Sunday, December 07, 2014

Quando ligamos o botão de f***-se

Desculpem o título muito desbocado, mas não consegui encontrar outra forma de expressar alguns desabafos.

Sei que de uns tempos pra cá, meu nível de paciência tornou-se -1 em diante. E até hoje eu bem que tento segurar minha raiva, mas têm horas que pelamor... Quem me acompanha(va) no twitter sabe muito bem o quanto eu descarregava lá, porque, por enquanto, é uma das poucas redes sociais em que podemos dizer muito com 140 caracteres.


Bem por aí mesmo...

Muitas das colsas que eu costumava fazer, ultimamente nem faço nem a metade do que era antes, como atualizar quase que diariamente aqui, postar sobre algum j-dorama interessante, um filme que assisti, comentar sobre o cotidiano, alguma foto que gostei, postar no outro blog que eu colaboro, viajar mais, reclamar de menos. 

O que ajudou muito nesse meu declínio, foi quando eu perdi o emprego. Podem achar besteira, mas é verdade. Passei uma fase em que de tanto "não" que recebia dos lugares onde eu enviava meu currículo, tive a vontade de picar e tacar fogo no meu curriculum vitae em que eu incluía, entre meus oito anos de trabalho contínuo em um escritório, três anos de inglês, curso contínuo em língua japonesa, 660 pontos de TOEIC e N3 de JLPT. Obviamente eu tenho uma parcela de culpa nisso tudo, também.

Como desgraça pouca era bobagem, andei recebendo alguns hate mails sobre o que eu postava sobre os j-doramas, comentários bem "carinhosos" em blogs de outras pessoas, "lindos elogios" no Twitter e até no FB. E isso me colocou muito mais por baixo que minhoca.

Foi quando parei pra pensar - depois de muito tempo - que não valia mais a pena ficar com a nuvem negra e chuvosa na cabeça, pensando sempre no pior. Mandei muita coisa às favas.

Sobre as postagens, estou fazendo na medida do possível, ou mais conhecido como "quando eu tiver muito tempo sobrando e/ou as idéias não me escaparem", sei que não vai dar pra fazer tudo de uma pancada só, mas aos poucos estarei postando aqui e ali.

Hoje estou pouco me lixando de muita coisa, nem entro mais em discussão. Não gostou do comentário lá no feice? Basta fechar o comentário e mandar no limbo, porque sua timeline não merece. Exceto se você for muito masoquista.e gostar de ficar (re)lendo as coisas. Porque eu percebi que discutir nem vale mais a pena.

Estou tentando aos poucos ignorar certas coisas, fazer as coisas que eu gosto e acabou. Nem ligo mais o que as pessoas vão achar de mim. O importante é eu estar bem comigo mesma e isso nem se chama narcisismo, e sim, amor próprio.

Neste post aqui, o item 10 já detona toda a minha revolta ao ponto de apertar o botão de f*da-se, porque como eu disse, não preciso me mudar pra agradar os outros, e quem me atura até hoje é porque me aceitou do jeito que eu sou.

Adaptando um pouco a famosa frase do filme da série "PIKANCHI" - "A vida é dura, mas podemos fazê-la feliz".

Imagem: via tumblr, créditos na foto. Na verdade, durante a apresentação da música "COOL & SOUL" no show em Taiwan, Sakurai sem querer esqueceu de erguer o outro dedo, mas como ele é rapper e meio fail, vamos relevar. Mas bem que poderia ser bem isso mesmo e ele nem tava nem aí pra comentários posteriores.

No comments:

Post a Comment