Sunday, July 24, 2011

Redes Sociais, Devaneios e Um Pouco de Incertezas


Tentando tirar a poeira deste Empório meio largado...

De alguns tempos para cá, como a maioria deve ter percebido, estou frequentando mais ativamente nas redes sociais (leia-se twitter), compartilhando informações, notícias e muita conversa fiada e acabo conhecendo, mesmo que virtualmente, muita gente legal. Através de muita gente que comecei timidamente na microblogagem e muita conversa fiada, acabei conhecendo pessoalmente muitas pessoas. E olha que num certo ponto eu sou desconfiada pra caramba nisso tudo, talvez porque eu, como talvez a maioria das mulheres, tem um certo receio nisso tudo.

Através dessas redes sociais - melhor dizendo o twitter logo de uma vez, já que eu acabo acessando via celular quando estou fora de casa ou nas minhas crises de insônia - eu acabei também ingressando em comunidades fechadas de um assunto específico e também começando a aderir ao tumblr, tipo de microblogagem coletiva, pelo que até no momento eu entendo. Coletiva no sentido de que, no momento que você possui um tumblr e se interessa por uma foto ou citação que você viu/leu em outro, pode repostar no seu com os devidos créditos. Ou se você posta, se vincular ao twitter, acaba passando para muitas pessoas, mas comentar ou marcar que gostou, provavelmente somente quem possui conta no tumblr. Eu acho.

Ainda estou começando, tenho que modificar muita coisa, ver se consigo um template decente, talvez um banner mais caprichado. Se bem que simplicidade às vezes é meu nome do meio, acabo deixando num papel de parede simples e letras normais. Como disse, vou ter que fazer aos poucos, da mesma forma que este Empório, que antes nem tinha esse nome, começou. Mas não vou abandonar este espaço mesmo porque tenho muitos leitores fiéis que gostam de compartilhar e também onde mais poderia fazer minhas postagens-bíblia que venho fazendo?

Não querendo fazer comercial do meu tumblr, mas se quiserem ver um pouco mais e quem tem tumblr me ajudarem com dicas, idéias e tudo o mais, chama-se "One Love Beyond The Night Sky In Yokohama" (http://mspiggysakurai.tumblr.com/), e textos estou tentando fazer em inglês. Nem me peçam em fazer em japonês que aí já é abusar da minha paciência.

Um de meus posts do "One Love...", falo brevemente do futuro.

O meu.

Como vocês devem ter percebido, de junho para cá, a quantidade de postagens aumentou consideravelmente em relação aos meses anteriores. Um dos motivos, foi que desde início de junho estou a procura de um novo trabalho. O mês de junho quase inteiro, preferi descansar, dar um tempo na minha cabeça, principalmente. Pensar no que seria daqui para frente, o que eu teria que fazer, ou recomeçar do zero. Em todos os aspectos. Ao mesmo tempo que procurava um emprego e enviava currículos para os lugares na esperança de receber uma ligação e marcar uma entrevista, eu postava aqui, frequentava o twitter e nas horas que eu queria espairecer a mente, pegava a bicicleta e andava pela cidade.

Todas as vezes que eu tirava o período da tarde para sair de casa e esquecer um pouco dos problemas que venho tendo depois que saí da empresa, ficava pensando comigo mesma se não era melhor começar do zero assim como eu comecei desde que mudei para Yokohama. Quando mudamos para cá, comecei do nada e aos poucos fui alcançando o topo. Não diria que cheguei ao topo, mas estava preparada para a queda, quando soube da notícia em outubro do ano passado. Durante esse tempo todo, até muito antes disso, eu frequentava muito organizações não governamentais de Yokohama tanto no âmbito social como aperfeiçoar meus conhecimentos em língua japonesa, mesmo tendo meu tempo apertado e escala de trabalho maluca.

Do final do ano passado para cá fiquei refletindo sobre tudo isso - emprego, vida, eu mesma. E mesmo diante das dificuldades que venho tendo, ainda tenho esperança e vontade de reerguer nem que eu tenha que começar do nada, mas que aos poucos vou recuperando e superar tudo isso. Mas isso agora vai ter que partir de mim mesma, a decisão é minha. Claro que qualquer ajuda será muito bem vinda, nunca recusei.

Quem ler esse texto ("The Future", ou "O Futuro") muita gente poderá não entender o que eu quis dizer com isso (talvez para quem me conhece, vai entender um pouco mais dos motivos de minhas noites insones).

I’d like to know what it will be about my life now, week of countless interviews, countless CV sended for many offices, but only one accepted my skills. I’m a little scared, I know, but I need to see the future and effort my own strenght to go ahead, don’t mind if one day I fail, but I’ll never can say “I didn’t try anything”.
God I strongly believe in You. And I believe in myself. 
Tradução: "Gostaria de saber que será de minha vida agora, semana de incontáveis entrevistas, currículos enviados para muitas empresas, mas apenas uma aceitou. Estou um pouco receosa, eu sei, mas eu preciso ver o futuro e aumentar minha força para ir adiante, não importa se um dia eu falhar, mas nunca poderei dizer que jamais tentei algo." (foto à esquerda, está no meu tumblr)

Na verdade, semana passada já obtive a resposta de uma empresa em Tóquio, mas como será uma semana de treinamento para ver o quanto terei de capacidade e vontade em aprender, terei que me esforçar se eu quiser começar tudo de novo e partir para uma nova fase de minha vida. O medo que eu tenho seria da mudança brusca em minha vida se nisso tudo não sairei machucada e nem as demais pessoas que me cercam, e não do medo do resultado do trabalho se na avaliação serei efetivada ou não (caso negativo, eu partirei para outra fase).

Quem acompanha meus textos e quem me conheceu pessoalmente (e quem me conhece virtualmente, pois chegamos a um ponto que o elo acabou se fechando de tal forma que podemos confiar um em outro), sabem que eu sempre estou bem humorada (mesmo em crises violentas de TPM), animada e otimista, mas raramente sabem do outro lado que às vezes caio em depressão, choro sozinha, quero ficar sozinha no meu canto até passar (normalmente essas crises duram uma hora de choradeira e depois acaba), mas minhas ausências nas redes sociais não são por esse motivo, mas por causa que têm dias que eu saio de casa para desligar-me do mundo. Oras, às vezes é preciso.

No momento, terei que atar muitas pontas que estão soltas e resolver outras fases pendentes aos poucos, porque tudo de uma vez só também qualquer um enlouquece. Mas não estou me deixando abater e vou enfrentar as dificuldades mesmo ciente de uma possível queda.

12 comments:

  1. Olá recentemente começei a seguir vc no twitter e tb tento quando tenho tempo de ler seu blog. Tb estou passando por uma face difícil e isso está relacionado ao emprego. Não tenho vergonha de dizer que sou deficiente auditiva. Todo santo dia tenho que vencer o preconceito que as pessoas tem por acharem que não sou capaz de fazer algo. Sou bióloga mas infelizmente não trabalho na área. Faço japonês a mais de uma ano na esperança de um dia conhecer o Japão. Graças a Deus tenho amigos que sempre torçam por mim e me ajudam. Por incrível que pareça ler este post me deu mais ânimo e coragem pra tomar decisões.
    Espero que td dê certo pra vc!!
    Abraços

    ReplyDelete
  2. Oi Pri, fico orgulhosa em saber que voce não tem vergonha em assumir sua deficiência e sabe lidar com isso, muito embora existam pessoas que não entendam que pessoas com alguma deficiência são iguais às pessoas normais, até melhores.
    E tendo pessoas que pode confiar e contar, você ganhará força a cada dia! E não desanime, pois cada obstáculo vencido, é um degrau que sobe em sua vida.
    Vai dar certo, sim, eu acredito.

    Beijao!

    ReplyDelete
  3. Ki,

    Boa sorte e forca, como diz o texto, confie em Voce e em Deus, e deixe que as coisas acontecam. Tudo vai dar certo, porque tudo da certo sempre, se nao deu eh pq ainda nao terminou. Fica bem, beijo enorme

    ReplyDelete
  4. É como Satie disse. Eu mesma, depois que parei de blogar comecei a enxergar coisas que antes eu não via, estava afundada nos meus problemas. Até arrumei emprego, começo em Agosto! Minha vida está em uma nova fase, mais confiante e segura de mim. Até peguei mais firme os estudos de nihongo, antes eu nem tinha vontade pra nada mas agora tudo é diferente!

    Ganbatte!!

    ReplyDelete
  5. Oi Satie! Quando algumas coisas não dão certo, eu entendo que talvez não fosse a hora ou porque não era para ser mesmo. Tenho fé em Deus e tenho que acreditar em mim mesma. Se eu me esforçar e dar tudo de mim, tenho certeza de que serei recompensada.

    Arigatou pela força e sempre!!!

    Beijao!

    ReplyDelete
  6. Diana, existem fases que a gente perde um pouco o foco e desanima, existem reações diferentes. No meu caso, eu ainda continuo com o blog, por exemplo, porque é uma atividade que eu gosto e sei que muitos procuram ler porque eu tento ao máximo divertir e também na medida do possivel informar os leitores.
    Mesmo eu ter tido dois meses de merecido descanso, nesses dois meses fiquei trabalhando a mente, estudando, procurando outras formas de me entreter, ocupar a mente...
    Se Deus quiser e também com meu esforço, farei o melhor de mim para tudo dar certo.
    Beijao e obrigada pela visita no meu tumblr.

    ReplyDelete
  7. Bem, só posso dizer uma coisa, com toda a força:

    がんばってください! がんばってください! がんばってください!

    ^________^

    ReplyDelete
  8. o ser humano é feito de mudanças entao, nao se preocupe.Cedo ou tarde td se acalma. O maior problema msm é vencermos a nós msms, os nossos medos e anseios... qto a redes sociais eu tenho "di bunitu" pq na verdade nao uso rss... twiiter msm hahahaa sinceramente nao consigo mexer nisso mto menos, entao esse tempo eu passo lendo, assistindo filmes e series, costurando qdo posso ( ja que no momentos estou impossibilitada perante a 3 recem cirurgias no msm olho.. mas c esperança imensa de que minha vida volte ao que era em termos de saúde p poder recuperar o que perdi e o que nao vivi. Entao Kiyomi, busque, faça, chore, reclame, cutuque, se exalte, grite, ria, passeie, aproveite td que podes.. a vida passa rápido, temos capacidade pra fazer td, entregue nas mãos de Deus se conseguir, confia n´Ele, e Ele td o fará. boa semana, bjus

    ReplyDelete
  9. Como te falei no e-mail... estou aqui na torcida sempre por vc!!!

    As vezes é preciso começar do zero... já pensei nesta possibilidade tb, mas acho que ainda não é o momento e temos fases tb, né?

    ^^ Espero te conhecer pessoalmente logo... vai ser legal!!!

    Kisu e se cuida e o mais importante, não vou te desejar boa sorte mas no nosso querido português SE ESFORCE, DÊ O MELHOR DE VC SEMPRE ou simplesmente ganbatte kudasai!

    <33333

    ReplyDelete
  10. Acho que recomeçar é um ato absolutamente difícil na nossa vida, mas de certa forma gratificante. Poucas pessoas conseguem recomeçar as coisas do zero sem pirar. Te dou total apoio, sei que você é uma pessoa super centrada e capaz (como vc disse, a internet faz a gente confiar mesmo de longe) e tenho fé que você vai conseguir tomar o melhor caminho: seja em um novo emprego, seja em uma nova carreira, como for!
    Adoro suas twittadas, e já vou seguir no tumblr. Tb não sou expert, se precisar de help, dá um grito! >.<

    E bola pra frente, que atrás vem gente! HAHAHAHA

    obs - o seu otimismo e bom humor constante na vida online, as vezes salvam o dia de outras pessoas. Quando se sentir mal, não se esqueça de q pode ter feito muita gente sorrir naquela dia. Eu, por exemplo! Adoro conversar contigo... talvez isso te faça sentir melhor.

    Post bíblico merece comentário bíblico. kissu =***

    ReplyDelete
  11. Eu escrevi aqui, mas o Blogger deletou meu comentário ><

    Enfim querida, eu acho que nunca é fácil sairmos do nosso estado de comodismo. Acho muito válido quando temos esse tempo, rotina é bom, mas ficar sem objetivos a longo prazo não faz bem a ninguém, afinal, acredito eu que viemos a essa vida para evoluir (independente de que maneira seja). Então, sempre temos que estar aptos a receber essas mudanças e tb de procurar mudanças, afinal, a vida é feita de fases e de momentos e de pessoas que fazem parte delas nesses determinados momentos, né?

    Sorte, em tudo pra vc. Amizade e carinho das pessoas que se importam com vc, já as têm.

    Kisu!

    ReplyDelete
  12. Claro que as incertezas da vida dão medo, muito medo! Mas é o que você faz depois de passar por elas aquilo que realmente importa, aquilo que vai definir sua vida a partir de agora. Chorar faz parte e ficar deprimida também, MAS você não pode nunca desistir. A vida não é um mar de rosas e temos que fazer por merecer cada pequeno momento de felicidade.

    Eu virei sua fã depois de ver que você não desiste das coisas, que luta e que vai atrás do que quer. Começar do zero, dar alguns passos pra trás, ainda que seja difícil, nada disso vai te derrubar. Então, ganbatte, olhe pra frente, siga com passos firmes e veja seu futuro brilhante.

    ReplyDelete