Monday, October 10, 2011

Thirty Day Song Challenge (Desafio dos Trinta Dias: Música) - Décimo-Quinto Dia


Dia 15 - uma canção que descreve você: "FighT" (Miyuki Nakajima)

Falar de uma música que me descreva, eu digo que seria muito difícil, pois depende muito é do meu humor, estado de espírito, entre vários fatores. E eu muitas vezes eu fico quebrando a cabeça até para fazer meu PR (public relation) em currículos, porque eu sou uma pessoa difícil, e quem me conhece/conheceu sabe como eu sou.

Atualmente, uma das músicas que descreve meu estado atual seria "Fight", da cantora e compositora folk Miyuki Nakajima. A letra fala das angústias e frustrações das pessoas, mas que pede para as mesmas lutarem mesmo com a incerteza do resultado. Triste e chocante, eu sei, mas se não lutarmos, jamais conseguiremos chegar a lugar algum.

Logo na primeira frase, me identifiquei. Claro que eu terminei até a faculdade, mas pode-se entender "por eu nao ter o bendito 1-kyu de proeficiência em língua japonesa e/ou 900 pontos de TOEIC, todos acham que não sirvo pra nada".

"Ninguém me aceita porque não terminei o ginasial" / escreve uma garota em uma carta, com letra trêmula e raivosa.

O medo de arriscar, de enfrentar. E descobrir na verdade quem é seu inimigo - você mesmo!

"Vi uma mulher empurrar uma menina na plataforma do trem e ainda rir dela
Fiquei em estado de choque, mas ao invés de gritar e socorrê-la, eu fugi
Meu inimigo é eu mesmo"

Mas desistir nunca, persistir sempre! Todo sacrifício jamais será em vão. Ultimamente estou em constante luta para conseguir atingir meus objetivos e por mais obstáculos que terei que enfrentar e derrotar o inimigo que me habita. E sinto que nessa constante luta, conseguirei atingir, mesmo sabendo que não vai ser nada fácil. Que vou ter que começar do zero. Literalmente.

As músicas de Miyuki Nakajima, são, na maioria, sobre coragem, força e natureza. Tendo mais de trinta anos de carreira, Nakajima é conhecida pelo seu timbre vocal grave, contrastando com as letras que compõe.

Nascida em Hokkaido, em 1975 ao ganhar o primeiro prêmio em um dos maiores concursos de música popular japonesa, o Popular Song Contest e logo assinou com uma grande gravadora, a Pony Canyon, filiada com a Yamaha, que organizou o festival. A maioria de suas músicas seriam de protesto, luta e vida. Apesar de fazer muito sucesso - tanto como intérprete como compositora - Nakajima recusava-se a participar em programas de televisão, limitando-se somente em especiais e compôr para comerciais.

Suas músicas mais famosas seriam "Fight!", "Sora to Kimi no Aida ni", "Ito", "Chosho no Hoshi", para citar algumas de sua vasta discografia, sem falar de composições que a premiaram, como "Abayo" (por Naoko Ken), "Mugo, n... Iroppoi" (por Shizuka Kudo, por sinal, Nakajima compôs a maioria das músicas para ela).

Devido ao sucesso inesperado por "Chosho no Hoshi", que foi tema do documentário da emissora estatal NHK - "Project X" em 2000, Nakajima resolveu romper o silêncio que tinha em participar em programas de televisão e fez sua apresentação dentro do túnel do dique de Kurobe (Toyama) para o Kouhaku Utagassen de  2002.

Em 2006, a música "Sorafune", que compôs para o quinteto TOKIO, ficou quase um ano nas paradas de sucesso e alcançou a marca de mais de 480 mil cópias vendidas. Foi tema do j-dorama que Tomoya Nagase protagonizou "My Boss, My Hero", e rendeu a Miyuki Nakajima o Japan Records Award no mesmo ano, sendo a segunda composição que mais rendeu mais tempo em paradas de sucesso (o primeiro foi "Abayo", com Naoko Ken).

Devido às sua composições, Nakajima é reconhecida pelo ministério da Cultura, tanto que ela é a primeira e única compositora a fazer parte do Conselho Nacional de Literatura Japonesa. Em novembro de 2009, recebeu do governo japonês a Medalha de Honra ao Mérito de Fita Púrpura, reconhecimento pelo incentivo e apoio a arte e cultura.

Recentemente, sua composição "Kouya yori" será tema do j-dorama da TBS "Nankyoku Tairiku", protagonizado por Takuya Kimura, Masato Sakai, Teruyoshi Kagawa e Haruka Ayase.

3 comments:

  1. Ela compôs Sorafune? Que legal!! Vou procurar baixar as músicas que você citou. ♥

    ReplyDelete
  2. Oi Isa!!! Estreiando brinquedo novo hein? (eu sei como foi seu drama)

    Sim, Miyuki Nakajima compôs Sorafune para o TOKIO!! Eu fui perceber quando o single foi lançado por causa do estilo da música (detalhe: eu quase não acompanho a carreira do TOKIO!)

    "Fight!" até Masaharu gravou! Tenho o album de covers que ele fez (vai ter resenha). Mas Nakajima voltou as paradas com "Choshu no Hoshi" por causa do programa da NHK em 2000. Quero ver se consigo a nova dela que vai ser tema do dorama do Kimura!!!

    ReplyDelete
  3. Que ela tenha vido à tona com "Choshu no Hoshi" é uma dessas ironias da vida.

    Uma música ruim para um série trash da NHK.... mas é do que o público gosta.

    A melhor fase da Nakajima foi aquela do qual Fight faz parte e, como relata a Piggy, as letras falam muito do coração da mulheres.

    Nunca foi reconhecida devidamente na época. É hoje com esse tipo de música ....

    Como comentei aqui neste blog anos atrás, isso devidamente parodiado no comercial da Boss com o Tommy Lee Jones, o que pouca gente notou.

    ReplyDelete