Thursday, July 17, 2014

[Promotion Video] "Coming Up" ~ Paul McCartney (1980)


Se um McCartney era bom, imagine dez deles!


Hoje em dia, num promotion video (ou music video), fazer um artista se transformar em vinte, com efeitos computadorizados, ficou "fácil", mas imaginem fazer algo assim nos anos 80, quando a tecnologia ainda engatinhava e era tudo na base do chroma-key, fundo verde, feito à mão. Não saía aquelas maravilhas, mas não dava pra exigir muito naquele tempo. (Quem ver alguns vídeos dos anos 70/80 hoje em dia, muita gente vai falar que é tosco, coisa de primário e por aí vai)

Um dos exemplos do uso do "milagre da multiplicação" e ainda até hoje o vídeo continua sendo um dos mais criativos já vistos, é o da música "Coming Up", do Paul McCartney.

A música ele já tinha interpretado em dezembro de 1979 durante a turnê britânica, mas também ficou conhecida no concerto que vários artistas haviam feito para levantar fundos em prol à população de Camboja (que era conhecida também como Kampuchea). Mas só foi sair em single em 11 de abril de 1980 (depois de ter passado nove dias do mês de janeiro detido em Tóquio por causa da erva que passarinho não fuma) e depois no álbum solo "McCartney II".

O single logo atingiu o segundo lugar nas paradas britânicas e em primeiro nas norte-americanas.

O que chamou a atenção na época, foi o promotion video, para divulgar a música. Era um palco colorido de oito degraus com doze músicos. Até aí tudo bem... até que percebem-se que Paul faz dez personagens e sua esposa Linda, dois (ela mesma e o que está ao lado dela). Como foi possível???


No documentário de 2007, "The McCartney Years", Paul explicou que teve que filmar um personagem por vez, no mesmo cenário, para que realmente formasse uma banda. Mas o que deu mais trabalho para os produtores do vídeo, foi o quarteto de metais que tinha que sincronizar os passos e os movimentos.

Neste mesmo documentário, McCartney confirma alguns dos personagens no PV, como o guitarrista do The Shadows, Hank Marvin (muito embora alguns dissessem que seria Buddy Holly, já que Paul comprou todos os direitos autorais das músicas do artista); o tecladista do Sparks, Ron Mael; Paul ele mesmo na era da Beatlemania (detalhe: ele mesmo, sem nenhum retoque nem maquiagem, e olha que na época ele já estava com 37 anos). Já Fred Bronson, da revista Billboard, em 2003, sugeriu que haviam personagens inspirados em Andy McKay, Frank Zappa, Mick Fleetwood, David Gilmour e Neil Young, mas Paul diz que foram apenas inspirações para fins de diversão mesmo.

Não poderia deixar de homenagear o amigo John Lennon com o título "The Plastic Macs", alusão à banda conceitual de Lennon, a "Plastic Ono Band". Lennon, ainda em vida, disse que gostou tanto da música do companheiro que foi o que impulsionou a sua volta aos estúdios, depois de cinco anos de retiro voluntário para se dedicar ao lar.

O single atingiu imediatamente o número 2 na parada britânica e número um nos Estados Unidos e Canadá. A música, assim como resto do álbum "McCartney II", tenta inovar nas batidas eletrônicas, inspirado em bandas como Kraftwerk e Yellow Magic Orchestra.

Apesar dos efeitos toscos no vídeo "Coming Up", o mesmo foi precursor de vídeos de uma ou duas pessoas interpretando vários músicos, como foram os casos de Phil Collins e OutKast.

Fontes: Wikipedia, The Beatles College, Songfacts. Quanto ao vídeo original e o "making of", tem no youtube, não posto mais vídeos porque logo somem e todo mundo fica com cara de paisagem. Infelizmente não consegui encontrar os créditos de quem fez o vídeo...

No comments:

Post a Comment