Monday, May 16, 2016

Um mês depois...



Depois de um mês ausente aqui, voltando a postar. Se vai ser regularmente como antes, só vai depender de mim.

A verdade era que eu deveria ter voltado a postar na semana em que consegui uma semana de folga aqui, o chamado "Golden Week", mas até a gente colocar a casa em ordem... Mesmo porque eu também queria me adaptar a nova cidade, nova vida, nova casa. Enfim... tudo.

Estou vendo essa mudança como um outro desafio a ser enfrentado. E que muitas vezes torna-se necessário, para avaliar o que fez ou o que deixou de fazer. Apesar que neste semestre terei que focar em recuperar financeiramente o que perdi, ainda tenho o foco em estudar e prestar o JLPT (e também o TOEIC), já que no atual emprego tenho folga aos finais de semana.

Aproveitei bem o período de férias, conhecendo a cidade e redondezas. Melhor dizendo, em uma semana, fui para Nagoya três vezes e ainda consegui ir para o Super Comic City em Tóquio. Sim, existem certos eventos que ainda vou continuar frequentando. Afinal, nossa vida não se resume a trabalho-casa-trabalho: temos que ter um espaço para diversão e descanso. E ainda estou tentando conciliar tudo isso.

Eu tenho que me sentir agradecida por ainda estar trabalhando. Melhor dizendo, ter saúde para continuar trabalhando. Mas não digo apenas a saúde corporal, mas a mental também. Muita gente pergunta para mim de onde encontro ânimo para sair, ir ao cinema, ler mangas, revistas e ainda manter a casa. Tudo questão de tentar saber conciliar as coisas e administrar o tempo (e dinheiro também).

Sobre notícias, meus doramas e programas favoritos, estou colocando em dia. Tenho que agradecer muito às pessoas de bom coração que compartilham nas redes sociais e aos sites oficiais das emissoras que disponibilizam gratuitamente por uma semana o último capítulo que passou na semana. (Ok, qualquer coisa, espero sair em DVD.)

Pelo que acompanho nas informações de conhecidos que moram na região Tokai, aqui é repleto de eventos. Tá bom, em Kanto também tem, mas o problema para mim na época que morei em Kisarazu, era o acesso (mas mesmo assim eu conseguia ir sem problema algum), mas depois que pesquisei as linhas de trem e metrô, estou morando a 10~15 minutos de Nagoya, onde a maioria dos eventos e shows acontecem. Mesmo porque posso pegar o último trem - para na estação que fica a 15 minutos andando do nosso novo lar.

Felizmente cinema tem aqui na cidade, fica a 10 minutos de casa, e é de uma das melhores redes do país (o melhor é a Toho, que fica em Nagoya), as duas lojas de departamentos possuem a maioria das lojas que costumo comprar roupas, livros, revistas e outras "inutilidades que serão úteis", enfim. E como disse, se eu quiser algo diferente, Nagoya "é do ladinho". E morando perto de Nagoya, dessa estação posso ir para vários lugares, inclusive ônibus noturno como andei fazendo nos últimos anos.

O que eu fiz no primeiro mês?

Arrumei a mudança, finalmente comprei duas estantes maiores para acomodar TODOS os meus livros, revistas, CDs e DVDs, separei o que não me servia mais (uns realmente tive que mandar para o centro de reciclagem e outros foram para lojas de segunda mão, sempre terá alguém que poderá fazer bom uso), fui para Nagoya, para Tóquio, reencontrei os amigos, conheci gente nova...

Mas ainda preciso conhecer bem a cidade onde estou morando. Até onde pesquisei, a cidade é repleta de templos (um dos maiores, o Kounomiya, fica a 15 minutos andando de minha casa), tem um dos maiores matsuri (o Hadaka Matsuri) e a torre mais alta do Japão que é usada para testar elevadores (da Mitsubishi), algo que fui saber lendo o panfleto que ganhei da prefeitura ao transferir meu endereço.

Aos poucos estou colocando as coisas em ordem, porque toda mudança no início é um caos depois acalmamos.

Pelo menos estou acostumando com a nova vida notívaga.

Foto: da autora. Na entrada da prefeitura de Inazawa, a estátua da mascote da cidade, Inappi, cuja característica é o traje usado no Hadaka Matsuri, realizado no início do ano.

No comments:

Post a Comment