Monday, December 09, 2013

Aquisições em Novembro

Pois é: chegamos em dezembro e aquela sensação que este ano voou. Pelo menos para mim.



Analisando este ano, eu não posso reclamar, porque felizmente estou num emprego bom, que dá pra pagar minhas contas e sobrar um pouquinho para comprar algumas coisas que antes nem pensar. Sem falar que fui em dois eventos, um show e logo espero estar indo em outro, quatro sessões de cinema...

Antes que as desafetas venham dizer que "sambo na cara da sociedade mostrando essas coisas", digo que tudo que ando comprando e frequentando, é fruto do meu trabalho, e eu também tenho o direito de me divertir, porque não sou robô pra ficar trabalhando, trabalhando, trabalhando.

Novembro tive muita coisa boa, e espero que continue assim.

Vamos aos estragos do mês...


1 - Book Off: Uma da lojas da franquia em que objetos de segunda mão parecem novinhos, um lugar perfeito para comprar raridades e vender o que você não quer mais (não pagam aquela coisa, mas melhor do que jogar fora - o próprio CM da Book Off já alerta: "ao invés de jogar fora aquele livro que você não vai ler mais, venda na Book Off pois sempre terá alguém que vai querer ler"). Já fiz muito disso quando estava no maior "aperto financeiro", cheguei ao ponto de vender CDs e DVDs favoritos para poder fazer uma entrevista de emprego. Mas o esforço valeu muito a pena.

Recentemente, comprei a revista FREECELL, sobre cinema e variedades. O motivo está na capa, que foi na época de "Kamisama no Karute". Preciso (tentar) ler a entrevista, um bom exercício para poder ir bem nos próximos exames. 

Os mangas "Hanazakari no Kimitachi e" e "Hotaru no Hikari" vou ter que comprar aos poucos, pois como viraram doramas de sucesso, é difícil encontrá-los completos nas lojas. A um precinho barato, vamos dizer. No caso de "HanaKimi", seria reedição do original, teve lugar que encontrei, mas estava a 450 ienes (encontro por 100 ienes). E quando encontro a 100 ienes, não tem o volume que eu quero. Mesma coisa seria "Hotaru no Hikari". Conforme for encontrando, vou comprando...

Aliás, quem foi a menina do FB que achou o cúmulo usarem shojo manga como enredo de dorama por falta de enredo original???

2 - Tsutaya Records Kiyomidai Shop: Como eu disse numa postagem passada, felizmente fui morar bem em frente a uma das maiores lojas de Kisarazu. Quando avisaram que o DVD Box de "Kazoku Game" estaria na pre venda, fui logo garantir o meu, porque nesse caso, DVD Box de doramas, eles só fazem por encomenda, ao menos nessa loja. Quando fui buscar, além de 10% de desconto, ganhei um clear file com a foto que levava o cartaz da época do lançamento, e o box vem um DVD extra e umbooklet com detalhes de cada personagem principal e de cada capítulo.

Em breve talvez eu comente sobre esse dorama, mesmo sabendo que vai ter gente falando um monte, apontando erros da forma mais cínica possível.

3 - Seibunkan: Acho que essa livraria só tem na região onde moro. Fica dentro do mesmo prédio do Tsutaya anteriormente mencionado. Costumo comprar algumas revistas e material de escritório nessa loja. Aquela história de que eu comprei a revista por causa do brinde, sim, eu assumo. A revista InRed é voltada para mulheres da faixa etária dos 30~40 anos, e seriam assuntos que variam de moda a entretenimento, bem estar e tudo o mais. Melhor foi a bolsa, colaboração da marca Russet - ela é grande e espaçosa, ótima para carregar meus pertences quando vou para Tóquio. Incluindo o notebook...

O bom das duas lojas é que elas ficam abertas até 2 horas da manhã, sem risco algum. Mesmo porque, a loja fica numa das avenidas mais movimentadas daqui.

4 - Mandarake: Rede de lojas que vendem-se e compram-se de tudo. Desde antiguidades até concert goods. Eu não lembro quem foi que falou dessa rede (acho que foi a Mika), mas uma vez que comecei a frequentar, toda vez que vou para Tóquio, acabo sempre passando em uma das lojas da rede (matriz em Nakano, filiais em Shibuya, Ikebukuro, Akihabara. Têm em outras cidades, só que esqueci). Só que nesses lugares, eles até pagam bem, mas dependendo do item, chega a ser o dobro do preço real na hora de comprar.

Confesso que já comprei, sim, alguns concert goods, nessas lojas. Desde que não fosse absurdamente caro. Recentemente, em Nakano, encontrei os panfletos (livros com fotos, entrevistas, etc., que são vendidos somente em concertos) da turnê "Time ~ Kotoba no Chikara", pra mim, um dos melhores concertos do Arashi (não fui, mas tenho o DVD que é uma delícia de assistir. Detalhe para o famoso bungee jump coletivo realizado no Yokohama Arena). O maior, seria somente fotos de estúdio, de divulgação do álbum. O menor foi vendido na reta final da tour que levou três meses e quatorze lugares do Japão todo (do bom tempo em que eles faziam em lugares menores e em arenas...), com fotos das apresentações feitas.

Normalmente, os panfletos custam de 2500 a 3000 ienes no concerto. Nessas lojas vendem-se por 3500 a 4200 (dependendo do grau da raridade). Consegui os dois por 2500 cada. Não posso falar nada, porque, pra quem pagou 10000 ienes num livro de fotos dos Beatles que só vendia no Japão e era tiragem limitada...

5 - ABC Mart: Rede de lojas de calçados em todo o Japão, geralmente traz boas promoções. Apesar do forte dessa rede seriam tênis e calçados esportivos, eles vendem sapatos casuais. 

Fazia algum tempo que eu estava atrás de um ballet shoes pois vai com qualquer roupa. Já tive dois modelos (um branco, da marca Diana, que nunca mais encontrei igual, e um preto, da Muji, que infelizmente já tive que desfazer, pois era de tecido e rasgou de tanto que usei), e digo que é um tipo de calçado bem confortável.

Na verdade, modelo é que não falta. Só que eu não gosto da frente muito rasa, a ponto de enxergar parte dos dedos. E quando encontro o que daria certo pra mim, não tem o número que eu calço.

A rede ABC Mart trabalha com diversas marcas conhecidas. Uma delas, seria a Hawkins, que faz calçados casuais e confortáveis. A linha Nuovo traz o segundo caso, pensando no conforto na hora de caminhar. Encontrei o ballet shoes desejado. Além de confortável, é elegante também, feito de camurça preta (é, eu gosto de sapatos desta cor). E mais: a loja onde fui estava com uma campanha de 20% de desconto em todos os produtos, mas não sei se as demais lojas da rede estariam também, porque fui na loja que fica dentro do Departamentos Ario, em Soga (cidade de Ichihara), e a maioria das lojas que têm nesse departamento, estavam em promoção.


Presentes antecipados de Natal: Quando algum amigo ou parente que vem para o Japão (ultimamente vem a passeio mesmo), geralmente perguntam para mim o que eu gostaria que trouxessem pra cá. Bem, quem me conhece, sabe que amo, adoro, idolatro o biscoito Passatempo. Por que eu gosto tanto deste biscoito, sendo que aqui no Japão existem biscoitos muito mais gostosos que esse? Na verdade, eu gosto de qualquer tipo de biscoito, mas o Passatempo tem um sabor diferente, não é demasiadamente doce ao ponto de enjoar. E' um biscoito que eu costumava comer nos intervalos das aulas que eu lecionava, ou quando estava assistindo algum filme. Quando vim para cá, acabei descobrindo que esse biscoito não podia ser comercializado devido a um corante algo assim. Bem, foi o que muita gente andou falando para mim.

Uma de minhas amigas, a Yuu, enviou-me (mais) biscoitos Passatempo além de chá e gelatinas, quando uma outra amiga nossa em comum, a @D_Hatsu (aka Dani) veio passar um mês estudando aqui. Ah, sim. O chocolate Laka + Diamante Negro é presente da Dani, que trouxe os livros que eu havia pedido (bem, ela perguntou se eu queria alguma coisa), a graphic novel  "Laços" e "Beatles em Tudo". O primeiro é uma graphic novel da Turma da Monica em que outros artistas fazem o enredo e desenham os personagens de uma outra interpretação. O resultado vale a pena (li muitas resenhas positivas do trabalho de Vitor e Lu Cafaggi) e espero que a série "Graphic MSP" continue (o primeiro foi do Astronauta. "Laços" é o segundo).

"Beatles em Tudo", de João Resende, eu vi a resenha no site "The Beatles College". Muitas vezes não precisa ser tão fã dos Beatles para ver algo e associar ao quarteto. Tal como a faixa de pedestres, maçãs verdes, por exemplo. Pode ser que tenha faltado uma coisa ou outra, mas é TANTA menção, que se atualizasse, seriam edições semanais (a mesma coisa seria com "O Guia dos Curiosos").

Na verdade, estou pensando em fazer um apanhado sobre a influência dos Beatles no Japão, mas para isso vou ter que precisar de muito mais tempo, pois seria muita coisa, inclui aí o porquê de muitas músicas dos Beatles (e de outros artistas internacionais também) tiveram os títulos "traduzidos" para o japonês.

Falando em Beatles, a caneca que está na primeira foto deste post, foi também presente da Dani, que, segundo ela, era pra ter sido entregue no ano passado, quando a Yuu veio passar um mês aqui no Japão, no sistema de intercâmbio. Sim, eu ainda gosto de canecas, pra horror do namorido que vive me dizendo que "tem um monte mas só vive tomando café com a mesma!"

~♥♥♥~


Estrago Bonus Extra: Obviamente que muita gente que me conhece sabe que dia 21 de novembro realizei meu sonho, depois de 23 anos de espera (sim, fui em 1990). Fui mais tarde ao Tokyo Dome porque o show iria começar às sete horas da noite, e como ninguém comentou da fila dos concert goods...

Ledo engano: cheguei no Tokyo Dome as 4 da tarde, e vi a famosa fila dos goods se formando bem longe do lugar onde costumam fazer, em frente ao portão principal. Uma hora e meia depois, estava eu comprando a ecobag, o cartão e o panfleto. Na verdade, até pensei na camiseta, mas quase caí dura quando vi o preço. E se tivesse tumbler, eu comprava (no site oficial, em inglês, tem muito mais itens, mas no Tokyo Dome 80% dos itens eram camisetas, blusas e até uma jaqueta. Tinha a totebag com a assinatura bordada, mas não a vi vendendo no Dome).

Enfim, como diriam ~ mais coisas pra lotar o armário (se bem que a ecobag sempre foi de grande utilidade. Pelo menos para mim, que costumo levar muito mais coisas do que eu sempre planejo)....

4 comments:

  1. Eu adorava passatempo tb ou ela mudou ou meu paladar mudou porque ultimamente não acho ela mais tão gostosa...

    Viu só... acho que eu e a Yukari vamos pro Nihon o ano que vem te incomodar por um bom tempo! Muahhhh....

    Falando em exames, acho que o N3 não rolou aqui... nocauteada pelos kanji! U_U'

    ReplyDelete
    Replies
    1. Gesi, nao sei dizer, porque fiquei tanto tempo sem comer esse biscoito que, quando voltei em 2006, me empanturrei e trouxe um monte pra cá e não senti diferença. Até hoje...
      Que incomodar, o quê!!! Vao ter que me aguentar hahahahahaha

      Mas 2014 a gente tenta de novo em julho!

      Beijao!!!

      Delete
  2. Que bom que gostou, foi só lembrancinha mesmo >__<
    Ano que vem, tento levar mais algumas coisas <33 *como vou ter q levar a casa toda, vamos ver se vai sobrar espaço na mala XDDD*

    ReplyDelete
    Replies
    1. Yuu, como eu disse, nao precisava nada, nao!!!
      Como assim a casa toda? Certeza que voce vai acabar comprando/ganhando muito mais coisas do que se imagina hahahahaha

      Beijao!!!

      Delete