Sunday, March 14, 2010

Como pagar uma promessa...

"Estou vendo que vão caprichar desta vez", deve ter pensado Shingo Katori (esq.)
"Nãoooooooooo! Eu de novo, não!!! Já é a sexta vez!!!", foi o que realmente o inconformado Tsuyoshi Kusanagi (dir.) disse no programa em 8 de janeiro de 2008...

Quando a querida Elisa (da "Elisa no Blog") contou sobre a viagem para a China, logo lembrei do episódio que passou no programa semanal (favorito por sinal da autora aqui) "SMAP X SMAP" no ano passado.

O programa, apresentado pelo quinteto desde abril de 1996, além da parte musical, eles mantém o Bistro, cujo local não tem menu - o visitante escolhe o que quer comer e a iguaria é feito em duas duplas. O melhor prato a dupla vencedora ganha uma prenda (no caso do visitante homem) ou um beijo da visitante mulher. E também a parte de esquetes, onde eles parodiam todo mundo, sem perdão nem dó (nem o Masaharu Fukuyama escapou), inclusive eles mesmos.

Vez ou outra, geralmente ou no ano-Novo ou na primavera, eles costumam fazer um programa especial ao vivo com duas a quatro horas de duração. Inclui aí provas do estilo de undokai, ou uma retrospectiva deles mesmos com cenas que deram errado (o "Love Awards" ). No caso das provas estilo undokai, o "S-1 Grand Prix", os cinco literalmente têm que se ralar todos para escaparem do castigo final. Sim, os dois piores terão que cumprir uma tarefa e a dita cuja não chega a ser fácil não.

Para fazer jus ao nome da banda (que, traduzindo as iniciais, significaria "O Esporte e a Música Constroem Pessoas"), a partir de 1998, resolveram introduzir esse quadro o "S-1 Grand Prix", o que seriam provas de conhecimentos gerais, musicais, resistência e jogos, também incluindo o melhor resultado no Bistro. E os resultados sempre foram pra lá de inusitados e os castigos idem. O resultado é transmitido alguns meses depois, dependendo da agenda do grupo.

De onze provas, a maior parte delas, o [coitado] do Tsuyoshi Kusanagi teve que cumprir (seis vezes), seguido de Shingo Katori (cinco vezes), Goro Inagaki (quatro vezes, mas na verdade eram cinco vezes, mas devido ao famoso incidente em 2001, ficou de fora), Masahiro Nakai (quatro vezes) e Takuya Kimura (duas vezes). Em 2008, quando teve o especial "S-1 Dangan Fighter", no final, Nakai e Kusanagi empataram no quesito da "segunda vítima" (porque o primeiro foi o Katori) e tiveram que tirar no palitinho, pra desespero dos dois, pois em 2002 também empataram e tiveram que decidir no "cracker" (aquele brinquedo que solta serpentina). Se saísse serpentinas e confetes, era a vítima. Mas devido a um incidente em 2003, decidiram ser no palitinho que tivesse a bolinha ou o xis. Se pegasse o xis ("batsu") era a vítima. Adivinhem quem foi...
Kusanagi e Katori nas ruas de Pequim em treinamento. Sim, entre um passeio e outro, eles tiveram que andar com a perna amarrada... Deu pra entender o que Katori quis dizer que "essa prova o Nakai-kun não ia poder fazer nem pedindo"...

O castigo que foi desta prova era percorrer dez quilômetros da famosa Muralha da China, mas pelo trecho mais díficil e acidentado (Desculpa, Elisa, eu tinha falado a você que eles percorreram os oito mil quilômetros, mas eu é que não prestei atenção no dia que assisti ao programa). O primeiro que falar "moleza, até eu faço", então experimenta fazer isso com sua perna amarrada com a de seu amigo/parente/namorado(a). Sim, isso mesmo: Kusanagi e Katori tiveram que percorrer dez quilômetros da Muralha em três pernas e o trecho era bem acidentado (e põe acidentado nisso!). Além de ter que cumprir esse castigo desta forma, o que meio que atrapalhava era o fator altura e peso dos dois (poderia ser pior: se fosse o Masahiro Nakai, aí sim ia ser problema).
Quem disse que era fácil? Pra descer essa escadaria, a largura era de 60 cm. Do tipo: passar dois de uma vez só, tem que estar em forma. Neste caso, por pouco que não entalaram na descida por motivos óbvios (ou seja: tá na hora do Katori fazer dieta novamente).

Bem disse a Elisa: alguns trechos da Muralha estão em situação precária. Já imaginou se os dois escorregam?

Pra deixar a prova mais difícil - presentinho do líder Masahiro Nakai: uma camiseta tamanho sumotori com a inscrição "yuujou" ("amizade"). Nas costas, a foto dos dois quando bem no início de carreira com o devido curriculum vitae. Detalhe: quando teve o "S-1 Grand Prix" foi um ano antes do incidente. E coincidentemente, Kusanagi e Katori são amigos bem próximos desde que o grupo existe, tanto que, no dia que aconteceu o incidente, Katori foi o primeiro que ficou sabendo e no sábado seguinte, no programa SmaStation fez um discurso emocionado de apoio ao colega.
E ainda descer essa escadaria cujos tijolos estavam soltos. Imagine descer isso, em três pernas e usando aquela camiseta (num calor de 40 graus!).

Os bastões (semelhantes ao que Katori usou na série e filme "Saiyuuki") foram cortesia do Takuya Kimura, em uma parte da prova. Goro Inagaki deixou de presente pros dois uma grande jarra de suco de frutas COM pedaços de frutas. Afinal, ninguém é de ferro (ainda bem, pois no meio da travessia, despencou uma chuva...)

Mais uma escadaria, mas desta vez feita de ferro para que possam atravessar uma ponte que tem mais abaixo. Já seria a parte final da etapa. Mas quem disse que essa escadaria de ferro seria fácil de andar nela?

A dupla com a missão do dever cumprido: levaram quase DEZ horas para atravessarem os dez quilômetros (ou 33 pontos onde ficam ou ficavam as torres sentinelas da muralha). Resta saber se este ano eles farão outro "S-1 Grand Prix" e descobrir quem serão as próximas vítimas e para onde vão despachar...


Se não desabilitarem os vídeos, assistam a saga em seis partes:


- Parte 1: Apresentação, retrospectiva dos castigos anteriores, treinamento da prova indo ao Zoológico, fazendo compras e assistindo a um espetáculo de malabarismo.

- Parte 2: Um pouco da história da Muralha, o mapa do trecho a ser percorrido, início da prova e o presentinho de Masahiro Nakai.

- Parte 3: Um terço da prova. Trecho mais acidentado no meio da chuva. Presentinho do Takuya Kimura com direito a fundo musical para animar ("Around The World", do Monkey Magik e "Walk This Way" do Run-DMC).

- Parte 4: Metade da prova feita em quatro horas. Trecho mais acidentado da prova. Pausa pra descansar e repôr as energias com direito a presentinho de Goro Inagaki. Mais chuva e mais forte. Pausa novamente...

- Parte 5: Já estão na parte final. Escada natural, sem corrimão nem muralha. Conversando sobre amizade, shows e com direito ao background music de "Best Friend", a escada de 90 graus e cumpriram a prova em nove horas e meia!!!

- Parte 6: No estúdio, os cinco reunidos falando sobre os resultados da prova, entrega dos presentes que a dupla comprou para os demais membros do grupo. Música de encerramento, na época do single "Sotto Kyutto".



Para Elisa Fujii: quando você foi à China, que trecho da Muralha você e seu filho resolveram se aventurar? Lembrei deste programa quando vocês foram para lá, e o programa foi ao ar no mesmo dia que vocês viajaram para Cingapura!! Espero que você e os demais frequentadores deste sítio gostem do artigo de hoje... Mas não percorram a Muralha desta forma que os dois lesados fizeram...



Fotos: retiradas do programa SMAP X SMAP do dia 18 de agosto de 2009.

6 comments:

  1. hahaha. Q da hora.
    Eu queria ter visto esse programa.
    Imagino o que é andar a muralha assim rs.

    Vamos um dia eu vc, Elisa...pagar nossas promessas na muralha! Já pensou q legal q ia ser?
    O bom que a Elisa já conhece e vai de nossa guia rs.

    Chique né

    ReplyDelete
  2. Eu me divirto tb vendo SMAP X SMAP... vejo no trabalho com um programinha lá que pega as tvs japonesas... me divirtoooo...

    ReplyDelete
  3. Parece ser um programa muito interessante. Não conheço nada sobre a tv japonesa nem seus ídolos então fiquei um pouco perdida com relação aos nomes dos participantes. Acredito porém que deve ser incrível percorrer a muralha da China, deve ser um lugar muito interessante de se conhecer e percorrer mas não dessa forma que esses dois fizeram né? Acho que esses trechos mais complicados nem devem estar a disposição do público geral, ou será que estão? Lendo isso, imaginei que o trecho que a Elisa deve ter percorrido deve ser um trecho mais tranquilo.

    ReplyDelete
  4. This comment has been removed by the author.

    ReplyDelete
  5. Tem que ter valido muito a pena pra pagar esse tipo de promessa rs... Mas acho que tb se conseguir dá pra pedir algo bem grande rs...

    Kisu!

    ReplyDelete
  6. Alexandre, esse "batsu game" faz parte do programa que eles mantêm, mas eles demoraram para fazer por motivos de agenda lotada e outros detalhes. Pela temperatura que estava, eles foram fazer em julho de 2009 (e o programa foi em agosto). Se a gente for, pode ser que a gente passe por este trecho mas nao com a perna amarrada ahahahah Ah sim, essa parte gastronomica exotica eles nao fazem, pois ja tem o programa "Ikinari Dengon".
    Beijao!

    Gesiane, eu queria saber qual é o programa, pois tem dias que eu nao consigo chegar em casa a tempo. E o de hoje (segunda aqui) o convidado especial é o Lily Franky. Esse episodio da Muralha foi um dos mais engraçados, mas o mais procurado talvez seja o do Julgamento, que foi ao vivo e mais hilario ainda.
    Beijao!

    Desabafando, se eu explicar como foi que eles pararam ali, vai ser longa a resposta. Resumindo, foi o castigo que tiveram por terem ido mal numa prova de exercicios. Quanto a parte do caminho precário, está aberto ao publico, pois a gravação foi feita do jeito que estava mesmo, com turista e tudo. Não sei qual foi o trecho que a Elisa pegou, mas acredito que o escolhido foi o menos acidentado...
    Beijo pra ti!

    Bah, pode ser coincidência ou não, mas eles fizeram a prova três meses depois do incidente. O que logo veio na minha cabeça que "acho que tambem estão pagando todos os erros..." ahahahah
    Beijao!

    ReplyDelete