Thursday, February 28, 2008

[Discoteca Básica do Empório]: "The Beatles Live at The BBC"



Entre 1963 a 1965, os Beatles tinham passagem livre na rádio BBC de Londres, com entrevistas, bate-papo e claro, música. Entre seus próprios sucessos, eles tinham a plena liberdade de divulgarem a música alheia, na versão deles, sem perder o charme original.

Até 1994, essas gravações apareciam nos bootlegs a preço de ouro, só colecionador e cheio da grana conseguiam essas raridades. Na discografia oficial, estacionou no "Let It Be" e aí ficou, salvo as coletâneas "1962-1966" e "1967-1970", as chamadas "disco vermelho" e "disco azul", respectivamente.

Quando a gravadora resolveu de vez saciar a vontade dos poucos favorecidos (como eu), "The Beatles Live At The BBC" foi um estouro de vendas, pois trazia, além das músicas dos próprios, versões de outros músicos e entrevistas de pura descontração e improviso (vide a novelinha de rádio "Dear Wack", por Lennon). Apesar que algumas músicas já estavam nos álbuns oficiais, quando eles apresentaram na BBC, estavam pra sair do forno ou já estavam no número um nas paradas de sucesso.

Em três anos (de março de 1962 a junho de 1965), os Beatles se apresentaram cinqüenta e duas vezes na programação da BBC, cantando 88 músicas diferentes (mas uma pena que 36 nunca apareceram em um álbum). O álbum - duplo - vale pelo registro, pelo improviso e prova de que os Beatles, mesmo fazendo covers de seus artistas prediletos, eles são eternos. Os ouvintes e seus artistas agradecem.

Para quem já tinha ouvido antes nas fontes "alternativas", pode soar "isso já ouvi antes", mas quem nunca tinha ouvido, como eu, até 1994 quando comprei o CD duplo (a custo de muita economia, pois naquela época eu só lecionava e não era todo dia), a alegria e emoção floriram como se estivesse ouvindo REALMENTE em rádio.

Alguém iria imaginar os Beatles cantando músicas de Chuck Berry ("Carol", "Too Much Monkey Business", "Sweet Little Sixteen"), Ray Charles ("I Got a Woman"), Little Richard ("Lucille", "Long Tall Sally"), Carl Perkins ("Matchbox", "Sure to Fall"), Little Eva ("Keep Your Hands Off My Baby"), Buddy Holly ("Crying, Waiting, Hoping"), Elvis Presley ("That's All Right Mama"), Everly Brothers ("So How Come (No One Loves Me)" ), vários músicos obscuros e inclusive uma versão da atriz sueca Ann-Margret ("I Just Don't Understand")? Não? Nem eu.

Claro que, com o típico humor caústico e cínico de Liverpool, não poderiam faltar piadinhas no meio de uma ou outra música, mas aí é que estava a graça destes programas que animaram muitos ouvintes na década de 60, provando que além de bons músicos, bons intérpretes, os Beatles também sabiam ter horas de descontração e humor.

Coloque o CD no estéreo e vamos voltar aos bons tempos, pessoal!

As músicas :

Disco 1
"From Us To You"
"I Got A Woman"
"Too Much Monkey Business" (Chuck Berry)
"Keep Your Hands off my Baby" (Goffin-King)
"I'll Be On My Way" (John Lennon-Paul McCartney)
"Young Blood" (Leiber and Stoller-Doc Pomus)
"A Shot of Rhythm and Blues" (Thompson)
"Sure to Fall (In Love with You)" (Carl Perkins-Claunch-Cantrell)
"Some Other Guy" (Leiber-Stoller-Barrett)
"Thank You Girl" (John Lennon-Paul McCartney)
"Sha la la la la!" (diálogo)
"Baby It's You" (Mack David-Burt Bacharach-Barney Williams)
"That's all Right (Mama)" (Arthur Crudup)
"Carol" (Chuck Berry)
"Soldier of Love" (Cason-Moon)
"A Little Rhyme" (diálogo)
"Clarabella" (Pingatore)
"I'm Gonna Sit Right Down and Cry (Over You)" (Thomas-Biggs)
"Crying, Waiting, Hoping" (Buddy Holly)
"Dear Wack!" (diálogo)
"You Really Got a Hold on Me" (Smokey Robinson)
"To Know Her is to Love Her" (Phil Spector)
"A Taste of Honey" (Marlow-Scott)
"Long Tall Sally" (Johnson-Richard Penniman-Otis Blackwell)
"I Saw Her Standing There" (John Lennon-Paul McCartney)
"The Honeymoon Song" (Theodorakis-Sansom)
"Johnny B Goode" (Chuck Berry)
"Memphis, Tennessee" (Chuck Berry)
"Lucille" (Collins-Richard Penniman)
"Can't Buy Me Love" (John Lennon-Paul McCartney)
"From Fluff to You" (diálogo)
"Till There was You" (Wilson)

Disco 2
"Crinsk Dee Night" (diálogo)
"A Hard Day's Night" (John Lennon-Paul McCartney)
"Have a Banana!" (diálogo)
"I Wanna Be Your Man" (John Lennon-Paul McCartney)
"Just a Rumour" (diálogo)
"Roll Over Beethoven" (Chuck Berry)
"All My Loving" (John Lennon-Paul McCartney)
"Things We Said Today" (John Lennon-Paul McCartney)
"She's a Woman" (John Lennon-Paul McCartney)
"Sweet Little Sixteen" (Chuck Berry)
"1822!" (diálogo)
"Lonesome Tears In my Eyes" (Johnny Burnette-Dorsey Burnette-Paul Burlison-Mortimer)
"Nothin' Shakin'" (Fontaine-Calacrai-Lampert-Gluck)
"The Hippy Hippy Shake" (Romero)
"Glad All Over" (Bennett-Tepper-Aaron Schroeder)
"I Just Don't Understand" (Wilkin-Westberry)
"So How Come (No One Loves Me)" (Boudleaux Bryant)
"I Feel Fine" (John Lennon-Paul McCartney)
"I'm a Loser" (John Lennon-Paul McCartney)
"Everybody's Trying to be my Baby" (Carl Perkins)
"Rock and Roll Music" (Chuck Berry)
"Ticket to Ride" (John Lennon-Paul McCartney)
"Dizzy Miss Lizzy" (Larry Williams)
"Medley: Kansas City/Hey! Hey! Hey! Hey!" (Leiber and Stoller)/(Richard Penniman)
"Set Fire to That Lot!" (diálogo)
"Matchbox" (Carl Perkins)
"I Forgot to Remember to Forget" (Kelser-Feathers)
"Love These Goon Shows!" (diálogo)
"I Got to Find my Baby" (Chuck Berry)
"Ooh! My Soul" (Richard Penniman)
"Ooh! My Arms" (diálogo)
"Don't Ever Change" (Goffin-King)
"Slow Down" (Larry Williams)
"Honey Don't" (Carl Perkins)
"Love Me Do" (John Lennon-Paul McCartney)

Adendo: por achar que iria ficar aqui por dois anos, não trouxe este CD na minha mala. Quando vi que os dois anos poderiam se transformar em quatro, acabei comprando de novo o CD, só que na versão japonesa, vem um encarte com as letras e bem mais explicado. Agora resta aprender mais um pouco de japonês para tentar entender sobre este fato histórico para a música.

No comments:

Post a Comment