Friday, October 23, 2009

O que a gente acaba lendo na internet...



Mulher do futuro será menor, mais gordinha e mais fértil: Stephen Stearns, biólogo evolucionista da Universidade de Yale, estudou 2.238 mulheres que haviam passado da menopausa, e cruzou os dados com as respectivas vidas reprodutivas. Para este grupo, Stearns testou a altura, peso, pressão arterial, colesterol e outras características correlacionadas com o número de crianças a que elas deram a luz e confirmou que mulheres mais baixas e gordas tendem a ter mais filhos, em média, do que outras, mais altas e magras. Mulheres cujos colesterol e pressão eram baixos também tinham mais filhos, e tiveram seu primeiro na juventude e entraram na menopausa mais tarde. A surpresa foi que estas características foram passadas para suas filhas que, por sua vez, também tiveram mais crianças.Caso a tendência persista por dez gerações, calcula Stearns, a mulher média em 2409 será 2 cm mais baixa e 1 kg mais pesada do que ela é atualmente. Ela dará à luz o seu primeiro filho cinco meses mais cedo e entrará na menopausa dez meses mais tarde, em relação à média atual.

(Nota da Autora: se for assim, eu teria então a grande probabilidade de deixar muitos herdeiros, pois pra quem tem um metro e cinquenta e tantos, alguns (muitos) quilos acima do ideal, ter pressão despencando a ponto do médico perguntar como é que ainda estou viva e colesterol baixo graças a Deus... Isso porque o pesquisador é um homem, queria ver ele estar na nossa pele pra saber se ia falar isso ou não...)

Pessoas feias ganham menos: Nos teste realizados, a produtividade das pessoas consideradas bonitas foi a mesma que as “comuns”, mas elas mostraram muito mais confiança, característica atraente para os empregadores, informa a pesquisa da Why Beauty Matters, publicada pelos economistas norte-americanos Markus M. Mobius e Tanya S. Rosenblat na revista American Economic Review.A avaliação final mostra que de 15% a 20% da vantagem da beleza provém da autoconfiança. A comunicação oral contribui com 40%, e a visual com outros 40%.
(Nota da autora: a pesquisa só pode ter sido feita numa agência de modelos que precisam de gente muito mais do que bonitas, só pode!)

Malabarismo aumenta o poder do cérebro: Pesquisadores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, analisaram 24 adultos que não sabiam fazer malabarismo durante um período de seis semanas.Os participantes foram divididos em dois grupos - o primeiro recebeu seis semanas de treinamento de malabarismo e praticaram a atividade 30 minutos por dia. O segundo grupo permaneceu sem a atividade.Os resultados indicam que os adultos que praticaram malabarismo apresentaram um aumento de 5% na chamada massa branca. O aumento foi identificado na parte posterior do cérebro chamada de sulco intraparietal, que contém nervos que reagem quando tentamos alcançar objetos incluídos na visão periférica.

(Nota da Autora: Então, se mais dia menos dia eu aparecer no Teste Anual de Proeficiência Japonesa andando de monociclo e fazendo malabarismos com objetos, posso dizer que estou exercitando meu cérebro, pra ver se entra no tranco na hora de fazer a prova?)

Ser malvado ajuda você a ganhar mais: Pesquisadores da Universidade de Essex, Inglaterra, estudaram a personalidade de 3 mil homens e descobriram que os que tinha comportamento mais agressivo e predatório, ganhava em média 6% a mais do que os colegas considerados legais.
(Nota da Autora: Se o seu, meu, nosso chefe disser que ganhou promoção, desconfie: no mínimo deve ter posto limonada purgativa no suco/café/chá/qualquer bebida do superior dele...)

Fontes: G1, Unesp, Superinteressante, Folha de São Paulo e vistos aqui.

Brincando no serviço? Não, exercitando o cérebro....

3 comments:

  1. Que coisa! A pessoa precisa ser má para ganhar mais? tô fora. rs

    O mundo terá mais gordinhas? Será que as modelos de revistar também serão?

    Gostei dos assuntos, muito legais mesmo.
    bj

    ReplyDelete
  2. O que dizem é que: "se está na internet então é verdade" rs... então concordo com tudo isso ai rs.

    Kisu!

    ReplyDelete
  3. Elisa, quanto as modelos gordinhas, eu li num artigo que uma revista europeia resolveu largar mao de usar Photoshop e seja la o que tudo quiser.

    Bah, depois que eu li mais artigos no link mencionado, a dos piolhos x rendimento, isso eu conheço a prática desde meus tempos de primário...

    Beijos!

    ReplyDelete