Tuesday, May 05, 2009

Gastronomia: Kirin Free - A Cerveja sem Alcool

Quem me conhece bem, sabe que fim de semana sim, três não, costumo sair com o pessoal do escritório para uma saideira, desde que os fatores após recebimento da cebola, ops, do pagamento e véspera de folga combinem. No meu caso, claro...

Costumo tomar a famosa e tradicional Guiness, aquela cerveja escura made in Irlanda, amarga pacas e tem um modo correto de ser colocada no copo. Mas alguns half pints já seriam o suficiente para que meu sistema urinário comece a ter funcionamento 24 horas ininterruptas, se é que me entenderam.

Muito antes de eu vir parar neste lado do mundo, trabalhei três anos como programadora de sistemas de uma cervejaria. Mais ou menos eu ainda lembro o processo de fabricação de uma. Confesso que, por um ano eu nem queria saber de cerveja devido ao cheiro agradabilissimo que emanava na hora do cozimento do lúpulo e cevada. Como dizem, depois acostuma.

Aqui, já experimentei algumas das cervejas de marcas conceituadas, nacionais e importadas. Inclusive as diet nama, que sei lá, de dietético nada tem (se fosse diurético ainda eu entenderia...).

Inclusive as de baixíssimo teor alcoolico. Baixo mas tem. Mas, uma que fosse totalmente livre de alcool para que aqueles que não podem tomar ou não gostam de algo alcoolico, era a primeira vez. Recentemente, a Kirin Beer (uma das fábricas fica perto de casa, o dia que eu resolver ir, eu conto neste sítio) lançou uma bebida a base de cerveja que é 100% livre de alcool. Como eu não teria nada a perder, fui no mercado e comprei duas latas - uma pra mim e outra pro dignissimo marido kinguio.

Por mais que eu vi nos cartazes do trem que costumo pegar todo santo dia e noite, tendo a tenista quarentona Kimiko Tate-Krumm e o ator Eita como personalidades-propaganda, achei que seria uma boa idéia uma cerveja, ops, bebida a base de cerveja, sem álcool. Mas, no dia que resolvemos tirar a prova dos nove...

Juro mesmo, nunca, mas nunca tomei uma bebida tão ... estranha em toda a minha vida!! Parecia que eu estava tomando suco de capim! Meu Deeeeeeeeeeeeeeeeeus, preferia ter comprado uma cerveja das mais vagabas que até era melhor que isso.

Realmente, Kirin, você me decepcionou nessa...

O garoto propaganda pode ser até um colírio pros olhos ao pegar o trem todo santo dia, mas o produto...

5 comments:

  1. Eu costumava confundir Eita kun e Odagiri kun O.o¨

    Mas suco de capim?? Vc fica ruminando capim?? Como sabe o gosto de capim?

    Suco de Cevada xDD
    ahsaushuasa

    Só vc mesmo Kikki.....
    Mas vou experimentar..mesmo assim mas pq fiquei curioso em saber o gosto de capim hahaha!

    ReplyDelete
  2. Depois voces falam que mulher confunde kombi com fusca... NADA A VER!!! O Eita-kun tem umas orelhas que precisam de cirurgia o mais rapido possivel...
    Ja sentiu cheiro de capim quando é cortado? Pois é.
    E experimente esse projeto de cerveja (suco de cevada mesmo!) por sua conta e risco.

    ReplyDelete
  3. Ah. vc presta atenção nas orelhas?? Eu prefiro olhar pra outras partes do corpo mai interessantes xDD

    ReplyDelete
  4. Será que é por isso que no cartaz colocaram 0,00 kkkkk
    Eu tb já tinha reparado nas pequenas orelhas deste artista hauhauhau jájá sai voando!
    beijos!

    ReplyDelete
  5. Leosan, não dá mesmo pra não reparar nas orelhas do Eita-kun. Quando ele fez o CM da Docomo, não sei se reparava mais no cabelo ou nas orelhas....

    Pois é, Luria. O 0,00 é pra ressaltar mais que REALMENTE o projeto de cerveja (ta, suco de cevada...) não tem nadica de nada de alcool. Ufa, pelo menos mais uma que concorda que na primeira olhada no Eita-kun, as orelhas ganham destaque ahahah
    Beijuns pros minos e minas.

    ReplyDelete