Friday, September 06, 2013

Gente que Desmotiva

Daí que na última segunda-feira, na hora do almoço, eu recebo um e-mail e logo publiquei no Empório (sim, porque os comentários aqui são moderados e como eu só posso usar o aparelho celular antes de entrar no trabalho, no horário do almoço e voltando pra casa, por isso que muitas vezes os comentários demoram para aparecerem no post).



Depois disso, bateu aquela vontade de chorar, mandar tudo pro inferno, e tacar fogo em tudo, isso de uma vez só. Mas como eu estava no trabalho, o inferno tem que fazer reserva e não sou incendiária, logo desabafei no twitter que desta vez estou pensando duas vezes antes de eu resolver fechar, encerrar, deletar, fazer este Empório sumir do mapa da blogosfera pelo resto da vida para alegria de muita gente.

A verdade é que errar, todo mundo erra, até grandes jornais e revistas tradicionais erram (e muito).

Comentários, críticas, e tudo o mais, a gente recebe, claro, nada são flores nesta vida. Mas como a gente costuma sempre enfatizar: "Críticas são bem vindas, desde que elas sejam construtivas", mas parece que muita gente prefere jogar pedras.

Obviamente a gente sabe que ninguém é obrigado a concordar com tudo, cada um tem seu ponto de vista. Quando se fala "respeito sua opinião, mas eu penso de outra forma", é um jeito mais gentil de se discordar de algo. Mesma coisa sobre preferências - como a gente sempre diz "gosto é que nem traseiro, cada um tem o seu" e/ou "futebol, música, religião e opção sexual nunca se discute".

O duro é que existe gente que faz questão de desistimular sua vida, criticando, brigando, humilhando, te deixando mais por baixo que minhoca. E depois vem dizendo: "olha, isso é uma crítica construtiva, bla bla bla", depois que ela te chamou de burra, ignorante, sem noção e outros adjetivos carinhosos (só que tudo ao contrário)...

Eis uma pequena amostra do que já ouvi (e li) na minha vida e muitas vezes tive vontade de jogar o que tivesse pela frente, mas nem valeria a pena...

- "Você não tem mais idade pra isso!": Atire a primeira pedra quem nunca ouviu uma frase dessas. Eu ouço muito quando comento que vou em determinado evento, show ou simplesmente passear. Aí vem uma pessoa e lança mão dessa frase. Caramba, estou na casa dos quarenta, mas não estou morta. Claro que existem certos lugares que seria muito estranho eu frequentar, mas quando se trata de ir em concertos, além de ouvir essa frase, vem o complemento que logo depois mencionarei.

Isso também ouvi muito quando uma vez mencionei meus planos de tentar uma pós graduação, ou uma segunda faculdade. Será que tem idade certa para voltar a estudar?

- "Vai ter péssimo gosto assim nos infernos!": Esse é o complemento do item anterior. Como todo mundo sabe, gosto é que nem traseiro, cada um tem o seu. Vamos dizer que meu gosto musical para uns é aceitável e para a maioria, muito suspeito (pra não dizer péssimo). Ok, eu também já usei essa frase (e têm horas que uso, confesso), por isso que quando alguém vem me criticar de minha banda favorita, da roupa que uso, das minhas preferências, nem ligo, mas no fundo, dá aquela vontade de responder...

- "Ah, mas na tua idade, vai ser difícil...": Por um bom tempo ouvi isso quando fui fazer entrevista de emprego. Do que adiantava eu ter experiência comprovada se minha idade atrapalhava? O pior: se eu voltar a trabalhar na minha terra natal, só resta a alternativa de prestar concurso público. Isso se a concorrência permitir...

- "Você não presta pra nada!": No último emprego que estive, ouvi isso de uma mulher mais velha que eu. Só porque ela era veterana, muitas décadas de casa, veio com essa frase, só por inexperiência, fui perguntar um assunto que eu estava com dúvida. Se ouvir uma frase dessas pela primeira vez, já te deixa desanimada, imagine ouvir isso - sem motivo aparente - todo santo dia. Sim, na semana seguinte procurei outro emprego e logo que fui aprovada, pedi demissão.

- Quando você tem um blog, pesquisa, resume, perde horas de sono, arranja tempo na sua agenda apertada e consegue postar, vem um comentário que ao invés de te estimular, de apoiar, de ajudar, consegue é afundar seu trabalho: Como eu disse, repito: críticas, a gente aceita, mas desde que sejam construtivas. Quem tem (ou teve) blog, sabe que está sujeito a tudo: criticar, todo mundo critica, tacar pedras, todo mundo taca (mas dinheiro que é bom, isso ninguém faz, né?), afinal a vida sempre tem esses obstáculos que temos que enfrentar e seguir em frente. No começo, a gente tem vontade de sentar no cantinho e chorar, mas vamos erguer a cabeça e vamos embora e deixa quem criticou se morder de inveja sozinho.

O duro é ter que engolir certos adjetivos, tal como aconteceu comigo. Mas uma coisa eu posso dizer:

1. Se achou que o meu post ficou ruim pra baixo, então cria um blog e faça a sua versão linda e maravilhosa. E chame a gente pra seguir. quem sabe?

2. Pode ter me feito chorar e ter aquela vontade de jogar tudo pela janela, mas sabe que a gente acaba se fortalecendo? Não, não sou masoquista, que pra me levantar, tem que me dar porrada.

3. Até hoje não entendo porque eu tenho que ligar pra comentários vindo de uma pessoa que nem quer se identificar com medo de que eu desça o malho nela. Certamente, eu sei que essa pessoa me odeia, daquelas que deve ter um bonequinho de vodu (vodu é pra jacu!)  em casa e fica todo dia enfiando alfinetes.

Haters gonna hate, haters to the left!

(Se a pessoa não deletou o comentário, está aqui, mas ainda tenho o mail original): http://piggy-sakura.blogspot.jp/2013/08/trinta-e-cinco-anos-de-sol-mar-praia-e.html#comment-form


4 comments:

  1. Pq a pessoa respondeu no meu comentário? rs

    Kisu!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Juro que não entendi.
      A pessoa faz uma crítica pra lá de desanimadora e responde no lugar errado.
      Depois eu que sou a ruim em tudo ne?
      Vai entender hahahaha

      Beijao!

      Delete
  2. eu hein. um monte dessas críticas eu tb já ouvi.
    mas esses trolls q te perseguem..ou querem ser vc ou te amam. pq são sempre tão dedicados ne?
    eh paixão recolhida!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Hahahahahahahahaha Ai, Alexandre ~ esses trolls querendo ser eu têm que ter muita coragem. XD
      Como a Tathy disse no FB, é gente desocupada, só pode.
      Vamos mandar essa gente ir lavar um monte de louça... não, melhor: faxinar um hotel, um Boeing 777 e de quebra tirar a poeira do Estádio Olímpico. Com um cotonete.
      Bem você disse: também pode ser paixão recolhida...

      Delete