Sunday, December 29, 2013

Oito Anos...

2005...

Estava morando em Yokohama e trabalhando em Tóquio, e durante esse ano todo, juntando bons cobres para minha viagem de férias depois de sete anos sem voltar para a terrinha. Nem lembro se fiz algo de extraordinário naquele ano, mas sei que trabalhei adoidada para poder ter fundos o suficiente para comprar a passagem, passar um mês, deixar depositado para o aluguel, contas e tudo o mais... Ah, sim. E comecei este blog depois que um outro que eu tinha sei lá onde sumiu.

2006...

Passei três semanas na minha terra natal, matei as saudades da família, ototo orgulho da família se formou, minhas lombrigas se divertiram com tanta comida que minha mãe fez. Acredito em inferno astral, pois no ano que era o meu signo no horóscopo chinês, tudo que tinha que dar errado, quase deu. Problemas no trabalho, pessoal, e tudo o mais, só não foi o pior ano da minha vida porque o que salvaram foram minha viagem à casa de meus pais, festa do fim de ano e ter conseguido ingresso para ir no show do meu artista favorito, mais conhecido como Masaharu Fukuyama. Ok, fui no show do U2 também, mas boa parte do show tive que acompanhar via telão, porque fiquei num dos piores lugares da arena - em pé!!!

2007...

Recuperando-me do trauma sofrido no ano anterior, fui duas vezes no show do Masaharu Fukuyama (janeiro, no Saitama Super Arena e março, Yokohama Arena), trocamos de carro, melhoramos um pouco de vida e bem estar. Izumi Sakai, uma de minhas ídalas, partiu para a eternidade. Ainda no mesmo trabalho, no mesmo lugar. E nunca passei tão mal em toda a minha vida ao sair com o pessoal do trabalho (lembrete: nunca mais beber coquetel de frutas de metro depois que andou bebendo três pint de Guinness.)

2008...

Aprendi a fazer café em uma das cafeterias mais conhecidas do Japão (não é o Starbucks), perdi o medo de dirigir no centro de Toquio, foi o ano mais produtivo de todos os tempos, postei pouco, fui ver o Cow Parade em Toquio... E trabalhando, como sempre.

2009...

Um dos anos que postei muito aqui e não tinha tempo sobrando. Ou porque eu tinha muita abobrinha pra postar, só pode. Ano que muita coisa mudou, como sempre. Comecei a ir mais no cinema. Indo pela terceira vez no show do Masaharu Fukuyama, desta vez no Yoyogi Gymnasium. Show do Franz Ferdinand no Tokyo International Forum (porque perdi de ir no Zepp Tokyo em fevereiro e não queria encarar no Fuji Rock). Acredito que foi o ano que mais postei sobre o Kouhaku Utagassen...

2010...

Começando o ano com notícia ruim que mudou completamente minha vida que virou de cabeça pra baixo. Perdi um dos posts mais legais que fiz do Kouhaku Utagassen e não tinha feito rascunho. Show do SMAP no último dia da turnê no Tokyo Dome e consegui tirar foto na poltrona do tomate (programa especial de 2010 que Kimura passou quase uma semana comendo somente tomates). Design Festa em Tóquio, amei!! Conheci a Elisa que morava na mesma cidade que eu. Tive que aproveitar o quanto eu poderia porque estava com pressentimento muito ruim. Eu postava muito mais curiosidades, programas de TV, vida aqui, etc. Onde foi parar tudo isso?

2011...

Grande terremoto de Ogi-Tohoku. Transformou todas as nossas vidas. Deste ano em diante eu também fiquei muito sem rumo. Currículos recusados, entrevistas que não davam em nada, e eu ainda batalhando para conseguir novamente reerguer a vida. Se a população de Tohoku conseguiu se recuperar, porque eu não? Saldo bom de 2011: conheci pessoalmente pessoas que antes eu só comunicava via internet (Cintia Lina e Gesiane ♥), entrei em uma comunidade pra tentar esquecer dos problemas e me divertir. Conheci pessoas de gostos em comum e muito mais do que gostar do mesmo grupo, porque gosto de conversas aleatórias (Rê Shimura, Akemi, Paty, Tiali, entre outras). Almoço no Keikarou e jantar no Denny's, tudo no mesmo dia. Fui duas vezes em encontro de blogueiros e twitteiros brasileiros no Japão. Assisti "Boku to Tsuma no 1778 no Monogatari", "Paradise Kiss" (este fui com a Karina Almeida), "Kamisama no Karute" e "Kaibutsu-kun", tudo no cinema.

2012...

Ano quase que perdido pra mim. Em que tudo deu errado. Completamente errado. Emprego que deu em nada, ganhei uma alergia cutânea que demorou meses para sarar, meu braço direito travado, fiquei emocionalmente abalada, quase entrei em depressão, fui humilhada, criticada, perdi o ânimo para muitas coisas que eu amava fazer. Emagreci 15 quilos em questão de um ano. Mas foram pequenas felicidades que ao menos me fizeram acordar para a vida: consegui ir na segunda edição do Waku Waku Gakkou no Tokyo Dome, consegui 660 pontos no TOEIC sem estudar, morrendo de sono e gente me humilhando dizendo que eu não seria nada na vida, comecei a ir em eventos como Comic City e Comic Market, reencontrei minhas amigas do tempo do outro trabalho, reencontrei a Gesiane em Tóquio, conheci a Yuka, conheci o casal Tabeteimasu (gente muito very good! ♥), matei minhas solitárias com biscoito Passatempo, fui na exposição do News ZERO. Melhor presente de Natal: ter conseguido um emprego melhor.

2013...

Ano de recuperação em tudo em minha vida. Um mês em outra província, aprendendo o novo trabalho. Vi neve até dizer chega. Conheci a Michelle, a Dezza e a Saori, reencontrei Tiali, tudo isso no Nagoya Dome, no Popcorn Tour. Comecei a regularizar todas as minhas pendências, correndo atrás do prejuízo. Aos poucos. Até breve, Yokohama, eu voltarei a morar aí. Kisarazu, obrigada por nos acolher mesmo que seja temporariamente. Frequentando direto eventos de doujinshi. Conheci uma mangaka que passamos a nos comunicar a todo evento. Assisti "Strawberry Nights" no cinema em Kakamigahara, antes de partimos pra Kisarazu. Perdi "Platina Data" no cinema, comprei o DVD e estou procrastinando pra assistir porque uma FDP no FB postou as cenas finais pra todo mundo ver. Assisti "Hidamari no Kanojo" e chorei. Consegui ir na terceira edição do Waku Waku Gakkou no Tokyo Dome porque a Paty me cedeu o ingresso. Quando consegui a edição do Kyocera Dome, passei o ingresso meu para a Cris Lumi, que mora em Kyoto e não conseguiu no sorteio (fiz uma Arashic feliz). Despedida de uma de minhas melhores amigas do emprego antigo. Voltei a assistir mais doramas. Estudando pro JLPT pra ver se consigo o N2. Gente chata existe em todo o mundo, estou superando o trauma de gente anônima que disse que meus posts eram ruins e meu português é péssimo. Finalmente show do Paul McCartney no Japão depois de onze anos de espera (pra mim, foram 23 anos), Tokyo Dome, último dia da turnê, bem nas primeiras fileiras, o Beatle continua em plena forma mesmo com 71 anos, que nem parece (explicado de quem o Ninomiya roubou a fonte da juventude). Pelo terceiro ano consecutivo, encontro a Gesiane, que jura que em 2014 ela vai ficar aqui por muito mais tempo. Depois de muitas tentativas frustradas, fui sorteada pra comprar o ingresso no "Arashi Live Tour 2013 ~ LOVE", o que deixei em segredo até à véspera do show, que foi um espetáculo, divertido e emocionante. Reencontrei a Nina e conheci a Dani. Keikarou pela segunda vez, estou devendo post, né.

Eu acredito em fazer o bem e ser boazinha e dar o máximo de mim, porque os bons resultados chegam. Talvez por eu ter trabalhando direitinho o ano todo, como sempre, eu consegui oito dias de férias no final deste ano.

E pra quem não sabia, este mês, este "pobre, mas limpinho sítio", completou oito anos de atividade, muito embora desde o ano passado, minhas postagens andam fracas, mas espero que ano que vem eu consiga postar com mais conteúdo e mais frequência.

Wednesday, December 25, 2013

Feliz Natal!!


E que esta data sempre repita muitas e muitas vezes, com alegria e saúde!!!

Sunday, December 22, 2013

Live Tour 2013 "Love" ~ Tokyo Dome 12 de Dezembro de 2013

Quem lembra de uma postagem de outubro sobre o milagre de conseguir ser sorteado(a) para comprar o ingresso de show/evento/whatever de seu artista favorito ("Em Busca de Um Milagre"), pois bem: tem que ter MUITA sorte mesmo de conseguir ser sorteado(a) de ir, porque não basta apenas se cadastrar no site e/ou pertencer ao fã clube do seu artista favorito - tem que encarar esse sorteio que, dependendo do artista é pior que conseguir ganhar na loteria.

Via print do programa "Arashi ni Shiyagare", mas os diálogos nada tem a ver com o programa

Thursday, December 12, 2013

Diversão

Quando chega o final do ano, as revistas especializadas em programas de TV recheiam e colocam cobertura com muita novidade, tais como programas de final de ano especiais, filmes inéditos na TV e resumo dos próximos doramas e afins...


Motivo dos dois quintetos mais populares do Japão estarem na capa das duas revistas de programação de TV mais vendidas aqui: no ano Novo, farão dois programas especiais na emissora Nihon Television além de um "cross talk" entre os membros antes da data (como fizeram no final de 2012). 

Bem, o resto tentarei explicar depois...

Monday, December 09, 2013

Sunday, December 08, 2013

Tuesday, December 03, 2013

As Aquisições em Outubro...


Outubro foi um mês que pouco comprei, mais porque não tinha tanta coisa interessante. Depende da época (e possibilidade financeira também), aproveito muita promoção. Agora que começou a esfriar aqui, algumas lojas estão fazendo liquidação de outono. 

Isso porque o outono termina só dia 21 de dezembro...

Mas o que comprei, boa parte está sendo de grande utilidade. 

1 - Filme "Hidamari no Kanojo": Todo mundo falando desse filme, que foi baseado no livro do mesmo nome de Osamu Koshigaya (publicado em 2011). O filme estreiou dia 12 de outubro de 2013, com Jun Matsumoto e Juri Ueno nos papéis principais. E' uma história de amor entre dois colegas de infância que se reencontram. Tinha tudo para dar certo, mas a garota tem um segredo que será desvendado do meio pro final. 

Sobre o filme, eu gostei, chorei e as músicas encaixaram bem (especialmente "Wouldn't It Be Nice" da banda The Beach Boys, que serviu como música tema do filme e nos trailers). Sem falar da linda paisagem da região de Enoshima (onde passa boa parte do filme).

Claro que, quase todo filme que vou, acabo comprando o bendito do panfleto que traz fotos, informações e dados... E aproveitei a quarta-feira para ir na rede de cinemas Toho, que tem em todo o Japão, e neste dia, as mulheres pagam bem mais barato (o chamado "Lady's Day"). Com a economia, deu pra comprar o combo pipoca + refrigerante (no meu caso, chá, porque eu não costumo beber refrigerantes ou bebidas carbonatadas durante a semana).

2 - Comic City Spark 8 (27 de Outubro, Tokyo Big Sight): A mesma empresa que organiza o famoso Comic Market, organiza o Comic City. Seria quase a mesma coisa, mas dura apenas um dia. O evento Comic City é feito em duas épocas do ano - na primavera (o Comic City Haru) e no outono (Comic City Spark), sem contar o Super Comic City, que se realiza no feriado do Golden Week japonês. E eu fui porque a mangaka que eu tenho contato estaria lançando uma nova série, que se passa no bairro de Asakusa, Tóquio. Eu aproveito para conhecer outros trabalhos de outras pessoas, mas nem sempre o traço e/ou enredo me agrada.

E acabo também sabendo dos próximos eventos, como o Maximum!! que será dia 15 de dezembro no Tokyo Ryuutsu Center (TRC) e Comic Market (ComiKet), nos dias 29, 30 e 31 de dezembro, no Big Sight Tokyo. A entrada seria comprar o catalogo que é vendido no dia (o preço varia de 900 a 1300 ienes, mas no Comic Market não é obrigatório).

3 - Revistas + Brindes Extras: Ok, confesso que comprei a MORE por causa da capa, recheio e brinde - clear file e calendário de mesa da designer inglesa Cath Kidston, muito conhecida - pelo menos aqui - com seus desenhos de flores vintage, que decoram desde simples lencinhos até mobiliário completo. Já fui em algumas lojas da franquia, especialmente quando se trata de cozinha (é, penso em dar um upgrade no que tenho em casa, isso seria outra história), mas comprar que é bom...

Como eu comentei em postagens anteriores, as revistas femininas (e masculinas também) daqui, ultimamente, para aumentar as vendas e consequentemente, fazer com que os leitores também conheçam os produtos ofereciods, as editoras fazem uma parceria com muitas empresas e franquias para incluirem alguns brindes nas revistas, que variam desde necessaries até acessórios e bolsas. Sim, muitas vezes eu compro por causa do brinde e raramente coincide da revista ter assunto que interesse e o brinde legal também... Nem vou falar muita coisa nesse caso da MORE edição 12/2013...

Mesma coisa foi com a revista "non-no" do mesmo período. O brinde extra é uma meia calça fio 30, cinza escuro, que pode ser usada com diversas combinações. Olha que eu raramente compro essa revista (porque seria MUITO para quem está na casa dos 20~30 anos e o que salvam para mim seriam alguns artigos e maquiagem).

4 - Tsutaya Records Kiyomidai Shop:  Quem assistiu ao "Kisarazu Cat's Eye", tem uma cena em que Bambi (Sho Sakurai) e Moko (Wakana Sakai) vão em uma locadora. Pois é, essa locadora de filmes, hoje é uma das da rede Tsutaya, muito conhecida aqui (talvez sua maior concorrente seria o GEO, que também fica perto de onde eu moro), e felizmente, moro atravessando a passarela da rota 16. Além da locadora de filmes, games, CDs e até mangas, ela também vende produtos novos (e seminovos). E' nela que recorro quando vou fazer reserva de DVDs e CDs limitados, porque via site eu não consigo (porque, quando avisam do lançamento, estou trabalhando e vou saber horas depois). Em setembro, fiz a reserva do álbum "LOVE", e alguns dias do lançamento, fui buscar. 

O que pra mim vale a pena essa rede:

- Quem faz reserva, ganha desconto de 10% no valor real.
- Quem possui o "T-Point", cartão de fidelidade que vale para muitas outras lojas (como rede de postos de combustível ENEOS; lojas de conveniência Family Mart e Three F, só pra constar) e também via internet através do site da franquia, chega a ter seus pontos dobrados a quintuplicados dependendo da época.
- Possui campanhas semanais pra quem aluga DVDs, como 5 DVDs a preço de 4, por exemplo.
- Seu T-Point pode ser usado em qualquer rede Tsutaya em todo o Japão (quando eu cheguei aqui, em 1998, era restrito somente onde você fez o cartão, quando mudava de cidade, tinha que fazer um novo).

Agora, a respeito do álbum, em breve, sei lá quando, darei minha opinião, embora MUITA gente já tenha dado o seu pitaco em blogs e comunidades afora.

5 - Snoopy Town Yokohama: Uma das lojas que faço questão de ir toda vez que vou pra Yokohama. A loja fica dentro do Queen's Square "At!", ao lado do prédio do Landmark Tower. Além dos itens exclusivos da loja (no caso de Yokohama, tudo relacionado a cidade), os itens que possui em todas as lojas da rede. E raramente eu saio sem comprar alguma coisa, mas a verdade é que dá vontade de levar tudo, mas dinheiro não nasce em árvore...

As últimas coisas que comprei seriam um travel kit com escova e pasta de dente dentro de um estojo impermeável. Legal que cabe na bolsa, não ocupa espaço e bem prático. Só que pra eu encontrar pasta dental de tamanho pra viagem...

O estojo de lápis tem desenho exclusivo da loja. No caso Snoopy e Woodstock vestidos de marinheiros. Feito de linho e bordado, foi o que coube tudo, inclui aí corretivo. Mas por que fui comprar um estojo? Bem, como tenho intenções de voltar a estudar...

Shitajiki é utilizado muito aqui. Seria uma folha de plástico mais resistente que usamos para pôr debaixo da folha de caderno para não marcar o que escrevemos na outra. Lembro de ter usado muito isso nos tempos de escola, no nosso caso, era capa de caderno velho, já que a capa era mais grossa.

Logo teremos o estrago que fiz em novembro... mas ganhei também!






Friday, November 29, 2013

Out There Japan Tour ~ Tokyo Dome 21 de Novembro de 2013 (Uma noite pra nunca mais esquecer)

A primeira (e última) vez que fui no show do Paul McCartney foi em abril de 1990, quando foi a primeira vez que ele fazia um show no Brasil - depois nunca mais consegui ir por diversos motivos (em 1993, não consegui ingresso, depois eu vim pro Japão, em 2002 não sabia que tinha que reservar ingresso quase um ano de antecedência, foi várias vezes ao Brasil e eu aqui, enfim). E quem me acompanha(va) pelo Twitter, aguentava ler meus posts de que, enquanto o Paul lotava estádios no Brasil em lugares nunca dantes sonhados, os fãs aqui sonhavam em um dia ele fazer uma tour no Japão.

Thursday, November 21, 2013

Da Série: "Listas que faço e bem que eu tento cumprir" ~ 101 Coisas em 1001 Dias

Essa idéia eu li no blog da Lominha, e, bem, pra eu tentar cumprir essa lista, eu vou precisar de muita força de vontade, coragem, cara de pau, criar vergonha na cara, largar de procrastinação e tudo o mais, porque fazer o que pensa hoje já é um tormento, imagine 101 coisas!!!

Até o dia 19 de Agosto de 2016 (logo depois do meu aniverário, socorro), espero cumprir essa lista...

Bem que há alguns anos atrás, eu pensei em fazer uma lista assim, inspirada no blog Graveheart, mas achei que nem ia dar conta e deixei pra lá. Mas pra me motivar a sair do marasmo, só mesmo tentar cumprir itens da lista. Tal como lista de supermercado, o problema é que, na hora a gente acaba acrescentando o que não precisa e deixando o que realmente precisa...

Conforme vou cumprindo os itens, vou atualizando a lista.

Tentei separar em categorias pra ficar mais fácil. Ou não...


Profissão e Estudos:


  • 1. Iniciar uma Pós Graduação e/ou Mestrado
  • 2. Obter o Nível 1 em Proeficiência em Língua Japonesa
  • 3. Obter pelo menos 800 pontos no TOEIC
  • 4. Aprender a usar o Photoshop
  • 5. Curso de tradutor e intérprete
  • 6. Fazer uma atualização intensiva na área de informática
  • 7. Frequentar (mais) palestras (especialmente trabalho)
Sonhando Alto:

  • 8. Ir (novamente) no concerto de Paul McCartney
  • 9. Ir (pela 4a. vez) no concerto de Masaharu Fukuyama
  • 10. Conseguir ir ao menos em algum show do Arashi
  • 11. Voltar a morar em Yokohama
  • 12. Ser figurante de algum filme ou dorama ou comercial, tanto faz
  • 13. Ir no show da Perfume
  • 14. Ir no show do Kanjani Eito
Aqui e Ali:

  • 14. Visitar Hokkaido (preferencialmente no inverno)
  • 15. Visitar Kumamoto (e aproveitar dar um pulo em Nagasaki)
  • 16. Conhecer a Europa
  • 17. Passar um período no Brasil para rever família e amigos
  • 18. Ir para Londres (city tour nos lugares mais obvios, Abbey Road Studios incluso)
  • 19. Conhecer Liverpool, sim, a cidade natal dos Beatles
  • 20. Passar um final de semana em Hakone (Kanagawa)
  • 21. Passar um final de semana em Kyoto
  • 22. Ir na Tokyo Tower
  • 23. Ir no Tokyo Sky Tree
  • 24. Ir na Universal Studios de Osaka
  • 25. Conhecer a província de Kochi
Blog e Redes Sociais:

  • 26. Customizar o Empório
  • 27. Encontro de Blogueiros e Twitteiros (tal como foi em maio de 2011)
  • 28. Voltar a resenhar doramas
  • 29. Resenhar mangas (acervo próprio da autora)
  • 30. Fazer postagem sobre eventos como o ComiKet e Comic City
  • 31. Fazer postagem sobre curiosidades em promotion videos
  • 32. Dar início ao projeto "Beatles em Tudo" focado no Japão colaborando com o site The Beatles College
Gastronomia:

  • 33. Almoçar (de novo) no Keikarou
  • 34. Frequentar os restaurantes indicados no blog do casal Tabeteimasu
  • 35. Fazer curso de pães
  • 36. Superar minha aversão a matcha (aquele chá verde espesso)
  • 37. Fazer cupcakes (sim, aqueles bolinhos lindamente decorados)
  • 38. Conhecer outros restaurantes e izakayas (bar japonês)
  • 39. Fazer ao menos receitas das revistas que costumo comprar
  • 40. Comer okonomiyaki em Hiroshima
  • 41. Comer takoyaki em Osaka
  • 42. Experimentar curry indiano
  • 43. Experimentar outros pratos culinários diferente do habitual
Consumo e Outras Bobagens:

  • 44. Inscrever-me no fã clube do Masaharu Fukuyama
  • 45. Voltar ao meu peso de 55 quilos (por motivo de saúde)
  • 46. Trocar meu PC
  • 47. Trocar minha impressora
  • 48. Voltar a bordar em ponto cruz
  • 49. Voltar a tricotar
  • 50. Aprender a costurar
  • 51. Comprar uma câmera semiprofissional
  • 52. Ir mais ao cinema
  • 53. Conseguir os DVD-Box de alguns doramas favoritos e a lista é grande
  • 54. Inscrever-me num curso de ioga
  • 55. Saber mais sobre promoções que várias lojas que frequento oferecem
  • 56. Completar minha CDgrafia dos Beatles (tenho em vinil completinha)
  • 57. Conseguir as edições limitadas dos CDs "Time" e "Dream 'A' Live"
  • 58. Trocar meu iPod
  • 59. Comprar um tablet (ou notebook)
Família e Amizades:

  • 60. Conhecer a Romina na Inglaterra
  • 61. Reencontrar a Yuka, Elisa, casal Tabeteimasu...
  • 62. Reencontrar a Ge aqui no Japão
  • 63. Conhecer pessoalmente a Lominha, Cinchan, Jacque, TeSho... (acrescentando também, o pessoal que organiza a sala JStorm no Anime Friends, porque tem gente muito bacana e não dá pra listar porque é gente demais e vai que eu esqueço)
  • 64. Encontrar a Dani e reencontrar a Nina
  • 65. Pagar uma viagem pros meus pais ao Japão
  • 66. Passar um dia conversando sobre tudo com Ebara-san (mangaka)
  • 67. Reencontrar meus amigos que moraram no Japão (a lista é grande, gente)
  • 68. Ir com a Mika e demais conhecidos que gostam de doujinshi no ComiKet
  • 69. Conhecer pessoalmente a Marichan e Abplenut porque elas são "do estrangeiro"
Randomices:

  • 70. Ir no Design Festa em Tóquio
  • 71. Ir numa cerimônia de chá
  • 72. Fazer um piquenique
  • 73. Saber controlar as finanças
  • 74. Ir num festival de free jazz
  • 75. Voltar a plantar flores
  • 76. Aprender a plantar ervas, como hortelã, salsinha...
  • 77. Fazer um curso de barista (se tratando de café...)
  • 78. Experimentar cremes antiidade (...)
  • 79. Tomar vinho (às vezes)
  • 80. Diminuir consumo de bebidas gaseificadas
  • 81. Doar sangue (de novo)
  • 82. Participar do evento "Pink Ribbon"
  • 83. Participar do evento "Murasaki Road"
  • 84. Ir no evento "Act Against Aids"
  • 85. Aprender a fazer wagashi
  • 86. Comprar uma estante que vai do teto ao chão
  • 87. Ser voluntária em algum órgão público para estrangeiros
  • 88. Fazer um boneco de neve. Com direito a carvão e cenoura.
  • 89. Conhecer outros bairros de Tóquio e Yokohama fora do circuito normal
  • 90. Visitar um aquário
  • 91. Ir no Zooasia de Yokohama
  • 92. Visitar a Fuji Television fora dos finais de semana
  • 93. Visitar a Nihon Television 
  • 94. Fazer hatsumode (agradecer pelo ano Novo) no Meiji Jingu ou Asakusa
  • 95. Usar mais o Live Journal para comunicar com pessoas do Exterior. Em inglês.
  • 96. Ir para Takao
  • 97. Participar de alguma palestra
  • 98. Traduzir um artigo inteiro do japonês para o português e tê-lo publicado em algum site ou revista
  • 99. Deixar de ser procrastinadora
  • 100. Não desistir dos projetos, fazendo pela metade
  • 101. Conseguir cumprir os itens desta imensa lista.
Agora, botar os pés no chão e cumprir a lista. Conforme eu vou cumprindo os itens, vou atualizando, como eu havia mencionado no início. Alguns itens eu tinha feito, mas aquela vontade imensa de fazer de novo, sabem? Mas leonina chata que eu sou, eu tenho que ser determinada e forte. E teimosa também.


Thursday, November 14, 2013

Let's Share! [2]

Atrasado demais, eu sei.

Dia 11 de novembro, aqui no Japão, comemorou-se o "Pocky Day" (pelo menos nas redes sociais e nos supermercados), data criada pela empresa Ezaki Glico para promover o produto mencionado, no dia 11 de Novembro de 1999, porque numericamente, lembra os palitinhos de biscoito cobertos com chocolate (Nota: é que se convertermos o ano de 1999 para o ano Heisei, vira o ano 11. Daí o Pocky Day começou em 11.11.11).

Não sei vocês, mas esse biscoito/doce/petisco/gordice/whatever pra mim é viciante. Claro que existem os genéricos e até imitações (como o Pepero, porque o Toppo da Lotte nada tem a ver com o Pocky). Mas em outros lugares no mundo, o Pocky é conhecido como "Mikado" (na Europa) e "Rocky" (na Malásia, para não confundir o som com "pork", que significa "porco").

Cada ano que passa, a empresa cria campanhas para promover (cada vez mais) o produto. Incluindo no Pocky Day, se no twitter a tag relacionada a Pocky passasse de um milhão e cento e dez mil tweets, entraria no Guinness Book of Records; um mosaico feito de 1.307.208 palitos de Pocky de chocolate e morango com a figura do "Devil Nino" feito no ano passado...

Para quem gosta, não espera o dia 11 de novembro pra comer Pocky, dar de presente para alguém...

Visite o site ♥

Wednesday, November 06, 2013

Tuesday, November 05, 2013

Minhas Aquisições em Setembro...

(Muitas vezes eu penso em dar um fim nesta série, porque muita gente pensa que eu estou as provocando com o que eu compro, mas na verdade a intenção é informar sobre o produto, onde consegui e como consegui...)

Era para ter postado no começo do mês, mas, pra não variar, uma série de contratempos e trabalho me ocuparam um pouco o tempo, sem falar de dois tufões pegaram quase em cheio onde eu moro, mas, pra quem está quinze anos no arquipélago, nem sei se já acostumei com esses fenômenos da natureza...

Sunday, November 03, 2013

Quando Eu Acredito na Grande Abóbora...


Quem tem mais ou menos a minha idade, deve ter assistido inúmeras vezes o desenho animado "E' A Grande Abóbora, Charlie Brown!", sobre o dia das Bruxas que é comemorado no Hemisfério Norte (isso existe desde a antiguidade, minha gente...), em que Linus escreve uma carta para a Grande Abóbora, que viria na noite do dia 31 de outubro na plantação de abóboras para a criança mais sincera (a gente sabe que o pobre Linus confundiu a história do Papai Noel, mas e daí?). E vai o Linus passar a noite na plantação, enquanto seus amiguinhos se fantasiam para a tradicional coleta de doces ("... e eu, uma pedra") e para a festa no final.

Muitas vezes quando estou cansada de ver tanto problema, tanta discussão, eu acabo lembrando desse episódio. Não por causa do Dia das Bruxas, mas por causa da inocência dos personagens, especialmente de Linus - ao mesmo tempo que ele dá conselhos para seu amigo Charlie Brown, ele vive com seu cobertorzinho e acreditando na vinda da Grande Abóbora.

Na verdade, não somente por causa do episódio citado, mas de todas as tiras e páginas dominicais de "Peanuts ~ Good Ol' Charlie Brown", criado por Charles M. Schulz em 2 de outubro de 1950 e durou até 13 de fevereiro de 2000 (a última página dominical, em que o autor se despedia dos leitores). Por que até hoje faz sucesso? Como eu poderia dizer? A visão do mundo de acordo com as crianças? Onde tudo era ingênuo e descomplicado? Por que era a realidade visto por elas? Difícil explicar.

Podem dizer que eu quero tapar o sol com a peneira, mas acreditar na Grande Abóbora, muitas vezes faz um bem danado.

Porque muitas vezes é preferível esquecer dos problemas da vida nem que for por alguns instantes.


Monday, October 21, 2013

Recordar é Viver...

E eis que um dia desses eu estava no FB respondendo alguns comentários e deparo-me com uma caption que tiraram na TV Guide (ou Weekly The Television, tanto faz)...

Créditos na foto, via weibo

Sunday, October 20, 2013

Simply Is The Best (and Beautiful) ~ Quando Existem Albuns que Não Constam o Nome do Artista...

ATENCAO: E' apenas opinião pessoal da autora. Os leitores têm o direito de concordar ou não. Caso negativo, favor ser extremamente educado(a), porque de ironia já basta a vida da gente.

Sim, é mais fácil eu comentar sobre música porque talvez seja um dos poucos assuntos que consigo assimilar. (Ou como vai dizer um anônimo, que não entendo p**ra nenhuma, dane-se, então faça melhor e me passa o site que colaborou que a gente divulga com o maior prazer)

Tudo começou quando no Twitter divulgaram a foto a seguir, e eu fiquei cética porque não tinham citado a fonte, e só acreditei quando entrei no site oficial (um pouco mais confiável).


Aí cheguei a ler alguns (pouquíssimos) comentários: "Cadê o nome do artista?", "Só isso?" e o famoso "Capa mais mal feita, que eu faria melhor". Mas teve gente que gostou, dizendo "simples, mas lindo e não precisa mais nada".

Foi a partir disso que veio a idéia de fazer um posto a respeito, confabulando com duas amigas minhas (a @Dezzajp e @kbamichelle, que tive a alegria de conhecê-las pessoalmente em Nagoya). Porque existem muitos artistas pelo mundo afora que lançaram álbuns de capas simples, sem chamar a atenção, porque não tinha a foto do artista, não tinha o título, não tinha nem o nome do mesmo. Muitos até, sem nada mesmo. Ok, eu sei muito bem que o importante é o recheio, mas tem gente que prefere criar aquela "aura de mistério" pra ver se vende mais...

Atire a primeira capa de CD quem nunca comprou o álbum por causa da capa (e a probabilidade de gostar ou não fica nos 50-50), porque dizem que "a capa transmite o que o conteúdo quer dizer". Há controvérsias...

Exemplos temos aos montes, acreditem. Basta dar um pulinho em uma livraria e procurar alguns livros (importados) sobre capas de álbuns, desde os tradicionais de jazz até os recentes da música pop (os que conheço, informarei no final da postagem). Claro que os onipresentes Beatles, Rolling Stones, Pink Floyd entre outros não poderiam ser deixados de lado...

Motivos para que o artista lance um álbum sem título nem nome do autor existem aos montes, como "chegou a um estágio que só de ver o rosto já reconhece"; "quero uma foto 'limpa'", "quero uma foto artística" (cof cof cof)... e por aí vai.

Vou tentar citar alguns, porque a lista é enorme e a maioria é de artista tão desconhecida, que somente livros especializados em música underground conseguem compilar (trabalho pra lá de ingrato, porque pra encontrar outros sem serem os mais conhecidos, só o Oráculo salva... ou não)!!


1 - The Beatles - "Rubber Soul" (1965)
2 - Bob Dylan - "Blonde On Blonde" (1966)
3 - The Rolling Stones - Their Satanic Majesties Request (1968)
4 - Jimi Hendrix - "Electric Ladyland" (1968)
5 - Aerosmith - "Draw the Line" (1977)
6 -Talking Heads - "More Songs about Buildings and Food" (1978)
7 - Wings - "Back to the Egg" (1979)
8 - Miles Davis - "Tutu" (1986)
9 - Legião Urbana - "Que País é Este" (1987)
10 - Prince - "Lovesexy" (1988)
11 - Southern All Stars - "SAS" (1990)
12 - Peter Gabriel - "Us" (1992)
13 - Bjork - "Post" (1995)
14 - Pizzicato Five - "Big Hits and Jet Lags 1994~1997" (1997)
15 - Ayumi Hamasaki - "LOVEppears"(1999)
16 - Hikaru Utada - "Distance"(2001)
17 - Hitomi Yaida - "Candlize" (2001)
18 - Beck - "Sea Change" (2002)
19 - The White Stripes - "Elephant" (2003)
20 - Funky Monkey Babys - "Funky Monkey Babys" (2006)
21 - Arashi - "Arashic" (2006)
22 - Masaharu Fukuyama - "Zankyou" (2009)
23 - Perfume - "JPN" (2011)
24 - Kanjani ∞ - "Ai Deshita" (single) (2012)
25 - flumpool - "Because... I Am" (single) (2012)

Alguns livros que trazem capas de álbuns desde os anos 50 até o presente momento em que o livro foi impresso. A maioria eu tinha visto na Tower Records Shibuya. Outros podem ser encontrados em sites especializados, mas aviso-lhes que eles são importados.

- 100 Best Album Covers - Storm Thorgerson e Aubrey Powell
- The Greatest Album Covers of all Time - Grant Scott, Barry Miles e Johnny Morgan
- 1000 Record Covers - Michael Ochs
- Discoteca Básica Bizz (via rateyourmusic)

Imagens - via amazon.com




Tuesday, October 15, 2013

Em Busca de um Milagre

Clique para ampliar
Só quem foi em um concerto ou evento de seu artista favorito, sabe o quanto é árduo conseguir comprar um ingresso.

Nessa hora muita gente vai me perguntar: "Mas como? Não basta ir no local onde vai ter o show e comprar na hora?" Ledo engano, minha gente...

Quando o artista resolve fazer um concerto ou uma tour para divulgar seu novo trabalho, ele o faz meses de antecedência. Aí, o pessoal tem que ficar de olho para saber qual o dia que vai começar a vender os ingressos. Mas, dependendo do artista, existe um processo seletivo, que, se a pessoa não tiver paciência, só de ler, desiste na hora...

Não sei como é nos outros lugares do planeta, mas aqui no Japão, ao menos, ou você faz parte do fã clube oficial do artista ou você se cadastra em sites oficiais destinados a shows. As chances de garantir seu ingresso, variam de 1 a 100%. Como???

Dependendo do artista, você consegue o ingresso sem problema algum ~ cadastra-se (gratuitamente) no site onde estaria vendendo o ingresso, escolhe o dia e local (mas o assento seria aleatório, não dá pra ficar escolhendo, no máximo escolhe-se arquibancada ou arena), recebe um e-mail com seu código e vai para pagar e recolher seu ingresso em lojas de conveniência (ou, em alguns casos, recebe o ingresso na sua casa, via entrega expressa e registrada).

Agora, se tiver o caso de que vai ter que encarar um sorteio para conseguir o ingresso mesmo pelo site oficial que vende o mesmo, arrisque todas as datas possíveis, pois pode conseguir onde menos espera (experiência própria). Ou também tentar pela segunda ou terceira vez, só que tem que entrar no site e cadastrar tudo de novo.

Quando existem artistas cujo ingresso fica restrito ao fã-clube (mas não impede de conseguir ingressos extras prazamigas, basta ter grana...!!!), a coisa pega fogo: sabe quando todo mundo resolve entrar no site na mesma hora? O site emperra, dá aquela mensagem de erro, tenta de novo, emperra, e assim prossegue em círculos. Aí quando você se cadastra, consegue completar tudo, vem a mensagem de que tem que esperar até tal data para saber se conseguiu ou não (claro, mesmo não conseguindo, um e-mail de aviso eles acabam enviando).

Até esse dia chegar, existem pessoas que apelam ~ vão para templos, fazem pedidos inusitados, e outras loucuras mais, tudo por um ingresso para ver seu artista favorito, porque nunca sabe quando vai ter show do distinto novamente.

Fotos: prints do vídeo do programa "Arashi ni Shiyagare" (NTV, todo sábado, 22hs), do dia 21 de Abril de 2012, onde tinham que representar um manzai, tipo de humor cotidiano e leve conduzido por duas pessoas - o "tsukkomi", que seria a pessoa séria e o "boke", o que seria o mais "bobo". Claro que os diálogos nada têm a ver com o programa real, mas as cenas serviram para representar o apelo que muita gente faz para conseguir alguma coisa...

No programa, o tema era "Estrela cadente", mas pode-se encontrar essa cena no iuchubi como "Amido" (porta de tela para não entrar insetos e outros)/

Sunday, September 29, 2013

Wake Me Up When September Ends...

(OK, é o título de uma das músicas de um trio chamado Green Day, e vi essa menção no Twitter quando entramos em setembro...)




Quando o mês de agosto terminou, eu dei um suspiro de alívio, porque foi um mês longo. Tudo bem que mês de 31 dias torna-se longo, mas agosto costuma ser um mês quente, abafado e chega a ser cansativo. Bem, isso que eu tenho essa impressão. E eu não suporto calor.

Aí entramos no mês de setembro, e sabemos que aqui no Japão é época de tufões. E logo chega o outono, onde as folhas mudam de cor e algumas árvores começam a ficar sem elas. E o clima começa a ficar mais ameno.

Antes fossem os tufões que ocasionalmente aparecem por esses lados de onde eu moro, antes fosse a temperatura que despenca de um dia pra outro. Setembro, pra mim, até um tempo atrás, eu lembrava que era o mês que meus grupos e bandas favoritas despontaram pro sucesso; que no Brasil era a primavera... Mas depois de 11 de setembro, tenho que repensar em muita coisa.

Só que recentemente, aconteceram algumas coisas bem desagradáveis que dá vontade de fazer como o título supracitado. Certo que eu tive uma parcela de culpa nisso tudo, mas...

- Por causa de um comentário infeliz que soltei numa rede social, logo em seguida recebi uma mensagem de outra (não cheguei a ler porque recebi no meio da madrugada via celular, e costumo deixar o mesmo ligado para usar como despertador). Mas quando recebi outra mensagem de duas amigas minhas, eu não hesitei em ficar sem dormir e trocarmos mensagens até a hora de eu ir trabalhar. Desnecessrio dizer o estado que fui trabalhar naquele dia.

Neste caso, eu tive uma boa parcela de culpa: deveria ter feito o comentário em mensagem privada. Prova que stalker tem tudo o que é canto. Pior: aquele tipo de stalker que não contente em ler comentário alheio, faz que nem criança de primário: corre pra contar tudo para a professora o que o outro fez.

- Justo quando eu tirei três dias de (merecida) folga, no último dia, quando marquei de ir no evento ajudar uma conhecida minha, o tufão veio com tudo na região, parando trens e alagando onde imaginar. Ainda que consegui chegar por eu ter saído BEM mais cedo de casa, mas imaginando o estrago que o tufão fez em outras regiões.

- Se no mês anterior eu estava trabalhando até nos meus dias de folga, este mês estou mais folgando que trabalhando. Trabalhar com assistência técnica dá nisso: um mês, mesmo não querendo, acaba trabalhando nos dias de folga; noutro, chegamos até a sair mais cedo porque não chegaram as peças...

Falando em redes sociais, lembrei do que a Petit comentou comigo: "Pra que servem as redes sociais senão pra compartilhar o que tu pensa/sente e dar tua opinião?" Se bem que ultimamente, pra mim, as redes sociais se voltam contra todos. Se comento alguma coisa, leva paulada; se discordo, outra paulada; se não opino, fico quieta, novamente outra paulada. Desse jeito assim não dá, então, pra que pertencer a uma rede social?

Daí que eu paro e penso: não existe a liberdade de expressão? Não podemos discordar de certos pontos que logo levamos o rótulo de hater, chegando até a perder a amizade (virtual e até pessoal)? Temos que concordar 100% com tudo para sermos aceitos e ficarmos numa boa?! Existem pontos que eu  não gosto e discordo, mas respeito quem gosta.

Não somos obrigados a gostar de tudo, a concordar com tudo. Temos nossos motivos e pontos de vista diferentes.

Da mesma forma que agora, ninguém é obrigado a concordar 100% de tudo isso que mencionei neste post. Por mais que possam dizer "eu te odeio", ao menos lembrou de mim. Por ora.

Sunday, September 22, 2013

I Don't Want To Spoil the... End of the Movie!!!

(Editado em 22 de Setembro de 2013 bas 8:43 am)

Se existe uma coisa que eu fico revoltada (na hora, porque depois fico chateada), é gente contar o final de um filme que muita gente não assistiu e quer assistir quando sair em DVD pra alugar/vender. Quero dizer, depois que contam o final do filme, mudamos o tempo verbal para "queria assistir"...

- O segredo do final do filme foi quebrado!!!

Ultimamente eu tenho ido ao cinema (mas comentar sobre o filme pra compartilhar com mais gente, que é bom, nada, né dona Kiyo?), mas o filme mais recente que comentei aqui no Empório, foi... "Kamisama no Karute"?!? E foi no ano retrasado ainda por cima...

Depois desse filme ainda fui ver "Strawberry Nights" e "Nazotoki wa Dinner no Ato De ~ The Movie". Eu sei que eu deveria ter ido mais vezes, mas cinema mais perto daqui, fica a meia hora de trem. E risco de não conseguir voltar pra casa, caso eu pegue o Late Show (porque o ingresso custa mais barato neste horário).

Por mais que tenha vontade de contar toooooooooodo o filme, melhor morder a língua e não contar o final, pra deixar a pessoa curiosa e ir assistir pra ter sua opinião. E por aí vai. Bem, exceto filmes baseados em histórias reais, cujos finais a gente já espera (e aí o que ficou interessante foi o desenrolar da história), o resto...

Teve o caso de um filme (não citarei nome) que entrou em cartaz em um certo mês, sendo que desde o ano anterior era largamente comentado. Daí que o dito filme saiu para as locadoras primeiro e pra vender seria dentro de algumas semanas. Ok, eu achei meio estranho, porque seria o contrário, mas vai saber o que as distribuidoras devem estar planejando.

Não me perguntem como, mas teve gente que conseguiu o filme, assistiu e, ao invés de somente comentar "o filme foi bom", "poderia ser melhor", entre outros adjetivos, teve a coragem e cara de pau de postar a caption DO FINAL DO FILME avisando "a cena final do filme". Pô, avisasse "CUIDADO, SPOILER!"

Nem comentei com a pessoa que fez isso porque seria perda de tempo. Ok, não quer ler os comentários? Então fecha o site e tudo bem. Foi que eu fiz, mas comentei no Twitter que sempre tem gente que gosta de estragar tudo (e depois levei esporro dos grandes, ganhando lindos apelidos de invejosa, chata, recalcada daí por diante). Ao menos avisasse que teria spoilers, que a gente fica mais ou menos preparado, porque muitos sites que comentam filmes, avisam (caso que aconteceu comigo: fui pesquisar sobre o anime "Ookami Kodomo no Ame to Yuki" no wiki mesmo, porque eu queria saber sobre a história mais a fundo e... bem que avisaram que tinha spoilers).

E' difícil, mas não é o de hoje que existem pessoas que gostam de contar todo o filme, mesmo sabendo que o outro lado nem sequer lembra o que comeu na semana passada.

Mas, tem o outro lado: existem pessoas também ansiosas pra saber como é o filme, sem se importar em saber o final mesmo não tê-lo assistido. E acabam por assistir mesmo assim. Acontece.

(E como disse, não quer ver spoilers? Clica onde tem o "X" que fica no lado direito da tela, vai comprar um balde de pipoca, passe na locadora e senta pra assistir o filme...)


Sunday, September 15, 2013

5X14

Quem diria que, quando eles surgiram no dia 15 de setembro de 1999, como image sponsor para divulgar o Campeonato Mundial de Voleibol no Japão, muita gente pensou "ah, mais um grupinho que logo cai no esquecimento..."

E ninguém botou muita fé nesses cinco meninos, que passaram bons anos suando (literalmente) para conseguirem algum reconhecimento, fazendo shows em lugares de médio porte (em meados de 2000~2004 conseguir lotar o Yokohama Arena já era um milagre), participando de programas de variedades, fazendo comerciais de refrigerantes e para uma famosa rede mundial de fast food, e dividindo o palco com mais gente da mesma agência no final de ano (mesmo que pra isso tenham que sofrer bullying dos sempais, que na verdade sofrem até hoje)...
Em 2003 uniram o útil ao agradável: ao mesmo tempo que fizeram campanha para um certo refrigerante, a capa do single (versão limitada) de "Hadashi no Mirai" tinha o recorte no formato da garrafa...

Quatorze anos depois, os cinco meninos - que agora estão na casa dos trinta (menos um, porque estacionou nos dezessete) - são os mais populares, lotam grandes estádios, quando lançam um single, logo na primeira semana já atinge um milhão de cópias vendidas, quando protagonizam um dorama na tevê, consegue boa audiência...

"Go-nin o atsumete ~ ARASHI DESU!!!"... 

Apesar da (maldita) agência não permitir certas coisas com eles, serem pessoas difíceis de conseguir uma foto ou um autográfo, eles não se importam de pagar mico, passarem situações vergonhosas (até hilariantemente constrangedoras) e fazer besteiras para divertir o público(e eles mesmos) em seus programas de variedades.

Os dois mais velhos tentando pôr ordem no reinado e... não, pera....

Acredito que por isso os cinco continuam conquistando o público até hoje, com seu carisma, entretenimento, sem medo de serem felizes (mesmo pagando mico, tanto na TV como nos shows...)

Feliz 14o. aniversário, Arashi, e que continuem sendo essas pessoas maravilhosas que trazem alegria para seus fãs (e até quem não são).


Fotos: todas via tumblr, desconheço a autoria.

Saturday, September 14, 2013

Minhas Aquisições de Junho a Agosto...

AVISO: Não estou ganhando nem um tostão para divulgar o que adquiri, mas nós precisamos citar onde conseguimos, quem sabe outras pessoas possam se interessar, não é verdade?

Friday, September 06, 2013

Gente que Desmotiva

Daí que na última segunda-feira, na hora do almoço, eu recebo um e-mail e logo publiquei no Empório (sim, porque os comentários aqui são moderados e como eu só posso usar o aparelho celular antes de entrar no trabalho, no horário do almoço e voltando pra casa, por isso que muitas vezes os comentários demoram para aparecerem no post).

Saturday, August 31, 2013

Muito Além de Doumyoji...:



Quem assiste a j-doramas ou é fã do quinteto Arashi (ou as duas coisas, tanto faz, acontece), obviamente a primeira coisa que boa parte lembra é a série "Hana Yori Dango" (mais conhecido pela maioria por "HanaDan"), no qual, o personagem principal, o sádico Doumyoji Tsukasa, era interpretado por Jun Matsumoto, o caçula do grupo. Daí que o dorama fez MUITO sucesso, tanto que teve duas temporadas e um filme. (Dizem que, quem tornou-se fã do Arashi durante o período de 2006~2008, provavelmente foi por causa deste dorama, por isso que são chamadas de "Jun-bait", ou "fisgadas pelo Jun", mas esta pessoa que vos posta, conheceu o grupo no debut e prestou mais atenção no dorama "Yoiko no Mikata", protagonizado por... Sho Sakurai!!!).

Sunday, August 25, 2013

Instagrando por aí...


Quando o Instagram surgiu, foi um aplicativo somente para quem tinha o iPhone. E volta e meia o pessoal da minha timeline do Tweeter foi postando (porque dá pra compartilhar as fotos para diversas redes sociais), algumas fotos eram interessantes, outras, bem...

Sunday, August 18, 2013

[Roteiro Gastronômico] Outback Steakhouse

Primeiro, agradecendo (beeeeem atrasado, eu sei) a todos que me enviaram mensagens de feliz aniversário via mail, twitter, FB, sinal de fumaça...

Tuesday, August 13, 2013

Trinta e Cinco Anos de Sol, Mar, Praia e Romances de Verão...

(Na verdade, eu era para ter postado isso em junho, mas sabe quando você trabalha das oito e meia da manhã até sete e meia da noite, em pé, e com uma hora de intervalo? Então...)

Wednesday, August 07, 2013

Divagando (de novo)...

Aqueles momentos lindos e maravilhosos quando a gente resolve fazer nada no dia de folga. Como um dia sair e andar na cidade e o tempo está claro e com algumas nuvens...


Não sei vocês (principalmente mulheres), mas eu quando estou próximo daqueles dias em que você quer pegar o primeiro pela frente e encher de porrada, eu sinto uma vontade doentia de comer doces. Qualquer um. Cheguei uma vez, no desespero, comer açúcar puro. Detalhe: eu não costumo adoçar leite, café, chá e nem sucos...


(Bem por aí que acontece quando estou de TPM ~ assaltar pote de biscoitos, chocolates, doces...)

Recentemente, eu fiz exame médico anual da empresa. Como eu não trabalho com produtos pesados e tampouco o trabalho não é insalubre, o exame foi simples e trivial. Bem, nem todos fazem o mesmo exame, conforme a idade. Por exemplo, exame de sangue e eletrocardiograma.

Para não variar, levei duas broncas do médico: 1) preciso perder quatro quilos (isso porque eu perdi quinze quilos mas ganhei cinco depois que mudei-me para Kisarazu) e 2) preciso parar de tomar café. Nem quero ver o resultado desse exame, porque já até prevejo uma segunda visita ao médico...

Cara de quem:
- A comida está na mesa mas não posso comer.
- Não era isso que eu quero comer.
- Recebeu a notícia de que inventaram um pote que com trava especial que impede a pessoa comer doces fora de hora...

Bem, digamos que pode ter sido efeito de quem andou abusando demais na semana em que fez mais um ano de vida, ou seja, comeu demais e depois coloca a culpa na azeitona, que por sinal, a salada que eu comi nem azeitona tinha...

Fotos: via tumblr, exceto a primeira que seria da própria autora.

Thursday, July 25, 2013

Sunday, July 21, 2013

Quando Milagres Acontecem...

Quem me atura acompanha no twitter, sabe o quanto eu ficava meio indignada quando Sir Paul McCartney fazia turnê nova e não incluia o Japão na lista. Pra ver o quanto a vida nos pregava surpresas - quando eu estava no Brasil, ele fez duas turnês (em 1990 e 1993) e depois disso nunca mais. Isso porque eu fui na turnê de 1990, que era pra promover o álbum "Flower in the Dirt". Em 1993, por causa de alguns imprevistos, deixei de ir no Pacaembu para ver o baixista da banda mais famosa do mundo em ação.

O Dia a Dia... (Ou: Aleatoriedade chegou aí e parou)

Uma das coisas que não estava fazendo ultimamente era dormir até tarde nos dias de minha folga (tenho duas vezes por semana - aos domingos, o qual seria folga geral e um dia de semana da minha escolha ~ ou não), porque eu sempre marcava meus compromissos justamente nos dias que eu folgo durante a semana. Só que na semana passada, como eu não tinha nada a fazer mesmo, nem marquei nadica de nada, acabei indo dormir na noite anterior muito tarde e acordei mais tarde ainda...


Wednesday, July 10, 2013

O Céu Infinito (Ou: Como essa música me deu forças para não desistir e seguir em frente)

Todos os dias estão manchados com lama, mas é tarde demais para se preocupar com isso agora,
Pode parecer estranho, mas tive um sonho e meu coração foi testemunha.

Monday, July 01, 2013

Feliz

Existem certas coisas que acontecem por um mero acaso ou sorte.


Quem viu um ingresso no lado esquerdo da foto, os mais fortes entenderão: sim, uma amiga minha tinha sido sorteada para o evento "Arashi no Waku Waku Gakko 2013 ~ Mainichi ga motto kagayaku itsutsu no jigyo", que acabou de ter no Tokyo Dome nos dias 29 e 30 de junho. Como ela estava com um sobrando, ela havia perguntado quem queria (no twitter), e uma outra amiga minha disse que eu estava querendo já que desta vez eu não consegui (no evento de 2012 consegui), e deu no que deu...

Fui no evento do dia 30 de junho, aula das 17 horas ( o último em Tóquio ), claro, lotadíssimo.


Foto do palco antes de começar o evento. Sei que na verdade nem poderia estar tirando foto, mas ao menos uma prova de que eu estive lá, rindo, aprendendo e apreciando. 

Mais detalhes, farei nos próximos posts, porque tenho o do ano passado que mais procrastinei que expliquei...

Monday, June 24, 2013

Experiências Culinárias: Merengue de Nutella (ou biscoito, tanto faz)

Num dia que fiquei literalmente de molho devido a uma febre (se fosse somente tosse e espirrar, vai lá, mas temperatura corporal bateu nos 38, namorido mandou ficar em casa), resolvi, logo que dei uma melhoradinha, fazer algo pra beliscar. E que fosse bem simples, com o pouco que tinha em casa (tá, esqueci de dar uma abastecidinha na despensa, eu sei).

Tuesday, June 11, 2013

Meus Favoritos do Mês de Maio

ATENCAO!!! NAO ESTOU GANHANDO UM TOSTAO PARA DIVULGAR ONDE ADQUIRI OS PRODUTOS DESTE POST! Muito grata.

Bem, assim como fiz referente ao mês de abril, vamos para o que eu adquiri e usei durante o mês de maio e vamos compartilhar com as amigas (e amigos, porque sei que tenho seguidores do sexo oposto). Lembrando que se vai usar ou não, fica a critério de cada um, certo?

Confesso que maio eu andei abusando demais da conta, tudo porque recebi uma gratificação na empresa onde trabalho, deu pra pagar minhas contas, guardar um pouco pro mês seguinte (que foi uma desgraça em termos de horas extras) e dar ao luxo de me autopresentear (tá, eu sei que meu aniversário tá longe, mas como eu disse, eu pago minhas contas)... Mas vamos lá e espero que gostem...


Monday, June 10, 2013

Tudo Num Só Lugar

Essa idéia eu li nos blogs da Lominha e da Bah recentemente e adorei a idéia.

Pra quem tem uma lista de blogs legais, divertidos, interessantes, obviamente a mesma acaba ficando tão comprida, que eu acabo ficando com preguiça (ou falta de saco mesmo) de procurar.

Pois os meus problemas acabaram! (Organizações Tabajara feelings)

Okay, preciso arrumar melhor essas minhas coisas, como livros, CDs, DVDs...


Sunday, June 09, 2013

Nissan Show Room (at Yokohama City)

Vista de Yokohama do lado do Bay Quarter ~ os prédios da Fuji Xerox, Nissan e Sogo (o Landmark Tower está escondido atrás do prédio da Fuji). No meio, a passarela que liga o Bay Quarter da loja de Departamentos Sogo, divididas pelo rio...
Vai fazer quase um ano que mudamo-nos de Yokohama pelo motivo que eu já havia mencionado - mudar de vida e tentar dar um jeito nela de uma vez por todas, porque o período de junho de 2011 a dezembro de 2012, vou te falar ~ pra mim foi um ano 90% perdido!!!

Por mais que eu tenha morado em duas cidades diferentes recentemente, uma coisa eu tenho certeza ~ nunca vou conseguir apagar Yokohama da minha vida. Acho que mesmo se eu estivesse morando em Kumamoto ou Hokkaido, eu daria um jeito e passar um dia inteirinho em Yokohama. Muitos vão me perguntar porque eu gosto tanto dessa cidade.

Wednesday, May 22, 2013

J-Doramas ~ O que outros blogueiros recomendam

Fãs de j-doramas eu sei que temos aos montes, inclui vários blogs a respeito. Seja de novidades, ou de resenhas de doramas vistos e comentados (seja de forma positiva ou negativa, porque, afinal, nada no mundo se agrada 100% a todos).

Há algum tempo eu acompanho alguns blogs e leio as resenhas feitas de vários doramas. Claro que a grande maioria resenha e comenta de doramas bem conhecidos. Mas recentemente o pessoal tem assistido a doramas bem diferentes, nem tão conhecidos da maioria.

Monday, May 20, 2013

Músicas Para Ouvir em Dia de Chuva...



Ultimamente, onde eu moro, ou esfria ou chove. Até agora estou esperando a primavera chegar, mas desconfio que o inverno esqueceu de dizer até dezembro ou a primavera esqueceu de acordar, tanto faz, porque, apesar da temperatura atingir 25 graus, ainda tenho que sair de casa com blusa de mangas compridas...

Saturday, May 18, 2013

Será que é só eu?


Muita gente que me conheceu recentemente não acredita na idade que eu tenho, achando que eu tenho muito menos idade do que a minha real.


Só que as pessoas que me falam que não acreditam na minha real idade, têm idade bem abaixo que a minha...

Cara que todo mundo faz quando digo minha verdadeira idade.


Não sou de falar de minhas preferências para muitas pessoas sob risco de ser apedrejada. Sei que gosto é que nem traseiro, cada um tem o seu, mas de repente, se existir uma pessoa que tem quase os mesmos gostos que eu, acabo descobrindo isso muito tarde demais.


Uma pesquisa que saiu no twitter, seria a forma de como você come uma coxinha ~ pela ponta ou pela parte mais redonda. Sinceramente, eu como pela ponta, porque gosto de deixar o recheio pra comer no final.


Até hoje estou enrolando (no sentido de procrastinar) em fazer novamente coxinhas. Motivo: no meu primeiro ano de juntamento com o namorido, eu tentei fazer. O resultado foi tão desastroso que me traumatizou. Isso há quatorze anos atrás.


Recentemente no twitter, a minha amiga @D_Hatsu comentou: "As vezes vendo os perfis de pessoas interessantes, me pergunto se pareço tão fútil nas redes sociais mostrando só meu lado Fangirl...". Pois é, meu dilema também...

Friday, May 17, 2013

Seu Recalque Bate na Minha Banha e Volta

Sabemos muito bem que a inveja é um dos sete pecados capitais, mas atire a primeira pedra quem nunca teve. Seja aquela inveja branca ou aquela que dá vontade de sangrar até morrer.


Sunday, May 05, 2013

Meus Favoritos do Mês de Abril

Motivada pelo post da Lominha Sernaiotto, resolvi (tentar) fazer meus favoritos do mês, compartilhando com vocês, prezados fiéis leitores (ou leitores fiéis, tanto faz), o que uso, leio, ouço, etc., mas se isso mudar a vida de vocês... bem, fica a critério de cada um, mas compartilhar é bom e não custa tentar, certo?

Tuesday, April 30, 2013

Momentos Relaxantes...

De 29 de abril a 6 de maio temos o chamado "Golden Week", um dos feriados mais longos do calendário japonês.

Muitos viajam, aproveitam a época pra encontrar entes queridos ou somente descansar.

Eu, sinceramente, gostaria de ter uns dias que pudéssemos sentar diante de uma praia e ver o sol se pôr... Pra ter esses momentos em que queremos esquecer da vida e descansar.


(Foto: caption tirada do finado programa "Himitsu no Arashi-chan!!", de 25 de Agosto de 2011, onde se passa na cidade de Tateyama, sul de Chiba, por sinal, não fica tão longe de casa...)

Wednesday, April 24, 2013

Tuesday, April 16, 2013

[Vale a Pena Rever] J-Dorama Review: Kisarazu Cat's Eye (2002)

Kisarazu Cats Team (da esquerda pra direita): Kizashi "Ani" Sasaki (Takashi Tsukamoto), Kouhei "Bussan" Tabuchi (Junichi Okada), Hajime "Ucchie" Uchiyama (Yoshinori Okada), Futoshi "Bambi" Nakagomi (Sho Sakurai) e Shingo "Master" Okabayashi (Ryuuta Sato), prontos para mais uma partida de baseball.

Você tem 21 anos e descobre que tem apenas 6 meses de vida.

O que você faz?

Entra em depressão e nem quer saber da vida ou resolve fazer tudo o que nunca pensou fazer e viver intensamente junto com seus melhores amigos?

Saturday, April 13, 2013

J-Doramas da Fuji Television ~ De Onde A Audiência Pega Fogo....


Temporada sai, temporada entra, e toda a programação das emissoras muda ~ acabam alguns programas, entram novos. Mesma coisa com os j-doramas. Todos ficam curiosos em saber que tipo de enredo seria, quem serão os atores, se a audiência vai "bombar"...

Monday, April 08, 2013

[Discoteca Básica do Empório]: Le Couple ~ My Special Thanks



Quem pensava que eu só ouço Beatles, Masaharu, SMAP e Arashi todo santo dia, erraram feio. Eu tenho meu "outro lado", de música alternativa (Franz Ferdinand e Amy Winehouse), de música mais pop (Cyndi Lauper, ZARD), british rock (Oasis e Blur) e momentos mais calminhos, porque ninguém é de ferro minha gente. E pior que pouca gente sabe deste meu lado, só conhece o outro.

Sunday, April 07, 2013

Experiências Culinárias: Fruits Pound Cake (Ou: Bolo Inglês de Frutas)

Já fazia um bom tempo que eu não postava nada das minhas investidas na cozinha. Mas não é porque eu não cozinhava, mas é porque realmente no ano passado, tirando alguns bons eventos e momentos, eu não fiz nada que prestasse, empregos que foram uma verdadeira roubada, problemas pessoais e tudo o mais.

Saturday, April 06, 2013

Minhas Aquisições...

Quando a gente se dá por conta, estamos em abril e logo o ano acaba e parece que nem fizemos nem um terço do que gostaríamos de ter feito.

Em março, além de eu ter comprado alguns mangas que mostrei aqui, acabei fazendo um pequeno rombo no meu piggy bank, mas quem me conhece, sabe que eu garimpo liquidações e promoções mesmo que estas já acabaram, mas perto de onde eu moro, tem um outlet que dá pra encontrar roupas boas, bonitas e muito baratas...

Wednesday, April 03, 2013

Passatempo

Pessoa: "Quer que traga alguma coisa do Brasil?"
Eu: "Ah, não precisa..."
Pessoa: "Aproveita pra pedir alguma coisa que você não encontra aqui, porque depois vai ser difícil de vir pra essas bandas!"
Eu: "Tá bom. Biscoito Passatempo!"
Pessoa: ...

Quase sempre assim: quando alguma amiga minha do Brasil vem pra passear aqui, perguntam pra mim via rede social se eu quero alguma coisa. Já conheci gente que pedia roupa (especialmente roupa íntima, se me entenderam), feijoada enlatada, revistas, salame, mortadela... Mas, quem me conhece muito bem, sabe que eu adoro o biscoito Passatempo.



Explico melhor: o dito biscoito não pode ser comercializado aqui, devido a alguns ingredientes tido como proibidos (talvez o corante ou conservante, vai saber). E se alguém tentou comercializar, no precinho final, ficou mais caro que um copo enorme de frappuccino no Starbucks. 

Por isso, para matar minhas solitárias, ou eu peço pros meus pais enviarem quando preciso de alguma coisa ou prazamiga que vêm passear e aproveitam pra nos encontrarmos. Ah, por favor, nem é um pedido exorbitante! Poderia ser pior. Se eu pedisse salame ou feijoada enlatada, por exemplo.

Nessas alturas do campeonato, vão me dizer: "PQP, Kiyomi, no Japão tem tanto doce gostoso, tanto biscoito, bolacha, chocolate... e vai pedir justo o biscoito Passatempo???" 

Na verdade, meu vício por esse biscoito vem desde que o dito cujo foi lançado no mercado, acho que na época em que eu estava procurando emprego logo depois de eu ter terminado a faculdade. 

Enquanto fazia meus freelas, muitas vezes tinha que ter alguma coisa pra enganar o estômago. Eis que minha mãe comprava biscoitos para eu levar dentro da bolsa e comer quando desse vontade. Aí morava o perigo.

O biscoito Passatempo, quando foi lançado, tinha duas versões: o simples e o recheado. Mas onde estava a diferença? Por que eram decorados com figurinhas (que na época eram personagens da Disney ou do Peanuts)? Por que o recheio era de chocolate que lembrava um pouco o bombom Alpino? Por que não era doce a ponto de ser enjoativo? Ou tudo isso junto?

Sério: eu viciei mesmo nesse biscoito. Quando comecei a trabalhar, chegava a comprar quatro pacotes num dia só e acabava com eles num final de semana, ou enquanto assistia filmes ou estudando.

Mesmo estando aqui, às vezes consigo matar as solitárias quando minhas amigas trazem de presente para mim. Sempre falo: quer me presentear? Traga uma quantidade generosa de pacotes de biscoito Passatempo, que seria a melhor coisa.

Fotos: via google.

Tuesday, April 02, 2013

Voltando ao velho hábito...

Fazia algum tempo que eu tinha diminuido meu hábito de ler mangas. Normalmente, todo mês eu comprava um ou dois volumes de algum manga, mesmo comprando nas lojas de segunda mão (na verdade, eu acabo comprando mangás que já tinham sido lançados há algum tempo).

Agora que estou melhor, vou eu tirando o atraso...


Na foto, sentido horário, a partir da esquerda...

1 - Ookami Kodomo no Ame to Yuki: Baseado no anime do mesmo nome, cuja protagonista, Hana, foi dublada pela atriz Aoi Miyazaki. Hana é uma estudante universitária que acaba conhecendo um rapaz que frequentava as aulas. Intrigada pelo seu comportamento, ela acaba gostando dele, que acaba por revelar que seria um homem-lobo, último da especime do "lobo japonês". Mesmo assim, Hana acaba aceitando-o e tendo dois filhos - Yuki (por ter nascida no inverno) e Ame (por ter nascido num dia de chuva).

Quando seu esposo acaba morrendo tragicamente, Hana acaba por mudar-se para o campo, para que pudesse criar seus filhos em paz e liberdade (porque eles se transformam em lobos quando precisam). 

Na verdade, eu ainda não vi o anime, mas quando vi o manga, não pensei duas vezes em comprar. Estou no segundo volume. Falta o terceiro, que seria a conclusão. Mas eu já recomendo tanto ler o manga, como ver o anime.

2 - Pink and Grey: Versão quadrinizada do livro do NEWS Shigeaki Kato, lançado no final de 2011. Seria a história de dois colegas de infância que separam-se por caminhos diferentes, destinos diferentes e acabam por se encontrar.

O manga ainda está em andamento. Está sendo publicado mês sim, mês não na revista Asuka. Confesso: não li o livro. 

Para quem não sabe, Shigeaki Kato é membro do agora quarteto NEWS (formado por ele, Keiichiro Koyama, Yuya Tegoshi e Yasuhisa Masuda). Kato é formado em Direito pela Universidade Aoyama e recentemente publicou seu segundo livro, "Senko Scramble".

3 - Platina Data: Ryuhei Kagura é um jovem cientista especializado que trabalha num departamento especial da polícia metropolitana, destinado a resolver crimes através da análise de DNA. Acaba tornando-se culpado de um crime que não cometeu e aí começa a perseguição e o desespero de Kagura em provar sua inocência.

Baseado no livro do mesmo nome de Keigo Higashino (o mesmo autor dos livros "Meitantei Galileo", "Ryuusei no Kizuna", "Tokio", entre outros), o filme do mesmo nome estreiou no dia 16 de março deste ano. O mangá foi lançado justamente para divulgar o filme, dirigido por Keishi Otomo (mesmo diretor de "Ryomaden" e "Rurouni Kenshin"), estrelado por Kazunari Ninomiya, Etsushi Toyokawa, Honami Suzuki, Katsuhisa Namase, Anne e Kiko Mizuhara.

4 - Kokuhaku: Yuko Moriguchi, professora de uma classe ginasial, informa seu desligamento da escola, sem antes dizer que sua filha foi assassinada por dois alunos de sua classe e que havia injetado sangue de seu esposo - contaminado pelo virus HIV - em duas caixas de leite que os alunos bebiam. Planejou a vingança após seu esposo ter falecido. A história, posteriormente fica focada em Moriguchi e seus três alunos.

Baseado no livro de Kanae Minato, posteriormente tornou-se filme de sucesso com Takako Matsu e Masaki Okada. Embora não tivesse sido escolhido para concorrer ao melhor filme estrangeiro na Academia, o filme ganhou vários prêmios nacionais e internacionais em 2011.

****************************************************************************

Bem, essas foram minhas aquisições mais recentes, mas logo termino de completar "Hanazakari no Kimitachi e" e "Kimi wa Petto". Sim, os mais fortes logo vão saber do que se tratam.

Foto: da autora mesmo.

Saturday, March 30, 2013

Clima estranho

Embora a primavera tenha chegado aqui, volta e meia continua frio e com chuvas ocasionais.

O domingo passado, quando fomos passear na cidade e fomos no Odayama Koen e no Kimisarazu Tower (onde fotografamos as cerejeiras em florescimento), o tempo estava nublado, mas felizmente não tinha chovido, porque no dia seguinte, caiu a maior chuva.

Mas acreditem, mesmo tendo chovido, as flores ainda aguentaram.

Pode ser impressão minha, mas ainda acho que o inverno ainda resiste em ir embora, porque têm dias que eu tenho que sair de casa usando casaco de inverno (mas passa o maior calor na empresa por causa do ar condicionado) e às vezes chove.

Agora, fico imaginando como seria o verão aqui, porque moro mais ou menos perto do mar...

Uma nuvem paira na cidade...

Foto: via tumblr, revista FREECELL.

Tuesday, March 26, 2013

Quando a Primavera é Linda...


Apesar de eu sofrer de kafunshoo (alergia ao pólen de cedro) quando mal entra a primavera (na verdade, já comecei a sentir os sintomas logo depois do setsubun (início de fevereiro), como coceira nos olhos, nariz escorrendo e espirrando de hora em hora, eu gosto desta época do ano porque já é um tempinho agradável, nem quente, nem frio.

O mais interessante desta época do ano seria o florescer das cerejeiras (sakura), que deixam a cidade mais alegre e cheia de vida.

E muita gente aproveita para passear, tirar fotos, fazer piquenique (o chamado hanami, onde em Ueno, fica tão lotado a ponto de ter gente passar a noite somente para guardar lugar pros amigos)...









Fotos: da própria autora, enquanto passeava nos arredores de Kisarazu, Chiba. Odayama Park e Asahicho. A foto que abre o post, seria do casal Yamato Takeru e da princesa Ototachibana, que tem uma lenda romântica e trágica, caso a contar em breve...



Thursday, March 21, 2013

Eu e os Médicos



Uma das coisas que raramente fiz em todos esses anos que estou aqui no Japão, é ir ao médico (e nem sei se o kenko shindan, exame médico anual que fazemos a "pedido" da empresa, contaria neste caso).

Devo ter levado o lado de minha mãe, que vive dizendo que "só vai ao médico em último caso". E, realmente, minhas idas ao médico dariam pra contar nos dedos das mãos e ainda sobra. E', eu sei que na idade que estou, eu deveria fazer um novo check-up porque nunca se sabe. O mais difícil seria o fato que não tenho (ainda) o seguro social de saúde, para que eu possa fazer os exames a um precinho mais em conta, porque, sabem quanto custa fazer uma simples consulta?

Eu entendo que com saúde não se brinca, eu sei disso. Felizmente, até o momento, todos os meus exames deram quase tudo OK, excetuando-se os fatos que eu estava QUINZE quilos acima do permitido e com falta de ferro no sangue.

Agora eu preciso me preocupar (um pouco) com o fato que se diz aos ditos "problemas de mulher", e na verdade, eu deveria ir ao médico duas vezes por ano.

Mas enquanto eu não me inscrever no Seguro Saúde da empresa, vou ter que guardar uns bons cobres para caso de emergência - o que eu espero nem precisar.

Ilustração: peguei do FB, também nem tinha a autoria!

Tuesday, March 19, 2013

Começando bem a semana...

No domingo que passou, em um pub irlandês em Shinjuku, eu e minhas amigas resolvemos marcar o reencontro em um dos lugares favoritos nossos.

Podem achar ruim, amarga, intragável, mas para mim, esta cerveja nunca me fez mal algum (tirando que é um excelente diurético)...



One pint (quase meio litro) desta bebida, pra mim acabo durante uma boa conversa (e a conversa foi muito boa, tomei two pints disso)...