Sunday, July 05, 2015

32 anos (ou 17 anos e 180 meses?)

Dia 17 de junho, além de ter sido aniversário do namorido e da cidade onde nasci (além de muitas conhecidas também), foi do Kazunari Ninomiya, o membro do grupo Arashi que, além de cantar, tocar violão e piano, dançar, ele atua e gosta de pregar peças nos outros, especialmente nos membros do grupo que pertence, além de viciado em games, hamburger e Ohno *apanha*.

No Twitter, este ano, vi poucas hashtags do evento, fanarts e artigos, mas uma das fanarts que me chamou a atenção no Twitter, foi de uma pessoa que postou na Weibo (rede social da China) uma sequencia de fanarts do Nino, uma cronologia dos papéis que atuou, tanto na TV como no cinema.

Apesar que pode faltar um ou outro personagem que interpretou (lembrando que, dos cinco, Nino é o que mais atua, talvez perdendo pro Jun Matsumoto. Isso não estamos contando as pontas e participações especiais nos doramas de terceiros, bem como peças de teatro), a pessoa que fez essa sequência, lembrou até do primeiro dorama que Nino atuou.

Acho que no ano passado eu cheguei a comentar sobre os personagens que o Nino interpretou, mas nestas ilustrações faltaram alguns, mas os mais conhecidos e os mais recentes, a autora dos fanarts fez.




"Amagi goe" foi o primeiro especial de TV em que Nino participou, como o jovem Takichi Nishinora. Quem costuma comentar sobre esse especial é o ator Shingo Yanagizawa. Na época, Nino tinha 15 anos e nem sonhava em entrar num grupo chamado Arashi (mas ele fazia parte de um grupo chamado M.A.I.N., que durou pouco tempo).

Como muita gente sabe, o quinteto Arashi foi formado para divulgar o campeonato mundial de voleibol, transmitido pela Fuji Television, em 1999. E, em outubro do mesmo ano, a emissora transmitiu um mini-drama "V no Arashi", cujo tema era... voleibol. Depois disso, todo mundo sabe o resto da história...



"Netsuretsu Teki Chuuka Hanten", de 2003, como o cozinheiro Kenta Nanami. A história se passa num cruzeiro de luxo, onde os chefs de cozinha têm que lidar com uma série de imprevistos. (Nota: o protagonista, o ator Kippei Shiina, comentou sobre o Nino, no dia em que foi no programa "VS Arashi", em 2011 - "Eu lembro desse menino - nos intervalos das gravações, ele costumava ficar no canto lendo mangá" )

Nota: Na época, na mesma temporada, Sho Sakurai estava protagonizando seu primeiro dorama - "Yoiko no Mikata". Nos últimos capítulos, Satoshi Ohno, Masaki Aiba e Jun Matsumoto fizeram uma participação especial, cada um em um capítulo. Era para Nino ter participado, mas como os horários de gravações coincidiam, e eram locações e emissoras diferentes, não foi possível.

"Ao no Honoo", filme baseado no livro do mesmo nome de Yusuke Kishi (o mesmo autor também da série "Kagi no Kakatta Heya"). Nino interpreta o estudante Shuichi Kushimori, cuja família sofre ameaças do padrasto que um dia retorna para casa e, tenta se livrar dele. 

Nota: Foi com esse filme que Nino apresentou para o teste de elenco para o filme "Cartas de Iwo Jima".



Em 2005, Ninomiya interpretou Takuro Wakui, um jovem que acidentalmente mata sua mãe e tem um relacionamento estranho com seu pai, no dorama "Yasahii Jikan". No ano seguinte, conseguiu o papel de coadjuvante no filme "Cartas de Iwo Jima", dirigido por Clint Eastwood, e fez a dublagem do personagem Kuro, na animação "Tekkon Kinkreet", baseado no mangá do mesmo nome, de Taiyou Matsumoto.

Nota: na edição de 3 de fevereiro de 2011, cinco mangakas famosos retrataram os cinco membros baseados nos mangás que foram adaptados para os doramas/filmes, para o jornal Asahi Shimbun. O mangaka Taiyou Matsumoto foi quem desenhou Nino.

Em "Cartas para Iwo Jima", Nino queria o papel de Shimizu. No final, quem acabou ficando com o papel foi Yusuke Iseya. Nino ficou com o papel de Saigo. Até o momento, Ninomiya foi o primeiro e continua sendo o único membro da Johnny's Jimusho a protagonizar um filme internacional a nível de Hollywood.

Os anos de 2007~2008 também foram prolíficos para Nino -  "Yamada Taro Monogatari" , baseado no mangá de Ai Morinaga, foi o primeiro dorama em que dois membros do Arashi protagonizavam juntos (Nino e Sho Sakurai). Quem não lembra da Tamiko?

No ano seguinte, interpretou Koichi Ariake, filho mais velho de uma família que foi assassinada e procura o culpado antes que o prazo expire, além de cuidar de seus outros irmãos - interpretados por Ryo Nishikido (Kanjani Eito) e Erika Toda, no dorama "Ryuusei no Kizuna".

Nota: "Ryuusei no Kizuna" era um livro escrito por Keigo Higashino, considerado um dos melhores autores de suspense e mistério na literatura japonesa. Muitos de seus livros foram adaptados para a TV e cinema. Na época, a empresa alimentícia House Foods chegou a lançar um produto por tempo limitado baseado no dorama - o "hashed beef" que era a especialidade da família Ariake.

Depois de dois anos sem protagonizar doramas (nesse tempo fez participações em um capítulo só - tipo dois ou três minutos -, filme e especiais para TV), Nino retorna como protagonista como Seiji Take, que acaba pegando trabalho em uma construtora para levantar fundos para comprar uma casa para a família em "Freeter, Ie o kau".

Em 2011, teve um especial, com o mesmo elenco (Nino, Karina, Ryuuhei Maruyama, Naoto Takenaka). Tanto o dorama como o especial, tiveram altos índices de audiência na época.



Em 2010, no papel de Yunoshin Mizuno, atuou no filme "Ooku", junto com a atriz/cantora Koh Shibasaki, baseado no mangá do mesmo nome da autora Fumi Yoshinaga. 

Nota: O mangá começou a ser publicado em agosto de 2004 e ainda continua, contabilizando 11 volumes. A série ganhou o Tezuka Osamu Cultural Prize em 2009, após ter sido indicado duas vezes seguidas. No filme, além de Ninomiya e Shibasaki, atuaram também Maki Horikita, Tadayoshi Ohkura (aka Tacchon, do Kanjani Eito), Aoi Nakamura, Hiroshi Tamaki (vide Chiaki-sempai em "Nodame Cantabile"), Sadao Abe, Kuranosuke Sasaki e Rei Kikugawa.

No ano seguinte, junto com os atores Kenichi Matsuyama, Kanata Hongo, Tomoro Taguchi, Takayuki Yamada e Yuriko Yoshihara, Nino interpretou o estudante universitário Kei Kurono, no live action do mangá do mesmo nome - GANTZ - que logo teve a sequência "GANTZ Perfect Answer".

Nota: Quando o filme foi transmitido pela TV, foi a versão do diretor. Curiosamente, o filme foi lançado primeiro nos Estados Unidos e nove dias depois no Japão. Na época, Ninomiya e Matsuyama estiveram nos Estados Unidos para divulgar o filme, incluindo um talk-show com o público e imprensa em Los Angeles. A segunda parte ("GANTZ: Perfect Answer"), foi exibida três meses depois da primeira.

Ambos os filmes foram parte da programação da famosa convenção de quadrinhos e animação, o San Diego Comic-Con, nos dias 22 e 23 de julho de 2011.


"Platina Data", de 2013, interpretou Ryuhei Kagura e Ryu - baseado no livro do mesmo nome de Keigo Higashino. 

Em 2014, quase 3 anos sem atuar em doramas, Nino interpretou um ex-pesquisador que acaba tornando técnico de um time de baseball do colégio, considerado um dos piores da categoria, mas que tenta colocar o time para disputar o chamado "Koshien" (torneio de baseball entre times do ensino colegial). "Yowakutemo Katemasu" foi exibido em abril a junho do mesmo ano.

Nota: Na vida real, Nino joga até hoje baseball. Seu sonho de infância era tornar-se jogador profissional e seu ídolo é o ex-jogador e técnico Tatsunori Hara. O elenco contava com atores como Sota Fukushi e Kasumi Arimura (e recentemente estarão no dorama "Koinaka"), Kento Yamazaki, Yoshiyoshi Arakawa, Kanata Hongo, Ebiso Ichikawa (famoso ator de kabuki) e Yuto Nakajima (membro do grupo Hey! Say! JUMP).


Nino interpretou Takuma Onda na trilogia "PIKANCHI". No primeiro, ele era um skatista que vai para o Estados Unidos tentar a sorte lá. No segundo, volta do exterior e acaba sendo cantor. No terceiro... melhor, 2.5, vira um hippie. 

Entre os dramas especiais, baseados em fatos reais, destacamos quatro - em 2005, interpretou o estudante Kazunori Kitahara, que sofre de sarcoma de Edwig, em "Sukoshi wa Ongaeshi ga Dekitakana" (para dar maior realismo, Nino realmente raspou os cabelos em uma cena); em 2007, interpretou Shotaro Miyata, um jovem que sofre de autismo mas quer se tornar um maratonista em "Marathon". Em 2009, em "Door to Door", interpretou Hideo Kurasawa, um jovem que sofre de paralisia cerebral, mas isso não o impede de ser um vendedor de porta-em-porta. Em 2012, no drama especial para o programa "24 Hour Television", interpretou Yasuyuki Hasebe, um delinquente que torna-se conselheiro para jovens após ter ficado paraplégico devido a um acidente. Baseado em fatos reais no drama "Kurama isu de Boku wa Sora wo Tobu".

Notas: Ninomiya ganhou o Galaxy Awards duas vezes - em "Marathon" (no Weekly Galaxy Awards) e em "Ryuusei no Kizuna" e "Door to Door"  (prêmio individual). Para interpretar Hasebe, no drama do 24 Hour Television, Nino mudou a cor dos cabelos - algo que ele não fazia desde 2002 - o que deu muito no que falar na época.


Em 2015, como parte da programação de início de ano da emissora Fuji Television, em comemoração aos 55 anos da empresa, foi feita a versão do livro de Agatha Christie - "Assassinato no Expresso Oriente". No especial - em duas partes - Nino interpreta Heita Makuichi, secretário de Osamu Toudou (Koichi Sato). 

Em março de 2015, foi lançado nos cinemas a versão live-action do mangá "Ansatsu Kyoshitsu" (ou "Assassination Classroom"), de Yusei Matsui. O protagonista era Ryusuke Yamada (Hey! Say! JUMP), no papel de Nagisa Shiota, que, junto com outros 27 alunos, mais o responsável do serviço de segurança Tadaomi Karasuma (Kippei Shiina) e assassina profissional Irina Jelavic (Ji-Yoong), tentam matar o professor apelidado de Koro-sensei, responsável por ter reduzido a lua num quarto crescente e ameaça fazer o mesmo com a Terra depois de um ano. Até o dia do lançamento do filme, ninguém sabia quem fazia a voz do professor, inclusive no site oficial nada constava a respeito.

Mas a informação "vazou" dois dias antes quem recebia a revista "Weekly Shonen Jump"  por assinatura - na edição que iria nas bancas depois da estréia do filme, constava na capa (bem no alto, até passaria batido), uma entrevista entre o autor do mangá, Yusei Matsui, e Kazunari Ninomiya. 

No dia da estréia, na coletiva antes do filme, em Roppongi Hills, Ninomiya apareceu de surpresa - ele disse que, "Pedi para que ninguém falasse nada até o dia do filme porque o filme é do [Ryosuke] Yamada. E se eu não aparecesse hoje na coletiva, não ia aparecer mais." Se bem que, no trailer passado nos cinemas, muita gente já estava desconfiada. 

Em dezembro de 2015, já está programado a estréia do filme "Haha to Kuseba", em que Nino atuará - pela primeira vez - com a atriz Sayuri Yoshinaga. Ainda não saiu o trailer do enredo nos cinemas, mas as filmagens já terminaram.


Para quem não entendeu algumas mensagem subliminares nos desenhos, a comida favorita de Nino é hamburger; é fanboy assumido da atriz Yuko Takeuchi; muita gente costuma dizer que Nino continua com 17 anos (porque ele é um dos poucos que consegue convencer nos papéis de adolescente); as cores das latas são os "image colors" dos membros do Arashi - azul (Ohno), vermelho (Sho), verde (Aiba), amarelo (Nino) e roxo (Jun); no mural onde aparecem os outros membros do grupo, são características que se sobressaem - pescaria (Ohno); comida (Sho); animais (Aiba) e "sou a estrela" (Jun); o Devil Nino do comercial da Pocky; o Totoro aka boneco de neve peludo (vide G no Arashi, quadro brincando de memória com Ohno e Sakurai); Funassy, mascote da cidade de Funabashi (Chiba) e Ninoko (a nova apresentadora do programa Ninosan).

Creditos das imagens: no grupo do FB "Cool and Soul Chile", weibo, wikipedia japan.

No comments:

Post a Comment