Thursday, June 28, 2012

Hello ~ Tudo atrasado...

Eu sei que deveria postar com mais frequência, mas depois que voltei a trabalhar, a quantidade de postagens (e qualidade também) cairam vertiginosamente...



Ok, vocês vão me dizer que antes de eu ter tirado férias forçadas, eu postava muito mais. Sim, é verdade... Mas é que antes, meu trabalho era mais tranquilo, meu horário era bem maluco, mas eu não voltava pra casa com o primeiro pensamento de banho e cama, tanto que eu dormia muito mais tarde e acordava cedo. Hoje, volto pra casa mais cedo, mas só vou dormir depois que termina o noticiário News ZERO, que termina meia-noite e tanto. E acordo muito mais cedo.

Detalhe: meu trabalho atual é corrido. Pesado. E cheio de cobranças que dá raiva. Só não jogo tudo pro alto porque ninguém paga minhas contas e também quero deixar preparado porque a hora que a corda arrebentar e meu humor for pro saco...

Voltando...

Estou devendo algumas respostas aos comentários recebidos desde 2 de maio, e como eu preciso descobrir neste blogger QUAL a função que faz responder em cadeia (do tipo: a pessoa comenta e logo dá pra responder essa pessoa), a não ser que eu mude o template, isso seria outra história. Vamos lá...

Vale Mesmo a Pena? (dia 2 de maio) Seria uma postagem sobre os efeitos de quem é fanático, ao ponto de querer se matar pelo seu ídolo. Sei como é porque já fui fã doente a ponto de nem aceitar ouvir outros artistas, mas felizmente essa fase passou. Ok, eu ainda surto, mas não por um artista só, quem me conhece, sabe. Acho que pouca gente sabia que faço parte de um fandom e colaboro em um outro específico, mas não significa que sou fanática doente a ponto de insultar um artista para defender outro. Bem, há exceções, mas tenho motivos.

Mas a ponto de se matar...!!! Que benefícios poderão trazer? Não vejo nenhum e ainda os artistas podem ser autojulgados de homicídio indireto... Enfim, na verdade, neste mundo existe de tudo.

Existem casos também de que artistas salvam - indiretamente - com seu carisma e mensagens. Desde que a mensagem seja positiva, obviamente.

Tulipas (dia 4 de maio): Durante o mês de abril inteiro, o Yokohama Park (onde fica também o estádio do DeNA Yokohama BayStars) estava enfeitado de... tulipas!!! E tulipas de todas as cores e variedades. E claro que eu fui logo aproveitar uma tarde que saí mais cedo do trabalho para bater perna no parque e tirar algumas fotos... E realmente, minha gente, capricharam mesmo na decoração! Mas uma pena que tulipa não dura tanto assim.

Acho que por isso que exagerei um pouquinho ao fotografar o local...

Independente se tiver ou não evento, show ou jogos, vale a pena conhecer esse parque - imagine um tanto de verde no meio do centro financeiro de Yokohama! Ah, e andando mais um pouquinho, já chega em Chinatown. E mais um pouco ainda, no Yamashita Park, que em breve terei que fazer uma resenha (fui nem sei quantas vezes e até hoje, resenha que seria bom, nada).

Domingo de Maio (12 de maio): Pequena postagem em homenagem a todas as mães, lembrando que todo dia é dia delas, da nossa progenitora que nos deu a luz e mesmo longe de casa, zela por nós. Embora esteja longe geograficamente, sinto que minha mãe está muito mais próxima de mim, com suas orações.

Promotion Videos ~ Quando a Criatividade Conta Pontos (18 de maio): Assim que eu puder, farei uma breve (cof cof cof) resenha sobre alguns promotion videos que conheci em toda minha vida, com direito a algumas curiosidades. Tinha feito de alguns, de promotion videos econômicos, que não precisava de tanta pirotecnica e torrar milhões para três minutos de vídeo. Mas desta vez tentarei fazer dos mais simples e toscos até os elaborados.

J-Dorama Opinião: Você deixou de assistir a um Dorama por que não gostou de alguma coisa? (26 de maio): A que vos posta neste Empório diz sim e admite ~ eu já deixei de assistir vários doramas por vários motivos: o enredo não ajudou; os atores não eram do meu agrado (não sou obrigada a gostar de todos, certo?); o horário era incompatível com o meu (isso acontecia MUITO)... Mas teve muito dorama que não assisti porque não gostava dos atores principais.

Agora, eu conheço gente que não assiste porque "ídolo meu não contracena com aquela atrizinha de quinta categoria" ou porque "minha atriz favorita contracenando com aquele canastrão" e por aí vai. Sério. No meu caso, eu nunca liguei pra isso, porque dorama é dorama, certo? Pior que eu li tanto comentário de pessoas detonando atores e atrizes tão bons, tão conceituados porque contracenaram com seu artista favorito... (exemplos: Mao Inoue, Maki Horikita, Yuko Takeuchi, Miho Nakayama, Nanako Matsushima, foram impiedosamente criticadas por algumas pessoas)

Logo eu volto com a segunda parte! Oremos!

1 comment:

  1. Artistas japoneses descobriram o Brasil, mais especificamente o Rio. Depois da Koda Kumi, Fukuyama Masaharu gravou um comercial na Marquês de Sapucaí.

    ReplyDelete