Sunday, October 28, 2012

Antes tarde do que nunca...

No twitter, algumas pessoas da minha time line estavam comentando em prestar o JLPT ou Exame de Proeficiência em Língua Japonesa. Muitos (inclui eu) prestarão em dezembro. O que mais me animou e ainda deu mais esperanças é que o pessoal que conheço são pessoas que são consideradas "velhas" pela sociedade, mas eles provam que nunca é tarde pra prestar a prova e que eles são pessoas produtivas.

Tuesday, October 23, 2012

Thirty Day Challenge Song (Desafio dos Trinta Dias ~ Música) - Vigésimo-Primeiro Dia



Dia 21 - Uma canção que você ouve quando você está feliz - Qualquer uma que te anime e te deixe cantando sozinho, à toa.

Normalmente, a maioria das músicas me deixam feliz. E com isso, fica difícil escolher uma música dentro de INUMERAS que ouvi e ouço diariamente, seja no meu iPod, no iTunes ou via rádio (através do radiko.jp).

Geralmente seriam músicas que deixam a gente "pra cima", que te animam, que te dão motivação para ser cada dia mais feliz. Ou aquela música que você fica cantando sozinho à toa, quando está em casa, andando, ou até no trabalho (confesso que eu já fiz MUITO disso e teve gente pensando que eu pirei, quando me ouviram cantarolando "Happiness").

Poderia citar a dançante "I'm Happy Just to Dance With You" (The Beatles), ou "My Sweet Darling" (Hitomi Yaida). Ou a supracitada "Happiness" (Arashi) ou "She's A Rainbow" (Rolling Stones), como "Pretty Woman" (Roy Orbison ou a versão do Van Halen)... ou também "Kokoro o Aite" (ZARD), "Silly Love Songs" (Paul McCartney and Wings), "Every Little Thing She Does is Magic" (The Police)...

A lista pode ser longa, mas música que deixa a gente feliz, seria música que você ouve e imediatamente seu interior fica mais leve e automaticamente um sorriso aparece em seu rosto e acaba cantando à toa, sozinho, e dane-se quem estiver ao seu lado, achando que você endoideceu, porque o importante seria estar feliz.

Tuesday, October 16, 2012

Rapidinhas - 2

Essas coisas acontecem em cima da hora. Ou quase.


A Volta dos Que Não Foram ~ Nossos Desastres Culinários

Fazia tempo que não postava nada de receitas culinárias e/ou minhas idas em lugares diferentes (ou até mesmo nos lugares que costumo ir, pois a cada mês mudam os pratos), e o que postarei hoje, bem, muita gente já viu, já enjoou de fazer, mas confesso que havia um detalhe que descobri no site The Cookie Shop.

Saturday, October 13, 2012

Thirty Day Challenge Song (Desafio dos Trinta Dias: Música) ~ Vigésimo Dia



Dia 20 - Uma música que você escuta quando está zangado(a) ~ You Know I'm No Good (Amy Winehouse)

Vamos parar de procrastinar este meme e seguir adiante...

Voltando... Conheço gente que, quando está zangado, especialmente as mulheres quando estão naquele período terrível da vida, e que geralmente a maioria dos homens acha que é frescurite nossa (mas a hora que  amanhecer com uma faca nas costas e sem aquela parte que eles mais se orgulham, aí vão ver o que é frescurite), tenta acalmar os nervos se esbaldando em chocolates, doces e tentar ouvir uma música de fossa.

No meu caso, quando fico naquele período em que o primeiro que vier me esturricar os pacovás, sai sem a pele do corpo, costumo ouvir música e me empanturrar de chocolates (felizmente não tenho problemas com espinhas, mas acabo ganhando alguns quilinhos extras). Enganam-se que eu ouço música de fossa ou baladinhas quando fico neste estado de TPM.

Dentre muitas que eu ouço no iTunes ou no meu velho mas funcionando bem iPod, quando fico nesse estado, eu costumo ouvir algumas da Amy Winehouse. Sim, aquela cantora inglesa, que se não fosse a vida errática dela, estaria ainda aqui.

Descobri as músicas dela quando o blog "Garotas que Dizem Ni!" ainda existia, graças a um post em que uma das autoras postou um vídeo da Amy - "Tears Dry On Their Own". Confesso que o visual impressionou, mas gostei da voz rouca e com sentimento que ela trazia. Só que eu fui descobrir que a tal música já era do segundoo álbum - o mais badalado - "Back to Black". Aconselharam-me a ouvir o primeiro - "Frank" - que também foi uma boa surpresa.

"You Know I'm No Good" ela já dispara - "Eu avisei que eu era problema/ Você sabe que eu não sou boazinha". E seu vozeirão é carregado de sentimento, tal como boas cantoras de soul music conseguem fazer. São raras cantoras brancas conseguirem tal feito - além de Amy, tivemos a também inglesa Dusty Springfield (muita gente lembra dela pela música "Son of a Preacher Man" que foi inclusa no filme "Pulp Fiction") e a americana Janis Joplin (maior influência da Amy e também tristes coincidências na vida pessoal).

Embora o estilo não agrade gregos e troianos, vale a pena ouvir os três álbuns de Amy Winehouse - os citados "Frank" e "Back to Black" e o póstumo "Lioness" - e ouvir que ela tinha sentimento. Esqueçam as pisadas de jaca que ela fez durante sua vida escandalosa e ouçam algo diferente.

Friday, October 12, 2012

Não é nada fácil...



Eu sei que vai ter gente que vai querer me matar, uma parte querendo arrancar minhas vísceras e pendurar num poste, e outra parte querer me espetar num rolete pra assar e alimentar metade de uma nação faminta, mas cada um tem seu modo de pensar e eu não sou diferente.

Wednesday, October 03, 2012

Thirty Day Challenge Song (Desafio dos Trinta Dias: Música) ~ Décimo Nono Dia

Dia 19 - Uma música de seu álbum favorito - Na verdade tem muitos e escolhi apenas cinco!

Concordo com o título do meme que resolvi encarar: desafio. Ainda mais se tratar de música, porque existem fases em que realmente fica difícil escolher um dentre quinhentos. Para quem tem mais de duzentos álbuns de diversos artistas em casa, claro que tem uma sua favorita... de cada álbum. Aquela música que você dá repeat infinito várias vezes até cansar, mas dentro de alguns minutos está repetindo aquela de novo.

Monday, October 01, 2012

Pink Ribbon


Todo dia primeiro de outubro, pelo menos no Japão, é lembrado o dia de Prevenção Contra o Câncer de Mama. Daí os principais símbolos do arquipélago - Tokyo Tower, Yokohama Marine Tower, Rainbow Bridge, o castelo de Nagoya, Kobe Port Tower - são iluminados de cor de rosa, a cor símbolo da campanha.

Na verdade, essas campanhas deveriam existir sempre, independente se tiver uma data específica. Muitas vezes, por falta de informação, descobre-se o câncer no estágio muito avançado. Aquela história: "se fizesse exame logo no início, poderia estar viva hoje".

O que eu vejo direto quando saio, seria pedido para fazer exame e doação de sangue. Mas nunca vi campanha para exame de prevenção contra câncer de mama (e útero também), o que deveria ter assim como tem o de sangue.

Desde setembro deste ano, o Pink Ribbon Festival está com a campanha de informação, simpósios e caminhadas em todo o Japão. Pelo menos uma boa iniciativa, com apoio de grandes empresas (Aflac, Morinaga, Mitsui Sumitomo, Nihon Seimei, FujiFilm, Toshiba, etc.) e divulgação pela TV Asahi.

Embora sejam anuais esses simpósios, ao menos seria um bom começo. Mas o ideal seria aplicar a prática sempre ~ ao menor sinal estranho que tiver no autoexame, não tenha vergonha de ir ao médico.

Site oficial do Pink Ribbon Festival (em japonês) com informações de eventos e campanhas: http://www.pinkribbonfestival.jp/

Foto: Tokyo Tower iluminada em cor de rosa marcando a data.