Monday, March 28, 2011

Aos Poucos, Boas Notícias



Quase vinte dias depois do terremoto/maremoto em Tohoku, aos poucos a vida vai se normalizando. Estradas sendo reformadas, casas sendo construídas, mas toda ajuda continua sendo bem vinda, seja em forma de dinheiro, sendo em forma de donativos, como comida, roupas, cobertores... Embora muitas vidas se foram, felizmente novas vidas surgem. O trabalho em conjunto é o que fortalece não somente aqui, mas em qualquer lugar do mundo.

Primeiro, agradecendo a muitas pessoas que enviaram e-mails, comentários neste pobre, mas limpinho sítio, via twitter, e outras redes sociais, que aos poucos fui respondendo para acalmar e aliviar muita gente. Acreditem, mas de e-mail pejorativo não recebi (ou se recebi foi direto na caixa de spam, sei lá) nem comentários agressivos aqui (porque no twitter... bem, deixa pra lá). Graças a Deus, estamos bem.

Segundo, vamos seguindo que a vida continua, temos que olhar o futuro (mas tomando muitas lições do passado), erguer a cabeça e arregaçar as mangas que vamos ter muito trabalho adiante. Seja no lar, no dia a dia, no trabalho em si. E continuar trabalhando em coletividade, sempre, não somente nas horas mais difíceis.

Não sei outros lugares, mas onde moro, em Yokohama, nossa rotina pouco foi alterada. O bairro onde moramos, faz parte do rodízio de energia (três horas sem energia, às vezes duas vezes no mesmo dia), mas desde que implantaram, aos finais de semana nem tivemos a energia cortada. Tirando o fato de que avisam meio em cima da hora... Por isso que todo dia tenho que acompanhar o noticiário e site da Prefeitura...

Trens, bem, lotados como sempre. Houve gente que dissesse que "onde moro, antes dava pra sentar ou nem lotava, agora por causa dessa economia de energia, redução de horarios, tudo lota bla bla bla", mas eu queria que pegasse um dia a linha Tokaido pra Tóquio no horário de pico, das 7 as 9 da manhã. Ou na volta pra Odawara, das 5 da tarde em diante. Aí sim, é ver o que é trem lotado. Mas não reclamo, porque o próximo vem mais lotado ainda... Sinal que a vida está normalizando.

Programação das emissoras de TV, não estão informando direto sobre o desastre como nos primeiros dias, os programas voltando ao normal (ou quase), os comerciais voltando (a do AC Japan pelo menos pararam com o bordão final, estão variando mais os enredos)... Apesar de que na primeira semana muitos produtos sumiram das prateleiras, hoje, aos poucos vem sendo repostos (mas esperem! Final da tarde acaba tudo); não vejo mais filas nos postos de gasolina... Mas a água...

Obviamente, as campanhas ainda vão continuar, hoje e sempre. Tenho quase a certeza que o programa anual da Nippon TV - o "24 Hour Television" vai doar boa parte da arrecadação para as vítimas de Tohoku, assim como fizeram na época de Hanshin-Awaji (1995).

Muitas personalidades doaram boa parte em dinheiro, como o dono da confecção Uniqlo que doou 1 bilhão de ienes; o quarteto GLAY, 200 milhões; Hikaru Utada doou sangue e depositou 80 milhões para a Cruz Vermelha; Masaharu Fukuyama cancelou os shows no Saitama Arena para ceder o espaço para abrigar as pessoas que vieram de Tohoku e também para os voluntários receberem as doações - em abril, ele fará um programa de rádio especial de duração de 24 horas para arrecadar fundos para as vítimas -; a agência Johnny's Jimusho cedeu os caminhões que usam para transporte de materiais para shows (os shows de Tackey & Tsubasa, Tomohisa Yamashita, TOKIO e Hey! Say! Jump foram cancelados em março e abril) mais os geradores de energia para enviar donativos para Tohoku, bem como deu 3000 litros de combustível; o quinteto SMAP além de terem doado o cachê do programa do dia 21 (foi gravado ao vivo), depositaram juntos 400 milhões de ienes para a Cruz Vermelha.

Esperamos que o país se reerga e volte a ser a mesma força que se mantém. Nem que seja aos poucos, mas a ajuda coletiva fará melhor.

14 comments:

  1. otimo post, Kiyomi. Mto completo!
    Pois é, uma pena que a energia que vem sendo poupada aqui no centro e no sul não pode ser distribuida no norte (diferença de taxa de frequÊncia, já que aqui é 60 hz e ai é 50, precisa conversão...)
    os artistas tem ajudado muito ne. todo mundo tá ajudando do jeito que pode, o país vai se reerguer em breve.

    lembrei no meu post de hj que a gente no Brasil tb viveu um acidente radioativo de grau 5. Claro que as proporções e circunstâncias sao totalmente diferentes, mas o césio de Goiania tb assustou e confundiu mta gente ne

    bjs e que tudo fique bem logo.

    ReplyDelete
  2. Oi Ki!
    eh isso ai, todos ajudando, eu tenho q dizer q todo dia vendo a Tv japa eu tenho q chorar, mesmo nas propagandas da AC eu choro rs.
    Ai Vitinho diz "mamae, daijoubu? naiteruno?" kkkkk
    Passar pelo racionamento deve ser barra ne? Nos por sorte, estamos numa area onde nao ha racionamento, nao sei bem o porque, pois os bairros vizinhos passam.
    De qualquer forma, tentamos ajudar da forma que conseguimos, economizando e fazendo doacoes ne?
    lindo ver como todos estao mobilizados!
    Com a forca e a ajuda de todos, agente chega la.
    beijos e se cuida
    Satie
    casadasatie.blogspot.com

    ReplyDelete
  3. Kiyomi,
    Já passei no cantinho do Alexandre, e agora venho no seu, só assim, para ficar realmente a par de tudo.
    Acho que não é diferente na região onde os meus pais moram....eles também falam que alguns itens somem rapidamente das prateleiras,mas que logo, eles repoem.
    E o melhor disso tudo, foi ver a mobilização dos artistas.
    Esses sim, merecem o meu respeito....
    beijos

    ReplyDelete
  4. Deus abençoa grandemente aqueles que estendem suas mãos!!!Deus é justo, sábio, misericordioso, e seus pensamentos sao mais altos que os nossos,AMEM.Que o SEU conforto esteja com aqueles que enfrentam a dor da perda de suas familias.
    Logo o Japao se reerguerá e que os humildes sejam exaltados P HONRA E GLORIA DO NOSSO SENHOR JESUS.
    Obrigada pelo post e o seu espaço nao é "pobre", é humilde e enche nossos olhos e coraçoes de esperança e ainda com algumas receitas que alegram ainda mais nossa barriguinha.
    boa semana p vc Kiyomi, bjinhus

    ReplyDelete
  5. Que bom que a vida aos poucos vai voltando ao normal. Mesmo com alguns empecilhos é preciso ir adiante.

    É bom saber que além da solidariedade das pessoas normais os artistas e personalidades também fizeram sua parte.

    Estamos torcendo para que o país se recupere logo e volte à sua normalidade.

    Abs,
    Carlos

    ReplyDelete
  6. OI!
    Vim aqui depois da visita ao Alexandre.
    Adoro nestes dias receber boas notícias do Japão. E essas são tudo se bom...
    Aplauso para essa grande onda de solidariedade!

    Beijossssssssssssssssssssssss

    ReplyDelete
  7. Oi Alexandre! Gomen mesmo a demora em responder tudo, mas esta semana fiquei com tudo apertado, mas logo estarei com um tempo (mais) livre rs
    Eh verdade: sobre taxa de frequencia é diferente no norte e no sul, pois quando morei em Hyogo, falaram que a frequencia de Toquio é bem diferente...
    Acredita que desde o dia 25 aqui nao teve mais teiden porque o pessoal está economizando mesmo!!!
    Se depender de todos, o país vai se reerguer mais rapido do que imaginamos! Rodovias sendo reabertas, trens pra Tohoku voltando ao ritmo normal (ou quase, ne?)
    Quando ocorreu o acidente de Goiania, eu estava no Magisterio, lembro da confusao que foi feita, e infelizmente sabe o que deu...

    Mas aqui sabemos que voltará ao normal... esperamos e agiremos!
    Beijao!

    PS: A campanha ainda vai continuar rs
    PS 2: Arigatouuuuuu pela menção deste pobrezinho mas limpinho sítio no seu MARAVILHOSO blog!!! Eita menino que nos dá orgulho! ^^

    ReplyDelete
  8. Oi Satie!!! Como disse pro Alexandre, desde o dia 25 o teiden vem sendo adiado? Sinal que o pessoal está economizando mesmo!!!
    Tem alguns bairros em Yokohama que tambem não estão na lista (Hodogaya, Naka e Nishi), pois ficam próximos as redes de energia, polo industrial e hospitais (uma amiga minha mora proximo ao Hospital da Cruz Vermelha e lá ficou fora do rodizio).
    Doando um pouco, ajuda muito! Muitos artistas disseram em entrevistas que "nao adianta somente falar, temos que fazer alguma coisa." Por isso que doaram boas quantias em dinheiro porque vai ajudar muita gente (lembrando que foram tres provincias afetadas).
    Com certeza, vai dar tudo certo!
    Beijao!!!

    ReplyDelete
  9. Fabiana, felizmente aos poucos estamos todos se recuperando do enorme susto. Pelo menos nos supermercados voltaram a ter pão, leite, arroz, mas a agua está sendo restrita. Se bem que em Yokohama nao tem perigo.
    Agora, depois que fiquei sabendo que um certo portal de noticias na net disseram que a Usina de Fukushima fica em Sendai, eu nao falo mais nada...
    Beijao!

    ReplyDelete
  10. Lu, desse jeito eu fico sem graça, com tanto elogio rs E olha que estou aos poucos voltando a normalidade. Claro que a imagem do dia 11 volta, mas olhando para o futuro rs
    Em breve, os posts voltarao a mesma coisa de sempre. Alem das receitas hahaha
    Beijao!

    ReplyDelete
  11. Oi Carlos! Tirando trens lotados com o horario meio reduzido, risco de teiden (apagao) que todo dia cancela (porque o pessoal está economizando!) e alguns itens no supermercado faltando (tem que ir cedo), a rotina voltou ao normal.
    Pelo menos a grande maioria dos artistas no Japao fazem campanhas e doam boa parte para as entidades junto com a população normal!
    Este país vai ser recuperado, sim. Assim como foi Kanto em 1923, Hiroshima e Nagasaki, Kobe e Niigata, alem de Kyushu tambem.
    Abração!

    ReplyDelete
  12. Loli, gomen nem ter passado direito no seu blog, mas estou acompanhando sim. E fico contente em saber que voces ficam felizes tambem com as boas noticias!
    E melhores virão!!!
    Beijao e a gente vai mesmo pra Enoshima beber uma Shonan Beer?

    ReplyDelete
  13. E depois de muuuuito tempo, eis quem aparece rsss...

    Parece até que sou uma alienada, que não passei aqui na pior época pra quem mora no Japão, mas saiba que meus pensamentos positivos sempre estiveram em vcs... Apesar de saber que nda houve com vcs meus queridos amigos blogueiros, claro que não deixei de ficar preocupada. Cada imagem que passava por aqui, lembrava do tempo que estive aí e as saudades que sinto.

    Kisu!

    ReplyDelete