Thursday, October 22, 2009

Se Vaidade Matasse...


... eu já tinha ido desta pra melhor faz muito tempo.

De um ou dois anos pra cá, do nada, ou talvez numa revista da an-an sobre maquiagem, acabei munindo uma necessaire com 90% da linha da Mary Quant - desde limpeza facial a maquiagem quase completa (digo quase pois eu quase nem uso lápis pra contorno de olhos, rímel e lápis de sobrancelha). E quase todo dia (exceto meu dia de folga, a não ser quando vou levar kinguio pra passear) eu "reboco a cara".

Na verdade é um rosa bem mais forte, mas claridade + posição da câmera do celular = rosa claro cintilante (esmalte da marca OPI, não sei que cor era realmente, gomen Gesiane - que adora uma unha bem pintada)


Isso sem falar que, outra coisa que dificilmente eu faço, mas quando dá aquele estalo de que "de vez em quando faz bem", é ir em manicure ou eu mesma (arriscar) a fazer as unhas. Pelo menos as pouquíssimas vezes que fui, nunca arrancaram a carne junto.


Mas o que não dispenso é perfume. Nisso podem dizer que sou mão de vaca ou não sei variar, mas como dizem que perfume é a personalidade da pessoa... Sim, há mais de sete ou oito anos uso o mesmo perfume: Eternity, do estilista americano Calvin Klein. O tradicional de caixa branca. Se bem que eu já usei a edição limitada "Eternity Moment", de caixa rosa, o que estou penando até hoje pra encontrar aqui no Japão (muito embora eu já usei alternadamente "Tommy Girl", do Tommy Hilfiger e "True Love", da Elizabeth Arden, outro que pra encontrar terei que andar Harajuku inteira, pois na loja que costumo comprar - mais barato - já não tinha mais).

Eternity by Calvin Klein, perfume que a autora usa fielmente por sete (ou oito?) anos... Se quiserem presentear a autora no próximo (des)aniversário, eis uma dica...

Quanto a quesito de roupas... Isso ficaria pr'uma outra história.


(*) Este post foi somente encheção de linguiça (ai, que vontade de colocar o trema...), pois hoje estou sem nada pra postar mesmo. Isso também porque fiquei dois dias com a mão esquerda inchada, não me perguntem como aconteceu, mas fui ao médico e estou melhor - a custa de três comprimidos por dia e emplastros na mão...

6 comments:

  1. Kikki....Ah kikki...
    Essa sua paixão declarada pela Mary s2....hehehe

    Achei que depois de tanto tempo fora da blogsphera, ia achar seu blog de cara nova, com nome novo...mas ainda esta no Yokohama....eu sei que vc AMA Yokohama assim, como eu AMO NY...hahaha

    Enfim..estamos ai....
    bj

    ReplyDelete
  2. Leosan, isso são horas? Tu não tens cama non? ahahahah

    Cara nova até estou pensando em mudar o leioute deste sítio, mas o nome, bem, só se eu mudar de cidade ahahahah

    Bem vindo a blogsphera again! ^^

    ReplyDelete
  3. Eu postei tempos atrás minhas unhas com uma cor bem parecida, acho que o título era esmalte.

    Eu quase não uso perfume, mas fiquei curiosa com esse seu.

    Leo, eu fiz um post sobre NY semana passada e retrasada, dá uma olhada se quiser. Gomen Kiyomi, responder a outra pessoa nesse blog. Espero que não se importe.

    bj

    ReplyDelete
  4. ahahah Imagina Elisa, nao tem problema em responder ao outro leitor aqui nao...
    Na verdade, é bem rosa o esmalte que acabei escolhendo. Vermelho eu gosto nas das outras, porque pra mim mesma...
    Quanto ao perfume, fica dificil descrever o cheiro, mas doce eu tenho certeza que não é rs.
    Beijos!

    ReplyDelete
  5. Oi Iwasaki! Poxa, eu tenho um Eternity Moment guardado que comprei no impulso, mas usei no maximo 3 vezes. Sabe qdo vc sente o cheiro do mostrador, compra e qdo aplica na sua propria pele fica enjoativo? Em mim nao ficou bom... pior que eu nao aprendo! Outro dia comprei um perfume solido na Lush e aconteceu a msm coisa - amei o cheirinho do mostrador, mas qdo fui usar ficou enjoativo. Se vc quiser o Eternity Moment, a gnt pode marcar um dia em que ambas estejamos de folga. Que tal? ;D

    ReplyDelete
  6. MaiK! Hisashiburi ne!
    Quanto ao perfume, a gente pode conversar. Geralmente folgo as quintas depois do meio-dia.
    Eu sei como é gostar do perfume na amostragem e depois usar de vez: aconteceu comigo com o Cabotine da Madame Grès(o verdinho). Resultado: levei dois anos pra tentar acabar, pois ninguem queria nem que eu pagasse!
    Beijos!

    ReplyDelete