Sunday, March 20, 2011

Gambarimashou!!

”今日の放送を楽しみにしてくれていた方々には申し訳ありませんが、
これだけの大災害です。被災された方はもちろん、
ご親族を始めこの災害と全く関係ない人はいないと思います。


いまだ、事態は刻一刻と変わり、予断を許さぬ状況が続いています。
それは毎週、僕がお送りしているこの1時間も同じです。
まずは、今 本当に一番大事な情報を共有できる時間にするべきだと
思い、今週の放送をお休みさせて頂きます。


被災された方々に心からお見舞いを申し上げるとともに、
皆様の無事、そして安全を祈っています。”


Sei que muitos estariam aguardando pelo programa de hoje, mas peço desculpas pelo inconveniente, devido a catástrofe. Todos nós fomos afetados, com certeza. As pessoas podem achar que não têm nada a ver com o desastre, mas não imaginam de onde suas famílias poderiam ter vindo.

As coisas mudam constantemente, e a situação continua imprevisível. Toda semana durante uma hora era a mesma coisa, mas agora, a prioridade é informar e mantê-los informados.

Enviem preces de segurança e esperança para as pessoas que estão salvas. - Masaharu Fukuyama, 13 de março de 2011 (na home page oficial, justificando porque neste dia não teria o programa semanal de rádio que faz todo domingo na Tokyo FM)」

Quem percebeu que até dia 14 ou 15 de março a programação da TV japonesa ficou centrada no telejornalismo e os comerciais eram da AC Japan (voltado para o bem estar da população, como a Eli Ivanski mencionou no blog dela aqui). Os demais programas de variedades, de entretenimento e até as novelas foram interrompidas. Claro que num momento trágico como esse, as redes de TV daqui tinham a importante missão de INFORMAR e CONSCIENTIZAR não somente o Japão, mas o mundo de que a situação era mais séria do que se imaginava e comerciais e programas de entretenimento foram interrompidos com a missão de não visarem o lucro nesse momento.

Falei que muitos artistas e empresários daqui (e do exterior) doaram grandes quantias financeiras (só o dono da rede de vestuário Uniqlo doou mais de UM BILHAO de ienes), cederam transporte para envio de remédios, comida e itens de primeira necessidade (caso do Johnny's Jimusho que cancelaram os shows de seus artistas e cederam os caminhões e 2000 litros de combustível para serem usados nas áreas atingidas), cancelaram shows para cederem lugares para abrigar os moradores que conseguiram sair sãos e salvos (Masaharu Fukuyama cancelou os quatro shows que faria no Saitama Super Arena nos dias 17, 18, 20 e 21 deste mês para ceder o espaço aos desabrigados que vieram de Miyagi, Fukushima e Iwate)...

As emissoras de TV divulgaram a conta para depósito para enviar as entidades nas províncias atingidas. FujiTV, Nippon TV (com o programa 24 Hour Television) e TV Asahi ("O Cofre de Doraemon") são algumas que logo que houve a catástrofe, já se mobilizaram para as campanhas.

Aos poucos os programas de TV voltam às programações normais. Claro que na abertura do programa, mensagens de conforto e alegria para os sobreviventes, pois nessas horas, a calma e serenidade são as melhores armas para combater a dor e a dificuldade. Os comerciais normais continuam sendo intercaladas pelos da AC Japan. E os noticiários, claro, ainda dando enfoque nos resgates, reformas e controle da usina de Fukushima.

Alguns programas normais dedicaram o espaço para encorajar os demais perante a situação, recebendo mensagens de telespectadores (via e-mail seja ao vivo ou na home page do programa). Alguns tornam-se especiais de última hora (caso foi do programa SmaStation deste último sábado, que Shingo Katori e Yoko Oshita dedicaram o programa todo sobre esclarecimento sobre ajuda de voluntários - detalhe: o programa é gravado ao vivo - e o próprio programa semanal do Smap que resolveram fazer ao vivo, na segunda-feira). Alguns doramas vão ter o último capítulo com duas horas de duração (caso de "Fuyu no Sakura" e "School").

Percebe-se que aos poucos a população vai retomando a vida normal. Estradas sendo construídas em 4 dias para passagem de emergência (sabia que uma estrada foi reformada em 100 horas?); alojamentos provisórios sendo construídas para os desabrigados na província de Iwate, formatura de estudantes do ginasial... (e depois tem gente tapada dizendo que a população não ajuda? Ah, por favor...)

"Ei, garota/ um novo dia você vencerá/ ei, garoto/ vai lutar mesmo nos dias ruins" - "Ganbarimashou"

5 comments:

  1. isso que é bacana! o pessoal se mexe, todo mundo ajuda (independente de cor, raça ou religião e nacionalidade, claro) e reergue um país. o tsunami foi mais forte, mas as pessoas estão de pé, batalhando por reconstruir, unidos, quem pode ajuda.

    até mesmo uma tragédia tem seu lado bom, nessas horas a gente vê o quanto de bem existe ao nosso redor.

    adorei o post.

    e gostei q tiraram o eeeeeeeeeeeishiiiiiiii dos comerciais rs

    bjs

    ReplyDelete
  2. Alexandre, pode ter certeza que vai dar tudo certo, vai ser mais bonito ainda!! No Joshi Forum (onde vou na biblioteca), eles já estão enviando uma boa quantia financeira para lá. Uma das virtudes da população é "a união faz a força"!
    Gambarimashou! (lembra a musica? rs)

    Bjs!

    PS: Tava demorando pra alguém falar que tiraram ao menos a vinheta final da AC Japan... hahaha

    ReplyDelete
  3. Kiyoumi,

    Impressionante uma estrada reformada em 4 dias!!!! Isso só mostra a garra do povo japonês frente as dificuldades, fiquei admirada também pelos artistas, novelas etc.. estarem se mobilizando desta maneira.

    Quanto a programação na Tv, acho que logo estará normalizada. É que eu acompanho por aqui no Brasil, um animê "One Piece", está tão interessante que não tenho coragem nem de ler os mangás escaneados da rede, para não quebrar as expectativas.

    Um grande abraço,

    Paula

    ReplyDelete
  4. Oi Kiyomi!

    É bom sentir que as coisa estão aliviando aos poucos!
    Estradas em 4 dias só aí mesmo!
    Aqui está todo mundo achando que eu não vou este ano ao Japão...rs
    Eu vou deixando falar...e juntando meu dinheiro pra essa cervejinha, quem sabe em Kamakura...

    kissu

    ReplyDelete
  5. Nossa, mas aqui a mídia brasileira, principalmente as rivais Globo e Record estavam semppre falando e todo o tempo. Capas de Veja, assunto principal nos principais programas das emissoras... um caos... mas por um lado, eu fiquei feliz de ver um pouuqinho mais do Japão do que o costumeiro Roberto Kovalick nos mostra em pequenas notas...

    Que bom que as coisas estão bem por ai


    Kisu!

    ReplyDelete