Saturday, February 15, 2014

[Discoteca Básica do Empório]: Arashi ~ "Time"



Pra muita gente, um dos melhores álbuns (e uma das melhores turnês) que o quinteto Arashi fez em quase quinze anos de carreira. Quem acompanha desde o debut, percebe que o estilo das músicas muda gradativamente a cada álbum - misturam sem dó nem piedade um bubblegum pop, hip-hop, rap, baladas, techno e batidas usando sampler. E essa mistura agrada muita gente (mas em contrapartida acaba fazendo outra metade descer o cacete, daqueles de baixar o nível mesmo).


Obviamente, promotion video ajuda muito mais pra popularizar a imagem de qualquer artista, isso ninguém pode negar.

Um mês depois do lançamento do álbum "Arashic" (2006), logo saiu o single "Aozora Pedal", tema de encerramento do filme "Hachimitsu to Clover"( que estreiou nos cinemas em julho de 2006), que chegou a ganhar álbum de platina logo na primeira semana de vendas pela Oricon.

Outras quatro músicas do álbum chegaram a ser executadas ou em comerciais (casos de "Oh Yeah", que foi do comercial de bebidas energéticas C1000 Lemon Water, e "Life", que foi do comercial da rede de imobiliárias "Able") ou em doramas ("Love so Sweet" foi tema de encerramento da segunda temporada de "Hana Yori Dango", e "We Can Make It!", tema do dorama "Bambino!!". Ambos viraram single, posteriormente).

"Oh Yeah!", música que abre o álbum, é daquelas que ninguém consegue ficar parado. Imagine no concerto, os cinco pulando e dançando com o público girando a toalha no ar. Pois é, depois do concerto "TIME ~ Kotoba no Chikara~", a música tornou-se obrigatória nos concertos seguintes (junto com "Carnival Night Part 2" e "Lucky Man"). Quem ouviu antes do álbum ser vendido, foi no comercial de bebidas energéticas da House Wellness, o C1000 Lemon Water.

"Love So Sweet" foi o décimo-oitavo single, que foi tema do dorama "Hana Yori Dango 2 (Returns)", protagonizado pelo caçula e eterno DoS Doumyoji Jun Matsumoto, que foi sucesso tanto nas paradas de sucesso como nas telinhas. O promotion video, pra quem não lembra, os cinco aparecem como manequins em uma vitrina e parecem ganhar vida. Recomendo assistir e rir, porque são várias situações engraçadas. Quanto a música, bem pop e dançante. E divertido.

"WAVE", lembra música de clima de final de tarde de verão - uso de sax, balançada e, claro, a passagem de rap por conta de Sho Sakurai (que desde os primeiros álbuns, seus raps tornaram-se marca registrada obrigatória).

"We Can Make It!", tornou-se o décimo-nono single, tema do dorama "Bambino!!", protagonizado por Jun Matsumoto (olha ele aí de novo rs). A música não deixa ninguém parado, quem viu o promotion video, os cinco interagem com figuras e desenhos geométricos com as cinco image colors deles, e claro, novamente o famoso "Sakurap" que não falha. Detalhe: a música original se chamava "Love is All Around", da cantora sueca Agnes Carlsson, mas só pegaram a melodia, pois a letra de "We Can Make It!" não é uma tradução da letra de "Love is All Around".

"Firefly", tem um ritmo um tanto exótico, que os menos avisados vão achar que erraram de artista. A introdução lembra muito ritmo daqueles filmes antigos de "Mil e Uma Noites", se me entenderam.

"Taiyou no Sekai", quase vira um número solo de Sakurai, por motivos de que logo no início já ataca no rap (e dispara até quase no meio da música, porque quando ele canta, especialmente os raps, costuma ser rápido demais). O resto da música já dividem os vocais entre os cinco (Satoshi Ohno já toma conta no refrão).

"Carry On", já é mais balada. A introdução com violão acústico, logo torna-se eletrificado no refrão.

"Rock You" ainda eles mantém o estilo pop + rap, do tipo "música descompromissada", mas poderia entrar como coupling song de algum dos singles lançados na época.

"Cry for You", mistura techno e batida rock, perfeito pros shows, em que certamente eles já teriam uma coreografia mais densa. Kaze trio (aka Masaki Aiba, Kazunari Ninomiya e Jun Matsumoto) dividem os vocais, enquanto Ohno cuida no coro e refrão. E novamente Sakurai domina com o seu rap no meio da música.

"Love Situation", também seria um pop bem facinho de ouvir e logo gostar. Sabe aquele tipo de música que agrada, bem balançadinha, os vocais se encaixam bem... Pena que eles só interpretaram essa música na tour  "TIME" e só beeeeeem depois, no AraFes 2012, porque foi votação do público.

"Kaze", também seria bem tipo de música de verão, daqueles de ouvir no finzinho de tarde, pra relaxar.

"Be With You", seria uma balada mais lenta. Claro, quase todo artista de j-pop tem que incluir uma ou duas baladas lentas em seus álbuns pra dar uma contrabalanceada. Esta música foi inclusa na coletânea "All the Best! 1999~2009" na edição limitada (um terceiro CD que seriam as preferidas do quinteto).

"LIFE", foi usada no comercial da rede de imobiliárias "Able" (Sakurai fez vários comerciais da franquia durante os anos 2007~2012), sempre trazendo temática de vida, esforço e preserverança (Nota: um dos autores da música se chama Kazunari Ohno, fazendo com que muita gente pensasse que a música foi composta por Satoshi Ohno e Kazunari Ninomiya, sob pseudônimo, mas não foi o caso).

"Aozora Pedal", o décimo-sétimo single, foi lançado em julho de 2006, como tema de encerramento do filme "Hachimitsu to Clover", baseado na série de manga escrito por Umino Chika e protagonizado por Sho Sakurai. A música foi composta por Shikao Suga, famoso por compor o million seller hit do SMAP em 1998, "Yozora no Mukou". Dizem que realmente existiu uma cafeteria chamado "Aozora" igual ao do promotion video, mas fechou alguns anos depois.

"Everybody Zenshin" só saiu na edição regular, bem estilo do quinteto no início de carreira.

"Song for me", solo de Satoshi Ohno, traz um ritmo que valoriza seus dotes vocais (lembrando que, dos cinco, Ohno é o que canta melhor, claro que não menosprezando os demais, mas é o que tem mais posicionamento e harmonia).

"Friendship", solo de Masaki Aiba. E' muito difícil ter alguma música que combine com o vocal de Aiba (exceto "Itsuka no Summer" e "Yasashikutte, sukoshi baka"), porque sua voz megarouca, bem... mas esta do álbum "Time", deu certo. Talvez um dos solos mais bonitos que ele possui, tanto que Kazunari Ninomiya fez uma versão mais acústica nos bons tempos em que ele improvisava no seu programa de rádio, o "Bay Storm"e, na primeira versão do concerto AraFes 2012, na votação de "qual solo deveria interpretar de novo", "Friendship" ganhou disparado.

"Niji", solo de Kazunari Ninomiya, foi composta pelo próprio. Uma das baladas mais bonitas que interpretou nos concertos. Na turnê "TIME", Nino interpreta seu solo tocando ao piano (que fez muita gente chorar só de ouvir). Não confundir o título da música achando que seria cover da música do Masaharu Fukuyama, porque já teve gente desaviasada que achou que a dupla folk Yuzu fez cover da música do Nino (tudo porque ambos possuem música com o mesmo nome).

"Can't Let You Go", solo de Sho Sakurai. A probabilidade de seu solo ter ingredientes de hip-hop, rhythm-and-blues e rap é 100%. Quem pensa que todo rapper tem que compôr música que manda todo mundo go to hell e ser um verdadeiro modafoca, danou-se. Embora já tivesse seu lado um tanto agressivo como "All or Nothing ver. 1.02", seu solo "Anti Anti" e a trilogia "Pen no Sasu Houkou" (essas duas últimas ele manda quem não agradar, ir ... é, vocês sabem onde), a maioria de seus solos falam de coragem e esforço. E que os rappers também amam.

"Yabai Yabai Yabai", solo de Jun Matsumoto. As fãs do Jun que me perdoem, mas boa parte dos solos dele, ou você acha sexy (do tipo mais polêmico que mamilos que ele fica exibindo nos shows) ou você quer morrer de vergonha de ter ele como seu ichiban. Confesso: até hoje não consigo ver um solo dele sem morrer de rir, exceto "Naked" e "Dance in the Dark" e não consigo decifrar que estilo o Jun segue - se é technopop ou vaudeville ou lounge, fica a dúvida. O solo dele em "TIME" ele inova: anda de cabeça pra baixo e no ar.

O álbum foi lançado no dia 11 de julho de 2007, em duas versões. A versão limitada, possui o segundo CD contendo os solos dos cinco (procedimento que durou até o álbum "Dream 'A' live", depois os álbuns seguintes os solos passaram a fazer parte nas duas edições) e a capa não traz a foto dos cinco. A edição regular traz os cinco na capa e a música "Everybody Zenshin".

Ficou em primeiro lugar na primeira semana de vendas após o lançamento.

Ganhou o disco de platina em 2007.

Para quem não entendeu as fotos do encarte do álbum e do panfleto durante a tour ter um porquinho. O ano de 2007, no horóscopo chinês, foi o ano do javali, que representa "fartura e prosperidade". 

Muitos dizem que ao menos os coupling songs dos três singles que fazem parte do álbum "Time" deveriam estar também nele, como "Fight Song" (originalmente composta por Ninomiya, mas modificou para que os outros quatro pudessem compôr), que todo mundo conhecia por ser tema de abertura do programa "G no Arashi", e quem não conseguiu comprar a edição limitada do single "Love So Sweet", teve que esperar a coletânea "Uraramania", e "Di-Li-Li", que foi usada no comercial de bebidas da House Wellness.

Observação: A edição limitada do álbum infelizmente não é possível encontrar em lojas tradicionais. Por ter virado item de colecionador, o mesmo deve ser encontrado em lojas de segunda mão. Até aí tudo bem, se não fosse o fato do álbum hoje custar cerca de três vezes mais caro que na época que vendeu.

Fonte: Wikipedia Japan, Oricon, J-Storm.

No comments:

Post a Comment