Saturday, May 13, 2006

The Quiet One

John Lennon era o gênio rebelde, Paul McCartney era o bonitinho e Ringo Starr era o piadista. E George Harrison?
Volta e meia, sempre encontro um artigo que sempre tem essa ladainha. Chega na hora de descrever o George, cadê definição? Seria ele um ponto de interrogação? Um rapaz magrelo e dentuço que ficava no seu cantinho? Que dedilhava maravilhas naquela Gretsch preta e dourada sua trademark desde os tempos de Hamburgo? Que mal abria a boca, mas quando falava era daqueles do tipo... "Pergunta o que quer ouve o que não quer", no mais típico humor inglês ( taí entendido porque produziu alguns filmes do Monty Phyton)?
Simpatizei-me com esse rapaz magricela com cara de sério quando comecei a conhecer mais sobre os quatro de Liverpool. Tudo bem que o pobre coitado não tinha muito o que mostrar cantando, mas quando tocando.... quanta diferença! Imagine, pôr mais pimenta em "Roll Over Beethoven", solando em "All My Loving" sem falar que quando cantava, encantava. Tá bom, Macca era perfeito pras baladas, mas "I Need You" é linda de doer. Pega mais fundo que "Yesterday". A amada dizer que já lhe ama mais? Ai, essa dói mais que topada do dedinho do pé na mesinha de centro!
Confesso que a parte indiana passei batido, os puritanos de plantão me perdoem, mas no "Sgt Pepper's" pulo a primeira música do lado B do disco. Sério. Nem "Love You To" de "Revolver" tenho paciência de ouvir. Pô, George, faz falta quando você cantava covers de Carl Perkins. Ou quando interpretou "Glad All Over" no "Live at The BBC", essa você arrasava! Tudo bem que você se afundou na cultura hindu pra ver se encontrava, pois estava mais perdido que cego em tiroteio, mas se fosse japonesa, não ligaria se você aparecesse na TV cantando "While My Guitar Gently Weeps" tocando shamisen. Ou pondo o Ringo pra tocar taiko em "What You're Doing".
Sim, sei que você já fez trocentas besteiras na vida, mas que se safou de todas elas.
Perdeu a mulher pro melhor amigo? Gravou uma música pra lá de humor negro sobre isso.
Teve que pagar uma grana preta por plágio? Alguém aí já ouviu o "This Song"?
Ficou de mal com o melhor amigo? O melhor amigo foi homenageado em "All Those Years Ago".
Quase foi desta pra melhor quando um doido entrou em sua casa? Se não fosse sua esposa, não teríamos "Brainwashed".
Mas do quê não pôde escapar, foi desse maldito mal que entra silenciosamente e do nada em nossas vidas e te acaba aos poucos. Mas que foram 58 anos bem-vividos, isso posso te garantir.
Será que lá no Paraíso o George encontrou o John ou será que nova reunião somente à base de mesa-branca com Paul e Ringo? Bom, isso se eles toparem, claro.


O quietinho? Pra nós ele ainda arrasa na guitarra. Nem que esteja do outro lado!

No comments:

Post a Comment