Wednesday, May 31, 2006

Pão-Dura, Mão-Fechada, Unha-de-fome o...

Quem me conhece, sabe: se abrirem minha carteira, vai encontrar um monte de cartões para juntar pontos para trocar em desconto na compra de produtos ou algum brinde. Mania de oito entre dez pessoas aqui no Japão, cliente fiel ganha desconto nas lojas. Portanto, as lojas apelam pra oferecerem os "point-cards" para os clientes juntarem os pontos em cada compra que fazem para depois trocarem no desconto de uma nova compra. Esse pessoal de marketing pensou direitinho junto aos lojistas para atraírem mais clientes: tendo um cartão da loja + promoção = cliente fiel ou lucro nas vendas. Pois é, cai direitinho nessa, mas confesso que já consegui uma boa economia usando os "point-cards" nas lojas que costumo ir.
Oito entre dez lojas, fazem esse tipo de jogada de marketing e vendas. Compre nosso produto e tenha o cartão. Juntando tantos pontos, no fim terá o desconto de tantos ienes na próxima compra. Bom, pra isso, precisa ser uma loja ou estabelecimento que você frequenta sempre, pois fazer uma vez e ir uma vez a cada nunca ou nunca mais, não compensa. E de preferência, uma rede de lojas bem conhecida, que aceite em qualquer filial de esquina.
Comecei a ter esse (péssimo?) hábito de ter esses "point-cards" quando comecei a conhecer melhor aqui. Quando fui a primeira vez na Tower Records, em Umeda. Na época meu conhecimento sobre a língua japonesa era precária e muita coisa era na base de dicionário ou ir junto com uma colega que soubesse um pouco mais (pra pagarmos mico juntas). A única coisa que eu entendi quando comprei alguns CDs naquela loja era que eu poderia juntar 40 pontos e ter 3 mil ienes de desconto na compra! E pra juntar esses 40 pontos? A cada 500 ienes de compra, era um ponto. Pra ter 40 pontos, bastava fazer uma compra de 20 mil ienes. Bom, na Tower Records, se você não ligar em ter tudo novo, junta rapidinho. Porém era que valia por um ano a partir da primeira aquisição! Eita sacanagem, viu...
Pra juntar o que juntei até hoje, tenho mais de vinte "point-cards". E olha que eles me quebraram um galho danado! Desde desconto na compra até a mercadoria sair de graça! Juro! Recentemente, adquiri uma mini-impressora para fotos na faixa! Por quê? "Point-card", leitores.... E olha que a loja onde usei o cartão, ia só de vez em quando quase nunca, será que foi quando comprei o PC que uso hoje? E as lâmpadas circulares que custam uma nota aqui? "Point-card" nelas! Levei duas pelo preço de... zero!!!
Sem falar das vantagens de juntar selinhos de pão, donuts ... Já consegui fazer um kit de jantar e bandejas para servir comida em caso de visitas ( se bem que desde que mudamo-nos para Yokohama, visita em casa foram duas pessoas e olhe lá!). Que seja, mas já consegui bolsa, vasos, toalhas... Juntando os cupons a cada vez que ia comprar donuts para nosso café da manhã... Mas tem que saber aproveitar, senão ...

Uma listinha de lojas que você pode usar seus "point-cards" sem culpa de trocar os pontos depois:

1 - Book-Off: Rede de livrarias que trabalha com livros, revistas, CDs, DVDs, VHS e até games de segunda mão. Se gosta de mangás e CDs, vá em frente, consegue comprar por uma moeda de 100 ienes. Enjoou do DVD? Desgostou-se de seu artista favorito? Já leu sua coleção de mangás pela trocentésima vez? Você pode vender para essa livraria que eles te pagam. Não pagam aqueeeeeeela coisa, mas ao menos você não precisa pagar pra jogar fora. E não esqueça do seu "point-card"! Pode ganhar um cupom de desconto de 100 ienes pra sua próxima compra! Pode usar e trocar seus pontos em qualquer loja espalhada por todo o Japão! Prova disso que moro em Yokohama e meu cartão foi feito em Odawara e costumo usar em Harajuku (Tóquio)!!!

2 - Yodobashi Camera: Rede espalhada em todo o Japão, de eletro-eletrônicos. Aquisição de cartão gratuito, basta preencher uma ficha. E usar toda vez que comprar um CD-Rom até uma geladeira. Juntando os pontos ( bom, eles têm os critérios de pontuação, que até hoje nunca entendi ), pode trocá-los no desconto na compra e ainda continuar juntando. Juntei pontos na compra da nossa geladeira, troquei por um CD duplo novinho pro kinguio e ainda restaram o equivalente pra comprar um game do Super Mario pro Nintendo DS!!!

3 - Bic Camera: Outra rede de eletro-eletrônicos, também em todo o Japão. Esquema de pontuação também desconheço, pois quase nem compro lá. Fiz o cartão quando comprei um CD trocentos anos atrás. Mas a vantagem quando vou para Yokohama, em frente a uma filial desta loja, tem o First-Kitchen, o McDonald's japonês. Que uma coisa tem a ver? Tendo o cartão da Bic-Camera, dá pra comer com 10% de desconto...

4 - Cartões de supermercados: Daiei, Summit e Saty são um dos mercados que eu e meu kinguio costumamos fazer a festa. Gostamos de passear no supermercado para ver as novidades, experimentar os petiscos ( explico em outra ocasião )e... fazer compras da bissemana ( er... duas vezes por mês, vamos dizer).
No Daiei, tendo o "point-card", juntando 500 pontos, equivale a 500 ienes de cupom de desconto nas compras... do supermercado da rede, claro. Mas tendo o cartão de crédito da operadora deles, por exemplo em Higashi-Totsuka, cujo supermercado fica junto com uma loja de departamentos famosa, equivale a três horas de estacionamento de graça! E não precisa provar que você fez compras lá (como se fosse difícil pra gente...), basta apresentar o cartão...
No Summit ( rede que começou em Tóquio e agora invadindo Kanagawa), juntando os pontos a cada compra, pode trocar pelo desconto na compra. Sem cupom, nada, basta pedir na hora de pagar. E pensar que estes dias atrás, estava sem moedas de trocado e tive que pedir o desconto de... oitenta ienes para não ter que dar três mil de notas e voltar um monte de moedas. Ah, tudo bem, trocado é bom, mas...

5 - Tsutaya: Rede de locadoras. A sacanagem até um tempo atrás era que você não podia usar o cartão pra alugar vídeos e CDs em outra loja que não fosse onde você fez o cartão. Agora, que a rede ampliou e fez parceria com outras lojas, você pode juntar pontos em outras lojas da rede e também em lojas de conveniência, posto de gasolina, aluguel de carros...

Vou parando por aí, senão vai ter gente me chamando de porta-cartões ambulante!
Mas que vale a pena a gente fazer o esforço pra ganhar desconto, isso vale!

No comments:

Post a Comment