Wednesday, February 18, 2015

Daikanshasai ou "Agradecimento por terem me esperado por muito tempo"


"Daikanshasai" (大感謝祭) ou literalmente "Grande Festa de Ação de Graças" só ouvi falar por causa do concerto de final de ano que o cantor, compositor, produtor, ator, fotógrafo (e tudo mais um pouco) Masaharu Fukuyama realiza desde 1998.

O motivo que ele realiza esse concerto de final de ano - que em 1998 começou no Yokohama Arena, e desde 1999 realiza no Pacifico Yokohama - foi quando, em 1996 resolveu dar um tempo em suas atividades musicais (para se dedicar a fotografia), mas manteve seus dois programas de rádio (eram aos finais de semana) e, em 1997, na segunda temporada de "Hitotsu Yane no Shita", apareceu muito pouco. Quando voltou às atividades musicais, em abril de 1998, com o single "Heart/You" (foram temas do dorama que protagonizou no mesmo ano, "Meguri Ai"), teve boa recepção pelo público e o álbum "Sing a Song" teve boa colocação na Oricon. Isso porque Fukuyama ficou dois anos e meio sem lançar um single sequer e quatro anos sem um álbum de inéditas (e tem gente que reclama que seu artista favorito fica dois meses sem lançar nada).

Em agradecimento aos fãs que esperaram pacientemente pela sua volta ao cenário musical e o acolheram com muito amor e carinho (porque aqui a maioria é assim: artista que fica muito tempo fora do cenário musical, quando retorna, a recepção ou é fria, ou calorosa ou acaba esquecendo que ele existe), em 1998 Fukuyama mandou ver: álbum original, mais um single ("Peach!!"/"Heart of Xmas"), uma turnê nacional que durou dois meses, em 28 lugares (o "WE'RE BROS. TOUR '98 - LIKE A HURRICANE -"), e o show de fim de ano em agradecimento aos fãs, o "Fuyu no Daikanshasai", que fez nos dias 30 e 31 de dezembro no Yokohama Arena, com direito a presentinho aos fãs.


A partir de 1999, Fukuyama realizou quase os Daikanshasai no Pacifico Yokohama (porque no final do ano, o Yokohama Arena geralmente é usado por outros artistas também), exceto em 2002 quando ele fez o concerto em novembro, e em dois lugares - Yokohama Arena e Osaka-jo Hall - e, em 2003 no Yokohama Arena. Devido aos vários trabalhos que teve que fazer durante os anos de 2005 e 2006, não foi possível realizar o evento (tinha feito uma turnê nacional e vários comerciais e colaborações com outros artistas), mas em 2007 - impulsionado pela bem sucedida turnê do álbum "5 nen mono" - voltou a realizar o Daikanshasai. E não parou mais.

Por ser realizado em lugares de pequeno porte (capacidade de 10 a 15 mil pessoas) e poucos dias (eram cinco dias, estendeu-se para dez e em 2014 foram 24 apresentações em 7 lugares), os ingressos esgotavam logo que abriam a venda para o público (porque fã clube já garantia o seu). O sucesso foi tanto que, no último dia que se realizou o Daikanshasai, dia 15 de fevereiro de 2015, no Sekisui Haimu Super Arena em Sendai (Miyagi-ken), o show foi transmitido ao vivo pelo canal pago WOWOW, nos cinemas em todo o Japão, em Hong Kong e Taiwan, em tempo real.


Consegui assistir o show via live viewing, porque foi a última alternativa que consegui, já que (ainda) não faço parte do fã clube (*apanha*) e não consegui pelo site e-plus, que vende os ingressos para o público em geral. Embora não seja a mesma coisa que estar vendo no estádio ou arena ao vivo e em cores, é uma boa alternativa para quem não conseguiu ingresso pro show ao vivo no local. O duro é quando nem pro live viewing consegue e tem que esperar sair em DVD.

O repertório do Daikanshasai difere um pouco das turnês "WE'RE BROS." que ele realiza. Ele costuma incluir músicas que quase nem interpreta em shows (especialmente se forem dos primeiros álbuns), faz arranjos diferentes e capricha nos solos de guitarra. Obviamente não pode faltar "Sakurazaka", seu primeiro one million seller single e se ele não incluir nos shows, ninguém deixa ele ir embora.

Dá a impressão de ser um concerto mais informal, sem muitos aparatos. O palco fica no centro, e o telão, de forma circular, permite visão de quase 360 graus na arena. E também Masaharu consegue ir nos quatro setores do local, graças a posição do palco.



O que foi diferente no "Fuyu no Daikanshasai Sono 14" deste ano:

- O show foi realizado em sete lugares diferentes - Shizuoka, Ehime, Hiroshima, Yokohama, Niigata, Fukui e Sendai - começou no dia 20 de novembro de 2014 no Shizuoka Ecopa Arena e terminou no dia 15 de fevereiro de 2015 no Sekisui Haimu Super Arena, em Sendai.

- No Pacifico Yokohama (situado em Yokohama, Kanagawa), teve dois shows especiais - no dia 23 de dezembro somente para homens e no dia 24 de dezembro somente para mulheres. (No dia 31 de dezembro, o show começou mais tarde, as 23 horas devido ao countdown da virada de ano que ele costuma fazer, incluindo uma apresentação para ser transmitido durante o Kouhaku Utagassen)

- No dia 15 de fevereiro de 2015, último dia do Daikanshasai, foi transmitido simultaneamente para várias salas de cinema em todo o Japão, pelo canal pago WOWOW e nos cinemas de Hong Kong e Taiwan (as duas cidades em que ele fez shows pela primeira vez na turnê "HUMAN"), através do sistema de live viewing. As legendas estavam em japonês e chinês.

(Ok, não era a primeira vez que o Daikanshasai era transmitido através de live viewing, mas para Hong Kong e Taiwan era...)

Nos intervalos das apresentações, além da famosa "pausa para conversar com o público", algumas historinhas a respeito do artista e motivo de existir o Daikanshasai (narrado em espanhol, acreditem!).

E uma narração do ator Takeru Sato, ator que interpretou o hitokiri battousai Kenshin Himura na trilogia "Rurouni Kenshin", contando sobre os trabalhos que Fukuyama fez durante o ano de 2014 - desde a gravação do álbum "HUMAN", a turnê que além de ter sido a primeira vez que ele fazia o famoso 5-Dome Tour, incluiu Hong Kong e Taiwan na rota, passando por ter feito uma ponta no filme taiaunês "You Light Up My Star" (inclui aí a versão em mandarim da música "Akatsuki") e uma participação no segundo filme da série "Rurouni Kenshin" ("Rurouni Kenshin: Kyoto Taika-hen", como o "homem misterioso") e no terceiro "Rurouni Kenshin: Densetsu no Saigo-hen", como Seijuro Hiko, com direito a cenas de ação e making of.

Nota: Takeru Sato é da mesma agência que Fukuyama pertence, a Amuse Inc.

E, por ser o último dia, sempre tem alguma surpresa - este ano, quando Fukuyama completa 25 anos de carreira musical, três anúncios:

1. Concerto de dois dias no Yanmar Nagai Stadium, em Osaka (dias 1 e 2 de agosto);

2. Concerto de dois dias no Nissan Stadium, em Yokohama (dias 8 e 9 de agosto);

3. Concerto de dois dias no Inasayama Koen, em Nagasaki (dias 29 e 30 de agosto).

Uma forma de comemorar 25 anos de carreira bem sucedida (se o Estádio Olímpico não estivesse fechado para reformas, a probabilidade de Fukuyama fazer concerto lá era de 50%. Os 50% restante só se fosse muito azar mesmo *foge das pedras*)

Imagens: site oficial

Fontes: wikipedia japan, amuse inc, site oficial

No comments:

Post a Comment