari Ninomiya
Tomoya Nagase
Hideaki Karasawa
Teppei Koike
Shun Oguri
Hiroshi Tamaki
Takeshi Kaneshiro
Ryo Nishikido
Kenji Sakaguchi
Ryo Nishikido
Jun Matsumoto
Mokomichi Hayami
Sho Sakurai
Toma Ikuta
Yosuke Eguchi
Eita
Ryo Nishikido
Kenichi Matsuyama
Tomohisa Yamashita
Sho Sakurai
Teppei Koike
Hideaki Takizawa
Yutaka Takenouchi
Hiroshi Tamaki
Hiroshi Tamaki
Tadanori Ohkura
Ken Watanabe
Takashi Tsukamoto
Tsuyoshi Domoto
Mokomichi Hayami
Ryuta Sato
Jun Matsumoto
Eita
Teppei Koike
Ken Matsudaira
Eiji Wentz
Tadanori Ohkura
Hayato Ichihara
Hiroshi Tamaki
Hiroki Narimiya
Hiroki Narimiya
Hiroki Narimiya
Hiroki Narimiya
Koki Tanaka
Shota Matsuda
Keisuke Koide
Ken Hirai
Keisuke Koide
Keisuke Koide
Haruma Miura




























Quem lembra da tabela que apresentei anteriormente, podem achar estranho que, por exemplo, como na tabela geral o Jin Akanishi - que apareceu por três anos - quase igualar com o Jun Matsumoto que participou nos quatro anos? E como Shun Oguri, que só apareceu em dois anos ter passado na contagem geral o Kazunari Ninomiya, que participou em quatro? Depende muito da quantidade de votos que obteve no ranking geral do ano. No caso de Akanishi e Oguri, o que favoreceram a boa colocação foram a quantidade de votos que obtiveram em 2008, ano que foi a última enquete.

Bem, vamos apresentar alguns dos artistas masculinos mais queridos das leitoras. Certamente, se fizessem nova enquete este ano, o resultado ia mudar. E como! Se ficou faltando algum artista, é que também vai ficar quilométrico (já está), mas prometo que comentarei dele em uma postagem oportuna..

Os Três Primeiros Colocados - Takuya Kimura, Masaharu Fukuyama e Masahiro Nakai
Os três favoritos das leitoras (e leitores) da revista na contagem geral. Apesar que o terceiro colocado sempre oscilou nos quatro últimos anos. Mas sempre houve a dobradinha Kimura-Fukuyama durante quase quinze anos seguidos!

Takuya Kimura:  O preferido em qualquer enquete que se preze, pode não ser o primeiro colocado, mas faz parte pelo menos dos "dez mais". Até então era considerado "modelo de homem ideal para qualquer mulher" (apesar de estar dez anos casado com a cantora Shizuka Kudo e ter duas filhas) ou "exemplo para os homens". Dorama com ele é sinônimo de garantia de audiência. Quando faz um dorama ou filme, se dedica pra valer, caso em "Beautiful Life", que obteve licença para ser cabelereiro, profissão de seu personagem no dorama. Autodidata, aprendeu sozinho a tocar violão, pratica surfe e fotografia. Mantém desde 1994 a coluna "Kimura Kaihoku gima wo miro!", crônicas do seu dia a dia na revista mensal "Myojo". O segundo volume, abrangendo o período 2004 a 2011 será lançado em final de setembro, junto com um livro de fotos que fez para a revista "Mens Non-No". Comprando o set com os dois livros, leva uma camiseta exclusiva desenhada por ele. Em outubro, em comemoração aos 60 anos da emissora TBS, fará o remake do filme "Nankyoku Monogatari", mais conhecido como "Antarctica". O dorama se chama "Nankyoku Tairiku".

Curiosidades:
- Kimura é o único do SMAP que não possui programa regular na TV (tirando o de segunda, mas com o grupo), mas em compensação, tem seu programa de rádio às sextas-feiras com "Kimura Takuya no What's Up SMAP!", onze da noite pela Tokyo FM, desde 1995 (so teve um hiato de sete meses em 1997).
- Adora o mangá e o anime "One Piece", tanto que no programa SMAPXSMAP ganhou três das quatro rodadas (perdeu na segunda edição para o ator Kendou Kobayashi) sobre conhecimentos da série.
- Fez o colegial na mesma escola que Masahiro Nakai, e na mesma classe, porém pertenciam a "tribos" diferentes.
- Quem enviou o currículo para a Johnny's Entertrainment foi uma parente dele... sem ele saber!
- Ganhou cinco vezes o prêmio de "Best Jeanist", prêmio concedido por uma companhia têxtil para personalidade que fica bem de jeans. Por ter conseguido o pentacampeonato, entrou no hall do "Eternal Jeanist", não podendo mais concorrer. Outros que conseguiram o pentacampeonato foram Tsuyoshi Kusanagi, Kazuya Kamenashi e Kumi Koda.
- Gosta de rock. Tanto que já cantou junto com Jon Bon Jovi quando ele foi no programa e a música "Love Lives" do Aerosmith, no filme "Space Battleship Yamato", foi Steven Tyler quem se ofereceu para compôr, já que Kimura declarou ser fã do grupo.

Masaharu Fukuyama: O segundo colocado da enquete geral, o cantor, compositor, produtor, fotógrafo, ator, radio personality (tem dois programas de rádio), faz-de-tudo-um-pouco continua firme e forte e na ativa, em tour com o show "We're BROS". Continua também sendo o solteiro mais cobiçado pelas mulheres, mas pelo jeito vai demorar para encontrar sua alma gêmea, pois para quem tem a agenda lotada, acaba preenchendo seu espaço livre com viagens de moto (sim, paixão cultivada desde adolescente, ele faz parte de um grupo de motociclistas em Tóquio) e fotografia (tanto que em várias Olimpíadas, foi a convite da Asahi Television). Da mesma forma que faz rocks empolgantes, preza pela irreverência (especialmente quando se junta ao seu senpai da Amuse, Keisuke Kuwata), suas baladas derretem qualquer um. Seu ponto máximo como ator foi como o protagonista Ryoma Sakamoto, no taiga dorama "Ryomaden", em  2010, a ponto de ter deixado o cabelo crescer devido ao personagem. Dia 31 de agosto, novo single "Kazoku ni Narou yo", música tema da campanha da revista para quem pensa em casar "Zexy".

Curiosidades:
- Masaharu Fukuyama nasceu em Nagasaki. Foi para Tóquio após terminar o colegial para tentar a vida como cantor e compositor, mas para isso precisou trabalhar em um escritório e morava num apartamento velho ao lado de um cemitério...
- Quase não fala da família, mas sabe-se que sua mãe seu irmão mais velho moram ainda em Nagasaki. Seu pai faleceu quando ele estava no ginasial. Por isso que, para ajudar nas despesas na casa, Masaharu entregava jornais na vizinhança e no colegial, tocava em cafeterias "para ganhar doces".
- Chegou a fazer um filme de baixo orçamento para pagar as contas, já que seu primeiro show não contava ninguém na platéia (hoje lota arenas e para lugares menores, os ingressos chegam a esgotar em menos de uma hora).
- Seu padrinho de agência é Keisuke Kuwata. Apesar de ambos já terem tido alguns desentendimentos - por conta de bebida, claro -, Kuwata considera Masaharu como seu irmão mais novo (por isso que no PV de "Let's Try Again", feito para arrecadar fundos para Tohoku, junto com outros membros da Amuse, em uma cena os dois "se pegam" com direito a joelhada nas partes baixas de Masaharu...).
- Leva uma vida tão discreta que raramente constam boatos sobre sua vida particular. O mais recente foi um boato mal contado que a atriz Manami Konishi estaria saindo com ele, fato desmentido pela própria que nem ela sabia e nem tinha saído com ele...
- Levou quase quinze anos para Masaharu participar no Kouhaku Utagassen. A primeira vez foi em 1994. Um dos motivos era que quase toda virada de ano, ele fazia shows. Por isso que em 2009 e 2010 ele fez fora do NHK Hall, onde acontece o evento.
- Kazuya Kamenashi (KAT-TUN) e Tomohisa Yamashita (NEWS) declararam ao vivo que são fãs de Masaharu. Tanto que Kamenashi participou no programa de rádio no sábado - "All Night Nippon" e posou com seu ídolo para fotos, em abril de 2009.
Amor de fã: Kazuya Kamenashi (direita) ao lado de seu ídolo Masaharu Fukuyama.
Masahiro Nakai: Há quem conteste sua colocação, devido em algumas ocasiões seu senso de moda muitas vezes falha, mas só Nakai consegue ficar bem de chapéu e bonés (tanto que tem mais de sessenta em sua casa), acessório que usou direto em 2008, devido ao filme "Watashi ha Kai ni Naritai", que precisou raspar totalmente o cabelo para fazer o personagem. O que conta muitos pontos para ele, líder do quinteto SMAP, seria seu carisma, a facilidade de entreter o público e os convidados e ser muito espontâneo, como seu programa semanal às segundas-feiras "Coming Soon", quarta com "The News", às sextas-feiras em "KinSuma" e domingo com "Black Variety", fora participações em outros programas e na rádio, aos sábados com "Some Girl SMAP". Muitos kouhais da Johnny's Associates devem muito a Masahiro Nakai por ele ter dado espaço no mundo artístico como Kinki Kids (primeiro grupo vindo da região Kansai, foram backdancers do SMAP nos anos 90), Arashi (batiam ponto quase toda semana no programa "Utaban") e KAT-TUN (especialmente Kazuya Kamenashi, que compartilha o mesmo gosto de esportes e conseguiu ser comentarista no programa "Going!"). Devido ao fato de usar sempre chapéus, Nakai já foi eleito personalidade que fica bem com esse acessório, bem como óculos - raramente usa na TV, mas em "Coming Soon" usa direto, pois sofre de miopia.

Curiosidades:
- Masahiro Nakai ainda mantém o dialeto de Shonan, região onde nasceu e foi criado, em Kanagawa. Mas só em programas informais como o "Waratte Iitomo" que participa às terças e no rádio. Em alguns comerciais também costuma usar o dialeto, como no CM do game "Dragon Quest XI".
- Adora beisebol, tanto que desde o primário praticava o esporte, fã declarado do Yomiuri Giants, e quase sempre participa nos eventos da Johnny's Entertrainment nos jogos. Costuma jogar em qualquer posição. Sonho realizado: ter ganho uma partida de beisebol contra o Yomiuri Giants, com o time do seu programa "Black Variety". Uma de suas armas secretas: chamou o seu kouhai Kazuya Kamenashi como batedor...
Em novembro de 2009, Masahiro Nakai (direita da foto), propôs participar do evento anual que o Yomiuri Giants costuma fazer no dia de Ação de Graças, no Tokyo Dome. Levou o elenco do seu programa "Nakai Masahiro Black Variety" (ou "Kurobara") para um amistoso. Convidou seu kouhai Kazuya Kamenashi - que quase tornou-se profissional no esporte - para fazer parte do time. Resultado: o time KuroBara ganhou!

- Apesar de ser um bom entertrainer, um dos defeitos de Nakai: nos shows, sempre erra ou esquece parte da letra das músicas (exceto as que ele canta solo).
- A maioria de seus doramas que fez era de tom de comédia (como "Brothers", "Good News", "Aji ichimonme"), mas revelou-se ótimo ator dramático em "Shiroi Kage" e na refilmagem de "Suna no Utsuwa".
- Para dar mais realismo ao personagem no filme "Watashi ha Kai ni Naritai", Masahiro Nakai teve que emagrecer (mais ainda) e raspar o cabelo, algo que ele não fazia desde o colegial. Motivo que sempre aparecia de chapéu, boné e gorro e no Bistro SMAP, teve que usar peruca.
- Dos hosts do Kouhaku Utagassen para representar o Shirogumi, é considerado um dos melhores.

Em breve (espero) uma breve (cof cof cof) resenha dos demais colocados...