Thursday, February 11, 2010

Quando um Boneco de Neve não Basta


(Ou: foi mais ou menos assim que o Festival de Gelo de Sapporo começou...)

Cidade de Sapporo, provincia de Hokkaido, nos confins do Japão, 1950. O inverno rigoroso devido a uma privilegiada localização geográfica, bem ao extremo norte de tudo, quase perto da Sibéria, só faltando encontrar um urso polar, o que não seria muito dificil. Nevava horrores, a ponto de aulas suspensas, e neve a cobrir até o telhado, que, pra sair de casa, a mesma tinha que ter saída pelo teto, já que pela saída convencional não tinha jeito.

Sem o quê fazer em casa, com tanta neve, a não ser jogar paciência, jankenpô ou qualquer coisa pra matar o tempo, nem rádio salvava(lembrem-se que era 1950 e TV nem tinha chegado ainda), seis amigos do colegial pensaram em fazer alguma coisa diferente, pois ficar trancado em casa não dava.

Com cara e coragem (e bota muita coragem nisso, em sair de casa num frio destes, mas dizem que quando neva não fica muito frio assim, mas tenho minhas dúvidas), eles sairam da casa e se depararam com cidade toda branquinha. De neve.

Colegial #1 : - Uia! Quanta neve!

Colegial #2: - Nossa, o parque Odori tá todo coberto de neve! Não se vê nem uma única florzinha no mundo!

Colegial #3: - Vamos fazer uns bonequinhos de neve?

Colegial #4: - Ah, não! Vai ter que precisar de cenoura e nessa recessão depois da guerra, as cenouras estão racionadas! Isso se não teve um coelho safado e estocou todas neste inverno...

Colegial #5: - Ah, mas não precisamos de cenouras pra usar como narizes...

Colegial #6: - Tive uma idéia melhor! Bem, é o seguinte...

Eis que os seis colegiais munidos de pás, baldes e muito chá quente (eram menores de 20, nem pensar em servir saquê pra eles), começaram a esculpir algumas figuras em neve.

Alguns transeuntes, inclusive militares, viram o capricho e o esmero dos estudantes que contaram ao prefeito da cidade sobre as esculturas dos estudantes e o grande número de curiosos que se aglomeravam para ver os seis estudantes (loucos de pedra) esculpindo não somente um simples boneco com nariz de cenoura, mas até um castelo de neve.

Daí por diante, o que era brincadeira pra matar o tédio, deu nisso...
Jurassic Park, mas esses dinossauros de neve não botam medo em ninguém....

Oshikajiri-mushi, a mosquinha mordedora de bumbuns imortalizada em neve...


Tokyo Disneyland em Sapporo? Sim é possível recriar a magia de Walt Disney em qualquer parte do mundo, seja de que forma for...

Egito fica em Hokkaido, pra que gastar uma nota pra ir ver as maravilhas do mundo se a reprodução está nos mínimos detalhes?

E quando a gente fala em fazer castelos de neve, o pessoal nem brinca em serviço!

Tudo nos seus míííííínimos detalhes (lembram desta frase?)
Alguém leu/assistiu aos "Contos de Narnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda Roupa"?
O Castelo de Shiga, com o devido gatinho-simbolo da província. Atentem aos detalhes ricamente reproduzidos no castelo...
Nem só de neve o festival vive. Em Tsutsuki, outro bairro de Sapporo, completa-se com... gelo!
Imaginaram a quantidade de neve e pessoas para fazerem tudo isso? Com patrocínio e ajuda até de militares. O que uma simples brincadeira de criança dá em coisa séria!

Este ano, como os outros 61 anos passados, Sapporo recebe anualmente milhares de visitantes para o evento. Este ano, a neve utilizada será encaminhada para empresas de ar-condicionado, para um projeto ambiental. Afinal, em tempos de ecologia...

A lesada autora pede desculpas por postar o festival logo no último dia, mas fica a dica para planejar a viagem pro ano que vem. E a lesada aqui, doze anos no arquipélago, com 1/4 de sangue de Hokkaido, até hoje não criou vergonha na cara para ir ao menos no festival...

Página oficial do 61o. Festival da Neve em Sapporo aqui(em japonês).


Fotos via Flickr e Seo Gugol, amigo de todos os apertos quando o assunto é pesquisa.

7 comments:

  1. Kiyomi.
    Eu fui nesse festival há mto tempo atrás. Mas perdi todas as fotos, vc acredita?
    Na época câmera digital era meio q novidade (vinha escrito "megapixel", pq acho q era só um). Eu n tinha camera. E comprei algumas bakachan mesmo rs.
    Imprimi, mandei para o Brasil em uma mudança... a caixa lá em São Paulo foi aberta, pegaram um monte de coisa, inclusive as fotos e os negativos...

    Perdi as fotos, creio q para sempre. Queria muito ver de novo, é muito lindo. Fora que Sapporo é tão bonita, com suas avenidas largonas.
    A história de surgimento do festival é muito legal.
    bjos

    ReplyDelete
  2. Alexandre, eu acredito. De terem violado a caixa, pois uma vez que meu pai mandou uma para cá, abriram a caixa, mas nao pegaram nada, nem barraram...
    Foi uma grande perda as fotos, pois a primeira vez ninguem esquece.
    Ah, o dialogo é ficção, mas como foi é verdade.
    Um dia tambem vou pra lá. Se meu tempo permitir ne...
    Beijao!

    ReplyDelete
  3. Um amigo meu que ganhou uma bolsa de pesquisa foi nesse festival ano passado. Mostrou as fotos todo orgulhoso.

    ReplyDelete
  4. Amei tds estas esculturas, sou loucaaaa pra conhecer a neve!!!

    Boa Sextaaaa
    Miquilis
    Bru

    ReplyDelete
  5. que festival barbaro ne?pena q nem em sonho da para ir esse ano,
    mais adorei as fotos,primeira vez que as vejo e fiquei encantada.
    um beijao.

    ReplyDelete
  6. Queriaaaaaaaaaaaa muito ter ido neste Festival mas não deu,as esculturas são fodásticas! heheheh
    Desculpe a ausencia estou em uma correria insana!
    Espero que esteja tudo bem por aí!
    BEIJOS!

    ReplyDelete
  7. MP Kouhaku, pelo menos dar uma visitada em Hokkaido na epoca de festival de Neve e passar um dia num onsen, bem, custara "meio" caro mas valerá a pena. Um dia eu vou, pode crer.

    Bru e Qui, parece que em Munique também tem o festival da Neve semelhante ao de Hokkaido. O bom deste ano que eles usarão a neve para um projeto ambiental envolvendo ar condicionado, isso é bom!

    Andrea, seria bem legal ver ao vivo! As fotos fui procurando ali ou acola. Vamos tentar começar a poupar desde já!

    Luria, finalmente está mesmo viva! Todo mundo aqui tava pensando que vocês tivessem se perdido no meio do Tiete!!! Tambem, tanta chuva em Sampa... Quando a gente voltar a gente vai é financiar um bote isso sim!
    Se cuidem aí!

    Beijao ao todos e todas!

    ReplyDelete