Wednesday, January 06, 2016

Os Melhores de 2015 - Parte 2 - Shows

Dando sequência aos melhores de 2015, vamos a parte de diversão.



Quando a gente vai em shows, eventos e similares, é inevitável surgirem (muitos) comentários. E a maioria nada agradáveis, mas a gente releva porque não temos nada a dever e temos o direito de ter um momento de diversão.

Durante o ano de 2015, fui em 5 shows, dois eventos especiais e sete eventos de manga. Quase nem comento sobre esses eventos porque a maioria não curte/nem vai.

Em matéria de shows, dependendo de quem é, até comento que vou, mas de alguns eu comento depois que eu já fui. Se bem que, depois de uma experiência dolorida que eu tive, procuro dizer que estou indo no show de fulano de tal depois que eu já fui. Mas depende... depende...

Se eu pensar bem, ano passado foi o ano que fui muito mesmo em eventos e shows. E, bem, conseguir ingresso pra shows, só na muita, mas muita sorte mesmo.

Aqui, postarei sobre os cinco shows que eu fui, sendo que dois ainda nem fiz postagem (farei posteriormente, porque quando fui, as turnês estavam em andamento e não seria bom sinal dar muito spoiler pra coisa, apesar que no Twitter...)

1. Paul McCartney - OUT THERE JAPAN TOUR - Tokyo Dome, 27 de Abril de 2015:
Quem me conhece, sabe que eu sou fã dos Beatles desde adolescente. Fui no show do Paul McCartney em 1990, no Maracanã, mas depois disso nunca mais consegui ir. E quando vim para cá, o veinho desembestou de bater ponto no Brasil e quando ele veio no Japão em 2002, eu nem sabia como conseguir ingresso. Depois disso, tive que esperar ONZE anos pra ele aparecer aqui, o que valeu a pena.

O show que fui no ano passado, ficou conhecido como "o show da revanche" pois em 2014, ele teve que cancelar a turnê asiática e adiar a norte americana por motivos de saúde, mas felizmente ele se recuperou e voltou a excursionar.

Como eu acompanho o Paul no LINE, quando recebi a notificação de que ele estaria voltando para cinco shows no Japão e um na Coréia do Sul, logo tratei de fazer meu pedido pra conseguir ingresso (sim, era sorteio e na altura do campeonato, qualquer dia servia).

O resultado, eu fiz uma postagem sobre o show, e espero que ele volte a fazer aqui enquanto puder.

2. Masaharu Fukuyama - Natsu no Daisougyosai 2015 - Nissan Stadium Yokohama, 8 de Agosto de 2015: Aquelas que "antes tarde do que nunca", eu fiz a inscrição no FC do Masaharu depois de 17 anos em que eu acompanho esse cantor, compositor, etc. Até então, eu conseguia ir nos shows dele quando abria venda para o público em geral. Mas, como muita gente me aconselhou a entrar no FC, que conseguir ingresso era um pouco mais fácil. Fui perceber isso quando tentei no Fuyu no Daikanshasai de 2014, que só me deu hazure e consegui só no live viewing no cinema.

Daí no Daikanshasai ele anunciou os shows de verão porque ele completava 25 anos de carreira. Logo no dia seguinte, tratei de fazer a inscrição... pra dar tempo de me inscrever pros ingressos do show.

Feito o pedido, consegui ser sorteada e fui no Nissan Stadium, em Yokohama. Sim, aquele mesmo em que houve a final da Copa do Mundo em 2002. Apesar do calor, o show foi sem problemas, com direito a atração extra em "PEACH!!", encore e ter conseguido um público recorde pra ele de 140 mil pessoas em dois dias!

Música inédita, comes e bebes e todos felizes, apesar do calor, aqui.

3. V6 - "LIVE TOUR 2015 [SINCE 1995 - FOREVER] - Nagoya Nihon Gaiji Sports Plaza Hall, 21 de Outubro de 2015: Este show fui a convite de uma amiga, a Michelle, que é fã do sexteto. Quando ela soube que o grupo ia fazer uma turnê em comemoração dos 20 anos de carreira, ela logo tratou de fazer inscrição pra conseguir ingressos pro show em Nagoya. Inclusive, a rede de lojas de conveniência Lawson, estava promovendo o show também, com sorteio de goods especiais (pagando 700 ienes, comprava um mikuji que teria o número do item) e poderia tentar comprar ingressos para o concerto - em Niigata, Yokohama e Tóquio. (Acho que eu deveria ter tentado o de Tóquio...).

Era a primeira vez que eu ia no show deles e, olha, nunca fiquei tão perto do palco. Do tipo: dava pra ver tudo. O ponto bem forte do grupo é a coreografia e a iluminação, e as músicas foram variadas - desde as mais conhecidas até as recentes e alguns que quase nem cantavam em shows.

Como foi, eu postei recentemente...

4. Arashi - "JAPONISM TOUR 2015" - Nagoya Dome, 8 de Novembro de 2015: Tipo de concerto que deixei pra comentar quando eu já estava no lugar do show e quem sabia foram somente as pessoas que foram comigo. Motivo - falar que conseguiu ingresso em qualquer show dos cinco, já seria motivo de discórdia e aquela pergunta "como você conseguiu???", o que não ocorre quando fui nos shows do Paul McCartney e do Masaharu Fukuyama, por exemplo.

Era a terceira vez que eu tentava ir nos shows deles, via FC, mas quando recebo o mail de hazure, ou perco as esperanças ou me conformo e espero sair em DVD em breve.

Acho que uma vez comentei que uma ouvinte do programa de rádio do Ninomiya, mandou um e-mail dizendo algo assim "se eu fizer coisas boas, talvez eu consiga ser sorteada para ir no show do Arashi". E eu acredito em pensar e fazer coisas boas que possam fazer bem para si mesmo e também para outros. Mas nunca pensei em receber algo em troca. Pois é, faltando menos de uma semana pra turnê iniciar (ia começar em Nagoya), uma amiga minha, a Midori, me manda recado me convidando pra ir no show porque a prima dela tinha sido sorteada na segunda rodada e a Michelle tinha sido sorteada no terceiro - o que aconteceu no final, as cinco terem ido no terceiro dia do Nagoya Dome (as outras duas foram a Andrezza e a Helena, pois a prima da Midori, que conseguiu, acabou nem podendo ir). Enfim, quem me conhecia ficou sabendo quando eu já estava no Nagoya Dome (debaixo de chuva).

Tinha visto algumas fotos (de paparazzi) do show, então dava pra saber mais ou menos (mais pra menos, vamos dizer) como seria o show. Resumindo, porque depois vem postagem: o palco era muito simples, mas eles ganharam no figurino e coreografia. Como o nome da turnê era do álbum do mesmo nome, o tema foi quase tudo inspirado no Japão. Mas o creme de la creme eram os solos - e novamente, adivinhem quem roubou a cena?

Mas o que realmente valeu muito a pena foi reencontrar as amigas brasileiras que moram no Japão e que batalham arduamente no dia a dia e merecemos sim, um dia para surtar, curtir e emocionar em shows (e que se danem os comentários alheios cheios de mimimis).

5. Masaharu Fukuyama - "Fuyu no Daikanshasai Sono 15" - Pacifico Yokohama, 27 de Dezembro de 2015: Pessoal que pensou que, só porque o Fukuyama resolveu dar adeus ao celibato, ele ia sossegar, tá muito enganado. O cara mal casou, no dia seguinte já gravou dois programas especiais para a Fuji Television (o "Uta Fukuyama"), comercial para a Asahi Beer, pros pneus Dunlop, pro BROS. TV... Isso porque antes ele havia programado o show de fim de ano que ele faz quase sempre desde que voltou a atividade. E quem pensou que ele fosse cancelar esse show porque iria ter saldo negativo, erraram feio de novo. Além de ter marcado os dias habituais, incluiu mais dois dias (depois que eu havia feito inscrição via FC, mas esses dois dias ele abriu para quem possui cadastro no F-mobile).

Sem contar que, ele marcou show somente para os homens e outro somente para mulheres. No show para homens, ele fez campanha para conseguir vender 18 mil ingressos, desafio que ele mesmo fez quando realizou em 2014, que foram quase 15 mil pessoas.

Enfim, quando saiu o resultado, consegui para o dia 27 de dezembro, no domingo (foi minha segunda opção, porque eu queria mesmo era o do dia 31, dia do countdown), mas eu tinha lido alguns comentários no twitter que todos os dias do concerto foram lotados e todo mundo saiu contente. Ou seja, diria que o pessoal aceitou até numa boa o casamento do moço. O importante é que ele continua zoando e sendo zoado e não perdeu o pique pra encarar 3 horas de show e casa lotada.

Foto: da autora, logo postarei sobre os dois últimos shows que fui.

No comments:

Post a Comment