Monday, September 21, 2015

Fukuyama Natsu no Daisougyousai 2015 (8 de Agosto de 2015, Nissan Stadium Yokohama)



Daisougyousai significa "Grande festival de inauguração". Utilizado no comércio para informar aos consumidores que terá liquidação porque começou estação nova ou porque abriu novo estabelecimento....



No caso dos concertos do Masaharu Fukuyama, teria um outro significado...

Daikanshasai eu já havia explicado anteriormente, mas Daisougyousai é um tipo de concerto que até o presente momento, Fukuyama realiza pela segunda vez - a primeira foi em agosto de 2009, no Parque Inasayama, Nagasaki, com direito a live viewing gratuito para quem foi assistir no Nagasaki Big N Stadium e transmissão simultânea pela rede de TV a cabo WOWOW (que patrocina os concertos dele).


O motivo pelo qual Fukuyama realizou o "Natsu no Daisougyosai 2015" foi para comemorar seus 25 anos de carreira musical, e nada mais adequado fazer SEIS concertos - dois shows no Yanmar Stadium Nagai (Osaka), dois no Nissan Stadium (Yokohama) e dois no Parque Inasayama (Nagasaki). Dizemos que seria a primeira vez que Fukuyama realiza shows em estádios. (Embora em setembro de 2012 ele tivesse realizado três apresentações no Yokohama Stadium (o "lar" do time de baseball Yokohama DeNA Bay Stars), os shows foram restritos para membros do fã clube.)

O anúncio ele fez no dia 15 de fevereiro, no último dia em realizou seu concerto de agradecimento (quase) anual, o "Fuyu no Daikanshasai ~ HOTEL DE FUKUYAMA III", em Sendai, Miyagi. Quem foi assistir ao vivo, ou no cinema (live viewing, tanto no Japão como em Taiwan e Hong Kong) ou na TV (WOWOW), e logo que abriram as vendas... Não, o site oficial do Masaharu não congestiona, e ainda eles abrem duas oportunidades para o público geral no site do Lawson (a maioria dos shows do Fukuyama não são restritos para quem é membro do FC BROS., o fã clube oficial dele, por isso, dá pra tentar pelo Lawson Ticket, ou e-plus, ou o site de ingressos que disponibilizar pra venda).

O Daisougyosai começou em Osaka, nos dias 1 e 2 de agosto, já com ingressos esgotados e com público de 100 mil pessoas nos dois dias.

Antes do show começar, o pessoal espera sentado na escadaria do estádio, comendo, bebendo, passando recadinho nas redes sociais...

Fui no show do dia 8 de agosto (sábado) no Nissan Stadium, em Yokohama. Para quem chegou agora, o estádio é mundialmente famoso por ter sido palco da final da Copa do Mundo em 2002, onde a Seleção Brasileira foi pentacampeão. Também é utilizado para diversas atividades, como campeonatos nacionais, internacionais, concertos...



(Pra verem como existem países que aproveitam tudo o que puderem.)

Voltando ~ como eu já sei que show do Masaharu, até turnê do "WE'RE BROS.", ele não costuma vender tantos concert goods como a maioria dos artistas, nem me preocupei em madrugar pra ficar na fila. Mesmo porque a Amuse (agência a qual ele pertence) bota pra vender no site oficial também. E também porque mês de agosto aqui no Japão = verão = calor de rachar pedra e fritar ovo no asfalto.

Chegando no estádio, tinha gente tirando fotos do local, porque sabe lá quando Fukuyama vai repetir a dose. Fila, tinha sim. Para comprar concert goods, CDs e comida. Sim, calma que eu chego lá. Quando eu digo que para qualquer show aqui no Japão, a maioria não precisa esquentar a cabeça em relação ao lugar porque os lugares já são reservados. Mas sabe como é: melhor chegar um pouco cedo porque nunca se sabe em relação ao transporte...

Vamos por partes, porque as coisas variam de artista pra artista...

As camisetas - cinco modelos,três tamanhos, duas cores...

Display dos concert goods do Daisougyousai - caneca, sandálias, toalha (item muito mais do que indispensável nos shows), leque, bolsinha de viagem... O chapéu e a bag não estavam no display, só na banca de venda.


Concert Goods: A maioria dos artistas botam pra vender concert goods na semana ou no próprio dia do show. Seriam produtos com o tema do show do momento. Normalmente camisetas com o logotipo do show ou estampa do artista são os mais visados, mas ultimamente muita gente já coloca pra vender além das camisetas, bolsa (ou eco-bag), toalha, porta miudezas, canecas, acessórios pra cabelo, pulseiras, espelhos.... Vamos dizer, tudo pra aproveitar pra lucrar. Caso não fosse comprar no dia porque a grana está curta, pode comprar no site oficial do artista e pagar quando receber na sua casa. Ou tinha a opção de comprar bem antes, mas vai que a data da entrega é uma semana depois... Enfim, uma boa parte dos artistas colocam os concert goods à venda no site oficial.

CDs e DVDs: Algumas redes credenciadas põem para vender CDs e DVDs do artista para que o pessoal compre o CD que falta na coleção, o DVD do show passado e/ou fazer reserva do que será lançado em breve (com direito a presentinho caso fizer preorder).


Exposição: Depende do artista e local onde é feito o show. Como o Nissan Stadium tem uma área bem extensa, no lado Oeste eram os concert goods e no lado Leste, a parte de comida, venda de CDs e DVDs e um lugar onde montaram o "Museum of BROS.", espacinho dedicado a uma pequena, mas rara memorabilia do fã clube oficial do Fukuyama, o "BROS." Desde 1991, o fã clube se encarrega de enviar panfletos, cartões postais e lembrancinhas para os membros.




Tinha de tudo - panfletos (desde o primeiro, que era um jornalzinho, bem caseiro mesmo!), cartões de ano Novo, os quatro DVDs do BROS. TV, vídeo mensal que Fukuyama e seus amigos fazem exclusivamente para o site oficial (para acessar, tem que ser membro), presentinhos quando entra pro fã clube (variam conforme a época, teve gente que ganhou chaveiro, e eu ganhei o pass card case)...


Comes e Bebes:  Ninguém leu errado, é isso mesmo. Não estou conseguindo lembrar desde quando nos shows do Fukuyama tem um parte onde vende-se comida, mas nos três últimos Daikanshasai, tiveram pratos especiais criados por ele. E no Daisougyosai, ele provou alguns pratos feitos especialmente para os shows no estádio, conforme o vídeo que saiu durante a hora da espera do show (e no site oficial dele também).

As iguarias somente foram disponibilizados para os shows nos dois estádios (nos dois shows em Nagasaki, por motivos óbvios, tudo foi especial, conforme saiu no site oficial do moço), tudo para agradar fãs e visitantes, já que teve gente que veio de longe para o show, então, nada melhor do que preparar pratos especiais para dar energia e combater o temido natsubade (indisposição) ainda mais na época que os shows foram realizados.

Os preços não estavam tão salgados como se imaginam, o problema foi encarar a fila que estava extensa. Especialmente no quesito comida, porque no da bebida, estava andando muito rápido. Eu tinha mencionado que visitantes, que não iriam assistir o show, também estavam liberados para almoçar?

- Stadium Black Curry: Seria o tradicional curry japonês com arroz branco e gengibre, mas o molho era especial - quase preto, tradicional de Nagasaki -, com carne bovina e tempero original (que não explica qual). Quem comeu, disse que não era tão apimentado como se pensasse e que valeria a pena experimentar. Normalmente, curry é comida recomendada para o verão, pois possui propriedades que combatem a indisposição e recupera as energias.




- Yakiire Champon: Champon é prato típico da região de Kyushu, mas o de Nagasaki é o mais famoso e popular (tanto que existe no Japão, uma rede de restaurantes que só serve essa iguaria, o Nagasaki Champon). E' um ramen feito com macarrão próprio para esse prato, carne de porco, frutos do mar e vegetais temperados com banha de porco, e o caldo feito de frango e osso de porco. Tudo feito numa panela só. Mas no Daisougyosai, fizeram a versão do tipo yakisoba, e com maionese (mencionando que usaram a da Kewpie Half, já que Masaharu faz comercial do produto *olha o jabá*).

- Fukuyama Karaage: Pedaços de frango frito empanados. Uma das comidas prediletas de Masaharu quando criança, foram feitos com tempero que ninguém revela, mas leva shoyu e tem consistência bem macia por dentro e crocante por fora. Vinham de cinco a seis pedaços.






- Fried Potato Orisho Garlic: Batata frita. Mas fritas em óleo de oliva e temperadas com pimenta, alho e shoyu. Recomendado como petisco acompanhado de cerveja. Asahi Super Dry de preferência (*olha o jabá 2*).








- Mikan Iro no Natsuyasumi: Sucos fresquinhos para referescar e hidratar num calor de fritar ovo no asfalto, o nome do suco é uma das músicas do Masaharu. O mikan iro no natsuyasumi é feito de tangerina (ou mexerica, tanto faz) de Nagasaki. Tem também o biwa chairo no natsuyasumi, que seria chá de nêspera, que dizem ser ótimo para deixar a pele bonita, evitar a fadiga e ajudar na dieta...




A autora pede desculpas pelo post longo demais e atrasado, mas temos vida social e trabalho, muito trabalho a fazer. Isso porque esta seria a primeira parte! A segunda que seria o show propriamente dito, logo, logo!

Fotos: da autora, exceto do cartaz do show, do Masaharu e das comidas (via site oficial do evento).

No comments:

Post a Comment