Saturday, April 02, 2016

Mudanças

Um momento para nascer, um momento para morrer
Um tempo para plantar, um momento para colher
Um tempo para ferir, um tempo para curar
Um momento para rir, um momento para chorar

Mudanças quando chegam, muitas vezes terão que ser bem vindas. 

Mas quando elas são inesperadas, temos que nos recompor e encarar como se fosse um novo desafio. Afinal, a vida nos reserva inúmeras surpresas.

Confesso que muitas dessas mudanças foram daquelas bem radicais, uma guinada de 180゚ graus na vida. Melhor dizendo, tive que começar do zero mesmo. 

Mudança de emprego = mudança de casa + mudança no estilo de vida.

Quando acostumamos em um lugar, o perigo é acomodar e esquecer do que realmente desejamos fazer para sair da rotina. (Mas se mora em um lugar dito fim de mundo, ou a gente se esforça em encontrar algo novo ou fica na modorra.)

Espero que a próxima mudança eu consiga fazer boa parte do que realmente desejo. Atualmente, ao menos consegui fazer mais atividades do que antes.

Ao menos estou conseguindo mais viver do que me matar de tanto trabalhar. Ok, dinheiro é bom, mas às vezes penso do que adianta ter dinheiro de mais e saúde de menos?

Planejar melhor no que fazer na próxima mudança.


Frase que abre o post, é parte da música "Turn! Turn! Turn!" da banda norte-americana The Byrds. Parte da letra, se não quase toda, foi adaptada do Capítulo 3 do livro do Eclesiastes.

No comments:

Post a Comment