Wednesday, May 05, 2010

Mezamashi Terebi (Fuji TV)

A mascote do programa matinal diário, na entrada do prédio da Fuji Tv, Tóquio.

Quem me acompanha neste pobre mas limpinho sítio, com poucos mais fidelíssimos leitores (que têm a paciência de lerem meus post-biblia como diz a Bah), sabe que eu vivo assistindo noticiários daqui mesmo do Japão. Mas desde que me conheço, eu sempre assisti noticiários mesmo enquanto no Brasil. Talvez porque meu pai vivia assistindo e eu acompanhava junto. Sem falar de ler o "Estadão" todo dia (eita jornal difícil de ler, mas eu gostava).

Passam-se os anos e o hábito de ler jornais e revistas e assistir aos noticiários (no Brasil, eu pegava o "Bom Dia São Paulo", o "Bom Dia Brasil" e o "Jornal da Globo", devido ao horário que eu levava nos tempos de programadora e professora) continuou. Mesmo estando aqui no Japão, noticiário brasileiro, agora, só via internet (como faz falta ler jornal impresso, revistas, sentir aquele cheirinho de papel impresso que mal saiu da gráfica e... deixa eu parar por aqui antes que achem que estou delirando com a tinta do jornal!).

Como eu estou mais tempo aqui do que no Brasil, muito embora eu leia noticiários de lá pra não ficar "tão desatualizada" assim, mantenho o hábito de ficar assistindo noticiários logo pela matina. As minhas referências são o "Mezamashi Terebi" (Fuji TV, canal 8, a partir das 5 da matina), "Tokudane Times" (FujiTV, oito da matina), "News Japan" (Fuji TV, onze e pouco da noite) e "News Zero" (Nippon TV, canal 4, onze e pouco da noite também, alterno com o da Fuji).
Desde que estou aqui, costumo mais assistir ao "Mezamashi", aquele que aparece o simpático despertador vermelho e dourado, anunciando o horário (mezamashi - めざまし ou 目覚し significa despertador em japonês), que já virou marca registrada do programa. Os apresentadores também são divertidos, o gordinho Shinichi Karube (aquele de óculos e gravata borboleta) e o Norikazu Ohtsuka (também gordinho, o veterano do programa). As apresentadoras mulheres, vez ou outra acabam sendo trocadas ou transferidas para outros programas. Uma das mais conhecidas é a simpática Aya Takashima.
O time atual do programa Mezamashi Terebi. Shinichi Karube é o de gravata borboleta. E Norikazu Ohtsuka é o de terno bege.

O "Mezamashi Terebi" se destaca no telejornalismo matutino porque além das notícias sérias, inclui-se aí vários quadros - entretenimento, de pesquisa de mercado, animais, horóscopo, o que estaria na moda... A parte séria do noticiário seriam o das seis e das sete da manhã. Aliás, os apresentadores do programa já ficam desde quatro e meia da manhã, ou pensam que vida de apresentador e repórter é bolinho?

Quando tem novela nova ou atração nova na emissora, uma semana antes ou no mesmo dia da estréia, os atores principais aparecem no bloco de entretenimento e ao vivo (quando no alto direito aparece "Live" ou "Nama Housou" - 生放送 significa que o programa está sendo transmitido ao vivo dos estúdios da Fuji TV, em Odaiba).

Claro que no meio do programa acontecem imprevistos que nem no script está - acidentes (uma das apresentadoras, a Yukino Kikuma, ao fazer demonstração de salvamento em prédios, caiu do 5o. andar do prédio da emissora e ficou três meses de molho), explosões, happenings ( situações que o repórter ou apresentador acaba sendo pego de surpresa no meio de uma reportagem). De vez em quando algum ator ou atriz acaba aparecendo sem aviso prévio.

Para quem não sabia, antes do Mezamashi Terebi ser criado, os telejornais matutinos da FujiTV eram muito monótonos e viviam tendo audiência muito baixa. Quando o programa citado surgiu, fizeram uma reformulação total. Afinal, o programa tem três horas de duração, portanto, teriam que ter muita imaginação para entreter a manhã toda.

Foi aí que incluiram os quadros "Kyo no Wanko" (今日のわんこ) que mostra cenas inusitadas de cães; o "Kyo no Uranai! Countdown!", uma forma bem-humorada de horóscopo, o "Motto imadoki", cujas modelos apresentam o que tem de novo no mercado, seja de moda ou de (in)utilidades domésticas; o "kokoshira" (ココ調), apresentado por várias apresentadoras, sobre um determinado assunto do dia... E as partes definidas entre noticiário, previsão do tempo, esportes e entretenimento.

Sem falar da revista mensal que é distribuido gratuitamente (mas nunca consegui pegar um exemplar de curiosa), a loja que tinha (ou tem, preciso conferir mesmo) em Ginza, o Mezamashi Marché...

Ah sim, a música que toca ao fundo na abertura e na previsão do tempo, a cada temporada muda e geralmente de um músico conhecido. Desde março, é "Early in the Morning", uma animada canção de nada mais, nada menos que Keisuke Kuwata, o líder do Southern All Stars.

Página oficial do Mezamashi Terebi: http://www.fujitv.co.jp/meza/index.html

Para quem quiser ir em Odaiba, conhecer os estúdios da Fuji TV:
- Linha Yurikamome (monotrilho): estação de Shinbashi e descer em Daiba;
- Linha Rinkai: de Osaki, descer em Tokyo Teleport;
- De ônibus: de Hamamatsu-cho, descer em Daiba.
Só não indico ir de carro porque até eu me confundi. Se forem, aconselho ir com mais gente para valer o estacionamento que fica próximo a Fuji TV, o dia todo fica a ¥1500, daí aproveitem o passeio para baterem perna no Venus Fort, comer no Aqua City...

Um dia destes eu falo mais sobre algumas emissoras que cheguei a visitar aqui.
Um exemplo do que pode acontecer no meio do programa Mezamashi Terebi - enquanto a apresentadora fala sobre a previsão do tempo, quem estaria atrás dela, sem ela mesma saber, com um cartaz cobrindo a cara? A autora revelará dentro de alguns dias, mas se ela esquecer, podem cobrar nos comentários.

Fotos: via seo gugol e do iuchubi.

3 comments:

  1. Eu gosto de assistir noticiários mas sabe que faz tempo que não tenho mais esse hábito aqui? Porque você começa a assistir um canal e parece que está escorrendo sangue da tela de tanto sensacionalismo, aí muda e no outro tem que escutar 15 vezes que fulano matou beltrano e vê aquelas imagens ruins do corpo estendido na rua ou do assassino aí muda de novo e no outro está passando todo o enterro e o caixão. Parei sabe, acho que a maioria dos que passam aqui no Brasil são assim e transmitem até uma energia ruim pra dentro de casa! Hoje prefiro ler pela internet. Aqui parece que há uma exploração excessiva da desgraça alheia.

    ReplyDelete
  2. Gostei do seu review do matinal.
    Eu tb acho bem divertido o programa, pena q qse não vejo (p causa dos horarios do trampo).

    Um que eu dou risada qdo vejo é o matinal da TBS. Pq é só passar a notícia e o Mino Monta cochila no ar rs... mas acho chato. O da NHK é mto engessado, cansa.

    Aqui tem um bem legalzinho, feito pela Asahi local (Metere tv) chamado Do Desuka... eh bem pra cima, bem divertido e tem por trás toda a estrutura da rede Asahi.

    Ah... minha avó tb é de Kumamoto. Nasceu em Kikuchi. Bjos

    ReplyDelete
  3. Desabafando, por isso que noticiário brasileiro eu leio os jornais on line (Folha e Estadão). Perguntaram pra mim porque não assino a "Grobo International": primeiro, falta de tempo mesmo; segundo, é como você disse - a tela só falta pingar sangue.
    Os noticiários daqui, têm um pouco de sensacionalismo, mas quando um artista famoso comete um deslize grave, aí fica por um bom tempo. Sem falar quando uma semana toda fica batendo no mesmo assunto. Agora, corpo estendido, eles nem mostram.
    Eh que não sei como são os noticiarios de outros países...
    Beijao!

    Alexandre, confesso que o da NHK eu assistia no comecinho, comecinho daqui, mas era tão monótono que eu dormia. Descobri o Mezamashi rapidinho, por uma amiga minha que assistia antes de irmos pro trabalho. Tem o "Zoom In" da Nippon TV, mas eu prefiro os da Fuji mesmo. O do Mino Monta eu nem assisto porque, bem, nunca fui lá com a cara dele, preferia o Tamori rs.
    Eu entendo sobre horário: tem dias que nem o Mezamashi inteiro eu assisto...
    PS: Preciso descobrir a cidade exata da minha familia em Kumamoto. Se fosse por parte de minha mãe, é facil, pois meu avô era de Kuchan (Hokkaido). Agora por parte de pai...
    Beijos!

    ReplyDelete