Monday, April 02, 2012

Duplas Dinâmicas

Duas cabeças pensam melhor do que uma.


Sempre ouvi esse ditado popular por anos. E isso imaginei em matéria de música, com as duplas, casais, que seja. Dependendo do que for, em dois a química funciona. Ou quase, porque muitas vezes as duplas se desfazem por uma série de motivos. Mas enquanto as duplas estavam de bem com a vida, felizmente surgiram sucessos. Porém, quando a fórmula desanda, aí nem rezando volta a funcionar. Resultado: separação.

Na música, destacaria algumas duplas que eu admiro e que fazem sucesso até hoje...





1 - Simon and Garfunkel: Eram do mesmo bairro e religião (ambos judeus), formaram a dupla no final dos anos 50, com Paul Simon ao violão e Arthur Garfunkel nas harmonias vocais. Mas foi na metade dos anos 60 que eles ganharam maior notoriedade, aproveitando o sucesso da folk music, iniciado por Bob Dylan. As músicas, com letras de conteúdo político e do cotidiano, tornaram-se conhecidas, como "The Sound of Silence", "The Boxer", "Mrs. Robinson", entre outras. Separaram-se musicalmente em 1970, após o álbum "Bridge Over Troubled Water". Simon foi bem sucedido musicalmente, enquanto Garfunkel dedicou-se ao cinema. Apareceram juntos no Grammy em 1975, junto com John Lennon e David Bowie. Mas em 1981, fizeram um show gratuito para mais de 500 mil pessoas no Central Park, o que rendeu um dos melhores álbuns ao vivo - "The Concert in Central Park".

Duas de suas músicas foi tema de um j-dorama em 1995 - "Ningen Shikkaku" com Koichi e Tsuyoshi Domoto (Kinki Kids). "Wednesday Morning 3 AM" e "A Hazy Shade of Winter" (esta, foi regravada pelas Bangles, sendo um dos melhores covers já feitos).

2 - Yuzu: Yuji Kitagawa e Koji Iwasawa, colegas desde o primário, começaram a tocar violão e cantar nas ruas de Yokohama ainda no ginasial, mais especificamente na frente da loja de departamentos Matsuzakaya, em Isesakicho. O nome foi inspirado numa ocasião que Kitagawa estava tomando sorvete de... yuzu (um tipo de limão)! Toda noite de domingo, a dupla se apresentava no mesmo local, atraindo muito público, dado a simplicidade de suas apresentações (dois violões, gaitas e tamborim) e de suas letras (sobre juventude). Em 1997, lançaram um álbum independente e logo ganhou notoriedade. Ritmo folk, letras de otimismo e apresentação simples, a dupla até hoje mantém o mesmo estilo que deixou famoso.

Kitagawa e Iwasawa são considerados um dos símbolos da cidade de Yokohama, pois foi onde eles começaram a carreira e até hoje se apresentam no Yokohama Arena.

Sua primeira aparição no Kouhaku Utagassen, em 2003, foi onde eles começaram a carreira - em frente a loja de departamentos Matsuzakaya, em Isesakicho, com grande público, mesmo no auge do inverno - em agradecimento por terem conseguido alcançar o estrelato.

No dia 3 de maio de 2011, Yuzu fez uma apresentação ao vivo no parque Koutoudai Koen na cidade de Sendai (Miyagi) para 3000 pessoas, gratuitamente, pois os shows que fariam na cidade foram cancelados devido ao terremoto de Kohoku. Faziam 13 anos que não se apresentavam na rua, como faziam no início.

3 - Le Couple: Em francês, "O Casal". Ryuji e Emi Fujita começaram a carreira no início dos anos 90, quando casaram-se, cantando em pequenos estabelecimentos e live houses - ele no violão e ela nos vocais. O estilo musical era uma mistura de jazz com baladas acústicas. Apesar dos dois primeiros álbuns terem boas músicas, inclusive uma delas ter sido usada para comercial de veículos, a recepção foi morna. Mas foi com o quinto single - "Hidamari no Uta" - que o casal teve mais notoriedade. A música foi usada como tema de um dos doramas de maior audiência - "Hitotsu Yane no Shita 2", em 1997. No mesmo ano, apresentaram-se pela primeira e única vez no Kouhaku Utagassen.

Em 2005, decidiram suspender as atividades - embora estivessem com relativo sucesso, com algumas músicas sendo utilizadas em campanhas e programas de TV - e em 2007 Ryuji e Emi divorciaram-se. Emi segue carreira solo desde 2001, apresentando-se em eventos e pequenos locais e mantém seu blog pessoal - o "Omusubi Shokudo"

"Hidamari no Uta" ganhou versão em inglês pela dupla como "Wishes". No ranking  das músicas preferidas do Kouhaku Utagassen, em 2005, ficou em 88o. lugar. E' a música preferida da atriz Kaoru Sugita e de Satoshi Ohno (que disse no programa especial de rádio de Sendai, a Date FM).

4 - Love Psychedelico: Formado por Naoki Sato (guitarra) e Kumi (guitarra e vocais) desde 1997, tiveram várias formações, mas somente Naoki e Kumi permaneceram fixos. A dupla tem influência forte na música dos anos 60/70, especialmente de bandas da chamada British Invasion (Beatles, Rolling Stones, Kinks, The Animals, entre outros), folk music e pop anos 70, incluindo também Led Zeppelin e Sheryl Crow. A maioria das músicas são cantadas em inglês, devido ao fato de Kumi ter morado desde criança em San Francisco.

A dupla já foi entrevistada por Yoko Ono, no programa "Bokura no Ongaku", em 2007, que foi também a primeira vez que Love Psychedelico aparecia na TV.

Autores do sucesso do SMAP "This is Love", em 2009, Naoki e Kumi foram entrevistados por Shingo Katori no programa "Bokura no Ongaku" no mesmo ano e apareceram ao vivo no último dia do show "We Are SMAP! 2010 Concert Tour", no Tokyo Dome, na música "No Way Out" (que foi o solo de Katori).

As capas dos primeiros álbuns do grupo, estilo retrô, é a imagem da vocalista Kumi.

Nessas alturas do campeonato, devem estar perguntando: "E dupla sertaneja?" Podem me tacar pedras, mas sempre digo que gosto é que nem traseiro: cada um tem o seu. Ou seja, eu NAO gosto de música sertaneja. No máximo dupla caipira, da raiz e olhe lá, como meus conterrâneos Tonico e Tinoco, eles sim, são dignos de serem patrimônio não somente da cidade, mas nacional.

Também existiram casos de trios que viraram duplas... E muita gente desavisada achava que sempre foram duplas desde o início!

Esquerda pra Direita: Dreams Come True; Every Little Thing e Porno Graffitti - por alguns anos eles já foram trio.
Dreams Come True: Quando o grupo foi formado em 1988, era um trio formado por Miwa Yoshida (vocal), Masato Nakamura (baixo) e Takahiro Nishikawa (teclados). Em 2002, devido divergências de gravadora e contrato, além do fracasso de público e vendas de um álbum, Nishikawa acabou saindo (e consequentemente teve problemas posteriores com a lei,  culminando com detenção por porte de entorpecentes pela segunda vez), deixando Yoshida e Nakamura como duo.

Every Little Thing: Formado em 1996, era um trio formado por Kaori Mochida (vocais), Ichiro Ito (guitarra) e Mitsuru Igarashi (teclados). O nome veio de uma música dos Beatles, o estilo musical era mais pop com nuances eletrônicas. Em 2000, Igarashi retirou-se do grupo para ser produtor de outra banda, o Day After Tomorrow. Desde então, o ELT (como é conhecido também na mídia), passou a ter outro estilo musical, ora mais acústico, ora mais voltado ao pop.

Porno Graffitti: Formado em 1994, em Hiroshima, era um trio independente formado por três guitarristas - Akihito Okano, Haruichi Shindoh e Masami Shiratama. O nome foi retirado de um álbum do mesmo nome do grupo Extreme. Ao assinarem contrato com a major Sony Music Entertrainment, debutaram em 1999, chegando a ter um de suas músicas usada como tema do anime GTO e uma música com nome em português - "Saudade" - foi million seller. Em 2004, após o lançamento das coletâneas "Best Red's" e "Best Blue's", Shiratama desligou-se do grupo e segue carreira solo. Okano e Shindoh continuam como duo.

Nota da autora: Não mencionei outra dupla - Carpenters - porque essa dupla é hors-concours aqui no Empório.

4 comments:

  1. Ola´, gosto muito do seu blog, tem muitas mas muitas coisas interessantes.
    Adorei mesmo.
    Continue nos presenteando com seus posts.
    Obrigada,
    E tenha uma ótima semana!
    Shirlei de Mie-ken.

    ReplyDelete
  2. Eu pensei que vc fosse falar do Chemistry aayagayag como se fosse algo famoso... tá mais pra dupla sertaneja rs... nem sei se eles fazem mais sucesso... depois que larguei o Nihon, não sei mais o que faz sucesso. Acho que vou acabar como quando comecei, que só conhecia a Teresa Teng auhauahuah

    Kisu!

    ReplyDelete
  3. Olá Kiyomi tenho assistido poucos Doramas ultimamente. Tenho tentado focar os meus livros, uma longa lista... e alguns filmes... Mas adoro ler resenhas para não ficar por fora quando pensar em assistir.... Então continue com as resenhas... Também tenho acessado menos o computador... Menos internet... Estou com problemas na coluna cervical, fazendo acupuntura, fisioterapia.. (idade).....tudo de bom! Nozomi -Yuntaku

    ReplyDelete
  4. Kiyomi fiz o comentário no local errado, era a enquete sobre resenhas de Doramas.
    O teu blog eh prazeroso de ler. O texto sobre as duplas esta ótimo... Eu me identifico com vc... Não sou fã de sertanejos também.... Nozomi -yuntaku

    ReplyDelete