Wednesday, November 06, 2013

Mangás X Doramas

Eis que um belo dia (chuvoso, por sinal...) entro no FB e deparo com o seguinte post...


"Essas histórias de mangá Shojo geralmente são um saco (riso ironico)
Eh, assisto muitos doramas assim achando o cúmulo a falta de enredo. (...)"

A hora que eu li isso, me deu uma revolta tão grande, que pensei em dar uma resposta (se ia ser bem educada ou mal educada, ia depender do grau da revolta que eu estaria no momento) para a pessoa que postou isso, mas depois parei e pensei - se eu retrucasse, seria ela ganhar audiência pro seu palco solitário. E outra, cada pessoa pensa como quer, fala o que quer (mas ouvir o que não quer que é bom...), então tentei esquecer. O que não está sendo fácil.

Eu acabei desabafando no twitter mesmo. 

Pelo que a pessoa disse, então todos os doramas que foram baseados em mangas (sim, boa parte dos doramas são baseados em mangas e livros) não têm conteúdo! 

Quer dizer que toda minha vida foi uma mentira?!

Eu assisto a doramas desde que estou aqui no arquipélago. E muitos deles foram adaptados de mangas, seja shoujo (tema voltado para mulheres), seja shonen (tema voltado para homens), e inclui também os animes. Certo que têm alguns doramas que dá vontade de chorar de raiva, mas felizmente outros são melhores e divertem.

Claro que muitas vezes a trama não é 100% fiel ao do manga, mas vai tentar colocar onze a quinze volumes em um dorama que tem no máximo doze episódios. Se fizer filme então...

Por exemplo, o filme "Hachimitsu to Clover", que foi baseado no manga do mesmo nome. O manga tem dez volumes - por isso que, quem assistiu o filme e depois foi ver o anime e o dorama, preferiu os dois últimos, por ser mais completo. Verdade que o filme foi resumido e muita coisa faltou.

Outros exemplos seriam os filmes - baseados em manga - "Boku wa Imouto ni Koi o suru" e "Boku no Hatsukoi o Kimi ni Sasagu". O primeiro tem dez volumes e o segundo, doze. Imaginaram como colocar cerca de sessenta capítulos num filme que dura duas horas? Como uma vez eu comentei, fatalmente faltará algo.

Eu já tenho outra visão de manga e adaptação deles para doramas, filmes e animes. Tudo isso foi feito pra entreter, seja faltando conteúdo ou não. Muitos diretores e roteiristas arriscam a fazer um dorama, filme e anime baseado em mangas não por falta de enredo, mas acreditam que os espectadores gostariam de ver um live-action. E pode acontecer de que, assistindo a uma adaptação, quem não leu o manga, vai acabar comprando (ou locando, que seja).

Os shoujo manga claro que têm o lado romântico, mas também têm seu lado mais forte, mais dramático. Quem (tentou) ler a série "Life" (da Keiko Suenobu), mostra o lado cruel das estudantes colegiais. Envolve bullying, suicídio, assassinato, injustiças sociais. 

Outros shoujo mangas que tiveram boa recepção do público em geral quando tomaram forma de dorama e/ou filme, foram "Hanazakari no Kimitachi e", "Hana Yori Dango", "Hotaru no Hikari" (cuja palavra "himono onna" acabou virando verbete no dicionário japonês), "Nodame Cantabile", "Kimi wa Petto", entre muitos.

Eu não vejo nada de errado um diretor resolver fazer um filme ou dorama baseado em um manga. Os atores terão que se virar nos trinta para poderem encarnar os personagens. Alguns chegando a fazer mudanças radicais. Ou muitas vezes acontece do dorama ser diferente ao apresentado no manga. Acontece.

Se essa pessoa acha que falta enredo porque foi adaptado de um shoujo manga, melhor deixar ela pensar dessa forma. Eu tenho outra opinião. Outra pessoa também terá outro ponto de vista completamente diferente. Estou apenas expondo o que eu penso, e sei que outras pessoas pensarão de outro jeito.

Assim, como me explicam o estrondoso sucesso da peça musical, "A Rosa de Versailles", interpretado pelo Teatro Takarazuka (formado somente por mulheres, em contraposto com o teatro kabuki), que foi baseado em um... SHOUJO MANGA???

Se for seguir a linha de pensamento daquela pessoa, então todos esses meus mangas (shoujo e otona) foram doramas, filmes e animes sem conteúdo por falta de enredo?!

Nota daquela que vos posta: a opinião daquela pessoa não vai afetar em nada na minha vida, vou continuar comprando meus mangas que futuramente serão doramas, filmes e animes "por falta de enredo" e vou continuar assistindo.

Foto: da propria autora.

6 comments:

  1. afff. tem gente de mente mto pequena! os enredos dos doramas, animes... são fantásticos! criativos, diferentes, apaixonantes. sei lá, pq o povo tem essa visão pequena das coisas. é triste

    ReplyDelete
    Replies
    1. Verdade, Alexandre. Eu não retruquei para aquela pessoa porque ela já arranjou encrenca com minha melhor amiga no FB.
      Mas que deu vontade de perguntar pra ela se gostou de HanaDan, isso deu.
      E' aquelas fanáticas de mente pequena mesmo. Daquelas que gostam de um barraco também.
      Vamos deixar ela no palquinho solitario da ignorancia que a gente ganha muito mais.

      Abração, amigo!

      Delete
  2. Eu não tenho propriedade nenhuma pra dizer sobre isso, mas acho que mesmo sendo leiga, consigo diferenciar as coisas rs

    KisU!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Awnnnnnnnnn~ ♥ Mesmo assim, saiba que você é sempre bem vinda aqui!!!
      Você consegue muito bem diferenciar as coisas sim. Você é esperta!!!
      =)
      Beijao!

      Delete
  3. Nossa, acho que maioria dos doramas e filmes que eu assisti baseados em mangás, eu curti. Não sei se é porque eu já estou acostumada com isso, acho normal e não vejo problemas. Achei meio sem noção o comentário da figura, se não gosta de doramas assim, porque assiste? Eu hein...
    Um filme que eu amei, mesmo tendo o final diferente do mangá foi Paradise Kiss. Aliás, achei que o final do filme foi uma grata surpresa, infinitamente melhor que o mangá, hahaha Eu amo também os filmes de Nana, aliás... eu sou fã declarada da Ai Yazawa, então acho que sou suspeita pra falar, hahaha
    As vezes os dorama/filme acaba tendo um final ou alguma coisa adaptada do mangá, acho que é até normal mesmo. Mas não acho que seja ruim isso, as vezes até acrescenta.
    Bjim!! :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Tathy, eu também assisti a maioria dos filmes/doramas baseados em mangás. Kimi wa Petto foi uma delas. Acredite se quiser, se ler o mangá (um volume só) de "Minami-kun no koibito", você vai achar o dorama mais bonito do que o mangá.
      Eu não sei se a individua que comentou sobre isso chegou a assistir "HanaDan", e ter gostado. Porque o mesmo foi baseado em um ...mangá!
      Paradise Kiss eu só vi no cinema. Não cheguei a ler o mangá e vi alguns trechos do anime (cuja musica final era de uma banda que eu comecei a gostar hahaha), mas acho que "NANA", de Yazawa Ai eu acho que é o mais popular entre muitos que gostam dos mangás dela.
      Outro mangá que eu tenho, amei e assisti o filme (e gostei, muito embora teve gente que não gostou, fazer o quê) foi "Hachimitsu to Clover". Certo que o filme nem tem como colocar tudo o que tem nos dez volumes de uma série, mas vale pela beleza das pinturas e da amizade dos personagens.

      A verdade é que a menina que postou esse comentário no FB é aquelas fanáticas inconsequentes, ao contrário de outras que conheço que são mais compreensivas (como a equipe da JStorm do AF, por exemplo).

      Beijao!!!

      Delete