Sunday, January 03, 2016

V6 LIVE TOUR 2015 [SINCE 1995 - FOREVER] - Nagoya Nihon Gaiji Sports Plaza Gaiji Hall - 21 de Outubro de 2015





Vamos falar a verdade: um dos grupos veteranos que a JE possui, o sexteto V6 sempre foi um dos menos comentados. Teve uma época que eles lançavam um single atrás do outro, mas com o tempo, devido aos compromissos individuais, programas de TV, etc., os álbuns ficaram com lançamento meio espaçado (um ou dois anos entre um álbum e outro), assim como as tours.

(E depois tem gente que reclama quando seu artista favorito demora três meses pra lançar algo novo e sair em turnê)

Houve alguns rumores de que o grupo estava no fim, "já deu no que tinha que dar", coisas do tipo. Mas felizmente esse pessoal estava errado e o grupo continua firme e forte.

Confesso: eu só fui conhecer o grupo quando cheguei no Japão, em 1998. E foi por causa de um programa de TV que passava meio tarde da noite (não lembro se era o "Gakkou e Ikkou" ou o "Owarai V6 Byoto!"), mas nunca tinha me passado na minha cabeça que eles cantavam e dançavam também. O ruim é que eu conhecia só a música "WA ni natte odorou" porque tocava quase que direto e o TOKIO fez cover em 2004. (E conheci muita gente que conheceu o grupo por causa de "CHANGE THE WORLD", tema de encerramento do anime "Inuyasha" e "Darling", tema de encerramento do dorama "Kimi wa Petto")

E' que de tanto que eu mais assistia aos programas de variedades que eles possuíam, como o citado "Gakkou e Ikkou" e o "VVV6", eu nunca conseguia imaginar esse sexteto como grupo musical (e muito menos que eles são da JE!), mas com o tempo a gente até tenta associar uma coisa com outra, mas fica difícil.

Daí que uma amiga minha, a Michelle (que além de fã do Arashi, é fã do V6 também), me chamou para ir no concerto do sexteto, já que ela foi sorteada. Isso aconteceu quase quatro meses antes do show em si!



A turnê - V6 LIVE TOUR 2015 [SINCE 1995 - FOREVER] - foi realizado em sete lugares - Sapporo, Fukuoka, Osaka, Niigata, Yokohama, Nagoya e terminou em Tóquio, no mesmo lugar onde debutaram, no Yoyogi Gymnasium. E foi patrocinado pela empresa de social games GREE, que lançou um aplicativo chamado "Love Century ~ V6 to Himitsu no Koi", baseado em um antigo programa que o grupo teve, uns doze anos atrás. Fomos no show realizado em Nagoya, no Nagoya Nihon Gaiji Sports Plaza (no Gaiji Hall). O Nihon Gaiji era anteriormente conhecido como Rainbow Hall, mas depois que a empresa NGK está dando suporte e patrocínio, mudou o nome.


A venda dos concert goods começava só depois da 1 da tarde, mas chegamos cedo para tirar fotos, conhecer o lugar e esperar na fila - bem, tinha até uma quantidade razoável. Mas como a gente já tem experiência em outros shows, sabemos como depois a pequena fila se torna.

Bem, logo perto do ponto de venda dos concert goods, um caminhão divulgando a turnê e propaganda do site GREE. Acho que era o horário, porque estava bem mais tranquilo tirar algumas fotos antes de enfrentar a fila da compra. O que foi rápido (na verdade, eu não comprei nada em Nagoya, deixei pra comprar a camiseta em Tóquio por motivos de verba curta no dia), porque estávamos no início da fila, a Mi já sabia o que comprar e não tinha tanta coisa como em outros concertos (na verdade, o básico - shopping bag, uchiwas, penlight, toalha, camiseta, panfleto (o chamado livro contendo fotos e anotações exclusivas pra shows), clear file), mas o que tinha a mais eram uma bolsa tipo necessaire, pasta pra fotos e pendrive (ou USB memory, tanto faz) de 8GB.

Dando uma espiada nos sites, os concert goods das turnês mais recentes, como "Sexy Honey Bunny" e "Oh! My Goodness", tiveram de tudo, desde mug cups até fone de ouvido. Mas confesso que até agora estou tentando entender qual o motivo do design dos goods da turnê "Sexy Honey Bunny"era tudo de urso panda...

Depois do almoço dentro do Gaiji Hall, fomos no quiosque perto da entrada principal onde estavam vendendo os álbuns do grupo e um cantinho onde quem quisesse poderia escrever mensagens - o que aconteceu de eles lerem alguns no dia 1 de novembro. Mas uma pena que nem deu para tirar muita foto do lugar, porque, bem, não era tão extenso como um Tokyo Dome, por exemplo.

Reparando na faixa etária dos fãs do V6, percebi que a grande maioria tem a faixa etária entre 30~40 anos, então, nem espere fã fazendo cosplay porque não tem (e se tiver, destoa demais). No máximo, as fãs do Camisen (Coming Century, trio formado pelos membros mais novos - Go Morita, Ken Miyake e Junichi Okada), usando camisetas das últimas turnês.

Ao entrar no Hall, os staffs estavam dando cards do falado game que mencionei. Como estavam em envelopes lacrados, a gente só descobre qual membro pegou na hora que abre (a Michelle , que adora o Hiroshi Nagano, pegou o líder Masayuki Sakamoto e eu peguei o Yoshihiko Inohara). Mas nesse caso, foi pra guardar de lembrança mesmo.

O palco: ninguém espere uma superprodução digna dos grupos da JE, porque até eu levei um susto. Era bem simples - o palco principal, no meio e no fundo, interligados por três passarelas, além de terem passagem nos dois lados das arquibancadas para o trolley cars. E nossos lugares eram bem diante do palco principal!!! Do tipo: dava pra ver tudinho de perto!



(Não pude tirar foto, porque primeiro que nem pode e segundo, os staffs estavam de olho, esta foto tive que pegar na internet (by matome.co.jp))

O show começa com um pedaço da mais recente música - "Wait For You". Daí por diante, foram músicas que fizeram sucesso em seus 20 anos de carreira, como a do debut "Music for the People", "Change the World" (do anime "Inuyasha"), "Darling" (do dorama "Kimi wa Petto"), "Take me Higher" (da série Ultraman), "Ai nanda", "WA ni natte odorou", "Sexy.Honey.Bunny!", num total de 48 músicas em 3 horas de show, com direito a 3 encores, fanservice e MC divertidos.

O público do V6 atualmente é formado pela maioria mulheres na faixa dos 30~40 anos, como disse anteriormente. Mas tinha um número considerável de homens na platéia, porque em um dos MC, Inohara pediu para que homens se manifestassem no público. Pois é, se não estavam pra acompanhar a esposa, namorada ou filhas, estavam curtindo por conta própria, inclusive alguns trouxeram penlight dos shows anteriores e uchiwas (mas a maioria eram dos membros do Tonisen - Twenty Century, formado pelos três membros mais velhos - Sakamoto, Nagano e Inohara).

Apesar da simplicidade do palco, o que o grupo ganha em pontos seriam a performance (a dança deles, sem backdancers) e a iluminação (efeitos de luzes) com um pouco de pirotecnia e o público colaborando, vibrando e cantando junto, sem incidentes, nada.


Muita gente diz que a maioria dos artistas sempre deixa o melhor pro último dia da turnê, o que não deixa de ser verdade. No dia 1 de novembro, data em que eles completaram 20 anos de carreira, no Yoyogi Gymnasium em Tóquio, eles fizeram uma aparição antes do show diante de mais de 1000 pessoas que esperavam no pátio do local (como eles fizeram nos 10 anos de carreira), o show terminou mais tarde, teve uma hora em que o Okada pediu para que abrissem os portões do local para que as fãs pudessem ouvir um pouco do show que estava tendo, receberam todos os recados que as fãs escreveram em toda a turnê (sabe o local onde deveria escrever uma mensagem pro grupo e colocar na caixa? Então, eles receberam no final do show em Tóquio). E, claro, os kouhais (Arashi, Toma Ikuta e Hey! Say! JUMP) e sempais (TOKIO) da JE apareceram no palco para prestigiar o momento.


E como certas promessas teriam que ser pagas, no primeiro encore, na música "Take Me Higher", teve uma surpresa...


Para quem não lembra/assistiu ao programa VS Arashi especial de 2 horas no dia 2 de julho de 2015, o grupo V6 participou. Quando o grupo debutou, os cinco membros do Arashi (que na época eram Juniores) foram backdancers quando o sexteto ia nos programas de TV. Perto dos 45 minutos do segundo tempo, o plus one guest, o comediante Koji Imada, propôs o seguinte desafio: se o V6 perdesse o jogo, eles teriam que fazer um encore vestindo as roupas dos Juniores. Caso o Arashi perdesse, os cinco teriam que ser backdancers no encore em algum show do V6 - já que no dia em que o programa foi ao ar, faltava um mês para o início da turnê.

Porque já aproveitaram a dica porque logo no início do programa, já teve "provocação" do Junichi Okada com Satoshi Ohno (os dois têm a mesma idade e entraram quase na mesma época na agência, quase sempre fica naquela quem é sempai e quem é kouhai). Miyake arrematou que, "só um usando a roupa de backdancer é triste, se for, vamos todos". Pro Imada completar que, se Arashi perder, os cinco seriam backdancers do V6, foi um pulo.

Bem, ninguém mandou esquecer de apertar um botão no paredão do Cliff Climb (né, Nino?) e ser muito mal de chute no Kicking Sniper...

A rede WOWOW (paga), exibiu o show um mês depois, e logo sai o DVD da turnê, cujo show gravado foi o do dia 1 de novembro. (Resta saber se será tudo na integra, tal como fizeram no dos 20 anos do TOKIO no Budokan, onde muitos membros da JE participaram na música "Jumbo" e foi inclusa no DVD.)

Fotos: avex trax, matome.jp, oricon, TV Guide.




No comments:

Post a Comment